História Love Spoiler - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Calvin Harris, Charlie Puth, Ed Sheeran, Fifth Harmony, Justin Bieber, Nick Jonas, One Direction, Selena Gomez, Shawn Mendes, Taylor Swift, Zac Efron, Zendaya
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Calvin Harris, Camila Cabello, Charlie Puth, Dinah Jane Hansen, Ed Sheeran, Harry Styles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Nick Jonas, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Shawn Mendes, Taylor Swift, Zac Efron, Zayn Malik, Zendaya
Tags Drama, Novela, Romance, Sexo
Exibições 28
Palavras 1.460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 2 - Up Night


Fanfic / Fanfiction Love Spoiler - Capítulo 2 - Up Night

New York: 07:48

Skylar Swift (Pov)

O clipe de minha primeira música já havia sido lançado naquele mesmo dia, e Taylor resolveu fazer uma festa em comemoração, chamando todos os seus amigos famosos. Típico da minha irmã.

Me olhei no espelho satisfeita com que via. Usava um vestido rodado, com um salto alto da mesma cor e meus cabelos soltos.

Borrifei perfume e meu pescoço e pulsos olhando-me uma última vez no espelho, ouvindo o som de uma buzina lá fora deduzindo de que era Taylor, saindo do quarto logo em seguida.

Entrei em uma Ranger Rover preta, encontrando Taylor me fitando entrar no carro com um sorriso animado no rosto.

- Estou tão ansiosa para você ver como ficou - Disse ela, batendo palmas de alegria

Dei a liberdade para que Taylor comandasse as decorações da festa me arrependendo logo em seguida, pois a mesma não me deixou ver o resultado dizendo que essa seria a surpresa da noite.

Sorte que o salão de festas não ficava tão longe de minha casa, assim chegamos ali em poucos minutos.

A fachada decorada pôr luzes brancas e azuis rapidamente me conquistou, Taylor sabia que aquelas eram minhas cores favoritas.

Adentrei o local observando cada detalhe impecavelmente perfeito.

- É... Você me supreendeu! - Falei para Taylor, ainda percorrendo meus olhos pelo salão

- Ah eu sabia que você ia gostar- Respondeu ela me abraçando forte, fazendo-me rir baixo.

Alguns minutos depois os convidados começaram a chegar. Seria a oportunidade certa para que eu conhecesse cada famoso, de um por um.

Logo a música Down Let Me Down adentrou ao local, a música alta fazia todo meu corpo vibrar e querer se mexer no som da batida.

- Vem, vamos dançar - Taylor agarrou minha mão e me puxou para pista de dança

- Você sempre quer dançar - Disse, revirando os olhos

- Festas foram feitas para dançar e se divertir. Se solte um pouco maninha! - Ela riu, reduzindo o ritmo do rebolado, quando percebi a quantidade de olhares na nossa direção.

Não pude deixar de corar, querendo sair dali o mais rápido possível.

- Vou pegar algo para beber. Você quer? - Perguntei para Taylor enquanto dançava balançando a cabeça negativamente.

Então fui me aventurar a procura do lugar que estavam às bebidas. Peguei um energético cantando e mexendo minha cintura no ritmo da música Sorry que agora tocava.

Sem perceber acabei esbarrando em alguém.

- Ai! Me desculpa... - Falei, levantando o olhar para ver quem tinha sido minha vítima da vez, encontrando aqueles olhos de mel me fitando

- Não foi nada! - Disse ele com sorriso lindo no rosto

- Ei, eu conheço você - Franzi o cenho tentando me lembrar

- Não me surpreende - Respondeu ele rindo - Vou me apresentar pra ver se você se lembra... Prazer sou Justin Bieber - Ele estendeu a mão em minha direção

Olhei encarando aquele rosto impecável, enquanto não acreditava quem estava na minha frente.

Qual é? Não é todo dia que você bate de frente com Justin Bieber.

- O prazer é todo meu... - Respondi, acordando de meu transe e apertando sua mão - E eu sou...

- Eu sem quem você também... - Respondeu ele - Parece que vou ter que dividir meu trono de queridinho do E.U.A

Mais que marrento!

- É... - Tentei gargalhar normalmente, mais não deu certo minha risada saiu nervosa.

- Você está nervosa?

- Não! Por quê eu estaria nervosa? - Menti, passando as mãos em meus cabelos loiros. Essa era minha mania quando tentava disfarçar meu nervosismo

- Suas mãos estão tremendo - Disse ele, segurando minhas mãos. Senti um calor imenso quando o mesmo as tocou.

- Está muito abafado aqui - Respondi, abanando meu rosto com minhas mãos - Tenho claustrofobia

- Vamos para um lugar aberto então - Disse ele, segurando em minha mão e me puxando longe da multidão.

Ele se dirigiu até a varanda do salão de festas, sorri quando o vento bateu em meus cabelos.

- Finalmente livre! - Pensei alto arrancando uma risadinha fofa de Justin.

