História Love or Sin? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gilmore Girls, Os Instrumentos Mortais
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Luke Graymark, Madame Dorothea, Maia Roberts, Maryse Lightwood, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Clace, Gilmore Girls, Incesto, Romance, Shadowhuntes
Exibições 141
Palavras 1.546
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi pessoas!!!! Bom, começa agora mais um capítulo, bom, eu vou falar melhor sobre os dias das postagens da fic nas notas finas!
Obrigado, boa leitura ❤❤
P.S.: A capa do capítulo é roupa que a Clary foi para a escola, e o fundo, é a escola.

Capítulo 3 - Anjinho Ruivo


Fanfic / Fanfiction Love or Sin? - Capítulo 3 - Anjinho Ruivo

"...O primeiro beijo dizem que nunca esquecemos, mas existe algo que nunca esqueço, é de ti!" ―Regina Cury

CLARY

Eu e Simon passamos praticamente a festa toda juntos, com ele, o tempo passou voando, ele era super fofo e legal. Eu estava com ele, sentada no sofá de alguém conversando com ele quando o Jace aparece e diz:

―Clary, vamos! ―ele parecia descontente em dizer aquilo.

―A gente não pode ficar um pouco mais? ―perguntei, esperando que ele dissesse que sim.

―Não, já ta tarde! Vamos! ―ele parecia estar meio irritado.

―Tudo bem! ―disse, finalmente ―tchau Simon! ―falei, depositando um beijo em sua bochecha.

―Tchau, Clary! ―Ele falou, me segurando, como se quisesse que aquele beijo durasse mais.

Saí da sala da casa de alguém junto com Jace, que estava com uma cara de poucos amigos.

―O que foi? Porque está irritado? ―Perguntei.

―Não tô irritado! ―ele falou, seco, visivelmente irritado.

―Ta sim! Fala, por quê? ―perguntei novamente.

―Não tô irritado, já disse! ―ele falou, pausadamente.

―Cadê a Rory? ―perguntei.

―Por que você está fazendo perguntas demais? ―ele perguntou, apenas revirei meus olhos, sabendo que aquilo foi uma provocação boba.
Apenas caminhei ao lado dele, fomos até a entrada da casa, o carro de Dean já estava lá, Rory estava quase dormindo no banco do passageiro. Entrei no carro, escorreguei até o canto do banco, apoiei minha cabeça na janela, sorri, ao pensar em Simon.

ЖЖЖЖЖ

Dean parou o carro, olhei em volta, já havíamos chegado em casa, Jace desceu do carro e eu fui escorregando até a porta por onde ele saiu. Esperamos Rory se despedir de Dean com um beijo de língua, que não durou muito.

Rory destrancou a porta e entramos, Jace foi direto para o andar de cima, presumo, que ele tenha ido dormir.

―Vai tomar banho? ―perguntei.

―Não, eu tomo banho amanhã, você vai? ―falou.

―Sim, eu só vou pegar roupas! ―falei, escutei Rory dizer um “OK”, mas nem olhei e me dirigi direto ao quarto dela, indo até a minha mala e pegando algumas roupas para dormir.

Depois que separei minhas roupas voltei ao banheiro, me despi e olhei na frente do espelho, vi uma garota baixinha, com seios consideravelmente grandes para os quinze anos, eu não tinha o melhor corpo do mundo, mas, estou feliz com meu!

 

JACE

Estava numa boa, conversando com Maia, descobri que ela estava aqui com seu amigo Raphael. Comecei a dançar com ela, de repente, vi um garoto moreno de óculos segurando as mãos de Clary e a arrastando para algum lugar dessa festa, eu pensei em segui-los, mas preferi ficar com a Maia, depois eu iria ver o que a Clary está fazendo, o clima estava muito bom, eu e ela dançávamos ao som da música, na verdade, ela dançava e eu ficava em volta para ninguém se aproximar, depois de muito tempo Rory chegou ao meu lado e disse que tínhamos que ir embora, eu fui chamar Clary, fiquei surpreso quando vi que ela ainda estava com aquele cara, imediatamente, uma raiva inexplicável tomou conta de mim, não sei como eu não ataquei o garoto, mas vê-lo com a mão no pulso dela foi uma das piores coisas que já aconteceu, quem ele pensa que é para tocá-la.

