História Love or Fun - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance
Visualizações 734
Palavras 4.778
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - I am confused


POV Justin

Acordei com uma mensagem de Ryan. Pisquei os olhos várias vezes e por fim abri a mensagem, que dizia:

"Cara, você não sabe o que eu descobri. Vanessa e Lohran se separam. Haha, faça bom proveito"

Li e reli aquela frase várias vezes até um sorriso, maldoso, vir em meus lábios. O que eu ia fazer? Rir pessoalmente da cara de Vanessa. Por que eu iria fazer aquilo? Porque eu á avisei que esse cara não prestava. Ela me fez ama-la, eu corri atrás dela, pedi pra voltar, fiz de tudo e mais um pouco para tê-la de volta e ela simplesmente me ignorou. E nenhuma garota brinca com meu coração. Nenhuma garota me faz sofrer.

Mesmo com esse lance do Lohran ser o responsável dela enquanto os pais estão em Miami, ela não ficaria no mesmo teto que ele, então, ela estaria na casa de algumas das amigas. Na casa de Ariana é meio improvável que ela esteja lá pois, Ryan namora com ela e eu sempre estava lá... ela só podia estar na casa da Barbara, mas, eu não sabia como entrar lá sem der muito na cara que eu sabia disso... preciso de um plano.

Depois de pensar em várias chances, uma idéia, que daria certo, veio em minha mente. Iria pedir á Christian para chama-la pra sair. Por que ele? Porque ele sempre foi afim dela, mas isso não vem ao caso. Liguei para ele e, depois que Chris falou com ela, ele me retornou a ligação confirmando tudo. Ótimo. Agora é só esperar para ver a reação de Vanessa ao me ver falar tudo que está engasgado.

POV Vanessa

Acordei cedo. Não consegui dormir direito na noite passada. Meu pensamento estava em Lohran. Eu estava com medo de perde-lo, medo de ele me trocar ou se cansar de mim e dessas minhas crises. Mas isso não significava que eu iria atrás dele. Eu estava ferida por dentro.

Tomei banho e coloquei apenas uma camiseta longa, já que só estava eu e Barbara aqui, passei um pouco de maquiagem e prendi o cabelo com um coque. Desci e fiquei na sala vendo tv. Não estava com fome e estava sem vontade de fazer algo útil.

[...]

Já eram 12:00 e Barbara tinha acabado de acordar. Ela desceu as escadas toda empolgada.

-Você não sabe quem me ligou! -ela sentou na minha perna-.

-Quem? -disse tentando estar na mesma animação que ela-.

-Christian! Ele me chamou pra almoçar!

-Sério?! Até que fim!

-Sim! Daqui a pouco ele vai passar aqui. Você vai ficar bem?

-Vou sim. Agora vem por que vou te ajudar a se arrumar.

Ela sorriu e nós subimos.

[...]

A ajudei a escolher uma roupa perfeita e Christian buzinou.

-Vai ficar bem mesmo? -disse ela segurando em minha mão-.

-Vou sim -sorri-. Agora vá.

Ela sorriu e me deu um beijo na bochecha e saiu.

Voltei a deitar no sofá e continuar na minha depressão.

Meu celular tocou. O peguei e vi a foto de Lohran na tela. Respirei fundo e quando vi a ligação, era ele. Meus olhos se encheram de lágrimas e o desliguei. Ele era persistente e continuou ligando sem pausas, e, por isso, desliguei o celular. Eu daria qualquer coisa pra esquecer o que havia acontecido ontem. Daria tudo para estar com Lohran agora.

POV Lohran

Estava aqui no quarto do hotel onde Katy estava. Minha cabeça estava estourando e meu pensamento em Vanessa. Eu liguei várias e várias vezes pra ela, mas ela não me atendia. Não sabia onde ela estava. Se estava bem, se estava comendo ou se estava se cuidando. Eu sei que são apenas um dia, mas, mesmo assim, eu estava preocupado com ela. Porra, cara, ela é a mulher da minha vida.

-Está tudo bem entre vocês? -Katy perguntou-.

-Não. Ela não está em casa.

-Sério? Pra onde ela foi?

-Eu não sei, Katy. Estou preocupado com ela. Aquele beijo não poderia ter acontecido.

-Mas, Lohran, você sabia que queria isso e que eu também queria.

