História Love You - Capítulo 63


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Austin Mahone, Lily Collins, One Direction, Victoria Justice, Zayn Malik
Personagens Ariana Grande, Austin Mahone, Harry Styles, Josh Devine, Liam Payne, Lily Collins, Louis Tomlinson, Niall Horan, Victória Justice, Zayn Malik
Tags One Direction
Exibições 40
Palavras 3.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura <33333333

Capítulo 63 - Capítulo 63


Fanfic / Fanfiction Love You - Capítulo 63 - Capítulo 63

Mayara Pov'

 

Após eu pegar este lindo buquê, fui puxada por Vic e Ari para dançarmos um pouco. Logo Lari se juntou a nós:

_ Duas casadas e meia. Vic diz.

_ E meia, como assim? Digo e ela ri.

_ Já está com o buquê, falta apenas ser pedida e casar.

_ Desconsidera esse meia por favor, duas casadas e acabou.

_ Será quem das duas se casará primeiro? Ouço Lari dizer para Vic.

_ Acho que o Harry tem mais coragem que Josh.

_ Ei, não fale do meu bolinho. Ari diz e nós rimos. _ Eu concordo com o que ele disse, quando estivermos preparados e ele perceber, será a hora.

_ Estão namorando a 6 anos, poderia tomar alguma iniciativa.

_ Vic, não estamos prontos para algo tão sério. Imagine se casarmos e em meses nos separarmos por não aguentarmos um ao outro? Decidimos esperar a hora certa.

_ Eu concordo com você. Digo a Ari que sorri.

_ Ai meu paizinho amado. Vic diz olhando para trás de mim.

_O que foi? Perguntamos em coro.

_ Meu cunhado gostosão chegou. Começamos a rir. _ Pensei que não conseguiria chegar. 

_ Ele se separou mesmo? Lari pergunta, o irmão de Austin tinha se casado com uma modelo super linda e famosa, porém a alguns dias apareceu nos principais sites do mundo que eles tinham se separado.

_ Sim, ela meteu chifre nele.

_ Mentira. Digo e começo a rir.

_ Opa, ele tá vindo. Vic diz e começa a arrumar seu vestido.

_ Olá cunhada. 

_ Olá. Ela o beija e o abraça. 

_ Quanto tempo, hã? 

_ Verdade, parece que seu casamento te afastou de todos nós.

_ Sim, prometo que agora vou ficar mais perto. Ele sorri e olha para nós. _ Olá meninas, que agora são mulheres lindas.

_ Olá. Dizemos em coro, ele está mais lindo que quando éramos adolescentes. 

_ Como estão?

_ Bem e você? Dizemos em coro novamente.

_ Estou bem. Seria legal se formassem um grupo musical, já conseguem falar em coro. Começamos a rir.

_ Irá se mudar para cá? Pergunto.

_ Sim, a Espanha conseguiu me decepcionar um pouco.

_ O país ou a sua ex-mulher? Vic diz e arregalar os olhos. _ Desculpa cunhado. Ele começa a rir.

_ Tudo bem Vic, você está certa. Quem realmente me magoou foi Helena. 

_ Vocês eram tão fofos juntos. Ari diz

_ Digo o mesmo, mas a confiança não foi a mesma depois daquilo que ela me fez. Ele diz e fica cabisbaixo.

_ Gente eu já volto, tenho um filho que está me chamando. Lari diz e sai andando.

_ E eu, um namorado que precisa de ajuda com a gravata. Ari sai andando.

_ E eu um marido que precisa maneirar na champanhe, volto já. Vic sai andando.

_ Não. Digo baixinho e elas saem andando.

_ Ixi, parece que só sobrou nós dois.

_ Sim. Digo sem jeito. Uma música um pouco lenta começa a tocar e ele sorri. 

_ Poderíamos aproveitar e dançar um pouco.

_ A--a claro. Ele me estica sua mão e eu pego a mesma, vamos um pouco a frente e nós começamos a dançar.

_ Está muito bonita Mayara, nem parece aquela mesma adolescente que me despedi a 6 anos atrás.

_ E você não parece o mesmo garoto magrelo que foi embora para terminar seus estudos.

_ Academia algumas vezes ajuda, não é verdade?

_ Sim. Rimos um pouco. _ Eu vi num site, que você tinha aberto um escritório. 

_ Na verdade eu iria abrir, mas como vim embora eu deixei isso de lado um pouco.

_ E agora vai procurar outro emprego?

_ Não sei ainda, estou um pouco abalado ainda com essa separação tão repentina. 

