História Love will keep us alive - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Castielxnathaniel, Castnath
Exibições 62
Palavras 2.220
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá humanos. Tenho um aviso pra vocês...

Capítulo 21 - Capítulo 21


Fanfic / Fanfiction Love will keep us alive - Capítulo 21 - Capítulo 21


 ~> POV’s Castiel


  Depois de não sei quanto tempo me torturando daquela forma ele resolveu me soltar, acho que ele pensou que eu tinha cansado e que não iria mais acabar com ele mas ele ta muito enganado.

- Agora eu acabo com você. -falei sorrindo malicioso, ele nem tinha percebido que eu fiquei com as algemas na minha mão, estava beijando ele e quando ele estava distraído eu prendi suas mãos na cama

- Cast… -me olhou assustado

- Agora é minha vez de torturar. -falei sorrindo malicioso


  O beijei e fiquei roçando nossos membros, nos deixando excitados, prendi seu mamilo com meus dentes, apertando de leve e rodeando com a língua enquanto apertava o outro com a mão. Fiquei com o gelo na boca enquanto o masturbava e quando minha boca ficou bem geladinha, soprei em seu ouvido fazendo ele se arrepiar, depois mordi o outro mamilo e fiquei passando minha língua gelada bem devagar, ele arqueava as costas e gemia baixinho, eu já estava muito duro com os gemidos dele. Peguei um gelo e fiz um caminho por seu peitoral e abdomen, fui lambendo o rastro de água que ficava e ele arfava arqueando as costas, eu sentia que ele queria agarrar meu cabelo mas não conseguia por causa das algemas e isso deixava seus gemidos sôfregos, me excitando ainda mais. Passei o gelo em seu membro e depois abocanhei todo de uma vez, desci com o gelo até sua entrada e ele gemeu alto, fiquei rodeando sua entrada com o gelo e ele gemia meu nome, depois fiquei enfiando o gelo nele, ele arqueou as costas e deu um gemido longo, sua entrada tava piscando pra mim e eu não me aguentei, (N/A: #CastielSeDescontrolouDeVez) coloquei suas pernas em meus ombros e o penetrei de uma vez só bem forte, ele gritou meu nome. Segurei forte em seu quadril e comecei a estoca-lo forte e rápido, ele gemia sem pudor algum, quando acertei seu ponto ele deu mais um grito e eu passei a estocar só ali, colocava toda minha força e ia o mais rápido que podia, se fosse possível eu furaria sua próstata, meu loirinho já não tava mais gemendo, ele gritava meu nome e isso me enchia de tesão me fazendo ir ainda mais forte. Com mais algumas estocadas ele gozou e muito, contraindo sua entrada em volta do meu membro, dei mais duas estocadas fortes e me derramei dentro dele.

- Ainda não acabou. -falei sorrindo malicioso

- N-não?! -perguntou assustado e eu neguei com a cabeça


  Ajudei ele a sentar na cama, ele fez uma careta de dor mas ele tinha me provocado tanto que eu não conseguir dar a devida importância à isso. Mordi a parte interna das suas coxas, mordi sua barriga, seus mamilos e seu pescoço, deixei várias marcas de mordida e chupões pelo corpo dele, fiquei me masturbando na frente dele e notei seu membro dar sinal de novo. Peguei em seu cabelo e mandei ele abrir a boca, dei um jeitinho pra que eu ficasse com meu membro na direção de sua boca, mandei ele abrir a boca e colocar a língua pra fora, bati meu membro na língua dele algumas vezes e dei uma estocada em sua boca, indo fundo na sua garganta, bati com meu meu membro na sua cara mandando ele abrir a boca e colocar a língua pra fora, fiquei passando meu membro em sua língua depois dei mais umas batidinhas, enfiei fundo em sua garganta e mantive lá, tirei quando ele tava ficando sem ar, deixei ele respirar um pouco e fiz de novo, repeti a mesma coisa umas três vezes e depois comecei a foder rápido sua boca, quando tava perto do meu ápice estoquei fundo em sua garganta e gozei lá, ele tossiu um pouco mas conseguiu engolir tudo. Ele tinha ficado muito duro, comecei a bater uma pra ele, quando ele estava próximo do ápice, coloquei meu dedão em sua cabecinha o impedindo de gozar e continuei com os movimentos de vai e vem, olhando bem pra cara dele, já tava ficando duro de novo só de olhar pra ele desse jeito.