-Não, Katy. Eu não queria aquilo. O que aconteceu entre nós ficou no passado. Eu fui fraco, fui idiota. Eu coloquei em risco tudo que eu tenho.

-Você não pode fechar seu mundo só para Vanessa. Você sabe, relacionamentos acabam e se você se prender á eles, vai sofrer igual um condenado.

-Meu relacionamento não vai acabar igual o nosso acabou.

-O nosso acabou pela distância. Se não fosse por isso estáriamos até hoje juntos.

-Depois que conheci Vanessa, todas as outras garotas perderam a graça pra mim. E chega desse assunto.

-Tudo bem.

-Estamos de boa?

-Claro, bobo -riu-.

Sorri e, enquanto ela terminava de arrumar suas coisas, tentei ligar novamente para Vanessas, mas só caía na caixa postal. Merda.

POV Justin

Peguei o carro e segui em direção a casa de Barbara. Minhas mão estavam suando e meu coração batendo mais forte. Eu estava assim por que iria ver Vanessa? Não, não podia e não era aquilo. Estava assim por finalmente rir de sua cara, do mesmo jeito que ela riu da minha.

[...]

Estacionei o carro em frente a casa. Respirei fundo e pesado e desci. Caminhei, um pouco rápido até a porta e toquei a campainha. Ninguém atendeu. Toquei mais duas vezes e a maçaneta da porta mexeu. Segundos depois, a porta se abriu e Vanessa surgiu. Ela vestia apenas uma camiseta, um pouco grande até, branca com um desenho de âncora na frente. Seu cabelo estava preso para o alto, acho que o nome é coque e seus olhos vermelhos.

-O-o que faz aqui?

-Vai me deixar entrar?

-Não! Saia! -ela tentou fechar a porta, mas, como eu sou mais forte, eu consegui impedi-la e entrei-.

-Eu soube do que aconteceu -sorri maldoso-.

-Do que você está falando?

-De você e do Lohran, oras. Ele terminou com você?

-Não. E quem te contou?

-Boatos são espelhados.

-Não precisa ficar feliz, nós estamos juntos... eu acho.

-Acha? Por que? O que de tão grave o namorado mais perfeito do mundo fez pra garotinha que está a procura do princípe encantado?

-E-eu o peguei me traindo.

-Lohran Willians fez isso? Uau!

-Se você veio aqui pra fazer piadinhas, já pode ir embora. Hoje não estou de bom humor, Bieber.

-Olha só, pegou a mania do namorado -fiz sinal de aspas com o dedo para falar 'namorado'-, de me chamar de Bieber -ri irônico-. Mas não, não vi aqui só pra isso. Vim falar que você realmente me perdeu.

-Do que está falando?

-Estou falando que você é uma tremenda otária. Você deixou o certo pelo duvidoso, Vanessa! Você me fez amar você... eu amei você. Nesses últimos meses, desde quando nós nos separamos, eu estava apaixonado por você. Todos os dias antes de dormir eu pensava em você. Quando eu te via na escola, eu tinha vontade de te agarrar pela cintura e te beijar como se o fundo fosse acabar. Eu cheguei a ser chato pois, fala de você toda hora. Eu saía com os garotas mas nenhuma garota me interessava. No meu pensamento estava cheio de você.

-V-você não pode estar falando sério -já havia lágrimas caindo de seus olhos-. Mas por que você não me falou isso antes, Justin?

-Eu tô com cara de quem está brincando, caralho? Porque você estava cega pelo Lohran. Nada poderia mudar isso. Por que você acha que eu corri atrás de você tantas vezes? Por que você acha que eu ficava te olhando? Por que você acha que eu, praticamente, implorei por um beijo ou pela aquela transa com você?

-Justin, eu não sei o que te dizer... eu to surpresa com isso -seus olhos estavam cheios de lágrimas e seu corpo tremendo-.

-Não precisa dizer nada. Isso tudo não existe mais, Vanessa. Você me perdeu em todos os sentidos. O Justin Bieber que eu me tornei quando estava apaixonado por você sumiu. Sabe por que? Porque ninguém brinca com meu coração. Porque ninguém me faz sofrer. E, o Justin Bieber durão, sem sentimentos, o que pega geral sem compromisso e que faz as garotas chorarem e sofrem, voltou. E a única culpada disso é você. Vanessa, você fez o melhor Justin Bieber surgir e ir embora. E acredite, ele nunca vai voltar. Quer dizer, ele nunca vai voltar por você. Porque você -ri sem humor-, porque você é minha destruidora de coração.