_ Como descobriu? Sabe, da... 

_ Eu fui buscar ela no estúdio de fotografia de surpresa, quando cheguei eu a encontrei com o fotografo no carro dela. 

_ Que triste. Digo e apoio minha cabeça em seu peito. _ Logo achará uma pessoa melhor para você.

_ Espero. Ele solta uma risada leve. _ E você, está namorando aquele mesmo garoto de antes?

_ Sim. Voltamos a alguns meses.

_ Que legal, encontrou novamente seu antigo amor e conseguiu ficar com ele. Pena que comigo é diferente.

_ Como assim?

_ Oi? Nada. Ele solta uma risada.

_ Diga. Me solto do mesmo.

_ Ah May, sabe muito bem que eu gostava de você antes. Queria que esse reencontro nosso se tornasse algo diferente.

_ Não acha que está pensando muito além?

_ Sei que estou, mas você está me atraindo...

_ Tchau. Digo e saiu andando. 

_ Calma May, entenda a ironia por favor. Ele pega em meu braço. 

_ Será que está mesmo indo por esse lado?

_ É claro que sim, por favor né? Sabe muito bem como gosto de brincar.

_ Tinha me assustado.

_ Não era pra tanto. Ele começa a rir. _ Sério mesmo que tinha levado a sério?

_ Sim. 

_ Calma, era apenas uma brincadeira. Ele ri. _ Mas espero, que um dia marquemos um café e claro, que pode levar seu namorado.

_ Tá bom. Solto um sorriso. 

_ Agora eu vou cumprimentar o pessoal da família, nos vemos depois.

_ Ok, tchau.

_ Tchau May. Ele me beija e sai andando, vou em direção a mesa onde está meus pais e me sento. 

_ Anthony está tão bonito. Minha mãe diz.

_ Verdade. Solto um sorriso leve e fico a procurar Harry. _ Onde Harry está?

_ Dançando. Olho um pouco a frente e vejo Harry dançando com Hanna.

_ Que fofos. Digo e pego a câmera do mesmo que está sobre a mesa, ligo a mesma e tiro uma foto. 

_ Mana, Vic fez um espaço para as crianças. Isadora diz chegando ao meu lado.

_ Sério?

_ Sim, quer ver?

_ Tá bom, chama o Harry pra ir com a gente? 

_ Tá bom. Ela sai correndo e puxa o mesmo, saímos andando até uma sala que está cheia de crianças a brincarem. 

_ Piscina de bolinhaaaaaaaaa. Isadora diz e sai correndo em direção a mesma. 

_ Ok né. Olho para Harry que assente e seguimos a mesma. 

_ Entrem. Ela diz já dentro.

_ Não podemos. Digo.

_ É para crianças, pequena. Harry diz.

_ Que triste. Ela faz biquinho. 

_ Já voltamos, ok? Harry diz olhando para ela, que assente e ele pega em minha mão. Saímos andando por toda a festa, não tão rápido mas Harry parece estar louco para falar algo sério comigo, então eu não comento nada e acompanho o mesmo. Chegamos a entrada do buffet, onde só se encontra dois seguranças que nos olha e depois voltam seus olhares a rua. 

_ O que quer?

_ Quem era aquele? Ele me pergunta calmo.

_ Irmão de Austin, por que?

_ Você em um momento, pareceu querer correr dele.

_ Ele fez uma brincadeira e eu não gostei, se sentiu incomodado com isso?

_ Não, apenas achei estranho essa proximidade tão rápida de vocês dois. 

_ Não sentiu ciúmes, nem nada? Digo sorrindo e ele faz o mesmo.

_ Um pouco, principalmente na hora que colocou sua cabeça no peito dele. 

_ Ciumentinho. Beijo o mesmo. 

_ Queria te perguntar uma coisa. 

_ O que?

_ Será que me emprestaria seu carro?

_ Claro, mas pra que?

_ Billy teve que ir aos Estados Unidos organizar algumas coisas, o Brian tá com febre e talvez durante a noite Gemma vai precisar levar ele no hospital. Se quiser, pode ir comigo.

_ Não pode ir sozinho, vou aproveitar e dormir com a Isa que tanto está me pedindo.

_ Quer que eu te leve antes para casa?

_ Não precisa, eu vou com meus pais.

_ Mas tem as cadeirinhas dos seus irmãos, amor eu te levo antes.

_ Não precisa, eu posso ir com a Ari e o Josh que moram perto de casa.

_ Então tudo bem, vou entrar e me despedir de todos.

