História Love Song (JinKook) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook
Tags Jeon Jungkook, Jin, Jin É Um Ator Rebelde, Jinkook, Jinxjungkook, Jungkook, Kim Seokjin, Kookjin, Moreloveforjin, Sexy
Visualizações 102
Palavras 2.730
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Primeiramente quero agradecer a ~Ayaka-Tsukiakar que betou essa oneshot pra mim e ainda fez a capa e a imagem do capítulo. Vão ler as fics dela que não vãose arrepender.
Aaaa estou quase completando o projeto. Nem acredito.

Capítulo 1 - Jin nunca negou intimidade a pessoas bonitas.


Fanfic / Fanfiction Love Song (JinKook) - Capítulo 1 - Jin nunca negou intimidade a pessoas bonitas.

Estava atrasado.

 

Meu manager deveria estar querendo me matar, mas não era minha culpa se meu celular não havia despertado.

 

Seria minha primeira reunião com o elenco do meu novo drama. Toda a equipe envolvida estaria presente e eu já havia recebido avisos de que deveria me comportar e não fazer gracinhas ou seria punido severamente.

 

A mídia já tinha muito o que usar contra mim segundo minha querida empresa, mas eu não tinha culpa de adorar aventuras.

 

- Tente não provocar ninguém. - Pediu Sejin Hyung quando a van parou em frente ao estúdio do canal de TV. - Se você se comportar eu te compro bebidas mais tarde.

 

Sorri de lado e depois de bagunçar o cabelo do meu Hyung desci do carro sendo recebido pelos gritos dos meus fãs e flashes das câmeras.

 

Mesmo que muitos me odiassem, não podiam negar que eu era bom e profissional no que fazia e por isso continuavam me chamando para estrelar dramas.

 

- Nós te amamos Kim SeokJin Oppa! - Uma fã gritou e mandei um beijo no ar para a garota que deu um grito histérico e corou.

 

Eu era lindo, talentoso, rico e tinha meus fãs. Não precisava de mais nada.

 

...

 

- Acho que é quase impossível que não conheçam a estrela do nosso drama. - O diretor falou e me levantei sorrindo e me curvei. - Mas para os que estiveram em uma caverna ultimamente este é Kim SeokJin.

 

- Apenas Jin, por favor, Sunbae. - Falei dando meu melhor sorriso e escutei suspiros vindo de algumas das staffs. - Cuidem bem de mim, por favor.

 

Pude ver algumas reviradas de olhos, mas não me importei. Haviam aqueles que não se importavam com o quão talentoso eu fosse já que eu já havia tido minha conta de problemas com a mídia.

 

Tudo por que haviam tirado algumas fotos de mim quando eu estava um pouco bêbado e porque também havia ido parar da delegacia depois de me envolver em uma briga com um idiota. Fora os boatos de que eu não era muito chegado a garotas.

 

Depois disso a mídia fazia o possível pra tentar me derrubar e eu retribuía com sorrisos e ganhando prêmios pela minha atuação.

 

E segundo algumas pessoas eu também podia ter um gênio difícil de se lidar.

 

- E temos nossa nova estrela do momento na música que irá compor a OST principal. - Um garoto que eu não havia notado se levantou parecendo bastante tímido ao se curvar. Diferente da maioria das pessoas na sala, se vestia de modo não tão sofisticado. Calça jeans rasgada, coturnos e uma camiseta branca grande para ele, mas ainda era muito bonito. - Jeon JungKook.

 

- É um prazer conhecer todos. Espero não decepcionar nenhum dos Sunbaes. - Falou se curvando de novo e o diretor deu tapinhas em seu ombro fazendo o garoto sorrir fraco.

 

- Agora que todos se conhecem, vamos discutir sobre as gravações.

 

Enquanto o diretor falava não conseguia tirar meus olhos do garoto sentado perto de mim brincando com os anéis em seus dedos.

 

Ele me lembrava um coelhinho fofo e minha vontade era ir até ele e o puxar para o meu colo e dar muito carinho, mas eu nunca poderia fazer este tipo de coisa no meio de uma reunião tão importante.

 

Já havia escutado Namjoon e Yoongi comentarem sobre o trabalho do garoto que havia debutado no ano passado e já estava estourando mesmo sendo um cantor solo e de uma empresa pequena, mas eu nunca o tinha visto.

 

- Parabéns por se juntar a equipe.