Falei aquilo olhando em seus olhos e respirei fundo. Passei, quer dizer, baguncei o cabelo, e fui até a janela.

POV Vanessa

Eu não acreditava no que tinha acabado de ouvir. Justin Bieber o garoto dos meus sonhos, o garoto pelo qual eu sofri, meu primeiro amor, tinha se apaixonado por mim e eu o ignorei. Eu fiz o Justin, o cara mais durão que eu conheço, se apaixonar e sofrer. Depois dessas palavras que ele acabou de dizer, eu me sentia um monstro que acaba com o coração dos garotos. Primeiro foi ele e depois Lohran —com a traição—.

Mesmo negando, mesmo escondendo, mesmo querendo esquecer, eu sabia que Justin era o amor da minha vida. Eu nasci para ama-lo e para ficar com ele. Sim, eu amo Lohran. Amo muito. Mas, nada comparado ao quanto eu amava Justin. Eu seria capaz de tomar um tiro por ele. Eu estava confusa com tudo aquilo. Queria ter Justin pra mim novamente, mas, ao mesmo tempo, não queria perder Lohran. Eu estava confusa... eu não sei o que fazer.

-Pois é. É isso. -ele disse se afastando da janela-.

-Não. Não vai -corri até ele a o abracei por trás. No começo, ele tentou me tirar, mas depois ele segurou em minhas mãos-. Eu te amo, Justin. Eu te amo muito.

-Você ama o Lohran. Você está com Lohran. Agora, me esquece e desapegue de mim, assim como aconteceu comigo, em relação a você. Se acerte com o babaca, sejam felizes e rasgue a página que eu fui de sua vida.

Engoli em seco.

-Eu não posso apagar minha vida toda. Não posso rasgar a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Eu não quero esquecer você... eu não consigo esquecer você. Por mais que eu tente, por mais que eu queria, você continua sendo meu primeiro pensamento da manhã. Por favor... -minha voz saiu falha por conta do choro-, só não me deixe novamente.

Justin se virou pra mim e limpou meu rosto.

-Você não pode ter dois ao mesmo tempo. Lohran te faz feliz. Ele te completa. E eu? Eu só fodi com sua vida. Eu fiz você fazer aquela merda no braço, eu te fiz chorar, eu te bati. Eu só te fiz mal.

-Mas eu te amo, Justin. Entende isso?

-Você deveria ter dito isso antes. E agora, se nós ficarmos juntos, eu vou te magoar e, você, vai magoar Lohran.

Me afastei dele e ele me puxou pela cintura me virando a ele. Justin colocou a mão no meu queixo e puxou calmamente meu rosto ao dele. Nossos rostos ficaram próximos e nossas respirações se chocavam. Fiquei nas pontas dos pés e aproximei mais meu rosto ao dele. Justin me pegou pelas pernas e me pegou no colo. Segurei em seu rosto e finalmente nós nos beijamos. Um beijo calmo e lento, mas, ao mesmo tempo era intenso. Sua língua pediu passagem e eu cedi. Ele foi andando, ainda comigo no colo, até o sofá. Justin ficou entre minhas pernas. Paramos o beijo e ficamos nos olhando. Justin mordeu o lábio inferior e me beijou novamente. Sorri entre o beijo e ela mordeu meu lábio.

-Você tem o melhor beijo do mundo e, se eu pudesse, eu te beijaria pra sempre.

-Eu gosto seu beijo -sorriu-.

-Justin, você não sente mais nada por mim?

-Eu posso até amar um pouco você ainda, sabe? Mas não é aquela paixão de antes e muito menos com aquela intensidade. Tipo, eu não tenho mais necessidade de falar com você ou de te ver.

-Ah -eu disse segurando as lágrimas-.

-Viu? Eu só magoou -ele disse tirando minhas mãos de suas costas-.

-Não, tá tudo bem.

-Você já sabe o que vai fazer?

-Ainda não... eu preciso de um tempo pra colocar meus sentimentos e pensamentos em ordem.

-Entendi. Agora preciso ir.

-Não. Fica mais.

-Não posso. A gente se vê amanhã -ele se levantou-.

-Ah, tudo bem então -me levantei também-.

Fui com ele até a porta e antes de ele sair, nós nos beijamos de novo.

-Se cuida.

