História Love The Darkness - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, The Vampire Diaries
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Valerie Tulle, Youngjae, Yugyeom
Tags Bambam, Herege, Jackson, Jaebum, Jinyoung, Magia, Mark, Monstro, Romance, Sangue, Vampire, Youngjae, Yugyeom
Exibições 14
Palavras 2.189
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um Capítulo. ...
Enjoy!!!

Capítulo 3 - Lembranças


22 de Novembro de 2017 (Coreia - Yongsan-Gu) 00:00

[ Kim MoonHai ]

Tinha se passado uma hora após o desmaio dele, eu ainda estqva acordada mas de alguma forma meu corpo estava paralizado, nada me correspondia, apenas pude ser capaz para destrancar a porta com a minha magia e fazer ambos ficarem invisíveis. 

22 de Novembro de 2017 ( Coreia - Yongsan-Gu) 9:20

[ Jaebum ]

Acordei e me levantei da cama, estava vestindo apenas um short largo e confortável,  cocei meus olhos indo em direção ao banheiro, fiz minha higiene e depois tomei um banho para me despertar, ao sair enrolei a toalha na cintura e acendi a luz, isso fez Youngjae reclamar, mas não liguei já era hora de acordar, tinhamos dormido de mais e Jinyoung não tinha vindo fazer a questão de nos acordar, ou mesmo a garota como uma boa Manager em experiência. 

Me vesti e fui até o quarto deles, a porta estava destrancada, e parecia que nenhuma das camas haviam sido tocadas, isso parecia muito estranho, fechei a porta e em seguida fui até os outros quartos, primeiro Yugyeom e Mark, os mais fáceis e depois tive a visão do inferno com a bunda branca do Jackson pra cima, ele tinha voltado com a mania de dormir nu, mas não precisei acordar o Bambam, que já estava acordado porém este estava mexendo em seu celular provavelmente jogando.

- Cadê o Jinyoung? _ Yugyeom foi o primeiro a perguntar, algo que parecia que todos estavam se perguntando.

- Fui ao quarto dele antes de acordar vocês e não vi nem ele e nem a Manager, as camas pareciam que nem tinham sido tocadas. 

- Será que aconteceu algo?_ Mark perguntou.

- Ele teria avisado, teria mandado alguma mensagem pra algum de nós. _ falava enquanto olhava meu celular sem mensagem alguma do Jinyoung. 

- Talvez eles não tenham conseguido dormir e foram dar uma volta, o terreno aqui é grande, ou como ele é o supervisor dela eles devem estar resolvendo algumas coisas. Não quero pensar que seja algo para nos preocuparmos, imagino que no almoço eles já estaram de volta._ disse Youngjae,  mesmo que ele não quisesse se preocupar havia preocupação em sua voz e ele parecia um pouco nervoso.

Depois da conversa e do Jackson por alguma roupa descemos para tomar café da manhã e assistir um pouco de televisão e as horas passaram tão rápido que já era o almoço, e nada daqueles dois, resolvi ver novamente no quarto deles, mas dessa vez estava trancada e uma mão gelada tocou em meu ombro e o medo percorreu pela a minha espinha e estremeceu meu corpo, tive medo de me virar.

- JB você está tão tenso cara_ era a voz do Jinyoung,  mas ao ver sua face não parecia o mesmo, o que era aqueles olhos nele, eu de fato tinha morrido de medo._ Ei _ ele começou a rir da minha cara_ é apenas lentes cara, encontrei isso aqui na casa, você tinha que ver sua cara._ ele não parava de rir de mim, eu dei um tapa em seu braço e sai andando.

[ Jinyoung ]

Eu acordei com batidas na porta, pelo que parecia era o JB, ele entrou no quarto mas pelo que pareceu era que ele não conseguia nos ver, ela deve ter usado a pouca magia que tinha antes de apagar, espero que ela acorde logo, tentei entrar na mente dela, mas tava tudo uma bagunça, algumas vezes tive que limpar seu nariz que começava a sangrar, memórias que lhe foram tiradas estavam sendo repostas, parece que a fuga do círculo havia lhe tirado as memórias daquele dia e do dia anterior aquele, justo os dias que eu teria alguma resposta do por que estavam fazendo aquele ritual, habitualmente eu fui no banheiro, fiz minhas higienes, tomei um banho e ao me olhar no espelho eu levei um pequeno susto, meus olhos, eles estavam iguais ao dela, as presas também,  tão afiadas, mas a minha garganta ainda estava seva e eu precisava ainda de sangue.