―Clary, vamos! ―falei, simples, direto e meio irritado.

―A gente não pode ficar um pouco mais? ―ela perguntou, sério, só por causa daquele cara? Tomara que isso seja brincadeira!

―Não, já ta tarde! Vamos! ―falei, ainda mais irritado.

Ela se despediu do cara, eu nem fiz questão de escutar o nome dele.

―O que foi? Porque está irritado? ―ela perguntou.

―Não tô irritado! ―falei, seco.

―Ta sim! Fala, por quê? ―ela perguntou mais uma vez, está fazendo perguntas demais!

―Não tô irritado, já disse! ―falei, alterando a voz.

―Cadê a Rory? ―ela perguntou! Porra! Agora ela está me irritando.

―Por que você está fazendo perguntas demais? ―provoquei.

Fomos até o carro de Dean, chegamos rápido em casa. Eu entrei e fui para o andar de cima dormir, amanhã e tomo banho, não tem problema.

Quando finalmente pego no sono, sinto alguém me cutucar, abro um pouco meus olhos, é Clary!

―Que foi Clary? ―sussurrei.

―Eu fiz alguma coisa errada? ―ela perguntou, também sussurrando, para não acordar minha mãe.

―Não, por quê?

―Porque você está irritado comigo!

―Clary, na boa, me deixa dormir, amanhã conversamos! ―falei.

―Tudo bem! ―falou ela, revirando os olhos.

ЖЖЖЖЖ

Acordo com o despertador do meu celular tocando, sete horas, daqui a meia hora estaria começando meu primeiro dia de aula em Stars Hollows! Se eu estou feliz? Não!

Saio da cama, separo uma roupa qualquer, desci as escadas e fui direto para o banheiro, tiro todas as roupas, molho no espelho, se eu fosse gay, me pegaria!

Abro o chuveiro, a água está morna, do jeito que eu gosto! Depois de dois minutos tomando banho, escuto batidas na porta.

―Já estou saindo! ―falo, antes mesmo de saber quem é.

―Tudo bem! ―respondeu, pela voz, percebi que era meu anjinho ruivo!

ЖЖЖЖЖ

Depois que todos nós três ficamos prontos, fomos até o carro de Rory, ela foi dirigindo até a escola, quando chegamos lá, ela nos levou até a sala do diretor, ficamos lá esperando que ela nos dissesse os horários, o número do armário e tudo mais.

Eu e Clary ficamos na mesma sala, com a maioria das aulas iguais. Entramos atrasados na primeira aula, história.

―Podemos entrar? ―Clary perguntou.

―São os alunos novos? ―perguntou o professor, Clary apenas assentiu. ―Entrem! ―ele falou. ―Por favor, se apresentem!

―Não precisa! ―Clary falou, sem jeito.

―Precisa sim! ―falou o professor, dando risadas discretas.

―Meu nome é Clary Fray, 15 anos e oi! ―ela falou, quase mais rápido que o Flash.

―Eu sou Jace, tenho 16 anos é isso! ―falei, calmo e sério.

Eu e Clary nos sentamos no fundo da sala, ela pegou seu caderno e começou a copiar, eu apenas peguei meus fones de ouvidos e comecei a escutar música, baixa!

Clary me deu um tapa fraco no braço.

―Quê? ―perguntei.

―Você precisa copiar o texto!

―Por..?

―Porque talvez ele caia na prova!

―E?

―Jace! ―ela se alterou e acabou gritando um pouco, todos viraram para ela.

―Senhorita Fray, gostaria de compartilhar algo com a turma? ―perguntou o professor.