-Você também.

Ele disse e cruzou a porta. Esperei ele entrar no carro e der partida, para poder fechar a porta.

Eu estava totalmente confusa. Se eu ficar com o Justin, sei que vou sofrer. Ele pode até me amar um pouco ainda, mas ele vai me trair e me trata mal. Se eu ficar com Lohran, eu vou estar mentindo pra mim mesma e o pior, mentindo pra ele. Lohran era um anjo, o namorado perfeito, mas sei que esse Katy vai conseguir acabar com tudo. Eu não sabia o que fazer. Eu estava perdida.

POV Justin

Consegui falar tudo que estava engasgado pra Vanessa. Minha intenção era chegar lá e bancar o durão. Recusar seus abraços, evitar seus beijos, mas quem disse que eu consegui? Porra, a Vanessa tem o melhor beijo e o melhor abraço. Fora que ela é uma gostosa do caralho. Mas enfim, deu para entender que ela quer voltar. Ela ficou confusa com tudo que disse. Ela se sente totalmente culpada —coisa que sem dúvida ela é—. Eu senti que todas as palavras que ela disse, foram verdadeiras. E agora? É só esperar pra ver o que ela vai fazer. Se nós voltarmos, mesmo eu falando que o Justin Bieber apaixonado por ela, nunca vai voltar, ela pode me fazer apaixonar por ela novamente.

POV Katy

Nós chegamos na casa de Lohran e ele ficou calado o caminho inteiro. Ele só pensava na Vanessa e bláblá. Eu queria tê-lo de volta, como nos velhos tempos, mas Lohran só pensava nela. Não que eu queria que eles brigassem e terminassem. Não queria vê-lo sofrer. Mas se o destino me trouxe de volta á vida de Lohran, isso queria dizer alguma coisa e bem, eu iria ajudar essa coisa acontecer. Mas não, eu não iria fazer planos idiotas pra isso, eu só iria esperar o tempo passar.

POV Vanessa

Eu precisava voltar pra casa e pensar em tudo. Precisava saber como Lohran estava, precisa ter uma conversa séria com ele. Óbvio que eu não iria terminar com ele do nada, eu ia ficar com ele, mas se as coisas ficarem ruins pra nós eu vou ter que terminar. Eu o amo. Ele foi o único que esteve comigo quando eu precisei. Ele me faz feliz. Mas Justin, porra cara, o Justin é o amor da minha vida. Ele é meu Bad Boy. O garoto dos meu sonhos. E sim, eu ainda tinha medo de perder Lohran. Perdê-lo pra Katy.

[...]

Barbara chegou em casa com um sorriso de ponta á ponta. Iria esperar ela dizer o que rolou com Christian e depois iria contar o que aconteceu aqui.

-E aí, como foi?

-Ele é tão perfeito! Nós ficamos, fomos ao cinema e ele me disse coisas fofas! -ela disse se sentando no sofá da minha frente-.

-Deixo ele namorar com você.

-Boba! -riu-. Mas ainda é cedo, nós nos marcamos de nos ver de novo.

-Aw que bonitinhos -ri-.

Ela riu.

-Bom, mudando de assunto. Você não vai acreditar em quem veio aqui.

-Lohran?

-Não. Justin.

-O que?

-É. Ele veio aqui e me disse várias coisas. Disse que estava apaixonado por mim e que eu quebrei seu coração.

-Uau! E o que mais?

-Nós nos beijamos.

-E agora você está confusa. Acertei?

-Acertou. Me ajuda.

-Olha, você ama Justin e isso tá na cara. E Lohran foi só uma paixão sua, sabe? Não to dizendo que você não o ama e nem que você usou, mas você se aproximou dele em um momento de fraqueza. Quando você estava sozinha e essa aproximação de vocês, levou á um namoro. E, se não fosse por isso, você sabe que não estaria com ele. Você ia continuar sofrendo pelo Justin, mas não iria deixa-lo.

-É, você tem razão. Vou deixar as coisas rolares.

-É o melhor que você tem a fazer.

-Vou voltar pra casa.

-Mas já?

-Sim, amiga. Preciso ver com ele está.

-Ok né -riu-. Eu sempre vou estar aqui pra te ajudar.

-Obrigada -sorri-. O mesmo pra você.

-Quer que eu te leve?

-Não. Não precisa. Eu chamei um taxi.