Ouvi pela porta todos descerem, e ouvi uma mulher subindo, eu a puxei pelo braço e a tranquei dentro do quarto, ela não me via, ela apenas ficou assustada de ser alguma assombração,  mas de alguma forma eu consegui ficar visível e a olhei nos olhos hipnotizando-a para ficar quieta e a mesma ficou.

Peguei em seu pulso e a mordi na veia e comecei a suga-la, sentir seu sangue , seu gosto, ela começou a ficar tonta e eu parei, lambi a ferida e a mandei fazer um curativo ali, novamente olhei para o corpo da Moon, mesmo invisível ainda conseguia vê la, acho que é por causa da ligação, eu a ajeitei na cama e a observei por algum tempo, até que decidi sair do quarto, mas antes disso tranquei a porta.

Ao voltar Jb estava tentando abrir a porta e eu toquei em seu ombro, senti o medo percorrer seu corpo, e ao virar ele encontrou meus olhos, a droga não havia voltado ao normal, eu ri da cara dele brincando que aquilo eram apenas lentes do Halloween passado, ele ficou bravo e me bateu e foi embora, eu entrei no quarto e tranquei a porta novamente, ela ainda não havia acordado, e estava mais palida que o normal, o que estava acontecendo, tentei entrar em sua mente, mas nada vi apenas ouvi gritos que pareciam não ser dela, aquelas memórias eram pertubantes, então logo sai da sua cabeça.

- O que esta acontecendo com você? _ a perguntei sabendo que não ouviria sua resposta, apenas segurei em sua mão e senti ela apertar a minha, mas invés de acordar ela continuou paralizada, e num piscar de olhos eu já não estava no quarto, e sim numa casa, antiga e ao redor tinham vários corpos sem vida, e olhei enfim para ela, que estava suja e terminando de devorar sua vítima. 

- O que aconteceu? _ senti a tristeza passar pela minha voz.

- Me usaram, eu sou uma arma para eles_ não havia nenhum sentimento ali, mal sentia que era a mesma Moon que tinha visto se divertir com os garotos, mas o que podia dizer fariam pouco mais de dois dias que a conhecíamos e eu já estava aqui no mais profundo dos seus segredos do passado.

- Quem?

- Ele_ ela largou o corpo que estava devorando e o mesmo caiu no chão sem vida, eu segui o olhar para onde seu dedo apontava, e vi a silueta de um homem, e seus olhos eram assustoramente amarelos_ ele é o único capaz de controlar outros vampiros, mas cuidado com sua mordida, ela pode lhe matar, mas apenas o sangue dele pode curar, por que ele é um original, ele tem 3000 anos.

Eu olhei para o homem e ele mirou seu olhar em nós e começou a se aproximar, cada vez mais rápido,  mas antes que pudesse nos tocar o cenário mudou, era aquele dia novamente, ei estava no meu lugar, estava de branco, e ela estava do outro lado de branco também,  dessa vez ela não lutava, ela apenas me olhava.

- Isso não era apenas para lhe ligar a mim, isso era um sacrificio, era para você morrer, era para eu virar humana, e ontem apenas nos ligou por que você já não é mais humano, eu fugi, por que sabia que era inocente_ ela saiu de onde estava e veio ate mim, o tempo a nossa volta estava congelado_ eu confundi a mente dela , ela pensava no ritual de sacrifício e falava o ritual de ligação, eu sei que lhe dei essa maldição, mas era isso ou morrer_ ela acariciou meu rosto e eu fechei os olhos ao sentir seu toque.

- Obrigada, mas por que minha família me colocou nisso? Pensei que me amavam. _ senti a raiva e fechei os punhos com vontade de socar alguém. 

- Acho que ninguém que estava ali sabia das intenções dela_ ela pegou em seus punhos e os beijou, o carinho dela fazia a raiva passar e me fazia sentir mais leve_ desculpa ter te trazido aos piores dias da minha vida, eu estava uma bagunça e você estar aqui ajudou a organizar, vem vou te mostrar uma coisa boa no meio de todo esse filme de terror.

Ela me puxou pela mão e eu a segui, enquanto andavamos a paisagem mudava, agora havia uma grande lua azul ao céu e uma pequena cabana de maneira a beira de um pequeno riacho, era como se aquela paisagem tivesse saído do conto de fadas.