 

Me sentei ao lado do garoto e lhe estendi uma taça de vinho. A reunião havia acabado, agora todos estavam fingindo que se gostavam e ao ver JungKook sozinho em um canto não me contive e me aproximei.

 

- Obrigado, Sunbae. - Pegou a bebida e tomou um gole.

 

- Por que está sozinho aqui? Esses eventos são para se conhecer pessoas, mesmo que iremos às odiar e fingir que não odiamos. - Falei tomando um grande gole da minha bebida. - E me chame de Hyung. Me sinto velho demais quando me chamam de Sunbae.

 

- Eu só sou um pouco timido. E todos aqui parecem tão sérios. Tenho um pouco medo de puxar assunto. - Falou suspirando e sorri de lado.

 

O garoto era muito bonito, mas não tanto quanto eu, coloquei minha mão que não segurava a taça de vinho dentro do bolso do meu casaco para conter a vontade de o tocar.

 

- Sérios até a terceira taça de vinho. - Debochei e ele deu risada. - Não precisa ter medo. Se mostrar que tem medo aí que eles vão pisar em você. Então você vai compor a OST principal do drama. Como se sente?

 

- Nervoso. - Admitiu sorrindo de lado. - Mas vou fazer o meu melhor. Inclusive eu já planejava conversar como Hyung sobre a música!

 

- Conversar? Comigo? Sobre a música? Por quê? - Perguntei confuso.

 

- Sim. Preciso pedir um favor ao Hyung.

 

E então ele deu um lindo sorriso tímido e eu soube que o que fosse que ele iria falar que eu concordaria sem pestanejar.

 

...

 

Eu estava atrasado para encontrar JungKookie e provavelmente receberia uma multa pela quantidade de sinais vermelhos que eu ignorei para chegar no dormitório do garoto mais rápido.

 

O favor que JungKook havia pedido era simples. Apenas me conhecer. Ele havia me explicado que estava sem inspiração para escrever a letra da música para o drama e então achava que por eu interpretar o personagem principal conversar comigo lhe daria uma luz.

 

E eu nunca negava intimidade a pessoas bonitas...

 

Então estávamos nos encontrando quando tínhamos tempo e sempre conversando por mensagens.

 

- O Hyung está atrasado. - Falou ao abrir a porta para mim e revirei os olhos enquanto tirava meus sapatos para entrar na casa do garoto.

 

- Eu estava gravando e acabei me enrolando um pouco. Sinto muito. Mas eu trouxe cerveja.

 

A casa era pequena, Kookie ainda era só um artista que havia acabado de debutar por uma empresa pequena, apesar do seu sucesso, e um tanto bagunçada.

 

- Eu pedi comida. Deve estar chegando. - Falou se jogando no sofá.

 

Jeon usava shorts de dormir, e eu duvidava que ele usava uma cueca por baixo por conta do jeito que seu pau estava marcado, uma camiseta branca justa e meias amarelas. Engoli em seco tentando não encarar os bíceps flexionados quando ele colocou as mãos atrás da cabeça após bagunçar mais ainda os cabelos ao coçá-los.

 

Tirei meu casaco e me joguei no sofá ao lado do garoto que me entregou um dos controles do XBOX.

 

Ficamos jogando e conversando até a pizza e o frango frito chegar.

 

- Como andam as coisas com a música? Conseguiu escrever mais alguma coisa? - Perguntei e ele sorriu de lado pegando uma fatia de pizza.

 

- Estou na metade dela, mas ando tendo alguns problemas com o refrão. - Suspirou. - Mas devo terminar no prazo. Afim de assistir o que, Hyung?

 

Jogou as pernas sobre as minhas, sorrindo de lado enquanto procurava por algo na Netflix e eu poderia entrar em combustão ali mesmo.

 

O garoto era um puta gostoso e eu não era feito de ferro, mas eu não podia tentar nada, afinal não sabia se ele realmente gostava de caras ou se apenas estava me tratando como trata todos os amigos dele.

 

Na cena do filme a garota dava em cima do cara que, por estar meio bêbado apenas ria de tudo.

 

- Aposto que você também deve estar sendo assediado pelas idols nos bastidores.

 

- Hmm? Ah. Mais ou menos, mas ninguém me pareceu interessante até agora. - Falou dando de ombros. - E eu meio que já tenho alguém em vista...

 

Arqueei as sobrancelhas, surpreso.

