História Loved Me Back to Life - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camila, Camren, Drama, Lauren, Romance
Exibições 81
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, FemmeSlash, Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


(:

Capítulo 30 - The idiot.


POV: Lauren. 

Depois de ligar pro guincho fui para casa de táxi, não era perto então não tive como ir a pé, estava voltando da casa de Santana. Quando cheguei me sentei no sofá e fiquei pensando... kkkk era ela cara, será que esta morando aqui? Como nunca nos encontramos antes?.

- Viu ela Luiz? Aquela que é a Camila... Você acha que ela ainda tem raiva de mim? 

- Não né... Ela pareceu meio indiferente, mais preocupada com o carro. 

- ... Continua linda... (fiquei sentada viajando nisso por um bom tempo, quando percebi me achei muito idiota por isso)

Pedi uma pizza, era domingo a noite, não estava afim de cozinhar algo. Assisti filme até tarde e fui deitar, amanhã iriamos ver se o cara gostou do projeto. 

Acordei 08h a reunião só ia ser 09h30, fiz as coisas rapido me arrumei e sai.

- O que o senhor achou?.

- Primeiro, não me chame de senhor, eu não tenho nem 40 anos e segundo esta perfeito. Vocês capricharam no espaço. (sorri para Vero, em forma de dizer que eu estava certa) 

- Negocio fechado então?. (perguntei)

- Com certeza, obrigado. 

- Nós que agradecemos. (Veronica o cumprimentou e eu fiz o mesmo)

Terminamos alguns minutos depois, pois tivemos que acertar os ultimos detalhes, o preço que fizemos ele aceitou como se fosse nada. 

- Deviamos ter pedido 500 a mais. 

- Deixa de ser olho grande kkk. (falei batendo em seu braço)

- Aposto que ele não se importaria. 

- Aiai... Advinha no carro de quem que eu bati ontem.

- Beyonce? Rihanna?. 

- Camila... Brincar de advinha com você não tem muita graça.

- Sério??. 

- Sim. 

- Como ela esta?.

- Não perguntei, ela meio que me obrigou a cuidar do carro dela e foi embora. 

- E o que você fez?.

- Mandei pro conserto né.

- Quando fica pronto?.

- Sexta-feira. 

- Fala pra ela que Lucy vai querer vê-la.

- Ta. 

O dia continuou chato com algumas papeladas, materiais que precisavamos comprar para iniciar a obra e  ainda tinha outra que iriamos fechar acordo... Foi tudo muito parado. Agradeci muito quando o dia de trabalho acabou. 

Quinta-feira as coisas tranquilizaram e se eu quisesse poderia até ficar em casa emendar com o fim de semana, esse é o bom de ser chefe. 

- Amanhã é dia de vacina em garotão. (falei pegando o cachorrinho no colo)

Fiquei na sala lendo a tarde toda, no inicio da noite levei ele pra passear e aproveitei indo comprar sorvete.

- Oi Lauren, tudo bem?.

- Christina? Oi tudo sim e com você?.

- To bem, nem me ligou...

- Me desculpa eu perdi seu numero na hora de voltar pra casa. 

- Sei... idiota. (disse e saiu)

A pessoa te conhece numa boate, vocês vão para a casa dela e ela ainda acha tudo magico a ponto de querer que você a ligue depois. Acho isso meio estranho, ela nem sabe que tipo de pessoa você é e já entrega seu numero querendo que você a ligue. 

No dia seguinte fui até o meu mecânico pegar o carro de Camila levando o Luiz junto para depois passar no veterinario.

- Quanto ficou Henrique?.

- 250. Eu fiz mais algumas coisinha, parece que esse carro não vê uma revisão desde que compraram.

- E deu só isso??.

- Não, eu não inclui no preço, você é uma otima cliente sempre vem aqui e nos indica a outras pessoas, então tudo bem.

- O paguei e sai com o carro, prendi bem o danado do cachorro no cinto de segurança passando por sua coleira, para não termos imprevistos. 
            Camila me passou o endereço dela por mensagem então fui até lá.

- Oi. (disse um cara atendendo o interfone. Será que apertei certo?)

- Esse é o apartamento de Karla Camila?. 

POV: Camila. 

- Atende ai pra mim.

- Oi. 

- Esse é o apartamento de Karla Camila?. (ouvir ela pronunciar Karla me fez arrepiar)

- Sim ap 1002, sobe. (ele disse desligando e apertando o botão para abrir o portão)

- Era só você ir la embaixo pegar a chave, não precisava chamar. 

- Você não disse nada.

- Eu estou ocupada Kevin!. 

- Agora ja foi. (disse revirando os olhos e se jogando no sofa)

parei de mexer no projeto para a propaganda do perfume, gostaram da minha ideia só que tive que mexer em algumas coisas, levantei e ajeitei meu cabelo antes de abrir a porta depois dela tocar a campainha.

- Aqui esta.(disse me entregando a chave)

- Obrigada. 

- Eai, entra. (Kevin apareceu do meu lado a chamando)

- Eu tenho que levar alguém para tomar vacina. (falou com o cachorrinho em mãos)

- Não tem problema, fica só um pouco. Camila me disse que vocês estudaram juntas. 

- Pois é. 

- Vem. (disse a puxando)

- Como era estudar com essa coisinha chata? Pegar uma cerveja, quer?.

