História Love will keep us alive - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Castielxnathaniel, Castnath
Exibições 48
Palavras 2.415
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá humanos...

Capítulo 24 - Capítulo 24 - Final


Fanfic / Fanfiction Love will keep us alive - Capítulo 24 - Capítulo 24 - Final


~> POV’s Nathaniel

- Ei, não chora. -disse me abraçando

- Eu sinto tanta falta dele -disse enxugando as lágrimas- e a culpa disso tudo é minha. -conclui e dei um longo suspiro

- Eu também sinto -disse suspirando- mas infelizmente não podemos fazer nada pra mudar isso e não adianta você ficar se culpando, eu conheço o Cast a muito tempo e sei que se você não se afastasse ele partiria pra cima do seu pai, ele é assim, se ele gosta de alguém ele faz de tudo para proteger essa pessoa, e não duvido nada que ele daria a vida por você, porque ele nunca gostou de alguém como gosta de você, ele realmente te ama, nunca duvide disso e não pense que você está fazendo mal à ele, quando ele acordar ele vai ser a pessoas mais feliz do mundo por ter conseguido te salvar e por poder estar com você.

- Muito obrigado pelo apoio, Lys. -disse forçando um sorriso que ele correspondeu

- Nenhuma alteração no quadro dele? -perguntou olhando pro meu ruivinho

- Infelizmente não. -respondi cabisbaixo e ele suspirou triste

- Desculpem, mas acabou o horário de visita, vocês vão ter que sair -uma enfermeira entrou falando- e hoje não pode ficar acompanhante.



  Dei um selinho em Cast e sai da sala com Lysandre. Ele me acompanhou até em casa, ele tem sido um bom amigo pra mim, tem me apoiado bastante, como eu estou na casa do Cast, de vez em quando ele vem aqui ver como eu estou, mesmo depois que começou a namorar não me abandonou. Cheguei em casa, tomei um banho e fui tentar dormir, já era difícil dormir sabendo que meu ruivinho ta no hospital mas é ainda pior porque toda noite eu tenho pesadelos com o ocorrido, já era de madrugada quando consegui dormir, mas antes mesmo que eu pegasse no sono eu recebo uma ligação.


  ~> Ligação on


- Alô. -atendi sonolento

- Boa noite, me desculpe ligar à esse horário, aqui é do hospital precisamos falar com o senhor Nathaniel. -eu dei um pulo quando ela disse isso

- Sou eu mesmo, aconteceu alguma coisa com o Castiel?! -perguntei desesperado

- Precisamos que o senhor compareça ao hospital o mais rápido possível -meu coração parou quando ela disse isso- mas se acalme, as notícias são boas, ele acordou -agora meu coração estava quase saindo pela boca- mas não para de chamar pelo senhor, ele acha que o senhor não está bem, já explicamos tudo o que aconteceu mas ele não acredita, os médicos precisam fazer uns exames nele e ele se recusa, disse que só vai fazer depois que tiver certeza que o senhor está bem.

- Eu estou indo praí agora, obrigado por ligar. -desliguei o telefone após isso


 ~> Ligação off



  Coloquei uma calça e uma blusa qualquer, chamei um táxi e calcei meu sapato na porta enquanto esperava. O táxi chegou e eu pedi pra ele ir o mais rápido possível pro hospital, paguei e entrei correndo no hospital, expliquei tudo na recepção e ela me falou pra ir ao quarto em que ele estava, cheguei lá e não me aguentei, comecei a chorar, ele tentou se levantar pra vir na minha direção mas os médicos não deixaram, eu corri até ele e o abracei com força e ele correspondeu ainda mais forte.

- Pensei que tivesse te perdido. -falamos juntos

- Eu te amo. -falou enxugando minhas lágrimas e eu sorri como um idiota

- Também te amo. -falei, lhe dei um beijo rápido e depois fiquei olhando pra ele

- Me desculpe, mas nós precisamos fazer alguns exames nele, deve levar só uma hora, depois vocês podem ficar juntos. -falou um dos médicos

- Ah, claro. -dei um selinho nele e me afastei



 Fiquei esperando na recepção e liguei pro Lys pra avisar, ele ficou super feliz também e veio pra cá, chegou pouco antes do médico que nos acompanhou até o quarto e explicou tudo. Eles precisavam fazer esse exames para verificar se não tinham ficado sequelas do ocorrido ou por ele ter passado tanto tempo deitado, felizmente estava tudo certo, a cirurgia realmente tinha sido um sucesso e não havia sequelas do tiro, seus músculos e ossos não estavam prejudicados pelo tempo deitado graças ao fisioterapeuta que vinha todo dia e movimentava seus braços e pernas. Ele ia precisar passar mais um dia no hospital pra fazer duas sessões de fisioterapia, ele estava com dificuldade pra andar mas o médico disse que era normal depois do coma, é como se o cérebro dele tivesse esquecido como andar mas não tem nenhum problema com suas pernas. O médico saiu após explicar tudo, Lysandre e eu respiramos aliviados, ele foi dar um abraço em Cast e eu dei mais um, estava com tanta saudade.