- C-cas… p-por… fav-vor… -falou em meio a gemidos

- Por favor o que? -perguntei pegando um gelo e passando em seu baixo ventre

- Aaahh… m-me… me deixa gozar! -falou quase gritando


 Não falei nada, continuei passando o gelo nele até derreter, o que não demorou muito já que ele estava quente e depois lambi a água que havia escorrido por ali, só então tirei o dedão e ele gozou melando sua barriga toda com o jato, e eu sorri malicioso. Soltei um pouco a algema e ele achou que eu tinha acabado mas só fiz ele ficar de quatro e algemei de novo.

  Dei um tapa estalado na sua bunda e ele gemeu baixinho, deixei ele assim e fui até a cozinha pegar mais gelo. Voltei pro quarto e ele tava deitado, fiz ele empinar a bunda e coloquei um gelo que foi deslizando pela suas costas fazendo ele arfar e arquear as costas todo arrepiado, lambi todo o rastro de água que tinha ficado e ele gemeu manhoso. Coloquei um gelo em minha boca, dei mais um tapa em sua bunda e ele deu um gritinho, depois fiquei beijando e mordendo o lado que eu tinha batido com a boca bem geladinha e ele arfava, fiz a mesma coisa com a outra banda da bunda dele. Peguei outro gelo e passei pela abertura da sua bunda até chegar em sua entrada, seus gemidos eram baixos mas aumentaram quando eu comecei a penetra-lo com o gelo, quando o gelo derreteu eu lambi sua entrada e o penetrei com a língua. Dei mais um tapa em sua bunda e o penetrei com força.

- Caaasssttt!! -ele gritou meu nome e eu sorri


 Segurei ele pelo cabelo e comecei a estoca-lo com força enquanto dava tapas em sua bunda, ele gemia meu nome bem alto. Deixei meu corpo por cima dele e mordi seu ombro enquanto ia bem fundo nele, levantei e comecei a estocar rápido, ele gemia cada vez mais alto e isso me dava mais tesão ainda. Apertei sua bunda cada banda com uma mão e afastei, indo um pouco mais fundo nele, segurei em sua cintura e voltei a estoca-lo com força bem no seu ponto, ele gritava de prazer, agora ele fica sem voz. Vez ou outra eu ia dando tapas em sua bunda enquanto estocava cada vez mais rápido nele, senti meu ápice próximo e segurei com as duas mãos em sua cintura, passando a estocar mais forte, com algumas estocadas assim eu gozei, ele gozou em seguida sentindo minha porra quentinha jorrar dentro dele.

  Ele deitou na cama com a respiração descompassada, dei um tempinho pra ele se recuperar, ele que ache acabou, tô só começando. Fiquei acariciando as costas dele, dando leves arranhões, indo até a bunda e apertando, quando ele estava acostumado com isso e bem relaxado eu dei uma lambida em sua em sua entrada, ele arqueou as costas e gemeu baixo, fiz ele ficar de quatro de novo, ele já não tava se aguentando direito, fiquei provocando seus mamilos até ficarem bem durinhos, desci com a minha mão até seu membro que já estava “acordando”, fiquei fazendo movimentos de vai e vem até que estivesse bem duro e voltei minha atenção pra sua entrada, agora era minha vez de tortura-lo.

  Abri bem sua bunda com as mãos e lambi tudo, fazendo ele arquear as costas, enfiei minha língua em sua entrada e fiquei a movimentando dentro dele, ele gemia baixinho e arqueava as costas, peguei mais um gelo e fiquei rodeando sua entradinha, ele gemeu um pouco mais alto e se contraiu, dei um tapa em sua bunda. Segurei o gelo com os lábios e lhe dei um beijo grego, quando o gelo derreteu eu enfiei minha língua nele de novo  e fiquei lambendo sua entrada, seu membro tinha ficado ainda mais duro e ele já estava gemendo mais alto. Peguei meu membro e o posicionei em sua entrada, ele arfou por antecipação, enfiei só a cabecinha e tirei, fazendo sua entrada piscar pra mim, fiz a mesma coisa mais duas vezes.

- Caaast. -gemeu manhoso e repeti mais três vezes o ato- por favor…

- Por favor o quê? -perguntei roçando meu pau na sua bunda- fala!- disse alto dando um tapa em sua bunda

- Me come logo… -falou corado e eu o penetrei com força- aaahhh -ele gemeu alto, segurei seu rosto pro lado fazendo ele me olhar

- Se eu te comer vai ser com força, você quer?  -perguntei e soltei seu rosto, tirei meu membro bem devagar de dentro dele

- Hmnn… -gemeu gostoso quando fiz isso- quero!