- Não obrigada. (disse para ele, mas a entregou mesmo assim)

- Era legal, ela não era chata. (falou sem tomar sua cerveja)

- Qual o nome?. (perguntei apontando para o cachorro que ainda estava em sua mão)

- Luiz. 

- Que fofo, combina com ele. (ela sorriu o me dando para segurar)

- Nossa agora é chata viu. Vive reclamando, "Kevin faz isso pra mim" "quando vir aqui em casa não pisa no chão com esses tenis sujos" "não deixa bagunça pra todo lado, eu que tenho que arrumar depois".

- Kkk. 

- Detesto chão sujo, ainda mais, molhado da rua.

- Freeescura "Kevin não se atrasa".

- Eu odeio que me façam esperar... (falei baixo, quase que para mim mesma, enquanto brincava com o Luiz, que lambia minha mão. E a conversa entre eles continuava, mas não me importei em prestar atenção, quando se trata de Kevin falando sobre mim é melhor não prestar muita atenção)

- Mas amo ela mesmo assim, né querida. (sorri meio sem graça)

- Bom eu preciso terminar meu projeto... (ela não esperou eu terminar de falar)

- É e ele tem uma vacina o aguardando.

- Não fica repetindo isso, vai assusta-lo. (disse a entregando o cachorro)

- Kkkk. 

- É só um cachorro. (Lauren desfez o sorriso e o olhou com um pouco de repulsa, ele nem percebeu)

- Tchau. (disse ela)

- Foi um prazer te conhecer, volte mais vezes agora que vocês se reencontraram.

- Claro... (quando estavamos quase na porta ela se virou)

- Esqueci de falar... Lucy quer te ver. 

- Lucy? Lucy, Lucy mesmo??. 

- Ela, a unica. 

- Kkkk ai meu Deus não acredito... Tem tanto tempo que não falo com ela. 

- Pois é. Quando estiver com preguiça de cozinha aparece la na casa delas, sempre tem algo bom para comer.

- Kkkk você vai muito?.

- Tenho preguiça de cozinha... 

- Kkkk entendi. 

- Ta aqui o numero dela, Tchau. 

- Tchau... 

- Tchau Laura, foi bom te conhecer!!!. (Kevin disse mais alto já deitado no sofa)

- Desculpa... (pedi envergonhada)

- Kkk tudo bem.

POV: Lauren. 

Passei na casa de Vero e Lucy depois do veterinario. 

- Veronica você não esta entendendo, o cara é um babaca com B maiusculo. 

- Kkkk não exagera Lauren. 

- Não estou, ele me chamou de Laura, Lauraaa. 

- Kkkk e ela?. 

- Ficou o tempo todo sem graça. 

- Não acredito kkk. (Lucy disse) 

- Passei seu numero pra ela. 

- Sim ela me chamou já, marcamos um almoço domingo, você vai vir. 

- Vou ver... Melhor não.

Passou os dias e no domingo acabei indo, mesmo depois de uma noite daquelas. 

- Bem na hora. (Vero disse ao abrir a porta)

- A comida ja esta pronta?.

- Sim. 

- Eaai Laura.

- Kkkk. (Veronica riu e dei um empurrão nela)

- Kevin eu já disse que é Lauren!. (Camila o disse passando a mão no rosto)

- Ah desculpa. Tudo bem Lauren?

- Tudo e com você?.

- Sim. 

- Vamos comer!. (Vero chamou) 

Quando terminamos fomos para a sala conversar, mas voltei para a cozinha, a quele cara é insuportavel Veronica morria de rir. Estava tomando sorvete quando Camila perguntou se o banheiro ficava na porta mais a frente mesmo. 

- Quer sorvete?. (perguntei já sabendo a resposta quando ela passou em frente a porta da cozinha de novo)

- Sim... 

- Kkk. (me levantei indo pegar para ela)

- Obrigada. (pegou de minha mão e se sentou na bancada)

- Vocês estão juntos a quanto tempo?.

- 3 anos. 

- Serio??. 

- kkk sim... Ninguém acredita. 

- Como se conheceram?. 

- Ele trabalhava na biblioteca da faculdade, mas guardava os livros nas prateleiras erradas e começas a conversar dai.

- Legal.

- É. 

- Você continua linda. (não deu para resistir)

- kkk obrigada, você tambem. (disse virando o rosto para o lado, deu pra ver que ela ficou vermelha)

- Mas então, você também namora alguém?. (perguntou mudando de assunto)

- Não...

- Ela tem medo de relacionamentos sérios. (disse entrando na cozinha)

- Veronica não se intromete. 

- Achei que tinha ficado presa no banheiro kkk. 

- Sorvete. (disse levantando a tigela)

- A ta, Lauren praticamente exige que tenhamos sorvete de flocos na nossa geladeira sempre.

- Kkkk.

- O Kevin esta te chamando para irem embora.

Fomos até a porta nos despedir. 

- Foi otimo te ver Lucy!. (Camila disse dando um abraço nela)

- Também acho, você tem que vir mais vezes. 

- Com certeza. (disse indo abraçar Vero)

- Tchau Lauren. (me deu um abraço e foi embora. O cheiro dela é maravilhoso)

- Nossa esse cara... Tadinha da Mila. 

- Kkkk. 

Pouco tempo depois fui embora.

 

 


Notas Finais


....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...