História Love was taken away from me - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Anne, Aspen Leger, Carter Woodwork, Celeste Newsome, Lucy, Marlee Tames, Mary, Maxon Calix Schreave, May Singer, Personagens Originais, Princesa Nicoletta
Visualizações 408
Palavras 1.852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Uhuuuu 18 comentários , vocês estão me deixando muito feliz então o capeta mais grandinho , bom proveito amores

Capítulo 9 - O que foi que eu lhe fiz ?



—Senhora Schreave?- Silvia a governanta da casa aparece na sala 
—Sim Silvia 
—A senhora tem uma visita de um homem 
—Um homem ? 
—Sim senhora - ela falou e então estranhei e me levantei da poltrona 
—Continue nick, eu já volto 
—Está bem - ela falou voltando a se concentrar então sai para a porta e quando chego lá vejo um homem de cabelos pretos virado de costas e assim que ele ouviu o barulho dos meus saltos se virou e vi Carter 
—Carter - gritei correndo até ele , ele me abraçou e me virou no ar 
—Minha pequena , oh minha pobre pequena , cheguei no meio da semana de viagem e só me falaram o que houve com você hoje , podemos conversar ? 
—Claro entre irei pedir para prepararem um chá para nós - falei e ele assentiu e então entramos , o direcionei até a sala de visitas e no caminho pedi para prepararem o chá 
—E então quem foi que planejou este casamento tão as presas com a minha saída ? 
—Kota mas Meu marido fez questão de ser antes de sua volta 
—Posso saber o por que ? 
—Eu acho que ele suspeitou que você pudesse interferir no casamento e me impedir de casar 
—Com toda a certeza eu faria isso se não fosse o que você quisesse e está na cara pela sua expressão que não é de seu agrado 
—Ele não é tão ruim assim 
—Não é tão ruim assim ? O que ele faz que não é tão ruim assim ? 
—Não é nada demais Carter - falo olhando pra baixo e massageando Meu pulso então ele direciona o olhar até lá e tira minha mãe de cima do meu pulso 
—Ele te bate ? 
—Não , ele só é meio grosso e bruto 
—Se você quiser posso providenciar para que saia dessa casa agora mesmo 
—Já consumamos o casamento , ele não pode ser anulado 
—Você se deitou com aquele homem ? 
—Não tive muita escolha 
—Ele lhe violentou ?! 
—Eu vou castrar aquele libertino de uma .....- ele não conseguiu terminar a frase pois a porta se abriu e Maxon entrou 
—América você viu ....- ele parou assim que viu Carter 
—O que foi que eu lhe disse sobre falar com homens América - ele fala começando a ficar com raiva 
—Maxon se lembra do Meu irmão gêmeo Carter ? - pergunto apresentando os dois 
—Oh sim havia me esquecido , nós vimos rapidamente no baile - Maxon fala ignorando a mão estendida de Carter 
—Desculpem não comparecer no casamento mas estranhamente tivemos um problema e só voltei esta semana , o senhor não sabe de nada não é mesmo senhor Schreave? 
—Não faço ideia do que esteja falando senhor Singer , bem eu só vim buscar alguns documentos já estou de saída , não me espere para o almoço América - ele falou e me puxou para ele selando nossos lábios em um beijo que eu retribui , ele me soltou prematuramente e saiu para pegar os documentos e depois saiu apressadamente 
—Eu conheço esse olhar , você gosta dele - Carter falou após nos sentarmos 
—Não , eu não gosto dele 
—Então fuja , eu lhe ajudo , você não pode viver assim 
—Eu não posso , ele iria me achar 
—Está bem mas se mudar de ideia é só me avisar , por carta , por mensagem de fumaça , indo fazer uma visita , acho que vou pedir aquela sua amiga em casamento , tudo bem que vou precisar fazer algumas visitas mas eu irei pedir - ele falou sorrindo bobo 
—Fico feliz por você Meu irmão 
—Bem agora eu irei embora para não causar mais problemas para você 
—Não me causa problema nenhum , venha quando quiser 
—Me acompanha até a porta ? - ele pergunta é eu assinto e o acompanho até a porta e quando vejo na carruagem dele havia um cavalo a mais 
—Tempestade - falei surpresa vendo minha égua não gostando nada de ficar presa 
—Ela é sua mesmo e estava ficando muito nervosa , mamãe já estava começando a pensar em mandar sacrificar ela , ela não deixa ninguém montá-la 
—Você trouxe ela pra cá ? Pra ficar comigo ? 
—Sim , considere um presente de casamento 
—Obrigada Cart - falo o abraçando fortemente então corro até minha égua e a abraço e ela fica feliz quando me vê , desamarro ela é então me despeço de Carter que vai embora , monto de lado em tempestade e vou andando com ela distraidamente que vai me guiando parecendo até que já sabe onde fica o estábulo coisa que não sei ainda , quando chego lá o senhor do estábulo acomoda ela é me despeço dela prometendo voltar então volto pra mansão e finalmente para onde Nicoletta estava , me desculpo e vejo o trabalho dela , até que ficou bonito para um primeiro bordado 



