História Love Story (Romance Gay) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gay Romance, Romance Gay
Exibições 113
Palavras 1.523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


G'morning meus amoreeees, desculpa essa demora, estava cm um bloqueio mental. Mas espero que gostem. Sdds de vcs :3

Capítulo 12 - E as consequências aparecem.


Fanfic / Fanfiction Love Story (Romance Gay) - Capítulo 12 - E as consequências aparecem.

~ PV Pablo Ramon.

~ Acordo e olho pro relógio da parede, e vejo que ainda são 4:29 da madrugada, olho pro meu branquinho dormindo ao meu lado. Seu cheiro me atrae, e que linda expressão. - Droga estou ficando excitado.

~ Levanto e vou a cozinha, bebo um pouco de suco na geladeira e vou pra varanda. Fico olhando as estrelas, e fico me lembrando do passado.

~ Me lembro de como conheci Kevin e como as coisas rolaram, foram bem loucas e insanas.

~ Pablo: Que sortudo eu sou?-Penso alto. ~

~ Quando derrepente me assusto com uma voz rouca e sonolenta atrás de mim.

~ Kevin: Você quer dizer, que sortudo EU sou, por ter você, não acha? - Diz meu amor só de samba canção e me olhando com um sorriso bobo no rosto.

~ Caiu pra trás por causa do susto e como sempre, lá está ele, meu super herói me salvando.

~ Kevin: Oq seria de você sem mim em? - Diz meu branquinho com seus braços em volta de mim.

~ Sim, oq eu seria? - digo encarando ele e totalmente envergonhado.

~ Ainda bem que eu tenho você. - Diz kevin

~ Pablo: Ainda  bem que tenho meu super herói.  - digo rindo

~ Kevin: Então, você é a minha donzela em perigo? - Diz se aproximando.

~ Pablo: Uhum-digo fazendo biquinho.

~ Jucenyr: Siiiiiim, vcs não tem quarto não? Diz minha avo nos observando.

~ Desculpa Dona Jucenyr -diz Kevin todo envergonhado.

~ Pablo: Vooooo -digo todo sem jeito.

~ Jucenyr: Tata, vou deixar meus filhos a sós.

~ Obrigado - ambos dizem.

~ Jucenyr: A propósito Kevin.  -diz minha vo.

~ Kevin: Oq dona Jucenyr? Diz Kevin.

~ Jucenyr: Você pretende convidar sua família para seu casamento?

~ Kevin: Creio que nenhum vira.  - fala totalmente triste.

~ Entendo -diz minha avo saindo.

~ Pablo: Amor, você tem certeza? Acho que não custa nada tentar.

~ Kevin: Você acha??? Não sabe as crueldades que sofri com meu pai.

~ Pablo: Pois é, seu pai. Não o sua família!

~ Tudo bem, tudo bem, so irei convidar pq você pediu.  -diz kevin me dando um beijo.

~ Me assusto com ele me pondo em seu colo.

~ Kevin: Anda, vamos pro quarto que aq já esta frio, e estou com vontade...  - Fala apontando pro seu volume.

~ Logo noto e fico animado.

~ Kevin me joga na cama e pula rapidamente. Começa a me beijar e a modiscar todo meu corpo.

~ Começo a me arrepiar e o puxo para deitar na cama e fico em seu lugar.

~ Começo a beijar cada parte do seu corpo e noto que o "alvo" ja esta todo preparado. Vou beijando e me abaixando lentamente, até chegar em seu membro e começo a chupa-lo.

~ Bem lentamente passo minha lingua na cabeça do seu membro e faço movimento circulares.

~ Ouço seu gemido e me atiço ainda mais. Boto seu membro dentro de minha boca e começo a mexer minha lingua dentro,

~ Kevin vai a loucura e começa a bombar minha boca.

~ Quando vejo que ele esta prestes a gozar, paro e o obsevo louco para gozar em minha boca.

~ Dou um sorriso de canto da boca e fico lambendo seu membro com a intenção de atiçar e o deixar com mais desejo.

~ Kevin se levanta e me coloca de bruços, rasga meu short e me deixa completamente pelado. 

~ Começa a fazer beijo grego em mim, vou em loucura e seguro sua cabeça. Kevin se ajeita e enfia seu membro bem lentamente, acada cm dentro de mim ele beija minha costa e faz carinho na minha bunda, aos poucos e aos poucos seu membro entra, e lentamente ele vai enfiando e tirando, cm por cm dentro de mim, começo a me mexer e o acompanho no ato, meu branquinho me puxa em seus braços e me coloca em seu colo, me coloca contra a parede e começa a me bombar, meus braços em volta do seu corpo o arranhando e o desejando mais e mais dentro de mim.

~ Até que com uma socada, sinto todo seu líquido dentro de mim.  "A melhor sensação que sinto no mundo." - Penso.

  ~ Kevin Me coloca na cama, totalmente cansado, assim como eu, me beija e fica do meu lado.

~ Kevin: Nunca me canso de fazer isso com você, cada vez que fazemos sinto uma nova sensação, nossa bundudo, que sorte eu tive em te encontrar. Me beija e fica em meu peitoral.

~ Pablo: O sortudo sou eu, quem ficaria esperando tanto tempo por uma pessoa que nem eu?  Ainda em coma... - Fico pensativo.

