História Love You Like a Love song - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Personagens André Alencar, Chloé, Joaquim Vaz, Julia Vaz, Manuela Agnes
Tags Cumplices De Um Resgate, Majo
Exibições 237
Palavras 1.873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello hello meus amores💜
Tudo bom com vocês? Eu queria agradecer pelos comentários anteriores.. me trouxeram mais motivação e alegria para continuar essa fanfic!! Espero que gostem desse capítulo.. TEREMOS CERTAS SURPRESAS!!
BOA LEITURA💜💜

Capítulo 13 - Capítulo 12: sabe o que falta?


ANTERIORMENTE...
- Já vou! -falou ela.. alguns segundos depois ela abre a porta. 
- O que quer? -falou erguendo uma sobrancelha. 
- Vamos sair? Fazer alguma coisa? Não aguento ficar aqui em casa sem fazer nada.. aceita? -perguntei e ela ficou pensativa. 
- Não sei.. Vou pensar.. -diz ela ficando quieta. 
- Ah sim consultei minha agenda e eu estou livre agora! -falou a Manu me fazendo rir e a mesma me acompanhou rindo. 
- Palhaça.. essa ai é uma menina muito ocupada! -falei. 
-Muito! -diz ela revirando os olhos. 
- Se arruma rápido dessa vez! -falei e sai.. já sei onde podemos ir.. ela vai gostar tenho certeza!!
~ Manuela Agnes ~
Depois que o Joaquim foi pro quarto dele fui me arrumar para sair.. o problema que eu não sei pra onde vamos!! Fui até o banheiro e tomei um banho relaxante, assim que acabo vou até meu closet de roupão procurando por alguma roupa casual até que encontro um short jeans rasgadinho e uma regata soltinha preta com uma estampa. Coloquei uma gladiadora, arrumei meu cabelo solto mesmo e fiz uma maquiagem bem básica. Assim que termino de me arrumar vou até o espelho e me visualizo. Enquanto eu fazia isso Bia entra no quarto sem bater. 
- Migaa... uou aonde vai desse jeito? -falou parando de andar assim que me viu. 
- Vou dar uma volta junto com o seu irmão! -falei e Bia me olhou maliciosa. 
- Pode parar Bia.. já cansei de dizer que entre eu e ele não rola nada! -falei e Bia revirou os olhos e em seguida cruzando os braços. 
-ok.. mas, vim perguntar se você não queria ir em uma festa comigo, mas já vi que está ocupada.. se divirtam pelo menos! -falou Bia me olhando decepcionada. 
- Ah fica pra próxima Bia.. Agora vou indo sabe como é seu irmão! -falei dando um beijo na bochecha da Bia, pegando minha bolsa e saindo do quarto. Desci as escadas e ao chegar na sala não me deparo com o Joaquim, deve não estar pronto ainda.. depois fala de mim. Peguei e me sentei no sofá esperando enquanto eu conversava com as meninas pelo whatsapp. E descobri que Gabi e Gih também irão estudar na minha escola.. isso é um máximo! Assim que guardo meu celular na minha bolsa vejo Joaquim descendo as escadas e por sinal ele tá um gato!! 
- Acabou de se arrumar Cinderela? -falei, tinha que zoar ele.. 
- Não perdoa mesmo em! - falou ele enquanto ajeitava seu cabelo.. isso acabou comigo, ele tá muito perfeito!! 
- Claro.. -falei abrindo um sorriso e me levantando do sofá. Senti minhas bochechas queimarem assim que Joaquim me observou. 
- Tá linda.. -falou enquanto passava por mim e pegou a chave do seu carro em cima da mesinha de centro da sala. 
- Obrigada.. Você também não tá nada mal! -digo e ele abre um sorriso de lado.. ele tá querendo me matar só pode!! Ok Manu isto está indo longe demais! Pare com essas coisas.. 
- Vamos? -perguntou ele e eu assenti, fomos até a garagem e lá entramos no seu Porsche Prata. 
- Aonde vamos? -digo assim que o carro sai da garagem. 
- Uma surpresa! -falou e eu revirei os olhos.. uma coisa que eu odeio é surpresas.. sou muito curiosa! 
