História Love Traffic - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Biapoder2002

Postado
Categorias Justin Bieber, Nina Dobrev
Personagens Justin Bieber, Nina Dobrev
Tags Festa, Romance, Violencia
Exibições 68
Palavras 880
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Nada a declarar sobre este capítulo.
Boa Leitura
Bjs
<3

Capítulo 3 - A festa.


Fanfic / Fanfiction Love Traffic - Capítulo 3 - A festa.

P.O.V  Mia

 

            O sinal bate para sairmos, até que Hugo vem em nossa direção.

-Eai, meninas?-ele diz tentando parecer sedutor, mas falhando-hoje terá uma festa em minha casa para receber os calouros, querem ir?

-Eu acho melhor n...-digo, mas antes que terminasse Melina me interrompe.

-CLARO QUE VAMOS-ela diz, e do jeito que é escandalosa resolvi nem discutir.

-Começa as 10:00-ele diz dando uma piscada para Melina e ela retribui com um sorriso.

-Você não tem jeito mesmo-digo, já saindo do local, fazendo Melina rir.

-Amiga, sabe como ´q que é né-diz ela me seguindo.

-Não, eu não sei, e além disso ele é galinha-digo com uma cara de indignada.

-Ele não é assim, é gentil e carinhoso-diz ela com os olhos brilhando.

-G.A.L.I.N.H.A-digo em um tom engraçado.

-Ele não é assim-diz ela fazendo bico.

-hahahah, esse bico está hilário-digo rindo-mas se acha ele legal, quem sou eu, não?-digo pegando meu material do armário e indo para o carro.

-Tchau vaca, até mais tarde-ela diz indo para casa.

-Tchau puta-digo indo para o carro.

 

Quebra de tempo

 

             Quando chego em casa minha mãe estava na sala.

-Mãe posso dormir na casa da Melina?-digo indo até ela-Vou fazer o trabalho e não sei que horas terminaremos-digo dando um beijo em sua bochecha.

-Pode sim, toma cuidado hein-diz ela me dando um beijo na cabeça.

-Obrigada mãe, te amo-digo subindo as escadas, e indo até o quarto pegar minhas coisas.

        Pego uma mochila preta, coloca um pijama, a roupa da festa, e uma roupa para ir a escola amanhã. Quando acabei fui ao banheiro , tomei um banho e coloquei uma roupa leve, peguei meu tênis e penteei o cabelo.

-Estou indo mãe-fala mandando um beijo para ela de longe.

-Beijos e se cuida-diz ela mandando outro.

              Fui até o carro e dirigi até a casa de Melina, toquei a campainha e ela abre a porta.

-Eai vaca-diz ela me puxando para dentro.

-Eai puta-digo-Melina vou dormir aqui hoje, Bjs.

-Nossa, mas quem convidou?-diz ela em um tom autoritátio.

-Nossa, então vou embora –digo fazendo cara de triste saindo.

-Volta aqui-diz Melina me puxando e caímos juntas, iniciando uma crise de risadas.

-Oiiiii meninas-diz a vó de Melina vindo em nossa direção.

-Oi Dona Margot-digo dando um beijo em sua bochecha.

-Dona não, sei que sou velha, mas não precisa me lembrar-diz ela dando um sorriso

-Desculpa-digo retribuindo o sorriso.

-Vó estaremos lá em cima para fazer o trabalho, se precisar de algo é só chamar-diz Melina me puxando pelas escadas.- Não dá corda não, porque ela vai falar até você cansar.

-Ah, eu acho sua vó super legal- digo rindo um pouco pelo seu comentário-Vamos fazer o trabalho logo?

Claro-diz ela entrando no quarto, e eu sigo.

          Ficamos fazendo o trabalho até as 7:00, depois comemos e ficamos assistindo séries até dar 9:00 horas. Quando deu, tomamos banho e nos trocamos, Melina colocou um vestido azul escuro curto, e eu um preto.

-Nossa tá gata hein-diz Melina para mim-Se eu fosse home te pegava-diz rindo. Melina estava com os cabelos soltos e enrolados, assim como eu.

-Quem disse que eu te deixaria me pegar?-digo jogando um travesseiro nela, rindo, e ela com um biquinho.

-Tá, agora vamos-ela diz arrumando os cabelos bagunçados pelo travesseiro que joguei.

           Demoramos aproximadamente quinze minutos para chegar na festa. Fomos no carro de Melina, e quando saímos os olhares se concentraram em nós, mas ignoramos.

-Nossa que casa hein!?-digo para ela, observando a casa não muito grande, mas linda.

-Até nisso ele é bom-diz Melina, e eu reviro os olhos enquanto entramos.

                Quando entramos vejo um monte de gente se pegando e bebendo,(típico de festas, não?).

-Vou procurar o dono da festa e já volto-diz ela me deixando sozinha lá no meio.

-Olha que benção-digo para mim mesma, rindo pelo próprio comentário.

               Vou até o bar e bebo algumas bebidas meio estranhas, já estava meio zonza e com calor.

-Oiii-diz um menino, e quando me viro era Nicholas.

-Oi-digo simples.

-Você está bêbada?-ele diz me encurralando.

-E se eu estiver-digo meio sem pensar, já estava perdendo minha sanidade(Sim, sou fraca para bebidas)

-Vamos lá fora tomar um ar-diz ele cercando minha cintura com seus braços.

-Ok-digo, pois estava realmente quente.

               Quando chego lá, vi apenas algumas pessoas conversando, até que Nicholas me prende na parede. Eu não estava em condições de lutar, porque eu estava meio zonza, e ele tinha pegada.

-Queria conhecer seus lábios-diz ele sedutor, logo em seguida me beijando. O beijo era intenso, mas paramos pela falta de ar.

-Você beija muito bem-diz ele beijando meu pescoço.

                   Jogo minha cabeça para trás, até que ele coloca a mão por baixo da minha blusa. Ok, eu estava bêbada, mas não tanto.

-Hey, aí não-mando ele parar, mas ele continua, colocando a mão no meu sutiã-PARA-grito, mas ele era mais forte.

-Cala a boca sua puta-diz ele, quando ele termina de falar alguém da um soco em seu rosto.

-SOLTA ELA!!-diz ele, mas eu não sabia quem era.

               Quando ia virar o rosto para ver quem era, Nicholas corre e eu desmaio por causa da bebida, e da dor de cabeça que veio de repente. A ultima coisa que senti foram braços me segurando para que eu não caísse no chão, até que tudo escureceu.


Notas Finais


Obrigado por lerem
E comentem, por favor
é muito importante
Bjs<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...