-Certo. Bom, eu vou subir. Qualquer coisa me liga.

-Pode deixar.

Dei um abraço em Barbara e ela subiu. Alguns minutos depois, meu taxi chegou. Peguei a pequena mala que havia trazido e saí.

[...]

Finalmente cheguei em frente á casa de Lohran. Suspirei pesado e paguei o motorista saindo do carro. Os seguranças imediadamente abriram o enorme portão e eu entrei. Aquele jardim nunca pareceu tão longo pra mim. Quando, cheguei na porta da sala, vi pelos vidros Lohran sentado com uma mulher ao seu lado. De principal pensei que fosse sua mãe ou sua irmã, mas logo Katy veio em minha cabeça. Eu não poderia acreditar no que estava vendo. Eu não acreditava que ele foi capaz de fazer aquilo. Pensei mil vezes antes de entrar lá. Tomei coragem e abri a porta. Porque oras, que tinha que sair era ela. Alias, ela nunca deveria ter entrado. Cruzei a porta e quando vi Lohran, meu coração disparou.

-Vanessa? Você voltou pra ficar? -ele perguntou vindo até mim-.

-É. E o que ela faz aqui?

-Depois a gente conversa sobre isso.

-Vamos subir. Preciso conversar com você.

Ele assentiu e nós subimos pro quarto. Me sentei na ponta da cama e ele sentou do meu lado.

-Antes que você comece a falar, deixe-me explicar. Eu fui fraco, Vanessa. Eu não queria Katy, eu não a quero. Ela é passado e você é meu presente e meu futuro. O que aconteceu com ela ficou no passado e, acredite, eu não quero reviver o passado. Eu te amo mais do que você possa imaginar. Me perdoe, amor.

-Me desculpa por ser assim. Me desculpa por bancar a criança com você e não te ouvir. Me desculpa por ser a pior namorada do mundo. Eu só quero ser feliz ao seu lado.

-Tá tudo bem, pequena. Nós vamos ficar juntos agora e nada vai atrapalhar isso, ok? Eu prometo.

Sorri com lágrimas nos olhos e o abracei. Durante o abraço, eu pensei em tudo que Barbara e que Justin haviam me dito. Eu não queria enganar Lohran. Droga.

-Por que ela tem que ficar aqui, Lohran?

-Só por uns dias.

-Você sabe que ela não quer ver a gente juntos. Eu senti que ela ainda te ama.

-Eu não a amo.

-Lohran, ela foi seu primeiro amor e o primeiro amor a gente nunca esquece.

-Você não esqueceu Bieber? Então, eu já esqueci dela.

O que eu vou falar agora? Merda -pensei comigo-.

-E-esqueci sim. Mas Lohran, ela vai conviver com você.

-Eu sou seu. Eu prometo.

Sorri e ele me puxou pelas pernas. Passei a mão em seu tórax e nós nos beijamos. Lohran segurou em minha nuca e fez um leve carinho. Sorri entre o beijo e mordi seu lábio. Sua língua pediu passagem e eu cedi.

-Eu amo você -murmurei sem parar de beija-lo-.

-Eu também amo você -ele disse do mesmo modo que eu-.

O puxei pelo rosto e deitei na cama, o fazendo ficar por cima de mim. Lohran apertou minhas coxas e, em seguida, apertou meus seios. Arfei. Me sentei e tirei sua camisa, o deixando apenas de calça. Ele sorriu safado e tirou minha camiseta, me deixando apenas de sutiã. Mas, não demorou muito para que ele o tirasse e deixa-se meu seios livres. Ele passou a língua no bico de cada um. Arfei novamente e passei a mão em seu cabelo. Lohran segurou o seio esquerdo enquanto chupava o direito. Ele sugava com vontade e isso me deixava completamente louca. Lohran largou o seio direito e seguiu pro esquerdo, onde chupou e deu uma, um pouco forte, mordida. Lohran desceu por todo meu corpo até chegar em minha parte intima. Ele arrancou o shorts, junto com a calcinha, e passou a mão em minha vagina. Ele fazia movimentos circulares, o que me levava á loucura. Lohran sorriu pra mim e passou a língua lentamente. Soltei um gemido alto. Em seguida, ele começou a chupar ali sem parar. Tentava controlar meus gemidos por saber que havia mais pessoas nas casas, mas, ás vezes, era impossível. Sem der tempo pra avisar, eu gozei em sua boca. Lohran sorriu e lambeu tudo aquilo. O puxei pra mim e beijei, selvagemente, sua boca.