 

- Tem? Você já conversou com a pessoa? Estão flertando? Eu conheço? - Perguntei e ele coçou a nuca dando um sorriso tímido.

 

- Andamos conversando bastante e o Hyung o conhece bem como conhece a si mesmo. - Franzi a testa e ele deu uma risadinha, mas então ficou sério. - Posso tirar uma dúvida, Jin Hyung?

 

- Vá em frente. - Exclamei dando de ombros.

 

- É verdade que o Hyung curte caras?

 

...

 

Eu havia respondido sim para Kookie.

 

Claro que eu gostava de homens, mas só os mais próximos de mim sabiam disso e eu não era tão próximo assim do garoto, mas quando vi, estava contando sobre as minhas experiências com homens para o garoto que parecia muito atento a cada palavra minha e parecendo tentar esconder algo entre suas pernas com uma das almofadas.

 

Desde então o garoto estava agindo diferente comigo.

 

Sempre passando a mão em mim e com o corpo muito próximo do meu. Fora o que pareciam ser tentativas de flerte.

 

[8:13 a.m.] Kookie Bunny

Estou me sentindo solitário no meu quarto de hotel, Hyung.

 

Engasguei com meu café ao baixar a foto que o garoto havia mandado junto com a mensagem pelo Kakao.

 

A foto mostrava em tese a janela do quarto de hotel onde Kookie estava no Japão e sua vista para os prédios, mas o que chamava atenção eram as suas pernas nuas em cima dos cobertores e a grande ereção quase não sendo contida pela sua cueca preta, e seu abdômen que parecia esculpido pelos deuses.

 

Mordi o lábio pensando em o que poderia responder para o garoto que claramente que queria me conhecer de um modo mais íntimo do que eu havia imaginado.

 

O garoto havia me dado algo e eu precisava ser educado e agradecer. Desamarrei o laço do meu robe de seda vermelho e tirei a foto que mostrava apenas os meus lábios para baixo e meu lindo corpo seminu com o bônus: meu pau duro por conta da minha ereção matinal e minha coxas grossas.

 

[8:17 a.m] KSeokJin92

Não tenho gravações hoje. Também estou solitário.

 

[8:19 a.m.] Kookie Bunny

Posso resolver isso, Hyung. Que tal eu passar na sua casa hoje à noite depois que eu chegar de viagem?

 

Sorri de lado adorando para as onde as coisas estavam indo.

 

[8:21 a.m] KSeokJin92

Vou adorar. Te vejo mais tarde então.

 

Não me importei de responder as outras mensagens que o garoto respondeu e terminei de tomar meu café com um sorriso malicioso nos lábios.

 

...

 

Estava prendendo Jjangu no escritório quando a campainha tocou.

 

Olhei pelo olho mágico e era JungKook. Usando a mesma camiseta branca, eu sabia que ele tinha várias iguais, jeans e Timberlands.

 

Mesmo com as roupas simples e um tanto desleixadas ele era um pedaço de mau caminho.

 

Tinha as mãos nos bolsos da calça jeans e parecia um tanto nervoso ao ir para frente e para trás.

 

- Olha só o que temos por aqui. - Falei sorrindo de lado quando abri a porta e o garoto não demorou para entrar. - O que o Hyung pode fazer por voc...?

 

Antes que eu terminasse a frase ele já estava me beijando contra a porta e tudo que eu pude fazer foi corresponder ao beijo.

 

Seus lábios eram um tanto rachados, mas ainda deliciosos de beijar e morder.

 

- Hyung... - Gemeu quando desci meus beijos para seu pescoço e o mordi fraco, depois que tirei sua jaqueta a jogando no chão da minha sala.

 

Minhas mãos foram para seus ombros e o afastei. Ele me olhava como um animal faminto com seus olhos enormes e eu iria adorar o alimentar.

 

- Quer fazer isso no sofá ou na minha cama? - Perguntei arfando um pouco e ele deu de ombros. - Cama então.

 

O peguei pela mão e o levei em direção ao meu quarto.

 

O empurrei quando chegamos a beirada da minha cama e ele se sentou me olhando safado quando tirei minha camiseta e abri os botões do meu jeans sem o tirar.

 

- Por que não tira sua roupa para mim, Jeon? - Perguntei mordendo os lábios e ele concordou se levantando.