Capitulo 9


***************2 meses depois ******************


Completamente perdida é isso q eu estou , eu estou amando meu marido , tudo estaria ótimo se ele não fosse um ogro , um completo homem das cavernas sem o mínimo senso do que é ser um cavalheiro e o pior de tudo estou cada vez mais me deixando levar por ele , não sei por que ou como mais tenho a esperança de que um dia ele aja comigo como ele aje quando está com Nicoletta , a pequena tem tanta sorte de ter a afeição e o carinho do irmão algo que eu tanto almejo desde aquela noite das trovoadas onde acordei e me deparei com ele dormindo serenamente e sem aquela armadura toda o protegendo , um dia desses estava andando pelo jardim a procura do estábulo e vi algo que me fez de vez ficar apaixonada por aquele homem , ele estava brincando com Nicoletta de pega pega pelos jardins e se não me engano ele também fazia um pic nic com a pequena 
Nesse exato momento estava eu no quarto sentada na penteadeira penteando minhas madeixas ruivas e olhando ele pelo reflexo do espelho distraída enquanto ele se arrumava 
—Apreciando a vista ? - ele perguntou divertido vendo que eu o olhava 
—O que foi que eu lhe fiz ? - perguntei deixando a escova sob a penteadeira e me virando para ele 
—O que disse ? - ele perguntou sem entender 
—O que foi que eu lhe fiz para me tratar tão mal assim , nós nem nos conhecíamos quando você já chegou todo grosso comigo , o que foi que eu lhe fiz , ande me responda eu quero saber - falei me levantando para encaralo mais perto péssima escolha 
—Não lhe trato diferente dos outros 
—Pois devia , Maxon sou sua esposa , não recebo se quer um sorriso seu que não saia falso ou irônico ou quando quer algo mais de mim , você não é desse jeito com Nicoletta, sei que você pode ser diferente 
—Nicoletta é uma criança -ele explicou brevemente 
—Então me trate como uma criança , pelo menos é melhor do que o jeito que me trata 
—O que deu em você agora ? Já faz mais de dois meses  que estamos casados e nunca falou nada sobre eu lhe tratar como trato Nicoletta 
—Só não quero ser completamente rejeitada e humilhada se eu falar que lhe amo 
—Me ama ?- ele perguntou com um sorriso crescente em seu rosto mas eu não fiquei feliz , eu conhecia aquele sorriso , aquele sorriso era o sorriso de deboche 
—Meu deus América como você é ingênua - ele falou e então começou a cair na gargalhada e lágrimas começaram a escorrer dos meus olhos , não eu não iria aguentar isso , sai do quarto apressadamente e corri para a primeira porta que achei no corredor destrancada , entrei e a fechei atrás de mim então me deparei com uma sala de música e suspirei aliviada era tudo o que eu precisava , caminhei até o piano e me sentei começando a tocar 



Prov Maxon 



Assim que América pronunciou aquelas palavras me lembrei de uma conversa que tive com o meu pai 


Flashback on 


Estou no escritório do meu pai conversando com ele sobre meu futuro casamento 
—Maxon meu filho eu vou te falar uma coisa amor Maxon não leva a lugar nenhum , quem ama fica pobre ,perde tudo pois o amor nos deixa cegos Maxon , as mulheres são como serpentes que nos empinotisão 
—Mas e minha mãe?  O senhor ama ela não ama ? 
—Amo e quando me casei com ela meu pai me disse a mesma coisa mas eu não dei ouvidos , eu me casei por amor e pobre e enquanto eu estava apaixonado e epinotisado eu não ganhei dinheiro algum e isso meu filho pode acontecer com você também então quando uma mulher disser que lhe ama não acredite ela só quer lhe fazer de trouxa 
—Mas e se ela já for minha esposa ? 
—Ela deve querer algo a mais de você , lembre-se de uma coisa para sempre filho mulher só serve para ter um herdeiro homem para não dar prejuízo 
—Sim meu pai 

Flashback off 

—Sim meu pai - repeti em voz alta me lembrando 
—ANNE - gritei e ela logo apareceu correndo e ofegante 
—Mande preparar para o almoço um cupim ao molho madeira com amendoins é uma salada de manga 
—Sim senhor - ela falou e já ia se retirar 
—ah e Anne 
—Sim 
—Chame Nicoletta aqui 
—Sim senhor - ela falou e saiu 
Pouco tempo depois escuto leves batidas na porta 
—Entre - falo e a porta se abre revelando Nicoletta 
—Mandou me chamar Max ? - ela perguntou educada , me dói admitir mais América está fazendo um bom trabalho 
—Sim pequena , pode entrar 
—Com licença - ela falou e entrou fechando a porta atrás de si 
—Você está muito bonita minha pequena 
—Obrigada Max 
—Não há de que , estava pensando , o que você acha de eu mandar organizar um jantar aqui em casa para lhe apresentar formalmente a sociedade , você já está na idade e daqui a alguns anos começaram os bailes e é melhor a sociedade já lhe conhecer , o que acha ? 
—Não tenho certeza se estou pronta a ames ainda está me ensinando , a coisas que ela faz tão naturalmente que ainda não sei fazer 
—Você irá se sair bem pequena , posso mandar organizar ? 
—Está bem 
—Ótimo , iremos fazer uma recepção no jardim pela tarde e depois iremos deixar somente os mais íntimos no jantar 
—Mais alguma coisa Max ? 
—Você gosta de mim né ? Quero dizer , você me acha legal não é ? 
—Claro Max , você é o melhor irmão do mundo e pelo jeito que a ames olha pra você ela também gosta 
—Você é muito pequena nick , não sabe dessas coisas , as pessoas enganam muito as outras 
—Pode ir agora 
—Está bem , vou procurar a América - ela falou e saiu animada 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...