História Love Or Kill - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Megan Fox
Personagens Justin Bieber, Megan Fox
Tags Justin, Megan, Romance
Exibições 42
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Não me matem hihi e boa leitura.

Capítulo 27 - Let it


Fanfic / Fanfiction Love Or Kill - Capítulo 27 - Let it

Megan Pov

Abro os olhos com certa dificuldade, estou deitada em uma cama com lençóis brancos e finos. Meus braços estão cheios de agulhas que me ligam ao soro e a alguns aparelhos barulhentos. Sinto minha cabeça girar, minha boca está com um gosto amargo e não sinto minhas pernas. Estou respirando com a ajuda de um aparelho e isso me faz questionar o quão grave foi o que passei. Uma enfermeira jovem de cabelos vermelhos entra no quarto sorridente, ela caminha até mim e checa os aparelhos a minha volta.

- O que aconteceu?- Pergunto afastando o respiradouro e ela me reprende o colocando novamente.

- Não tenho permissão para conversar sobre o seu quadro. Mas um medico já está vindo vê-la. Fique tranquila.- Ela diz calma e depois se vira e sai da sala. Fique a sós, ouvindo o desesperador barulho da maquina que monitorava meu coração. Logo, um homem loiro entra no quarto vestindo um jaleco braço bem diferente do que a enfermeira vestia. Ele tem a feição séria, parece muito profissional.

- Megan Denise Fox?- Ele pergunta se aproximando e olhando para uma paleta com alguns papeis a sua frente.

- Pode me dizer o que aconteceu e por que não sinto minhas pernas?- Pergunto em um tom meio rude e ele me olha com uma sobrancelha arqueada.

- A senhora entrou em estado de choque, a causa foi, estresse, claro. E...- Ele diz fazendo uma pausa.

- O que doutor?- Digo o apressando e ele me olha sério.

- Você está grávida.- Ele diz e sinto todos os pelos do meu corpo se ouriçarem. Isso é impossível.

- Isso é impossível.- Digo com a voz falha e ele me olha curioso.

- Porque seria?

- Eu sofri um aborto faz menos de cinco meses.- Digo amarga e ele me olha preocupado.

- Neste caso, faremos alguns exames. Isso faz da sua situação um pouco mais delicada.- Ele diz preocupado.

- Por favor, faça o que for necessário.- Digo tirando o respiradouro e ele assenti e sai da sala. Respiro fundo ainda não acreditando nas palavras do medico. Meu coração aperta e penso em tudo que poderia ter acontecido comigo e com esse bebê se eu estivesse no mesmo carro que Justin, se aquela bala tivesse me atingido. Repouso minha mão sobre minha barriga e sinto uma lagrima quente escorrer pela minha bochecha, meu coração se apertou.

...

- Então doutor?- Digo me sentando na cama. Faziam três dias em que eu estava no hospital. Justin também estava internado mas o estado dele era mais grave. Scar e os meninos vinham a toda hora nos ver. Eu não contei para ninguém ainda sobre a gravidez.

- Megan...-Ele diz limpando a garganta.- Seu bebê está bem. Mas a sua gravidez é mais arriscada do que pensei.- Ele diz e sinto um bolo se formar em minha garganta.

- Arriscada quanto?- Pergunto com os olhos marejados.

- Seu sistema reprodutor não se recuperou cem por cento. Então há uma grande probabilidade do seu bebê nascer antes do tempo. No pior dos casos, ele pode não nascer.- Ele diz e desabo a chorar. Isso seria demais para mim.

- O que eu devo fazer?- Pergunto entre lagrimas e ele me olha com piedade.

- Você terá de fazer um rigoroso acompanhamento durante os primeiros meses. Depois do sexto mês, terá que tomar muito cuidado com estresse, alimentação entre outras coisas. Mas Megan, se você fizer exatamente o que eu disser, eu lhe prometo, essa criança nascera com vida.- Ele diz segurando minha mão e eu seco as lagrimas que escorriam em meu rosto.

- Eu farei.- Digo me recompondo.

...

Alguns dias se passaram e eu finalmente fui liberada para ir para casa. Justin ainda estava internado, não tive coragem de ir vê-lo ainda. Como também não tive para contar para todos sobre a gravidez. Estou tentando lidar com isso da melhor forma, mas só o fato de Justin estar internado já é um grande estresse. Estou deitada na minha cama quando Scar entra sem bater. Sua barriga já esta grande o suficiente para que todos a vejam.

- Vamos visitar o Justin. Você vem?- Pergunta receosa e e nego com a cabeça.

- O medico disse que eu precisava repousar.- Digo arrumando uma desculpa e ela me olha desconfiada e se senta com certa dificuldade por conta de sua barriga.

- Está cada dia mais difícil olhar os próprios pés.- Ela diz e eu sinto uma enorme alegria se ascender em meu peito.

- Estou muito feliz por você.- Digo passando a mão em sua barriga e ela sorri e me abraça.

- Justin perguntou por você semana passada.- Scar diz se afastando e eu sorrio amarelo.

- Vou vê-lo assim que possível.- Digo a tranquilizando e ela sorri, se levanta e sai. Suspiro pesado assim que a porta se fecha. A verdade é que estou com medo. A vida ao lado de Justin não tem sido fácil, tudo o que venho descobrindo, a forma que ele vem se comportando. Isso me faz temer. Não por mim, mas pelo meu filho. Me levanto devagar e vou até o banheiro lavar o rosto, então ouço meu celular tocar. Corro para atende-lo.

- Quem está falando?- Pergunto.

- Stiller, quem mais seria?- Pergunta debochado e eu mordo o lábio de raiva.- O que você quer?

- Qual o motivo da raiva?

- Você quase matou meu marido! – Digo irritada e ele ri.

- Você sabe que não foi eu Megan. Você estava perto demais para que eu fizesse algo.- Ele diz sério e eu bufo.

- Stiller vou te dizer algo e espero que grave bem.- Digo aborrecida.

- Sou todo a ouvidos.

- Eu estou grávida. Se algo acontecer com essa criança, eu vou te matar.- Digo o ameaçando e um silencio paira na linha.

- Você está bem?- Ele pergunta preocupado e eu me sento na cama, cansada.

- Não.- Digo derrotada.- Estou com medo.- Admito.

- Eu entendo. O que posso fazer por você?- Ele pergunta solidário.

- Preciso que descubra quem nos atacou, e os faça parar. Não estou segura ao lado do Bieber.- Digo aborrecida.

- Megan, eu sei quem está por trás disso.- Ele diz sério.- Alex.- Sinto meu corpo congelar.

- Isso não faz sentido.- Digo quase sem voz.

- Ele não vai parar até que Justin esteja morto.- Ele diz frio e sinto meus olhos marejarem.

- O que você sugere que eu faça?- Pergunto engolindo o choro e ouço um suspiro do outro lado da linha.

- Deixe-o.- Ele diz frio e eu desligo o telefone e grito o mais alto que consigo.


Notas Finais


Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...