História Love You To Death - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias IKON
Tags Drama, Junhwan, Lemon, Stars, Universe, Yunchan
Visualizações 91
Palavras 1.318
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cax ost white blood

Eu dividi o cap em dois então espero que absorva a bad de white blood com esse sad smut. ::::((((
como eu sempre digo mais triste que eu SÓ o Junhoe

Capítulo 9 - White blood 2


Jinhwan limpa o canto da minha boca que provavelmente está sujo com vestígios dele e antes que ele afaste a mão eu chupo seu dedo. Ele beija meus lábios com uma brutalidade impaciente, remexendo o quadril na minha ereção que está quase entrando em combustão por si só.

—Junhoe eu preciso... Ele abre ainda mais as pernas pra mim, tentando provar seu ponto. Meu peito comprime e então não posso respirar em expectativa. Apoio às mãos do lado da cabeça de Jinhwan me erguendo o suficiente para encaixar nele. Ele guia minha ereção com uma mão, forçando a entrada. Ele se inclina para me beijar enquanto eu me sinto deslizar lentamente para dentro dele que contraí tanto que jogou a cabeça para trás revirando os olhos, o alertando. —Jin...H..wan. Gemo quando entro completamente, precisando de um segundo para processar a sensação para não gozar naquele segundo. Quando começo a me mexer, todas as minhas terminações nervosas e tudo que faz meu corpo ser capaz se sentir está concentrada no meu pênis, e choramingo uma dor quente deslizando para fora de Jinhwan só o suficiente para estocar ainda mais fundo.  Minhas mãos ainda sustentam meu peso só porque olhar para Jinhwan me faz sentir ainda mais se isso é possível.  Ele olha dentro dos meus olhos, e sei que ele está sentindo a mesma coisa, que a sensação é de fusão. Subo e desço lentamente, me apoiando nos cotovelos. Ele arqueia e contrai, nos deixando em sincronia, me fazendo ir cada vez mais fundo, encontrando sua próstata. Ele geme fino no meu ouvido, me roubando beijos que me deixam desconcertado, me fazendo aumentar a velocidade, porque não é o bastante. Não temos o bastante. Choramingo rouco pedindo por mais, por Jinhwan. Ele responde puxando meu cabelo, arqueando ainda mais, cravando as unhas na minha nuca, tornando ainda mais doloroso, ainda mais urgente. Jinhwan geme entrecortado, geme chamando por mim. E sei que ele está perto de novo. Afasto ainda mais suas pernas e consigo acertar sua próstata completamente, de um jeito que o faz querer sufocar um grito mordendo meu ombro. Quero assisti-lo  mas não consigo processar tudo, não quando estou tão perto que posso sentir minhas entranhas se reviraram, não quando minha voz e a de Jinhwan se misturam em necessidade, não quando de todas as pessoas do universo acabamos ali, chamando o nome um do outro enquanto nos desfazemos, como uma estrela morrendo, explodindo em energia uma última vez,  se fundindo ao universo. Gozo dentro  de Jinhwan e ele contrai por reflexo, me fazendo gozar continuamente, como se estivesse tendo um orgasmo múltiplo. Foi como se, por alguns segundos eu tivesse encontrado o paraíso e pudesse ficar lá o suficiente para sentir a importância de estar vivo. De viver apenas pela promessa pelo eterno.

Caio sobre o corpo de Jinhwan e percebo que estamos suados. Meu cabelo grudando na minha testa, fazendo cócegas nos meus olhos. Suspiro entrecortado deitado no peito de Jinhwan , e sinto como se fossemos  um buraco negro, e que temos toda a energia que precisamos. Jinhwan me acolhe em seus braços, afastando o meu cabelo dos olhos, acariciando meu rosto como se quisesse dizer alguma coisa. Levanto o rosto o suficiente para olhar para seu rosto, para ver o que ele queria me dizer. Ele me encara de volta com os lábios inchados, com um vestígio do brilho de excitação nos olhos. Não sei se tenho o direito de dizer alguma coisa, mas eu sei que uma vez que nós sairmos debaixo do cobertor, então nosso momento vai ter acabado, e voltaremos a ser dois separadamente. Subo um pouco para esconder meu rosto no seu pescoço, como ele sempre faz comigo, e mexo a cabeça como um gato, sentindo seu cheiro misturado com o meu, tentando absorver o quanto eu conseguir de nós, então eu vou dizer a mim mesmo que tive  o bastante, que pelo menos uma vez eu tive Jinhwan. E irá ser o bastante, tem que ser.

