História Love Secret - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais
Tags Álcool, Allybrooke, Amizade, Casamento, Comedia, Dinahjane, Família, Festas, Gravidez, Laurenjauregui, Normanikordei, Romance, Traição
Exibições 115
Palavras 1.272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - • Capítulo 27 •


Fanfic / Fanfiction Love Secret - Capítulo 27 - • Capítulo 27 •

Khaled não queria sair daquele quarto, nem a escola ele foi, pois ninguém falou nada e ele não queria mesmo ir.

Então ele tratou de trancar a porta e começar a testar as coisas que a vó dele comprou, afinal, ela comprou pra ele usar, então era isso que ele ia fazer, e ele não ia pintar primeiro, ele ia desenhar.

Ele já estava com tudo pronto quando ouviu algumas batidas na porta, então se levantou pra abrir a mesma, dando de cara com uma Camila sorridente, a baixinha entrou e trancou a porta, colocando a chave no bolso da calça jeans que usava.

— Você vai ter que me aguentar agora. — e assim, ela se sentou, observando os lápis e outras coisas organizadas no chão. — Que legal, posso desenhar também?

— Tanto faz. — Khaled a respondeu, pegando um papel e o lápis 3H, pois era o apropriado pro desenho que ele ia fazer. — Só use os lápis que você sabe usar, porque não quero uma ponta quebrada depois.

— Ah, claro. — a latina sorriu, pegando o lápis 5H, pois ela queria fazer algo com muitos detalhes. — Você vai desenhar o que?

A tatuagem da minha mãe. — o garoto murmurou concentrado no desenho, Camila sorriu e começou a desenhar também. — Me conta a sua versão da história, Camila. — ele colocou o lápis cuidadosamente ao lado do papel, cruzando os braços e encarando Camila. — Eu não posso ter raiva de você se eu não souber sua versão da história.

— Quando Lauren apresentou o Stephen pra mim eu o achei um gato. — a baixinha colocou o lápis ao lado do papel em qual ela começou a desenhar. — Só que eu sabia que só podia achar ele bonito mesmo, porque ele, de fato, era namorado da minha irmã, e eu não faria aquilo com ela, de verdade. — Khaled a encarava com a sobrancelha arqueada.

— Eu não consigo ouvir você, sério, é muita conversa furada. — o de olhos azuis disse irritado.

— Então, teve um dia que Lauren me pediu pra levar algo na casa dele, eram alguns documentos da empresa, se não me engano. — a morena pensou. — Ele sorriu, chegou perto, me pegou pela cintura, eu o beijei, sim, eu que o beijei, então a dona Katrina entrou na casa, depois de muito implorar eu voltei pra minha casa. — ela mexia na aliança que estava em seu dedo. — Eu a ouvi falar de como ela o amava, de como ela estava feliz e tal, e eu continuei tendo um caso com ele, eu estava feliz, era uma adolescente egoísta e só pensava em mim mesma, cheguei a falar o quanto Lauren era trouxa por não ter percebido que não era boa o bastante para Stephen, e eu me enganei, Khaled. — ela secou a lágrima teimosa que escapou de seus olhos, Khaled continuava com a mesma cara. — Foi na sua festa de dois anos que tudo desmoronou: ela ouviu uma conversa minha com Stephen, que eu a xingava e dizia coisas desnecessárias, então minha mãe e Dinah me defenderam, e Lauren nunca mais olhou em nossa cara. — a morena estava se deixando desmoronar. — Eu só quero que ela me desculpe.

— Mesmo depois de perder a amizade da sua irmã, você continuou com ele. — Khaled começou, usando um tom como se fosse matar a Camila a qualquer momento. — Minha mãe tem medo de amar, medo de se envolver e acontecer como aconteceu com Stephen, você fez minha mãe ter medo de amar, você fez e faz minha mãe chorar, você não é uma pessoa digna do perdão dela, você não é uma pessoa digna do perdão de ninguém, veja suas ações, e depois me fale se ela deve mesmo te desculpar. — Khaled se levantou, a olhando com indiferença. — Agora saia do meu quarto, não quero pessoas como você aqui!