  Ficamos conversando sobre tudo o que tinha acontecido enquanto ele estava em coma, ele disse já saber de algumas, achamos estranho, falamos com o médico e ele disse que devia ser porque eu ficava falando essas coisas pra ele toda vez que vinha aqui, ele disse que o coma ainda não é bem conhecido, mas tem casos que as pessoas sabem de tudo que aconteceu ao seu redor enquanto “dormiam”. Voltamos a conversar e nem percebemos o tempo passar, só notamos quando uma enfermeira veio trazer o café da manhã, ela disse que eram 9 horas, nem percebemos pois as cortinas estavam fechadas e estava nublado. Lysandre foi embora, disse que voltava mais tarde, antes de sair ele me comprou um sanduíche e um café na lanchonete do hospital e levou até o quarto. Depois do café Cast foi logo pra primeira fisioterapia, levou uma hora mas eu pude ficar assistindo então não fiquei no tédio, voltamos pro quarto e ele já estava conseguindo andar, se sentou na cama e ficou me olhando, me aproximei dele e o beijei, dessa vez o beijo foi longo, ficamos com as testas coladas quando o ar nos faltou.

 Abri as cortinas e sentei ao lado dele, ficamos trocando carícias e olhando pela janela, o dia estava lindo. Algum tempo depois trouxeram o almoço, comemos juntos, já que também vinha pro acompanhante e voltamos a conversar. Umas três da tarde, levaram ele pra segunda fisioterapia e me falaram pra ir buscar uma roupa pra ele pois ele seria liberado em seguida. Fui o mais rápido possível em casa, não queria ficar mais nem um segundo sem ele, cheguei e ele tinha acabado de terminar a fisioterapia, fomos pro quarto e eu entreguei as coisas pra ele tomar banho, ele disse que não queria minha ajuda mas eu fiquei olhando ele tomar banho, estava com medo dele cair.

- Não precisava de duas blusas amor. -falou e não entendi

- Mas eu trouxe só uma. -respondi confuso

- E essa aí? -disse apontando pra que eu estava usando

- Ah -sorri sem graça- nem tinha reparado, tive que vir na pressa pra cá e eu tenho usado suas camisas para aliviar um pouco a saudade aí ela era a que estava mais acessível e na pressa acabei pegando ela. -respondi corado

- Tão fofo. -falou me deixando ainda mais corado


Eu estava escorado no batente da porta com cara de idiota olhando tudo o que ele fazia, as vezes ele me olhava e ria, quando acabou de se trocar veio até mim e me beijou, um beijo apaixonado pra acabar com minha saudade e meu fôlego, deixamos nossas testas coladas quando o ar faltou e sorrimos um para o outro, depois ele me abraçou e eu afundei meu rosto na curva do seu pescoço sentindo seu cheiro, ele apertou um pouco o abraço e pude matar um pouco da saudade desses braços fortes me envolvendo. Fomos até a recepção e ele preencheu uma papelada para ser liberado. 

 Fomos pra casa, chamamos o Lysandre e decidimos comemorar. Lys chamou Armin, Rosa e Vio e eu chamei Alexy e Kentin. Fizemos uma mini festa, encomendamos um monte de besteiras pra comer e compramos bebidas, só o Cast que não tomou, concordamos que era melhor não por ele ter acabado de sair do hospital, assistimos filmes, dançamos, zoamos e nos divertimos muito a noite toda, como a casa era grande, eles dormiram aqui, cada casal em um quarto. Já estava perto de amanhecer quando fomos dormir, mas o que importava é que eu ia dormir com meu amor de novo. Me aconcheguei no seu peito, ele me abraçou e acariciou meus me fazendo dormir, dormir muito bem como a muito tempo eu não conseguia. 

 Quando acordamos, tomamos café todos juntos e depois o pessoal foi embora. Eu e Cast conversamos e decidimos nos mudar para o Canadá, ligamos pros pais deles que concordaram e iriam providenciar nossa mudança. Cast foi até a escola fazer uma prova para conseguir seu diploma e quando chegou em casa, almoçamos e depois fizemos uma prova online para tentar entrar em uma faculdade do Canadá, o resultado sairia em três dias. O dia foi bastante corrido hoje, resolvi preparar a banheira pro meu ruivinho relaxar, ele saiu do hospital ontem e só parou pra dormir e comer, ele tem que descansar. Preparei a banheira com a água bem morninha e chamei ele, o ajudei a tirar a roupa e falei pra ele entrar mas ele disse que só entraria se eu fosse junto, o olhei desconfiado mas não tinha malícia em seu olhar, tirei a roupa e entrei com ele na banheira, ficamos abraçados relaxando. Depois de um bom tempo fomos pra cama dormir.



 ~~ Quebra de tempo ~ 3 anos depois~~


 Eu e meu ruivinho estamos morando no Canadá, conseguimos passar pra faculdade dos nossos sonhos, ele está fazendo engenharia mecânica e eu história, ele já está trabalhando em uma fábrica de motos enquanto eu estou só estagiando no momento. Nossa vida está perfeita aqui, e pra me deixar ainda mais feliz ele me pediu em casamento no último final de semana, viajamos até onde tudo começou, ele preparou a cabana de uma forma bem romântica e fez o pedido, obviamente eu aceitei e agora estamos noivos, nos casaremos assim que terminarmos nossas faculdades.

