História Love will keep us alive - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Castielxnathaniel, Castnath
Exibições 86
Palavras 749
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá humanos. Plot twist pra vcs...

Capítulo 13 - Capítulo 13


Fanfic / Fanfiction Love will keep us alive - Capítulo 13 - Capítulo 13


“Eu quero ser o ativo, pelo menos dessa vez, quero experimentar.  -disse sério”


~> POV’s Nathaniel

- Ok -disse após um longo suspiro- se é o que você quer.

- Você tá falando sério?  -perguntei surpreso

- Sim, mas me prepara direito, quero conseguir andar e sentar depois -disse rindo pelo nariz- e não acostuma não -concluiu- vamos logo com isso, se você quer ser o ativo tome a iniciativa -falou quando eu fiquei estático

- Ah, claro.



 Comecei a beijá-lo, passando minha língua por toda sua boca e sugando a língua dele, desci minha mão até sua bunda e apertei, separei o beijo e tirei nossas blusas, deitei ele de costas na cama e comecei a lamber seu mamilo direito, desci minha mão até seu membro e fiquei o estimulando por cima da calça, consegui arrancar um gemido dele e o olhei com um sorriso safado. Tirei a calça dele e o deixei só com a box branca marcando seu enorme volume, deixa eu me concentrar, acho que não sirvo mesmo para ser o ativo, tô com uma vontade enorme de sentar no pau dele, concentra Nath. Tirei minha calça junto com a minha box e sentei na cama e mandei ele me chupar, segurei em seus cabelos e controlei os movimentos dele, invertemos as posições e comecei a chupa-lo, levei meus dedos até sua boca e ele os chupou de uma forma como se fosse meu membro o que me deixou ainda mais excitado, levei meus dedos úmidos até sua entrada, enfiei um dedo e ele fez uma careta de dor, fiquei fazendo movimentos de vai e vem com o dedo e o chupei mais rápido, coloquei outro dedo e fiquei fazendo movimentos de tesoura, seus gemidos, que antes eram de prazer, agora são de dor.

- Pega o lubrificante e vai logo com isso. -falou apontando pra gaveta onde estava o lubrificante


  Despejei o lubrificante em sua entrada e enfiei três dedos, fiz movimentos rápidos de vai e vem, passei lubrificante no meu membro e mais um pouco em sua entrada, estava enfiando meu membro devagar mas ele me puxou, me fazendo entrar todo de uma vez, arrancando um gemido de prazer meu e um de dor dele. Olhei em seus olhos e eles estavam cheio de água, ele estava quase chorando, eu ia sair dele mas ele me segurou.

- Eu disse que você podia, só espera eu me acostumar.  -falou com os olhos fechados


  Lembrei de como ele fazia comigo e peguei em seu membro, fiquei o masturbando e o beijei, logo ele estava arfando novamente, paramos o beijo por falta de ar e eu passei a beijar seu pescoço, deixando uns chupões, ele falou que eu podia me mover e eu comecei bem devagar, voltei a beijá-lo e fui aumentando a velocidade gradativamente. Quando achei seu ponto ele deu um gemido alto e passei a estocar mais forte ali, agora ambos estávamos gemendo entre beijos cheios de luxúria, ele pegou em seu membro e ficou se maturbando na velocidade das minhas estocadas. Gozamos juntos, eu dentro dele e ele em sua própria barriga, limpei sua barriga com a língua e ele se arrepiou, sai de dentro dele e ambos gememos. Deitei ao seu lado e o puxei pra mim.

- Espero que tenha gostado.  -disse quando sua respiração voltou ao normal 

- Gostei sim,  muito. -disse lhe dando um selinho

- Que bom mas não acostuma, se você quiser fazer isso de novo eu vou te comprar uma boneca inflável porque pra mim não dá pra fazer isso de novo. -disse rindo

- Tá vendo só o que eu passo? -perguntei em tom de deboche

- Mas você gosta que eu sei… -falou dando uma mordidinha no meu mamilo

- Eu adoro -falei corado- e não se preocupe, não vou querer fazer isso de novo, foi bom mas você tem razão, eu sou mesmo passivo -falei e ele deu uma gargalhada vitoriosa- eu prefiro você me pegando de jeito e me fazendo gritar de prazer.  -falei corando ainda mais

- Sorte sua que eu não to conseguindo me mexer senão eu ia te deixar rouco de tanto gritar.  -falou com um sorriso malicioso

- Obrigada por isso.

- Não precisa agradecer meu anjo, eu te amo, não estava brincando quando eu disse que faria qualquer coisa por você.

- Tbm te amo. -falei e o beijei- vamos dormir?

- Por favor… -disse já fechando os olhos- boa noite meu loirinho.

- Boa noite meu ruivo perfeito.



 E assim dormimos, com as posições invertidas, dessa vez ele estava deitado em meu peito. 


Notas Finais


Continua...?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...