_ Ok, vamos então. Pego em sua mão e nós entramos novamente, o acompanho para que ele se despeça das pessoas e dos noivos. 

Um tempinho depois ele terminou e se foi, Gemma já estava ligando desesperada com medo de que acontecesse algo com seu bebê que nasceu meses atrás. Ela está sozinha em casa, Billy teve que resolver algumas coisas da empresa nos Estados Unidos e sua mãe teve que ir ao enterro de sua sogra que faleceu a uns dias. Perguntamos a Gemma se ela queria que ficássemos com ela, mas ela preferiu ficar sozinha e quando precisasse nos ligava:

_ Triste por dormir longe de Harry, querida? Minha mãe pergunta, aceitei dançar com a mesma e estamos no meio da pista de dança.

_ Não, apenas preocupada com Brian.

_ Ele ficará bem, pelos sintomas parece ser efeitos da vacina que ele tomou ontem.

_ Ele é tão pequeno mãe, mesmo que eu não seja a mãe dele me preocupo muito.

_ Calma meu amor, ele ficará bem, ok? Quanto tiver os seus filhos, verá que essa preocupação piora mais ainda.

_ Espero que nada aconteça com eles.

_ Sempre acontece amor, uma cólica, uma queda. Sempre vai acontecer algo que te preocupe, mas você tem que ser forte para poder suportar. 

_ Tomara que consiga.

_ Será, se Harry estiver com você tudo passará rapidinho.

_ Mãe, eu tô com sono. Arthur aparece esfregando os olhinhos.

_ Own, quer ir pra casa? Minha mãe se curva e o mesmo assente. _ Então vamos, vai com a gente filha?

_ Será que eu consigo?

_ Claro que sim, o carro é grande. Ela sorri e pega meu irmão em seus braços. _ Chama a Isa por favor?

_ Claro. Saiu andando e encontro a mesma conversando com Hanna. _ Isa, nós já vamos.

_ Ah não mana,vamos ficar só mais um pouquinho?

_ Depois você brinca com a Hanna meu amor, eu prometo que te levo na casa dela essa semana.

_ Tá bom. Ela se levanta. _ Tchau Hanna.

_ Tchau. Hanna diz e sai correndo em direção a sua mãe, vou em direção a Vic que está a se despedir de todos para ir a sua lua de mel. 

_ Amiga, eu já vou.

_ Sério? Espero que tenha gostado da festa.

_ Eu amei, não tenho nada que reclamar.

_ Que bom.

_ Aproveite a sua lua de mel ok? E por favor, me liga enquanto estiver lá?

_ Claro que sim. Ela me abraça. _ Te amo.

_ Também te amo, boa viagem.

_ Obrigada. Me solto da mesma e vou em direção a mesa dos padrinhos. 

_ Pessoal, eu já vou indo. 

_ Parece que todos já estão indo. Austin diz e ri. 

_ Boa viagem viu rapaz? E cuide muito bem dela. Abraço o mesmo. 

_ Pode deixar. Ele me solta e sorri.

_ Tchau meu amorzinho, prometo que vou na sua casa ainda essa semana para brincarmos. Digo para Nick que está nos braços de Liam um pouco adormecido. 

_ Tá bom madrinha, te amo.

_ Também te amo, tchau. Beijo o mesmo e me despeço de todos, pego minha bolsa e saiu andando em direção ao lado de fora junto a Isadora. 

_ Me ajuda a entrar na cadeirinha? Minha irmã pede e eu assinto, abro a porta e ajudo a fechar seu cinto.

_ Entra Filha, antes que eu arrume Arthur na dele. Meu pai diz e eu assinto, vou para o outro lado e entro. 

_ Aqui está quentinho. Digo e Isadora ri.

_ Sim, estava morrendo de frio.

_ Até que lá dentro não está tao frio assim. Minha mãe diz.

_ É, mas aqui fora.... 

_ Uma frente fria está próxima. Meu pai diz ao entrar no lugar do motorista.

_ Saudades dos frios de Londres. Digo.

_ Intensos e lindos. Minha mãe diz.

_ Verdade. 

_ Nossa, faz tempo que olho para trás e não vejo meus 3 filhos juntos. Meu pai.

_ Own, papai coruja. Digo e ele ri.

_ É só saudade. 

_ Deveríamos fazer um passeio em família. 

_ Seria legal.

_ No final de semana que vem, para o sítio da vovó. 

_ Sítio da vovó. Digo junto a Isa e minha mãe faz sinal para falarmos baixo por conta de Arthur que está dormindo ao nosso lado.