Me aproximei no parapeito da varanda e me supreendi ao reparar o quão alto era ali. Mesmo assim, me sentei em cima dele, enquanto o mesmo tocava minha pele de forma prazerosa.

- Você não tem medo? - Ele perguntou, enquanto apontava o dedo onde eu estava sentada, tão submissa a morte.

- Por quê eu teria medo de algo que me faz sentir tão... Livre

- Talvez porquê fique à uns 10 metros do chão? - Ele disse dando de ombros.

- Você tem medo de altura? - Perguntei com um sorriso irônico no rosto.

- É claro que não

- Oh, claro que não! - O imitei

- Está zombando de mim?

Dei um gole em meu energético, pronta para responder sem me intimidar.

- Talvez - Respondi por fim

Logo em seguida Justin colocou sua própria bebida no parapeito, ao meu lado, e se apoiando no ferro, subiu, ficando em pé emcima do mesmo.

Justin se virou para mim, avaliando minha expressão e riu com a minha cara de surpresa. Assim abrindo os braços, enquanto o vento batia em sua camisa fazendo este balançar.

- EU SOU O REI DO MUNDO - Gritou, enquanto suas palavras ecoavam no ar.

Embora eu tivesse a noção do perigo que Justin estava correndo, não consegui conter a risada. Justin olhou para mim dando outra risada, finalmente descendo dali.

- Você é maluco? - Perguntei ainda gargalhando

- Ficar perto de você me faz querer fazer loucuras - Ele me disse, pegando sua bebida de volta logo em seguida olhando em meus olhos.

Ficamos nos olhando por alguns segundos, e seu sorriso foi desaparecendo aos poucos, conforme seu olhar era atraído para minha boca.

- Quem é você? - Perguntei cortando o clima, enquanto Justin franzia a testa, não conseguindo entender.

- Eu pensei que você soubesse, como disse alguns minutos atrás...

Balancei a cabeça em reprovação.

- Isso eu já sei, está em todas as revistas todos os dias - Respondi sorrindo - Eu quero dizer quem é você, longe de tudo isso...

Justin parou por um tempo, parecendo pensativo no que responder.

- Sou Justin Bieber, tenho 18 anos, e sou um cantor - Ele deu uma pausa, sorrindo

- Estou falando sério, Justin

Ele respirou fundo, logo começando o que queria mesmo ouvir.

- Sou um garoto normal, Skylar. Que teve muita sorte de estar vivendo um sonho... Posso ser um garoto bonito e pegador como a mídia diz, mais por fora, sou o mesmo garoto que nasceu em London e que gostava de postar covers no YouTube. Sou esse cara. Nada de Julliard, Disney, Grammys...

- Da forma que você fala, parece menor do que realmente é você ter conseguido chegar aqui - O repreendi

- Claro que não. Eu agradeço isso todos os dias e sou imensamente feliz de ter oportunidade de estar vivendo isso e vou aproveitar cada segundo

- Justin, você é um pródigo! - Respondi, fazendos nós dois darmos risadas altas

- Mas olha para você, tem 17 anos e o mundo já a considera a nova princesinha da música

- Isso é bobagem - Revirei os olhos - Isso só é mais um apelido que a mídia dá para cada cantor. Não gosto quando as pessoas me veem assim...

Ele riu, seu senso de humor era demais.

Pude perceber que ele parou de falar e me olhar fixamente, seus olhos se desviaram dos meus e por alguns instantes, o percebi olhando em minha boca denovo. Parei de rir, e comecei a sentir o clima no ar, mais intenso, como uma onda magnética que me levaria para seus braços.

Não iria o interromper dessa vez, algo estava me puxando... Ele se inclinou para mais perto de mim, acompanhei seus movimentos sentindo sua respiração perto de meu rosto. Com uma das suas mãos, ele segurou em meu cabelo e bochechas, e inclinou seus lábios nos meus, me beijando com carinho. Pude perceber que ele estava agindo com cautela para não me assustar, permanecendo seus lábios encostado nos meus. Assim que viu que não neguei, ele finalmente abriu seus lábios e envolvendo sua língua na minha, me puxando para mais perto dele.

Nos beijamos com delicadeza, me envolvi acompanhando seu ritmo, encostei meu corpo mais perto do dele, senti ele suspirar e passei meus braços por seu pescoço...

Ficamos nos beijando pelos próximos 10 minutos, e a intesidade almentou mais. Vendo que as coisas iam sair fora do controle, eu fui diminuindo a velocidade, e comecei a dar selinhos em sua boca finalizando o beijo.

- Quem mandou você parar? - Perguntou ele dando uma risadinha

- Então você gostou de me beijar, Bieber? - Perguntei

- Foi uma das melhores coisas que já fiz na vida - Ele respondeu me olhando nos olhos

- Duvido. Você já deve ter beijado um monte de garotas

- Mais nenhuma é você. - Ele respondeu de imediato. Senti meus estômago dar a primeira cambalhota da noite.

Notas Finais


Até o próximo capítulo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...