- Ah fala vai.. -disse fazendo manha e ele apenas negou com a cabeça enquanto prestava atenção na estrada. 
- Só vai saber quando chegarmos.. - disse ele e eu cruzei os braços. 
- Então Manu.. posso te chamar assim né? Da última vez você ficou brava comigo! -disse ele rindo o que me fez rir também. 
- Pode.. -disse enquanto olhava pela janela tentando adivinhar aonde estávamos indo. 
- É.. você nunca falou sobre a sua mãe.. o que houve com ela? -perguntou ele, o que fez meu coração se apertar. 
- Desculpe.. se não quiser falar fique a vontade! -disse o mesmo me olhando de um jeito carinhoso. 
- Não.. ta tudo bem, minha mãe me abandonou quando eu era pequena.. deixou eu e meu pai sozinhos! -falei meio triste. 
- Sinto muito.. -falou ele pegando na minha mão e olhando nos meus olhos.. Não sei o que aconteceu mais isso me trouxe calma.. depois de um tempo tirei minha mão da sua e desviei o olhar.
- Mas vocês não sabem pra onde ela foi? -perguntou Joaquim. 
- Não.. mas também, nunca mais quero vê-la na minha vida.. uma pessoa que abandona a própria filha não deve ser chamada de mãe! -falei deixando um pouco da raiva transparecer. 
- Ah eu me esqueci de me desculpar com você sobre o que o meu pai falou pra você! -disse o mesmo me olhando. 
- Você não tem que pedir desculpas.. mas acho que ele tem razão sou apenas filha do empregado, não posso andar pela casa e fazer o que quero! -disse e Joaquim negou com a cabeça. 
- Pra mim e tenho certeza que minha irmã e minha mãe te consideram como sendo da família! -falou Joaquim fazendo com que eu abrisse um sorriso discreto. 
- Nossa quem diria que Joaquim Vaz falaria que eu sou da família! -digo surpresa e ele apenas riu. 
-Acho que começamos muito mal.. - disse ele. 
- Acha ou tem certeza? -falei e ele concordou. 
- Eu errei falando que você era pobre e não saberia se comportar a frente a câmeras e tal.. 
- E eu como sou esquentadinha joguei cerveja em você.. me desculpe, mas não me contive! -disse rindo me lembrando da cena. 
- E pra piorar quase te atropelo.. mas aquilo foi acidente e você achou que era verdade! -disse Joaquim parando o carro. 
- Mas já passou.. vida que segue! -disse. 
- Sabe acho que era o destino, olha pra nós agora morando na mesma casa!- diz Joaquim olhando em meus olhos de um jeito diferente, enquanto eu me perdia naqueles olhos castanhos. 
- Chegamos? -falei desfazendo um clima constrangedor que estava se formando.
-Sim.. - disse ele descendo do carro e abrindo a porta pra mim. - Olha que cavalheiro.. obrigada! disse saindo do carro. 
- Não enxe! -falou fechando a porta do mesmo. 
- Nossa você me trouxe para um parque! -disse encantada, nunca tinha ido em um devido às condições financeiras. 
- Pode parecer bobo mas eu nunca fui em um parque! -disse observando o lugar. 
- Não é bobo, vem.. -disse ele me puxando pela mão até a entrada do parque. Ao entrarmos no parque compramos fichas pros carrinho de bate bate. Não preciso nem dizer que me divertir bastante batendo no carrinho do Joaquim! 
Depois fomos em diversos outros brinquedos.. até que fomos na roda gigante. No final já estava cansada e o dia já estava escurecendo. Joaquim fez questão de pagar um sorvete pra mim, então fiquei esperando ele em um banquinho. Estava prestando atenção no meu celular quando sinto a presença de alguém, olho para cima e me deparo com a figura de Simon. 
- Oi.. sozinha aqui nesse parque? -perguntou ele se sentando do meu lado. 
- Não vim com o Joaquim! -disse e ele olhou para onde eu estava olhando, no Joaquim comprando os sorvetes. 
- Sabe Manu.. como você é uma boa pessoa vou te aconselhar a não ficar muito próxima do Joaquim, ele sempre faz isso com todas as meninas que ele pega. -diz me olhando sério. 
- Isso o que? - perguntei. 