 

Tirou os sapatos e as meias e então a camiseta, mostrando a barriga tanquinho que eu queria tanto lamber, e quando ele tirou a calça ficando só de cueca o empurrei contra a cama para ele se deitar e realizei a minha vontade de lamber os músculos maravilhosos de sua barriga.

 

Mordi, lambi e beijei todo seu peitoral e ele gemeu sem parar enquanto puxava meus cabelos para tentar fazer que eu fosse mais ao sul, mas não deixei.

 

- Hyung...

 

- Você vai precisar falar o que quer que o Hyung faça com você, Kookie. - Falei olhando para ele, lambendo meus lábios enquanto passava meus dedos pela sua ereção por cima do tecido da cueca vermelha.

 

- Por favor, Hyung. Me chupe e depois me foda. - Pediu e eu não iria negar o pedido de um Dongsaeng tão educado.

 

Abaixei sua cueca e com a ajuda de seu pré gozo, o masturbei um pouco antes de o levar a minha boca.

 

Eu levava seu pau fundo na minha garganta e então depois apenas lambia a sua cabeça. Acariciei seus testículos enquanto o chupava como um pirulito e ele gemeu alto puxando meus cabelos com força enquanto levantava o quadril para foder minha boca.

 

- Você precisa ficar parado ou eu vou te castigar.

 

- O Hyung pode fazer o que quiser comigo. - Provocou e dei risada.

 

- Só fique parado, fedelho. - Mandei e ele concordou com a cabeça. O chupei até ele gozar, puxando meu cabelo e gemendo meu nome, engoli tudo. - De quatro. Agora.

 

Ele obedeceu ainda respirando fundo e abri a gaveta do meu criado mudo pegando um pote de lubrificante e camisinhas.

 

- Você tem uma bela bunda. - Falei passando minha mão pela bunda de Kookie que tinha o rosto encostado no colchão e a bunda bem empinada para mim. Dei um tapa na banda esquerda e ele se remexeu. - E ela fica marcada tão fácil. Parece até que está me provocando de propósito...

 

Lhe dei mais um tapa, dessa vez no lado direito, e então espalhei um pouco de lubrificante pelos meus dedos e pela minha mão.

 

Enquanto o penetrava seu ânus com um dos meus dedos para o preparar, com a outra mão o masturbava para o distrair da dor.

 

Jeon gemia e rebolava a bunda, e meu pau doía de tão excitado que eu estava, mas eu tinha que o preparar direito ou ele ia sentir muita dor, afinal não sabia se ele já tinha experiência sendo fodido por trás.

 

Quando me dei por satisfeito tirei meus dedos do garoto que gemeu um tanto bravo.

 

Tirei finalmente minha calça e cueca e então me ajeitei de joelhos na cama e abaixei um pouco a cintura de Kookie para poder o penetrar.

 

Gemi de alívio quando meu pau entrou nele. Kookie era apertado demais e eu estava muito excitado, tinha que me concentrar ou iria durar menos do que eu queria.

 

Eu entrava rápido e saia devagar de Kookie enquanto apertava com força sua cintura e as vezes bunda.

 

Passava minhas mãos por suas costas musculosas e ele aparentemente tentava não gemer alto.

 

Sai de Kookie e o empurrei para que ele se deitasse completamente e então o virei para que ficasse de frente para mim.

 

- Tem algo que você queira fazer em específico, Jeon? - Perguntei já dentro dele de novo e penteando meu cabelo para trás já que ele estava caindo em meus olhos e ele mordeu os lábios.

 

- Não, Hyung. - Murmurou em meio aos gemidos, mas então pegou minha mão e levou até seu membro. - Só quero que o Hyung me toque.

 

Sorri de lado concordando com a cabeça e o masturbando no mesmo ritmo em que eu metia nele.

 

Ele não demorou para vir de novo e eu não aguentei muito também.

 

Deixei Kookie na cama recuperando o fôlego e busquei uma toalha para o limpar e aproveitei para jogar a camisinha usada fora.

 

- Como se sente? - Perguntei ao entregar a toalha para o garoto que sorriu pra mim.

 

- Ótimo e com muita inspiração para novas letras.

 

Dei risada me deitando ao seu lado na cama e ele deitou a cabeça no meu ombro depois de terminar de se limpar. Estávamos cansados, suados e satisfeitos e logo caímos no sono.


Notas Finais


Me sigam no Twitter. Eu não mordo. @Moon_Delite


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...