- Então fala! -disse batendo em sua bunda- e olha pra mim! - dei outro tapa

- Me come com força meu ruivinho. -disse corado e me olhando de lado

- Mas eu não vou ter pena… -disse colocando e tirando a cabecinha de novo fazendo ele arfar- vou bem rápido… -repeti o movimento- bem forte… -fiz de novo- vou puxar seu cabelo… -fiz novamente- e bater na sua bunda… -repeti o ato e apertei sua bunda com vontade fazendo ele dar um gemido baixo- você quer isso? -perguntei arranhando de leve suas costas e ele concordou com a cabeça- Fala! -bati em sua bunda de novo- Posso te foder como eu quiser?! -perguntei batendo de novo

- Po-pode -falou corado- eu sou seu, me fode do jeito que quiser até você não aguentar mais. -respondeu empurrando sua bunda contra mim e eu sorri malicioso



 Não falei mais, o penetrei com força e ele gritou meu nome, não parei, continuei o penetrando com velocidade e força fazendo ele gritar meu nome e algumas coisas que eu não entendia.

- Aí caralho! Você é muito gostoso! -falei acertando seu ponto com toda a força e batendo na sua bunda


 Meti ainda mais rápido nele e ambos gemiamos feito loucos, logo ele gozou e me apertou dentro dele, dei mais duas estocadas fortes e tirei meu pau dele, gozando nas suas costas. Soltei as algemas dele e o virei de barriga pra cima, depois o prendi de novo, vendei seus olhos e o beijei sugando sua língua e explorando sua boca, quando o ar faltou eu mordi seu lábio inferior. Comecei a acariciar todo seu corpo e ele gemia baixinho se contorcendo e se arrepiando todo, lambi sua orelha e ele arfou, passei a língua rodeando seus mamilos, ele gemeu um pouco mais alto, desci mordendo sua barriga até chegar em seu membro, mordi sua glande e a parte interna das suas coxas, chupei suas bolas e ele gemeu mais alto ainda, lambi toda a extensão do seu membro fazendo ele estremecer. Coloquei um travesseiro em suas costas deixando sua bunda um pouco alta, cuspi em sua entrada e esperei, me ajeitei na cama e pela reação ele tinha pensado que eu saí da cama.

- Ainda to aqui. -falei dando uma estocada forte nele


 Ele não falou nada, só gemeu, comecei com movimentos fortes mas lentos e fui aumentando a velocidade gradativamente, seus gemidos foram ficando mais altos à medida que eu aumentava a velocidade. Coloquei suas pernas em meus ombros e passei a meter ainda mais rápido, fiquei acertando seu ponto e o beijei, rebolei dentro dele e gemeu durante o beijo, quando o beijo parou voltei a dar fortes estocadas nele, estávamos gemendo feito loucos novamente, depois de algum tempo assim eu gozei dentro dele, ele gozou logo em seguida melando sua barriga, saí de dentro dele, tirei sua venda e as algemas, depois deitei ao seu lado enquanto recuperávamos o ar.

- Sabe que não acabou né?! -perguntei quando ele estava relaxando

- N-não?! -perguntou assustado- Você não cansa não?! -perguntou rindo pelo nariz

- De você nunca. -respondi e o beijei


Puxei ele pra cima de mim durante o beijo e segurei em sua cintura fazendo ele rebolar, quando fiquei duro novamente fiz ele sentar em meu membro, ele descia devagar tentando se acostumar e eu dei uma estocada de baixo pra cima, fazendo meu membro entrar todo de uma vez.

- Ahhh Caastt... -gemeu manhoso, ele já não tava se aguentando

- Eu avisei pra não me provocar. -respondi apertando sua bunda com força e passei a estoca-lo


Fiquei segurando forte em sua bunda e estocando devagar, o penetrava com força e saiu bem devagar fazendo ele gemer manhoso, aumentei a velocidade e mordi seu mamilo, quando ele estava perto do ápice peguei em seu membro e coloquei o dedão o impedindo de gozar.

- Ah não... Ah... Amor -disse em meio a gemidos sôfregos 

- Que foi?! -me fiz de desentendido- Você quer gozar? -ele assentiu com a cabeça- mas eu não vou deixar, só vai gozar depois de mim -sorri malicioso e dei um tapa em sua bunda


Ele começou a quicar no meu pau e eu batia ainda mais na sua bunda, puxei seu cabelo e mandei ele ir mais, ele aumentei a velocidade e eu voltei a dar estocadas que iam mais fortes e fundas quando ele descia ao mesmo tempo que eu estocava, mesmo sem gozar ele contraiu sua entrada, com mais algumas estlcadas assim eu tirei a mão do seu membro e gozamos juntos. Ele deixou seu corpo em cima de mim, estava acabado, saí de dentro dele e o deitei na cama.


 


Notas Finais


Continua...?!
Só vou dar o aviso no próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...