 

[...]

 

Um tempo depois estamos em frente a nossa casa, espero meu pai tirar Arthur para que eu consiga descer do carro e ajudar Isa. Após entrarmos em casa, vou em direção a cozinha e pego um vazo de flores para colocar o buquê de Vic:

_ Maninha. Isadora aparece.

_ Diga.

_ Posso dormir com você hoje, né?

_ Claro que sim. Sorriu e começo a andar em direção a escada. 

_ Vou me trocar então. 

_ Tá bom. Ela sai correndo e eu subo lentamente a escada por ainda estar de salto, entro em meu quarto e tiro o mesmo. Coloco o buquê ao lado de minha cama e começo a tirar meu vestido, logo coloco meu pijama e vou em direção ao banheiro para tirar minha maquiagem e fazer minhas higienes, ouço a porta de meu quarto bater e minha irmã aparecer.

_ Vim me trocar aqui, o Arthur tá dormindo e não quero fazer barulho. A mesma coloca sua pasta e sua escola em cima da pia. _ Mana, queria não ter que tirar meu penteado.

_ Também não queria tirar o meu, mas é preciso pois uma hora ele vai se desmanchar. 

_ Que triste né? Queria que fosse eterno.

_ Não é, mas um dia desses pode chamar Ângela para fazer novamente.

_ Sim. Ela sorri e começa a escovar os dentes.

_ Mana, aceita ir comigo amanhã na casa da mamãe do Harry?

_ Aceito. Ela diz com sua boca cheia de pasta.

_ Tá bom, agora vá se trocar para dormir. Amanhã sairemos depois do almoço.

_ Tá bem. Ela lava sua boquinha e saiu andando para meu quarto, tiro seu vestido e ela se veste. _ Jay e Charlotte poderia dormir com a gente.

_ Verdade, vamos buscar eles lá em baixo. Aproveito, e bebo um copo d'água. Saímos andando devagar e descemos a escadas, entramos na cozinha e Isa corre em direção a lavanderia, onde os dois estão.

_ Sem latir. Ela diz e abre a portinha, fico a beber água enquanto a mesma fica a pegar dois brinquedos. _ Vamos, vão dormir comigo e com a May. Saímos andando e entramos em meu quarto, a mesma se deita e eu deito ao seu lado.

_ Pode apagar a luz?

_ Pode. Apago e fico a procurar a mesma para abraçá-la. _ Mana, quando você for embora, vai levar eles dois?

_ Quando eu for embora? Acendo a luz novamente.

_ É, quando for morar com o Harry.

_ Por que está me perguntando isso?

_ Sei lá, é que quando foi trabalhar, levou os dois e eu fiquei com muita saudade. 

_ Sério?

_ Sim, sempre pensava nos dois.

_ Oh meu amorzinho. Abraço a mesma. _ E se eu deixasse outro no lugar deles?

_ Tipo, qual?

_ Filhotes. 

_ Filhotes? A Charlotte vai ter bebê?

_ Ainda não, mas não duvido nada que não vai demorar muito.

_ Que legal. Ela bate de leve algumas palmas. _ Eu aceito. 

_ Tudo bem. 

_ Vai levar eles de novo, quando ir daqui um tempo?

_ Não, vou deixar eles aqui.

_ Tudo bem. Ela sorri. 

_ Agora, vamos dormir. Apago a luz e abraço a mesma. _ Boa noite meu anjinho.

_ Boa noite. 

 

[...]

 

Acordei a um tempo e já almocei ao lado de minha família a colocar o papo em dia e planejar nossa viagem da semana que vem. Mal posso esperar para isso, estou com saudade dos meus avós e com saudade de passear com eles, vou tentar aproveitar esses 2 meses ao lado deles para aproveitarmos mais juntos.

Agora estou a terminar de me arrumar para ir a casa de Anne, que pelo que Harry me disse por mensagem, chegou pela manhã e está louca para me ver:

_ Mana, terminei. Isadora diz entrando no quarto, termino de guardar minhas maquiagens e me levanto.

_ Tudo pronto?

_ Sim.

_ Estão vamos. Pego minha bolsa e saímos de meu quarto, descemos as escadas e encontramos meus pais na sala. _ Estamos indo. Os dois se levantam.

_ Vão com deus, viu? Qualquer coisa, é só me ligar. Minha mãe nos abraça.

_ Aqui a chave querida, cuidado na estrada. Meu pai me entrega e me abraça.