- Leva pra passear, depois pega ela e joga fora.. sabe aqueles típicos meninos galinha! -falou Simon, o que me fez a pensar mais sobre o Joaquim.. será que ele era assim? 
-Tem certeza do que você ta falando? -perguntei erguendo uma sobrancelha. 
- Eu era o melhor amigo dele! -falou se ajeitando no banco. Antes que eu falasse algo Joaquim chegou e digamos que uma "briga" começou. 
- O que esse cara tá fazendo aqui? -perguntou Joaquim encarando com raiva Simon. 
- Pelo que eu saiba o parque é público! -disse Simon. 
- É verdade.. pedem ficar ai eu vou embora! -Diz Joaquim me olhando e depois indo embora.. tratei logo de me despedir do Simon e ir atrás do Joca.. o que aconteceu com ele? É tanto ódio assim por cauda do passado? 
-Ei me espera! -digo andando mais apressado tentando alcançar o Joaquim. O que não deu um resultado muito bom porque ele não parou e me ignorou. 
- Hey eu to falando com você! -disse aumentando mais a voz. 
- O que você quer casete! -disse Joaquim se virando pra trás encarando os meus olhos com fúria. 
- Calma.. o que aconteceu lá? -falei olhando nos seus olhos castanhos. 
- TALVEZ EU ODEIE AQUELE CARA! -disse Joaquim explodindo. 
- NÃO FALA ASSIM COMIGO PORQUE EU NAO FIZ NADA!! -disse berrando, odeio quando falam assim comigo.. 
- Teria feito se eu não chegasse? -falou Joaquim se acalmando um pouco. 
- Não teria acontecido nada.. ele só apareceu ali e se sentou simplesmente! - Acho que não é uma boa hora pra falar sobre o que Simon disse ao seu respeito.. ou melhor nunca falar! - Ele fez isso pra me provocar.. -disse Joaquim deixando a raiva transparecer. 
- Te provocar? Como assim? -perguntei.. o que ele quiz dizer com aquilo.. será que ele ficou com ciúmes de mim?? 
- Esquece.. vamos embora logo! -disse ele puxando o meu braço. - Joaquim.. você ficou com ciúmes de mim? -falei retirando o meu braço de sua mão e abrindo um sorriso vitorioso. 
- Eu.. com ciúmes de você?? Nossa suas piadas já foram melhores! -falou Joaquim.. é talvez só fosse o ódio mesmo! 
- Vamos embora logo! -falo indo pro carro e ele vem logo em seguida[... ]
- E ai gostou do passeio? -perguntou Joaquim assim que estacionou o carro na garagem. 
- Eu amei.. nunca tinha ido em um parque!! -falei abrindo um sorriso me lembrando do dia. 
- então eu acertei na escolha! - disse abrindo um sorriso de lado.. já falei que assim ele me mata?? 
- Sim!! - disse rindo. 
- A única parte que eu não gostei foi quando o Simon apareceu.. aquele la  só sabe acabar com a minha vida! -diz Joaquim. 
- É pelo visto vocês se odeiam muito.. -disse olhando séria pro Joaquim. 
- Eu o odeio com todas as minhas forças.. ele me traiu, ele era meu amigo! -diz Joca focando sério. 
- Mas esquece isso pra não acabar com o seu dia! -falo abrindo um sorriso simpático e pegando na mão do Joaquim.
- Sabe o que falta pro dia terminar com chave de Ouro? -perguntou Joaquim olhando nos meus olhos. 
- O que? -perguntei curiosa com sua resposta.. Mas me surpreendi ao saber qual era.. Joaquim colocou uma mecha do meu cabelo atrás de minha orelha e  foi se aproximando de mim colando nossas testas, em seguida ele selou nossos lábios iniciando um beijo com desejo.. levei minha mãos até seu cabelo do qual eu comecei a acariciar aqueles cabelos lisos e sedosos, nossas línguas exploravam cada canto da boca de ambos.. eu não sabia o que sentia ao certo pelo Joaquim.. mas acho que eu estou realmente me apaixonando pelo mesmo a cada dia que passa.


Notas Finais


Foi isso meus amores espero que tenham gostado, comentem o que acharam rsrsrs um beijo e até o próximo capitulo😘💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...