~ Kevin: Uma pessoa que te ama, eq te quer pelo resto da vida ao seu lado -se referindo a si próprio.

~ Pablo: Verdade, ainda bem ne. - beijo sua testa e adormeço.
~ Acordo e noto que meu amor não está na cama, olho um bilhete do meu lado:

~ "Fui ao mercado, comprar comida. Love u "

~ Logo levanto e vou tomar banho. Quando do nada me lembro do acidente e da sensação, sinto calafrios e uma louca vontade de provocar, começo a ouvir o som da busina naquele drastico dia. Muitas luzes, as vozes.Começo a chorar e a gritar, me sento no azulejo do banheiro embaixo do chuveiro e tampo meu ouvido com melhor intenção de não ouvir mais o som.

~ Pablo:PARA!!!!!!!

~ Quando derrepente Kevin entra desesperado me procurando, chega do meu lado me abraçando e dizendo:

~ Kevin: Amor, calma, já passou, estou aqui amor,  sou eu, seu branquinho.

~ O som começa a sumir e o olho completamente desesperado.

~ Pablo:eu não sei oq aconteceu, eu estava tomando banho e do nada me lembrei daquele dia, e o som daquela buzina e de tudo q ocorreu não queria sair.

~ Kevin: Vamos ao médico.

~ Pablo: Agora?

~ Kevin: Sim claro!

~ Pablo: Depois do trabalho amor.

~ Kevin: Aiai, e se você ter um ataque de novo amor? -diz preocupado.

~ Pablo: Pedirei ao Douglas para lhe liga.

~ Kevin: Depender daquele escroto? -Kevin começa a ficar zangado.

~ Pablo: Kevin!

~ Kevin: Tudo bem amor, tudo bem...  Vamos, você tem que se arrumar.

~ Saimos do banheiro e logo me arrumo.

~ Pablo: Amor, e os preparativos do nosso casamento?

~ Kevin: Estão tudo sobre ordem, Julhinho esta me ajudando também, e falando nisso, você tem que ir em um loja comprar seu smoking.

~ Pablo: Tudo bem amor, eu irei arrumar um tempo parar ir.

~ Saimos de casa e Kevin me deixa no trabalho.

~ Chegando la me deparo com um ruivinho bebado e com uma foto em sua mão.

~ Pablo: Quem é esse na foto? -Falo curioso

~ Douglas: Meu único amor. -diz limpando seus olhos.

~ Pablo: E oq aconteceu com seu "único amor"?

~ Douglas: Ele morreu por minha culpa...

~ Pablo: Meus pasames. - Digo e o abraço.

~ Douglas, me segura e tenta me beijar.

~ Dou um soco nele e ele cai no chão.

~ Pablo: Qual é o seu problema cara???  Fico furioso.

~ Douglas: Sua voz, seu jeito... Se parece com ele.

~ Pablo: Mas não sou ele. Pfv me respeite. 

~ Douglas: Tudo bem, me desculpa...

~ Pablo: Obrigado.

~ Douglas: Vou tomar um banho, e trocar de roupa, enquanto isso você prepara as coisas que jaja abrimos.

~ Ajeito as coisas quando derrepente um corpo totalmente sexy desce da escada apenas de toalha. Nao paro de encara. Aquele peitoral, braquinho eq volume...  Tento disfarçar.

~ Douglas: Relaxa, eu sei que sou iressistiver mais você é noivo- diz o ruivo num tom sacastico.

~ Pablo:  ha ha ha, se acha muito.

~ Douglas: Você viu algum jeans por aq?  Diz o ruivo procurando.

~ Observo e noto um jeans pendurado em um cadeira do meu lado.

~ Pego e mostro pra ele.

~ Douglas: Obrigado!! Diz pegamdo o jeans.

~ Quando derrepemte sua toalha cai e pude contemplar aquele ser... Fico completamente vermelho e vou pro banheiro.

~ Pablo: Que porra, se controla, temos tudo oq queremos, um noivo perfeito que conseguiu preencher o vazio em meu peito. - Digo olhando no espelho.

~ Quando saiu do banheiro o Douglas ja abriu o restaurante e os clientes começam a aparecer.

~ O turno termina e espero o meu branquinh chegar. Desde aquele incidente com o Douglas, não puxei assunto cm ele.

~ Alguns minutos se passam quando derrepente um carro desgovernado vem com tudo em minha direção e começo a lembrar daquele incidente.

~ Começo a fraquejar e caiu com tudo no chão, o carro passa direto mas não consigo me mover, estou paralisado e não consigo falar e nem gritar, tento e tento, até que aquele som volta e começo a me desesperar.

~ Pablo: Socorro! Alguém!?

~ Quando derrepente Douglas sai do restaurante preocupado e me carrega.

~ Douglas: hey hey, oq vc tem???

  ~ Pablo: Liga kev, e me leva a um hospital, pfv.

~ Douglas: Não precisa nem pedir.


Notas Finais


Bom, espero que tenham gostado, e mais uma vez, peço desculpas pela demora, prometo que n irei parar a nenhum custo ess fic até termina-la. SEndo q pretendo continuar outra fic após terminar essa, e sim, será com o filho destes dois :3. Ainda estou pensando se dará certo, enfim, Bom dia meus amores, papai ama vcs<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...