- Foi aqui que eu decidi me dar uma nova chance, eu estava con sangue da minha guardiã em minhas mãos,  mas enquanto a magia do círculo ia apagando minhas memórias o rosto assustado do garotinho havia ficado na minha cabeça e aqui eu me dei uma segunda chance, que apesar de todas as mortes, eu tinha salvo você._ ela olhou nos meus olhos._ e é aqui que eu me despeço, você precisa cuidar dos meninos, acredito que vai encontrar uma desculpa para eu não estar junto, talvez amanhã eu acorde, é bom que esteja com uma bolsa de sangue em mãos ou não se importe em eu pegar de você. 

- Pensei que troca de sangue era uma parada bem íntima. 

- E é, mas já temos a ligação, não acho que afetaria em algo. Boa noite Jinyoung. _ ela se inclina, ficando na ponta dos pés e me da um beijo na minha bocheca, por um momento eu fecho os olhos e quando os abro estou de volta no quarto, e já havia anoitecido.

Saio do quarto e o tranco ao sair, antes paro num espelho no corredor e me olho, os olhos já estavam normais novamente, desci e fui direto a sala de jantar, todos estqvam lá se servindo, o meu prato e o da Moon estavam prontos, os meninos me olharam e o primeiro a falar algo foi o Yugyeom. 

- Cade a Moon?

- Ela já dormiu, fiquei com receio em acorda-la, mais tarde ela come.

- Mas ela não comeu o dia todo._ disse Jackson com uma voz preocupada_ deixa que eu levo para ela.

- Senta ai Jackson, ela passou mal o dia todo e eu fiquei com ela, acho que foi a comida daquele restaurante de estrada, bem ela conseguiu dormir finalmente, não a acorde. Por favor.

- Ok Jinyoung, bem isso explica o por que de vocês dois sumirem o dia todo_ disse Jackson.

- O que estavam pensando?_ perguntei olhando para a cara de todos eles.

- Besteira... É basicamente isso que o Jackson pensa._ Jb me olhou respondendo, ele ainda parecia irritado.

- Enfim vou ter que sair , vou andar um pouco, não me esperem.

- Não vai nem comer? Eu mesmo preparei seu prato Jinyoung_  disse Yugyeom meio tristonho.

- Eu irei comer, mas quando a Moon acordar, eu preciso realmente de um ar_ dou um beijo na testa do Yugyeom e sai, mas antes de passar pela porta alguém segurou meu pulso.

- Onde vai?_ levantei meu olhar e vi que era o Jb me segurando.

- Apenas dar uma volta, o dia foi stressante,  prometo mandar mensagem quando voltar_  sua mão me soltou e eu sai da casa, assim que estava fora da vista deles corri em V.v. e consegui encontrar um hospital.

Era um hospital de cidade pequena, não havia câmaras de segurança e apenas um guarda que estava na entrada, com facilidade entrei e peguei algimas bolsas de sangue e voltei para casa, eu entrei pela janela do meu quarto e a vi sentada em sua cama, estava tudo escuro e apenas se via seus olhos.

- Desculpe, mas não tinha O negativo, apenas sabor comum_ um sorriso é feito em sua boca e eu sorrio junto.

Ela pega uma bolsa de sangue das que ofereci que estava em minhas mãos, arrancou o fecho de plástico com os dentes e despejpu todo o líquido para dentro de sua boca, e ei consegui fazer o mesmo, meus dentes pareciam melhores e mais fortes.

Vi a cor em seu rosto voltar e sua pele ficar melhor, ela estava linda novamente, e não havia dúvidas de que eu estava começando a gostar da mesma, já pensava em chama-la para sair uma vez que estivessemos de volta. 

Eu olhava meio bobo vendo-a beber todo aquele sangue.

- Se quiser comida o Yugyeom fez ele mesml nossos pratos, e acho que ficaria chateado se não comecemos.

- Pode trazer no quarto para mim? Oppa!_ mesmo sendo a Manager ela falou de maneira tão fofa que eu quase não resisti.

- Sim, só se eu for o único a ser chamado assim por você. 

- Esta bem...

Desci e esquentei no microondas a nossa comida e rqpidamente voltei, estava feoiz por todos já estarem dormindo, comemos aquela comida, e deixei os pratos na mesa que tinha dentro do quarto, joguei as bolsas de sangue no lixo e então deitamos para dormir, ela não conseguia dormir,  então me levantei da minha cama e deitei junto a ela abraçado ao seu corpo dando um leve beijo de boa noite em seu pescoço e sussurrando no seu ouvido "Obrigada por ter me ligado a você e assim ter me salvado da morte ".


Notas Finais


E ai o que acharan de mais um pouquinho do passado dela.
😱 Jinyoung era para ser um sacrificio MDS!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...