História Love Territory - Imagine Kai (EXO) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Personagens Originais
Tags +18 Pelo Hentai, Bts, Exo, Kai, Kim Jong In, Kim Jongin, Romance
Visualizações 101
Palavras 1.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello!!!

Como nessa semana, semana que vem vai ser a mesma coisa, só vai ter capítulo na quinta! Desculpa! Só estou com bloqueio de criatividade e tenho umas coisinhas pra fazer *conversar/stallkear o crush, hihihi*.

Boa Leitura!

Capítulo 10 - Ten


Fanfic / Fanfiction Love Territory - Imagine Kai (EXO) - Capítulo 10 - Ten


∆ No capítulo anterior ∆

Melissa- Isso não é para fugir da conversa, não é?

Eu- Não, estou falando sério.

Aria- Okay. Vamos dormir.

∆ Agora ∆


Pov's Liah on.

∆ De manhã ∆


 Quando acordamos cada uma teve sua vez de ir ao banheiro e trocamos de roupa (1-roupa de todas nas notas finais *juntas*), colocamos as roupas assim por quê o primeiro horário era de Ed. Física, e ficaríamos assim pelo resto da manhã.


∆ Escola ∆


 Fomos até o pátio e vimos os meninos, já que era horário junto com a outra turma.


Baek- Liah, vem aqui. - Fui até ele.

Eu- O que aconteceu?

Baek- Por enquanto nada, mas o Kai quer falar com você antes que acabe o horário aqui.

Eu- Okay. Sabe se é algo importante?

Baek- Ele não me contou nada, desculpe.

Eu- Não tem problema.


 Primeiro as meninas e eu fizemos os alongamentos e depois fomos para a quadra.


∆ Quebra de tempo ∆


 Terminando de jogar vôlei, fui para a classe pegar minha garrafa de água, bebi um pouco de água e voltei para o pátio, pois lembrei que Kai queria falar comigo antes que o primeiro horário acabasse.


Eu- SeHun. - Parei em frente à ele.

SeHun- Oi?

Eu- Sabe aonde o Kai está?

SeHun- Ah, ele disse que você fosse lá na árvore depois da quadra.

Eu- Okay, obrigada.

SeHun- Não faça coisas impróprias na escola, Okay?

Eu- Aish! - Dei um tapa no ombro dele. - Não vamos fazer nada disso! - Comecei a andar para aonde SeHun havia me dito que Kai estava. Chegando lá eu pude ver Kai. Me aproximei, com ele já olhando para mim, e disse; - SeHun me disse que estava aqui. O que tem para falar comigo?

Kai- Para falar a verdade, eu nem sei como eu encontrei um jeito de te falar isso. Também não sei como estou tendo coragem nesse momento, assim, tão rápido. - Rimos.

Eu- "Tão rápido"?

Kai- É.. Mais ou menos. Já que nos conhecemos à muito tempo atrás, não seria tão rápido assim.

Eu- Estou ficando curiosa, conta!

Kai- Okay. Vem cá. - Ele estendeu sua mão para que eu pudesse pega-lá, assim fiz. Ele começou a andar, junto à mim, pela parte que podíamos ficar a sós. - Sabe, desde pequeno eu te observei muito.

Eu- Por quê?

Kai- Antes eu não sabia. Achava que era só, sei lá, admiração por uma garota legal, inteligente, educada.. - Sorri enquanto olhava para baixo. Espera... Estamos de mãos dadas e eu nem "percebi" direito? Uéeeee. - Mas, só fui perceber depois que eu fui embora de novo para a Austrália que eu gostava de você. - Parei de andar e fiquei sem reação, ainda olhando um tanto para baixo, sem acreditar nas palavras que Kai estava dizendo. Eu ainda estava processando tudo. - O quê foi? - Olhei para ele.

Eu- P-por quê está me dizendo isso?

Kai- "Isso" você se refere à frase que eu disse que gostava de você na infância?

Eu- S-sim!