POV Lohran

Eu e Vanessa estávamos acertados já e isso fez meu dia mudar completamente. Eu estava feliz por tê-la de volta.

[...]

Vanessa inverteu as posições e ficou por cima de mim. Ela tirou minha calça, junto com minha cueca, e mordeu aos lábios ao ver meu membro ereto só pra ela. Ela se ajoelhou na cama e passou a mão levemente, o que já me fez arrepiar. Ela rodou os dedos em volta dele e riu pela cara que fiz. Vanessa passou a língua nele e eu arfei pesado. Em seguida, ela colocou a boca nele e começou a chupar. Aquilo era, uma das coisas, mais prazerosas que existia no mundo. Meus gemidos estavam abafados e ela chupava com vontade. Segurei em seu cabelo e controlei os movimentos para ir mais rápido. Ela tirou a boca dele e deu mordidas no topo. Ela olhou pra mim e começou a chupar novamente. Assim que gozei, senti minhas pernas tremerem. Olhei para meu pau e vi que Vanessa tinha lambido todo o gozo. Sorri satisfeito.

Ela subiu em mim e depositou um chupão em meu pescoço. Me arrepiei e ela riu safada pra mim. Segurei em seu queixo e a beijei. A deitei na cama novamente e fiquei por cima dela. Vanessa abriu um pouco as pernas e eu comecei a penetrar. Os primeiros movimentos foram leves, mas a já fazia gemer. Ela pediu para ir mais rápido e eu atendi seu gemido. Seu corpo balançava pra cima e pra baixo. Seu gemido era música para meus ouvidos. Ela arranhava minhas costas e chamava meu nome, o que me dava mais vontade de fode-la. Sentia as pernas dela tremer e caí pro lado. Mas, eu ainda não estava totalmente satisfeito e, senti, que ela também não estava. Bati na coxa da minha perna e ela se sentou em meu membro rebolando. Ela quicava e rebolava, enquanto seus seios balançavam só pra mim. Seu gemido estava misturado com sua respiração. Vanessa parou e ficou me olhando. Ela apoiou suas mãos no meu peitoral e mordeu meu lábio. Em seguida, ela se jogou pro outro lado da cama e se cobriu com o lençol.

-Você é a melhor -eu disse me virando pra ela-.

Ela sorriu e me deu um selinho.

-Espero que a Katy tenha ouvido nosso barulho -ela riu fraca-.

-Você não presta -falei e ri-.

-Mas você gosta.

-Eu amo.

Ela sorriu novamente e deitou-se na volta do meu pescoço. Hoje nós não iriamos mais descer. Já estava a noite e depois dessa transa, nós iriamos dormir. Fiquei pensando no que Katy poderia pensar sobre isso. Mas quer saber? Foda-se. Eu já deixei claro que minha garota é Vanessa, não ela.

POV Katy

Vanessa chegou e isso não era nada do que eu queria. Pra mim, ela iria demorar mais alguns dias e quando chegasse aqui, iria dar de cara com Lohran me beijando. Mas não um beijo como aconteceu esses dias, um beijo de namorado.

Ela subiu com Lohran pra conversar e até agora eles não haviam descido. Esperei ali na sala, como estava antes, eles desceram e ela ter que aturar minha cara, mas, não foi isso que aconteceu. Alguns minutos depois, eu ouvi barulhos vindo lá de cima. Subi as escadas, em silêncio, e fiquei atrás da porta ouvindo tudo. Eram barulhos de gemidos. Eles estavam transando. Fiquei vermelha de raiva e fui pro quarto onde iria dormir. Bati a porta para chamar atenção, mas, garanto, que eles não ouviram.

POV Vanessa

Na manhã seguinte acordei com o celular tocando. Era hora de ir pra escola. Me sentei na cama e vi Lohran nu ali. Ri baixinho e me levantei para ir ao banheiro. Abri o chuveiro e esperei a água esquentar. Coloquei a mão de baixo e vi que já estava bom, então, entrei.

[...]

Terminei de me arrumar e Lohran acordou.

-Bom dia.

-Bom dia, amor.

-Já vai sair?

-Sim.

-Já levanto, ok?

-Não. Não precisa. Fica dormindo, eu vou sozinha.

-Então eu te busco.

