História Love will keep us alive - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Castielxnathaniel, Castnath
Exibições 59
Palavras 1.292
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá humanos.

Capítulo 20 - Capítulo 20


Fanfic / Fanfiction Love will keep us alive - Capítulo 20 - Capítulo 20


  ~> POV’s Castiel


  O dia e o resto da semana passou voando, estou louco pra saber o que meu loirinho preparou pra mim, ele pensa que eu não reparei mas vi ele trazendo uma bolsa pra cá outro dia, me segurei pra não estragar a surpresa dele descobrindo o que era aquilo.

  Já é sexta à noite e estávamos no sofá vendo filme até ele levantar, disse que ia ao banheiro mas ta demorando, vou lá ver se ele está bem. Cheguei no quarto e a porta estava trancada, bati e ele disse pra eu esperar lá embaixo que ele já estava indo. Fiquei preocupado mas fiz o que ele falou, instantes depois ele apareceu, e caralho, ele está muito gostoso (foto de capa).

- Gostou da surpresa? -perguntou ficando de frente pra mim

- Adorei! -respondi com um sorriso maliciosa e apertei meu membro

- Que bom, mas ainda não acabou, hoje vou satisfazer todas as suas vontades, mas antes vou te mostrar umas coisinhas que aprendi. -falou de um jeito muito sexy e fez sinal pra eu segui-lo


 

 Quando estávamos subindo ele levou uma cadeira, o que meu loirinho vai fazer? Chegamos nos quarto e o mesmo estava iluminado só pelas luzes do abajur, o que deixou ele ainda mais sexy, ele colocou a cadeira no meio do quarto, depois veio até mim e me beijou, apertei sua bunda bem forte quando ele fez isso e ele arfou durante o beijo. Tirou minha camisa e minha bermuda, pegou alguma coisa em cima da cama que eu não consegui ver o que era, depois voltou a me beijar sem me deixar ver o que ele tinha pego, fomos andando pelo quarto e ele me fez sentar na cadeira, se sentando no meu colo e rebolando, ele pegou em minhas mãos e tirou do corpo dele, eu ia reclamar mas ele rebolou ainda mais e eu não consegui falar nada, só soltei um gemido pela garganta.

 Do nada ele se levantou e quando fui tentar segura-lo percebi que minhas mãos estavam presas, olhei pra ele sem entender mas ele tava de costas pra mim, com a bunda empinada e mexendo no computador. Ele colocou uma música e voltou pra mim, ficou dançando de uma forma sensual e eu já estava ficando louco, ele empinou sua bunda bem na minha frente me dando uma visão maravilhosa já que ele não tava usando nada por baixo daquela roupa, esfregou sua bunda no meu abdômen e eu arfei, rebolou no meu membro e eu gemi baixo, virou de frente pra mim, ficou rebolando no colo, puxou meu cabelo e ficou lambendo, mordendo e gemendo baixinho na minha orelha, eu já não tava me aguentando, meu pau parecia que ia explodir de tanto tesão.

  Ele se levantou do meu colo e se ajoelhou na minha frente, arranhou a parte de dentro das minhas coxas e eu arqueei as costas. Deu uma mordida no meu membro por cima da cueca e eu gemi alto, mordeu a barra da minha box e ficou passando o nariz no meu baixo frente, eu fiquei gemendo baixinho e ele puxou minha cueca, levantei o quadril e ele foi tirando a mesma bem devagar. Deu mordidas na parte de dentro da minha coxa até chegar bem perto do meu membro e depois voltava, ele vai me pagar por me torturar tanto assim, gemi alto quando ele colocou meu membro todo na boca, indo até sua garganta, movi meu quadril na direção dele fodendo sua boca e ele se engasgou, fiquei sorrindo malicioso e ele me olhou, pensei que ele fosse me abandonar ali mas pra minha surpresa ele fez de novo, dessa vez me olhando, fiquei investindo contra sua boca e ele me olhava provocante, me tirou da sua boca e ficou lambendo toda a extensão do meu membro, chupou minhas bolas e me engoliu por inteiro de novo, cravou a unha no meu quadril e ficou fazendo movimentos rápidos de vai e vem, me tirando quase todo da boca e indo até sua garganta. Eu estava gemendo muito alto e não aguentei muito tempo assim, dei uma estocada em sua boca e gozei, estava tão fundo em sua garganta que ele se engasgou um pouco mas logo se recuperou e limpou de forma sensual o que tinha escorrido pelo canto da boca.