◀ ▶ ◀ ▶

Khaled estava no Skype com Lauren, que sorria e dizia o quanto o garoto tinha mudado, na verdade, só o cabelo do garoto mudou.

O cabelo de Khaled era um perfeito topete, e agora está grande, quer dizer, está em baixo das orelhas, e ele gostou do cabelo assim, então não vai cortar.

— O que você tanto faz que não está olhando pra mim? — Lauren perguntou ao filho, que só deu uma olhada rápida pra ela e sorriu.

— Tem como a senhora me mostrar sua tatuagem? — ele perguntou, fazendo a mesma assentir e virar de costas. — Fica assim.

— Khaled, meu braço está doendo. — a de olhos verdes reclamou. — Chega!

Khaled havia acabado de acabar o desenho quando ela se virou, dizendo que seu braço estava doendo de ficar segurando o cabelo, então, Khaled mostrou o desenho a ela.

— Caralho. — Lauren examinou o desenho, cada traço bem feito, cada detalhe, vendo as flores que saiam de suas costas, e a tatuagem bem marcada, em combinação com o cabelo dela. — Você é muito talentoso, bebê, você pode se tornar o melhor.

— Obrigada, mãe. — o menino corou, colocando o desenho dentro de sua pasta, que era organizada por datas. — Katrina me deu um kit, vou mostrar.

Khaled pegou o celular e mostrou o quarto, no canto daquele grande cômodo, tinham várias tintas, pincéis, lápis, bom, muita coisa pra arte, e Lauren ficou surpresa quando viu um olho azul ao lado de um verde pintado na parede, era lindo.

— Quem fez aquele desenho, bebê? — Lauren conhecia os desenhos do filho, e aquele não era um deles.

— Hm, já estava aqui. — o menino deu de ombros. — Mais eu posso ver com Camila e depois te falar.

— Faça isso. — a morena sorriu. — Aaminah está com saudades, mais ela foi pra escola... Khaled, porque você não está na escola?

— Bom, eu não quis ir. — Khaled deu de ombros, dando o sorriso mais adorável que conseguiu.

Antes que Lauren pudesse começar a brigar com ele, Katrina entrou no quarto, com uma sacola enorme, aquela mulher só falava com Khaled pra lhe dar as coisas e dizer o quanto o ama, isso chega a ser enjoativo, mais para Khaled é fofo.

— Pequeno, eu comprei algumas tintas pra você. — Katrina sorriu, mais logo seu olhar foi pro celular do menino, onde uma Lauren perdida estava. — Oi, Lolo.

— Hey, Kat. — Lauren sorriu, acenando pra mulher.

Lauren não tinha nada contra Katrina, aquela mulher era um doce de pessoa, e Lauren admirava cada atitude dela.

— Da próxima vez, tranque a porta. — Katrina o avisou, sorrindo e se sentando na cama. — Stephen pode entrar aqui a qualquer momento.

— Como anda sua relação com Stephen, Kha? — Lauren o perguntou, mordendo o lábio inferior e olhando em volta.

O problema é que Lauren está no horário de almoço, e o mesmo está acabando, então ela quer agilizar a conversa e voltar ao trabalho, ou simplesmente voltar a chorar de saudades do menino, tanto faz.

— Eu não gosto dele. — o menino revirou os olhos. — Ele é chato, nunca conversa comigo, e além disso, sabe, a existência dele, é desnecessária.

— (risos) Eu vou ter que voltar pro trabalho, bebê. — Lauren fez uma carinha fofa, com direito a biquinho e tudo. — Sinto sua falta, e te amo muito!

— Também te amo, mãe. — então Khaled desligou a chamada, sorrindo pra Katrina logo depois.

— Vamos pintar? — a mulher perguntou sorrindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...