_ Tchau família, até a noite. 

_ Tchau, beijos. Entramos na garagem e vamos em direção ao carro de meu pai, arrumo Isadora em sua cadeirinha e vou para o lado do motorista. _ Vamos dormir lá, mana?

_ Não meu amor, vamos vir de noite. Amanhã você tem escola e não quero que perca as provas finais.

_ Eu não me importo de faltar.

_ Deixe de ser boba. Digo e ela ri. _ Amanhã tem algo depois da escola?

_ Balé, por que?

_ Então, vou te buscar e nós vamos ao shopping. Tenho que dar uma olhada nos meus vestido para o meu aniversário.

_ Que legal, quero ver o meu também.

_ Tá bom. Sorriu e continuo a dirigir. 

_ Brian ainda está doente?

_ Está bem melhor agora, acho que vai poder brincar um pouco com ele.

_ Eba. Ela sorri. _ Gemma estará lá?

_ Sim.

_ Que legal, eu gosto dela.

_ E ela gosta muito de você, sempre me pergunta se está bem. 

_ Ela vai mesmo morar aqui?

_ Sim, vai terminar de se mudar no final do ano.

_ Que incrível, ela vai ficar mais perto de nós e eu, poderei cuidar de Brian.

_ Sim. Sorriu e continuo a dirigir. 

 

[...]

Chegamos a casa de Anne e descemos do carro, fecho o mesmo enquanto Isadora está a tocar a campainha:

_ Cunhado. Ouço a mesma enquanto pego uma mochila na parte de trás.

_ Oi pequena. Ouço a voz de Harry e me viro para o mesmo. _ Oi meu amor. Harry me beija e sorri. _ Vejo que trouxe minhas roupas.

_ Sim, só algumas. Entramos para dentro. 

_ Desculpa ter que ficar alguns dias longe de você, mas é para ajudar as meninas... 

_ Não amor, tudo bem. Sei que elas precisam de você. Chegamos a cozinha, onde encontro Anne a cozinhar e Gemma ao canto com Brian em seu colo.

_ Cunhadinha. Ela diz num tom baixo e vem em minha direção.

_ Oi. Abraço levemente a mesma e beijo Brian. _ Parece que ele está melhorzinho.

_ Um pouco, mas a febre fica voltando e isso me preocupa.

_ Conversou com minha mãe?

_ Sim, a conversa com ela me aliviou um pouco.

_ Que bom. Sorriu e vou em direção a Anne. _ Oi sogra.

_ Oi querida. Ela me abraça. _ Estava com saudade. 

_ Eu também. Sorriu. _ E Robin, como está? 

_ Triste, ele ficou um tempo lá com os irmãos para resolverem tudo.

_ Vou uma morte repentina, né?

_ Demais. Num dia ela me liga dizendo estar bem e que estava louca para me ver. No outro, recebo a ligação de que ela estava mal no hospital, e a noite... A mesma respira e posso ver as lágrimas em seus olhos.

_ Tudo bem, não precisa terminar. Abraço a mesma.

_ Ela era como uma mãe pra mim, vou sentir falta dela. 

_ Calma. Abraço um pouco mais forte e ouço a mesma suspirar. 

_ Ai, tenho que terminar o almoço. Ela me solta e volta a cozinhar. 

_ E Billy? Pergunto a Gemma.

_ Está resolvendo os negócios da mudança e da empresa, volta no meio da semana.

_ Entendi, estamos ansiosas para que se mudem logo para cá. Digo e abraço levemente Isadora que ri.

_ Ah é? Está muito ansiosa Isa? Gemma pergunta.

_ Sim.

_ Então não vai se incomodar de trocar a fralda de Brian comigo.

_ Não. As duas saem andando, acompanho Harry até a sala e nos sentamos no sofá.

_ Não está mesmo chateada pois terei que ficar aqui um tempo?

_ Claro que não amor. Beijo o mesmo. _ Sei que ficará aqui para ajudar sua mãe e sua irmã, eu não me importo nada.

_ Mesmo?

_ Sim. Sorriu.

_ Que bom. Espero que um dia venha dormir comigo.

_ Claro que sim. 

_ Te amo.

_ Eu te amo mais.

 

[...]

 

 

 

 

 


 


Notas Finais


Estou morta de cansaço, mas o capítulo saiu. Espero que tenham gostado.
Viram algum erro? Me perdoem.
Me ajudem a divulgar? Irei agradecer.
Comentem o que acharam..
Acho que é tudo.. Beijinhos amores <3333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...