 Ele se levantou e voltou com um copo na mão, parecia ter gelo dentro, ficou balançando o copo na minha frente e pelo barulho era mesmo gelo. Ele colocou na boca e sentou no meu colo, passou a língua gelada na minha orelha e pescoço e eu me arrepiei todo, ele me beijou até ficarmos sem ar. Pegou outro gelo, saiu do meu colo e passou o gelo, segurando com os lábios, nos meus mamilos, eu gemi baixo e me arrepiei ainda mais, colocou o gelo no meu abdômen e o mesmo deslizou até meu baixo ventre, perto do meu membro, Nath se ajoelhou e o pegou com a boca, passou com o gelo pela parte interna das minhas coxas e depois foi até minha entrada.

- Pode parando, aí não!  -falei sério e ele sorriu

- Desculpa, não podia perder a oportunidade de te zoar. -disse dando uma gargalhada

- Não brinca com isso não.

- Relaxa amor, só estou te provocando. - disse se sentando no meu colo

- Me provoca desse jeito e você vai ver o estrago que eu vou fazer no seu cu. -falei e ele riu, ele não me leva a sério, ele vai ver só quando me soltar


  Ele ficou rebolando no meu colo um tempo e depois levantou, pegou mais um gelo e ficou rodeando a cabeça do meu membro, colocou o gelo na boca e ficou chupando minha glande, eu estava ficando louco de tesão de novo, a sensação da sua boca quente em mim, misturada a sensação do gelo era maravilhosa, ele começou a fazer movimentos de vai e vem com a boca enquanto se preparava, ele está parecendo tão experiente, até que não foi ruim ele conversar com aquele csrinha, senti meu ápice próximo e gozei mais uma vez em sua boca, depois  ele sentou em mim. Foi descendo bem devagar em meu membro se acostumando e eu movi meu quadril contra ele o penetrando de uma vez, ele gemeu alto porque eu fiz meu membro ir bem fundo nele, me encarou balançando a cabeça em negação, depois ficou rebolando me deixando louco e começou a subir e descer no meu membro, mordendo os lábios de uma forma sexy e aumentando a velocidade dos movimentos, comecei a estoca-lo de baixo pra cima, ele abraçou meu pescoço e ficou gemendo no meu ouvido sem interromper o que estávamos fazendo. Eu mordi sua orelha e fiquei arfando contra a mesma, ele gostou pois seus gemidos aumentaram, ele começou a se masturbar e eu a passar a língua em sua orelha e ele gemia sem pudor algum, logo ele gozou melando nossas barrigas, eu gozei depois de mais algumas estocadas com sua entrada me apertando. Ele saiu de mim e ficou me olhando.

- Espero que tenha gostado. -falou lambendo meu abdomem, limpando o meu gozo

- Adorei! -falei sorrindo malicioso- agora me solta aqui porque eu ainda quero aproveitar essa minha empregada safada.

- Eu até ia te soltar mas você foi um mal menino e agora vai ficar de castigo aí.  -falou sorrindo de forma provocante

- Para com isso Nathaniel, me solta agora, não me provoca ou você vai se arrepender. -falei entre os dentes


  Ele veio perto de mim e virou a cadeira na direção da cama, andou até lá rebolando, ficou dançando de uma forma bem sensual e deitou com a bunda virada pra mim. Eu vou foder ele com tanta força que ele não vai nem sentar.


Notas Finais


Continua...?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...