 Chegamos cansados de mais um dia de aula, ainda era quinta feira, eu estava menos cansado pois meu estágio só era na parte da tarde, já Cast trabalhava o dia todo e ia direto pra faculdade, e pra o deixar mais cansado ainda, teve nossa viagem no final de semana, pra mim foi só alegria mas ele teve todo o trabalho de preparar a cabana e ainda foi dirigindo o carro que alugamos, ele queria ir de moto mas eu ainda tenho medo de andar grandes distâncias de moto. Ficamos um tempo na banheira quando chegamos, depois comemos uma besteira e fomos deitar, meu ruivinho estava “morto” se jogou de barriga pra baixo na cama e assim ficou, subi em cima dele, sentei em sua bunda e comecei a massagear suas costas, ele deu um longo suspiro aliviado e relaxou ainda mais, parei quando achei que ele tinha dormido e me deitei ao lado dele.

- Que bom que você acabou com minhas costas, tem outra parte precisando de massagem. -falou me assustando e me puxando pra perto dele e roçando seu membro em mim

- Eu pensei que você estivesse dormindo, -falei quando me recuperei do susto- mas pelo visto tá bem acordadinho. -falei colocando a mão em seu membro

- Não tenho culpa se você é gostoso. -falou e deitou por cima de mim me beijando

Eu arranhava sua nuca durante o beijo e ele me apalpava todo, colocou a mão por dentro da minha blusa e ficou provocando meus mamilos até ficarem bem durinhos, desceu sua mão e apertou meu membro me fazendo dar um gemido durante o beijo e ele sorriu, inverti as posições e fiquei por cima dele rebolando em seu membro, tirei a camisa e ele abocanhou meus mamilos, dava mordidinhas e ficava rodeando a língua, sugava e beijava me deixando louco. Fiz ele parar e o beijei, quando o ar faltou desci mordendo seu corpo até chegar em seu membro, ele gemeu rouco quando mordi seu membro por cima da cueca, tirei nossas roupas, passei lubrificante em minha entrada e em seu membro e sentei nele, ambos gememos com isso, ele segurou minha cintura e ficou estocando de baixo pra cima enquanto eu rebolava, me masturbou na velocidade das estocadas e um tempo depois ambos gozamos. 


 E assim tem sido nossa vida, trabalho, faculdade e amor, de várias formas e posições, satisfazendo os desejos e sonhos um do outro.


Quando eu olho pra você
Eu posso ver a tristeza nos seus olhos
Nesses tempos de desespero
Nós somos empurrados por todos lados

Eu não posso te amar se você não deixar
Você não pode me tocar se não tentar
Eu posso te sentir
Eu sei que você está pronto para levar isso ao outro
lado

O amor vai nos manter vivos
Vamos fazer o momento certo
É agora ou nunca
O amor vai nos manter vivos
Até a noite mais escura
Vai brilhar pra sempre
O amor vai nos manter vivos
O amor vai nos manter vivos
Amor, o amor vai nos manter vivos

Quando você vai embora
Há um sentimento vazio na minha mente
Conforme os dias passam
Nós somos pegos em nossas vidas separadas

Se você precisar de mim
Você sabe que eu virei correndo
Direto pra você
Apenas me dê um sinal
Eu não vou te deixar
Nós faremos isso juntos
E levar isso até o fim dos tempos

O amor vai nos manter vivos
Vamos fazer o momento certo
É agora ou nunca
O amor vai nos manter vivos
Até a noite mais escura
Vai brilhar pra sempre
O amor vai nos manter vivos
O amor vai nos manter vivos
Amor, o amor vai nos manter vivos

Oh, eu tenho um monte de amor pra te mostrar
Você sabe que eu nunca iria querer te controlar
Eu só quero estar do seu lado

Eu não posso te amar se você não deixar
Você não pode me tocar se não tentar
Eu posso te sentir
Eu sei que você está pronto para levar isso ao outro
lado

O amor vai nos manter vivos
Vamos fazer o momento certo
É agora ou nunca
O amor vai nos manter vivos
Até a noite mais escura
Vai brilhar pra sempre
O amor vai nos manter vivos
O amor vai nos manter vivos
Amor, o amor vai nos manter vivos
O amor vai nos manter vivos
O amor vai nos manter vivos
Vivos
O amor vai nos manter vivos


     Ele compôs essa música pra mim, tocou e cantou no dia que me pediu em casamento, ele é mesmo muito incrível, agora quase todo dia eu peço pra ele tocar ela pra mim, só nao peço quando vejo que ele está muito cansado mas aí fico vendo a gravação que ele fez no dia que a cantou pela primeira vez.


Notas Finais


Bom, é isso pessoal, espero que tenham gostado e muito obrigada pelos favoritos e comentários.
A música é Love Will Keep Us Alive - Scorpions.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...