―Não, o-obrigada!

No segundo período, várias pessoas chegaram na sala e se sentaram na nossa frente, um garoto moreno estava falando uma coisa e ficava me olhando, isso estava me irritando.

―Jace―sussurrou Clary ―é a garota bêbada da festa! ―ela apontou para uma garota muito gostosa. ―Isabelle, é o nome dela!

―Ei, garota! ―a Isabelle encarou Clary, nessa hora, Clary ficou totalmente paralisada.

 

CLARY

Puta que pariu! Ferrou tudo! Ela escutou eu falando o nome dela! agora ela vai me xingar e querer me bater na saída!

―Você não estava na minha festa? ―ela perguntou, nessa hora eu soltei um suspiro, aliviada.

―É, eu sou Clary! ―me apresentei.

―Eu sou Isabelle! ―ela falou!

―Eu sei, você falou! ―falei, me lembrando.

―Ei! Isabelle! ―falou um garoto, bem parecido com ela. ―Você disse festa? Se a nossa mãe descobrir você está muito ferrada!

―Eu sei, Alec! Mas, ela não vai descobrir, vai? ―ela falou com ele, como se fosse uma chantagem.

―Não! ―falou Alec, revirando os olhos.

Nos viramos e prestamos atenção na aula. No intervalo, eu e Jace ficamos parados, quando Isabelle, Alec e outro garoto chegaram.

―Querem ficar com a gente? ―perguntou Isabelle.

―Claro! ―falei, puxando Jace junto comigo.

―O que vocês fazem, normalmente? ―pergunta Jace.

―Nós ficamos na árvore, é um lugar, “escondido” na escola. ―Isabelle falou, como se aquilo fosse a coisa mais importante do mundo.

―Então, de onde vocês eram? ―se pronunciou Alec.

―Idris! ―falei.

―Eu adoro Idris! É tão, lindo! ―falou Isabelle.

ЖЖЖЖЖ

Estávamos na saída da escola esperando Rory, Jace foi beber água, e eu fiquei sozinha na saída, vejo dois garotos, estavam na minha sala, eles se aproximaram.

―Oi linda! ―falou o moreno.

―Oi! ―falei.

―Você é gostosa! Tem namorado? ―ele perguntou, tentando apertar meus seios.

―Têm! ―falou Jace. ―Vão embora!

―Vocês não são namorados! ―falou o moreno, de novo. ―Se vocês são, se beijem!

―Não precisamos provar nada, né, amor! ―falei, pegando na mão de Jace, isso foi forçado pra caramba.

―Deixa Clary, se eles quiserem ficar de vela! ―Ele falou, me olhando nos olhos, se aproximou, meu coração começou a bater mais forte, Deus!

Ele tocou no meu rosto, foi bem delicado.

Finge! ―ele sussurrou e quando percebi, nossos lábios estavam encostados. Os garotos haviam ido embora, mas, Jace não parou, ele continuou o beijo, seus lábios eram suaves, delicados. Ele parou com o beijo, olhou em volta e depois, ficou me olhando nos olhos.

―O que foi isso? ―perguntei.

―Um beijo! Mas, não foi de verdade, só para aqueles trouxas não ficarem de gracinha com você!

―Jace, você não precisava ter me beijado! ―falei.

―Calma! Da próxima vez, eu deixo dois idiotas passarem a mão em você! ―ele falou.

―Tá, obrigado! ―falei! Ele apenas piscou.

Eu nunca falaria para ele, mas eu gostei do beijo! Eu o beijaria de novo! Mas, eu tenho que esquecer esse beijo, porque o Jace é o meu irmão! Ele nem deveria ter me beijado. Droga, meu primeiro beijo, foi com o meu irmão, não tem como esquecer!


Notas Finais


Bom gente, é isso, espero que gostem!
Sobre os dias de postagem: vou TENTAR postar na quinta e no domingo, alguns domingos não poderei postar.
Comentem o que acharam (please)!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...