Kai- Eu acho que está na hora de dizer a verdade, e eu não gosto de mentir para aquelas pessoas que eu amo. - Okay, agora eu preciso processar mais ainda as coisas. Não dá para acreditar que ele está dizendo isso, logo para mim! - Bem.. Eu não sei se eu acreditava no que o SeHun dizia, então disse logo tudo para você.

Eu- O quê o SeHun te dizia?

Kai- Que dava para perceber desde pequena que você gostava de mim. - Me virei para podermos ficar frente à frente. É Liah, chega de mentir, agora é sua chance, antes que a Bomi e a Hanna estrague tudo.

Eu- Isso não é mentira. - No seu rosto abriu espaços para um grande sorriso.

Kai- Então isso quer dizer que podemos ficar juntos, a não ser se você não quiser agora.

Eu- Eu quero. - Sorrimos. - Mas, que ninguém fique sabendo, só por enquanto.

Kai- Duas semanas?

Eu- Uma semana está de bom tamanho, até por quê as meninas com certeza vão ficar com raiva quando souberem que eu escondi isso delas por uma semana, imagina por duas. - Rimos. Ele pegou na minha outra mão (ainda estamos frente à frente).

Kai- Fecha os olhos.

Eu- Por quê?

Kai- Só fecha.


 Fechei meus olhos, um pouco curiosa, também com um pouco de medo mesmo sendo o Kai que estava ali. Senti uma de suas mãos em meu rosto, logo fazendo com que meu rosto fosse para mais perto do rosto de Kai, e por fim, selando nossos lábios.

 Era meu primeiro beijo, e eu fiquei meia nervosa pois não sabia se eu iria me sair bem, ou pelo menos razoável. Seus lábios eram tão macios, parecia que eu estava beijando uma nuvem, era um sonho que eu não queria acordar, sempre esperei pelo momento do meu primeiro beijo. Eu pensava que ia ser como os adolescentes de hoje fazem, vão logo com pressa e bem intenso, mas o Kai fez diferente, ele está me tratando agora como uma princesa inocente.
 Ao longo do beijo ele pediu passagem com sua língua, e eu cedi sem pensar duas vezes, mas ainda lembrando que eu não sabia fazer isso, ele ficou no comando, e eu apenas segui sua língua, tentando "fazer os mesmos passos que ela".
 Mesmo que não quiséssemos parar o beijo, tivemos que para, por duas coisas; a falta de ar, que não tem como evitar; alguém na escola podia ver, tanto aluno como professor, funcionários e a diretora.


Kai- Acho que está bom por aqui.

Eu- Sim, alguém pode nos ver. - Olhamos em volta.

Kai- Sabia que para uma pessoa que estava nervosa por quê não sabia se ia se sair bem no primeiro beijo, você foi boa. - Sorrimos.

Eu- Como sabia que eu estava nervosa?

Kai- Deu para perceber, e é bem normal estar assim quando é o primeiro beijo.

Eu- Me sinto bem agora. - Abracei ele encostando minha cabeça em seu peito.

Kai- Tinha algo de errado antes, pequena? - Perguntou ele passando seus dois braços pela minha cintura, me abraçando, colocando sua cabeça apoiada na minha.

Eu- Sim.

Kai- Conta para mim, o quê era?

Eu- A Bomi e a Hanna. Isso não é novidade.

Kai- O que elas fizeram para você? - Ele tirou um de seus braços de minha cintura e começou a fazer carinho em meus cabelos enquanto nos olhavamos.

Eu- Elas queriam roubar você de mim. Primeiro a Bomi me ameaçou de chegar perto de você, e a Hanna dá para perceber que ela quer acabar comigo para ficar com você.

Kai- Não precisa se preocupar, não vou deixar ninguém fazer nada de mal para você! -Ele me deu um selinho.

Eu- Obrigada, oppa!



∆ Continua ∆


Notas Finais


(1): http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=23166796&.svc=copypaste-and&id=225191022

Obrigada por ler e pelos 116 favoritos! Eu te amo vocês! (Momento Luizinho)

:3 xaunn :3

~Thenny🍭.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...