—Jinhwan? Eu sussurro no seu ouvido

—Junhoe... Ele responde, mas seu tom parece quase de alerta e eu sei, sei que não sou eu que ele realmente quer, que eu não sou o suficiente.

—Eu...sei. Respondo escondendo meu rosto no seu pescoço, sentindo uma dor aguda que tinha prometido pra mim mesmo que não sentiria.

Jinhwan não responde, mas continua me segurando e não parece querer sair dali ainda, sair de nós. Então ainda é o suficiente, e escorrego lenta e gradativamente  para um sono pela primeira vez sem medo, porque sei que dessa vez vou acordar.

Acordo sentindo frio.Abro os olhos assustado porque sinto que dormi por horas. Primeiro penso que estou com paralisia do sono de novo, porque meu braço está dormente. Mas aí me lembro e sinto minha pele formigar porque Jinhwan ainda está aqui. E tecnicamente quem deveria ir embora sou eu, já que este é o quarto de algodão doce e ele tem as chaves mas eu nunca dormi com Jinhwan. Mesmo quando ele adormecia, toda vez que eu acordava ele já tinha ído. Olho para o garoto adormecido no meu braço a cabeça virada para o outro lado, ainda completamente nu, e acompanho a linha do seu maxilar, que é delicadamente marcado, descendo suavemente por sua pele que reluz fracamente iluminado pela lâmpada fraca. Acompanho seu peito que é mais definido do que aparenta, vejo as marcas de chupões e arranhões que o marcam. Algumas parecem mais antigas do que outras, e não acho que alguma seja minha além da sua coxa. Eu sempre via Jinhwan reclamar para Jiwon que ele era gordo porque não conseguia definir.E sempre achei o maior absurdo que eu ouvi na vida, porque o corpo de Jinhwan é perfeito. Assisto seu corpo dormir profundamente e percebo que ele ronrona e minha teoria de ele um híbrido de gato, que eu montei e articulei com fatos dos 9 aos 11 anos grita para ter continuidade. Outro calafrio percorreu pelo meu corpo, me lembrando que estou com frio, e toco Jinhwan suavemente, para constatar que sua pele está gelada também. Percebo engolindo o bolor de que, o cobertor se foi. E tento não pensar sobre isso, me concentrando em procurar onde ele caiu para cobrir o menor. Descobro que ele foi chutado para os pés da cama e que provavelmente eu consigo alcançar. Tentando me mexer o mínimo possível para não fazer o garoto acordar eu puxo o cobertor com os pés o suficiente para conseguir alcançar, jogando da forma que eu consigo com um braço sobre nós dois. Quando finalmente consigo nos cobrir Jinhwan se mexe, trocando de posição. Eu nem respiro quando ele abraça meu corpo, fazendo meu peito de travesseiro. Meu braço formiga de alívio por estar livre do peso e apesar de doer eu puxo o cobertor agora com a mão livre e acolho Jinhwan nos meus braços.  Sei que não vou conseguir dormir de novo, que provavelmente dormir o equivalente a uma semana pra mim, mas aproveito que estou em zona neutra para desligar meus pensamentos. Não quero fazer mais nada do que sentir Jinhwan respirando enquanto dorme nos meus braços,  porque assim que ele acordar, e nossa bolha for rompida, então eu vou oficialmente ter tido o bastante, e não vou me deixar ser arrastado por Jinhwan, porque se eu ficar, se eu ficar mais um pouco que seja eu vou me apaixonar com todas as letras, e eu não acho que consiga ser quebrado assim, não depois de tudo.

Me concentro na respiração de Jinhwan, que sincroniza com a minha e deixo nosso calor se misturar, criando algum tipo de estado de equilíbrio perfeito  onde o condutor e o receptor estão com o mesmo nível de energia. A respiração quente de Jinhwan começa a me fazer sentir... sonolento de novo e respiro seu cabelo esperando o sono me absorver mais uma vez, porque eu posso dormir.

 


Notas Finais


OST: https://www.youtube.com/watch?v=T6esRjpMjNc (Oh Wonder- white blood) Eu literalmente chorei com Junhoe escondendo o rosto no pescoço de Jinhwan e imitando o jeito "gatinho" do Jinan NUNCA IREI SUPERAR e que Junhoe falando que vai desistir de Jinhwan é a coisa mais triste do mundo que vocês vão ter que esperar ( 10 DIAS CERTINHOS (eu prometo) ) pra descobrir... Então eu vou dormir chorando lágrimas de sangue e se você deu uma chance pra "nova" LYTD e parou aqui merece todo meu amor ♥♥♥♥♥♥ e espero que goste o suficiente para me deixar saber porque eu mereço depois de enfiar explicação física até em smut fdlsfalkk
~~^^~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...