-Só não me esquece pra ficar com Katy, ta? -ri da minha piadinha sem graça e cheia de ciúmes-.

Ele revirou os olhos.

-Tá bom, amor. Parei. To indo -dei um selinho nele-. Te amo.

-Tchau, pequena. Te amo também.

Peguei minha mochila e meu celular e desci.

Katy estava na cozinha. Revirei os olhos e dei bom dia para Anne.

-A noite foi boa ontem, né? -Katy falou-.

-Boa? Foi maravilhosa. Lohran fode muito bem.

-Já senti isso.

-Pois é. Ficou no passado. Lamente porque agora, aquele homem totalmente gostoso é meu. Ah, fica longe dele. Adeus -sorri irônica-.

Ela revirou os olhos e eu saí de casa rindo. Lohran tira razão. Eu não prestava.

[...]

Cheguei na metade do caminho da escola e vi Justin. Pela primeira vez, depois de nossa separação, eu sorri ao vê-lo, mas, logo esse sorriso desfez quando vi ele brincando com uma garota. Ele a girava e os dois riam. Ele segurou em suas duas mãos e a encostou na parede e a beijou. Meus olhos se encheram de lágrimas. Eu não podia fazer nada. Ele não era mais meu. A tal garota atravessou a rua e foi embora. Continuei andando e parei na frente dele.

-Quem era?

-Ela? Sarah. Por que?

-Por que você tá com ela?

-Porque eu preciso ter alguém do meu lado. Mas relaxa, é peguete.

-Mesmo assim, Justin! Você não lembra de nossa conversa ontem?

-Lembro. Você tomou alguma decisão?

-Não. Quer dizer, ainda não. Eu não sei -suspirei-.

-Então. Você está com o babaca agora, não pode tá comigo. Não quero ser seu amante e muito menos viver um triângulo amoroso.

-Dói ver você com outra. Eu não quero ver você com mais ninguém, poxa. Você não combina com mais ninguém, só comigo.

Ele sorriu de canto.

-Quando você largar Lohran, eu vou estar aqui. Vou tentar te amar do mesmo jeito que te amei. Vou tentar meu apaixonar na mesma intensidade que eu estava á alguns meses.

Abaixei a cabeça e ele a arqueu me dando um beijo na bochecha. Justin não disse mais nada e saiu.

Eu odiava me sentir assim. Odiava o que estava fazendo com Lohran.

POV Justin

Sarah era uma garota legal. Ela gostava de mim, mas eu não gostava dela. Como eu disse, o Justin Bieber durão voltou.

Vi Vanessa e ela me pareceu triste ao me ver com Sarah. Mas o que eu poderia fazer? Ela estava com Lohran. Eu disse que quando ela tomasse uma decisão, eu iria ficar com ela e tentar ser o Justin Bieber apaixonado, mas, claro, que não seria assim. Sim, eu ainda a amo, mas não do mesmo jeito. Eu iria fazê-la sofrer igual ela fez comigo. Ela iria sentir na pele o que é ver o amor da sua vida com outra. Tá, eu sei que já a magoei demais, mas isso não se compara com o que ela fez comigo. Pô cara, onde se viu um homem chorar por uma mulher? Ainda mais quando ela está errada? Nunca vi isso.

[...]

Entrei na escola e a vi chorando no banco. Sabia que esse choro não era só por mim e sim, pelo Lohran também. Me aproximei e agachei perto dela. Ela levantou o rosto e me olhou.

-Se a gente voltar, você vai me fazer sofrer igual antes, Justin?

-Eu já disse que ainda existe um pouco de amor por você dentro de mim.

-Justin, eu não vou aguentar outra separação. Não aguento mais sofrer.

-Você não vai sofrer.

Ela assentiu e limpou o rosto. O pátio estava vazio, ninguém iria ver nós dois juntos. Me aproximei dela e quando eu fui beija-la, Vanessa virou o rosto.

-Não, Justin. Eu estou com Lohran ainda.

Revirei os olhos e saí chutando o banco que estava em sua frente.

Porra, eu queria Vanessa.


Notas Finais


Ooooooooooooes. Que revelação :o Quem é Janessa shipper? Eu sou u.u huhuiew Já falei que o Lohran é o Zac Efron? Só que sem barba. Enfim, é isso. Espero que gostem. Bjks

Ah, participem no grupo do facebook https://www.facebook.com/groups/362039920585130/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...