História Loveless or lovely? - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 43
Palavras 1.094
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Escolar, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Referências e mais referências
Gente, as fotos (para quem não sabe) São o Minhyuk (Cnblue) e o Kijikush (Tatuador)

Capítulo 10 - Idiot!


Fanfic / Fanfiction Loveless or lovely? - Capítulo 10 - Idiot!

( De tarde) Haru p.o.v

-Min, você não acha que essa blusa ficou muito folgada? - Falo com minha melhor voz de mãe. Eu havia emprestado uma blusa branca, uma das poucas que eu tinha, e estava parecendo um vestido nele.

-Não, acho que ficou bom. - Ele fala com um sorriso e eu apenas concordo. Quando deu a hora, fomos para o parque no meu carro. Ele me falou sobre  essa amiga que iriamos encontrar. Cabelos longos, calma e baixa. Estaciono o carro e descemos em direção ao ponto de encontro. Não demorou muito para a tal menina chegar, ela tem cabelos curtos o contrário do que Min disse. Ele também pareceu surpreso com isso. Ela corre até Min e o abraça.

-Que saudade, min - ela fala sorrindo e o soltando - Como você está indo na escola? Se virando bem sem mim? - Nessa hora ele olha para mim, eu entendi que era para ficar calado.

-Eu estou indo bem sim! E você? Seu cabelo está bonito, nunca imaginei ver você assim - Ele diz e começa a andar com a menina, eu vou logo atrás. Eles ficaram um bom tempo conversando e eu só estava ali, andando ao lado de Min sem emitir um som.

-Min, esse é o seu namorado, né? - Ela pergunta e olha para mim, sorrindo.

-É ele sim, tire o olho - ele fala e dá língua para ela. - a menina se vira para mim.

-Como você aguenta ele? - Ela pergunta e Min olha indignado para ela - Ele já fez chantagem com você?

-Sim, é realmente irritante - Falo sem muita emoção. Ela percebe minha falta de interesse e resolve mudar de assunto.- Resolvemos parar em uma sorveteria para descansar, nós andamos por um bom tempo.

-Você quer sorvete de que? - Min pergunta.

-Morango - respondo e vejo ele indo lá pegar. Ele volta com sua amiga, ele tinha pego sorvete de chocolate, e a menina de baunilha. Quando eu estava prestes a começar a tomar o sorvete, Min me estende a colher dele com um sorriso. Eu olho para ele e depois para a colher, a pegando. Coloco a colher no sorvete dele, pegando um pouco e ele me olha com um sorriso. Como o que eu peguei com a colher dele e devolvo para seu pote. Min me dá um tapa não muito forte no meu braço e me olha com raiva, fazendo sua amiga rir.

-Por que o tapa? - pergunto sem entender, começando a tomar meu sorvete.

-Você é um idiota, Haru. - ele mete a colher em meu sorvete e pega um pouco para ele, quando acaba ele me olha como uma criança com raiva e eu apenas o ignoro. Eles conversaram todo o momento, devem ser amigos antigos. Já a noite, a menina resolve voltar para casa.

-Até, Min foi um prazer te rever. Fale comigo sempre que precisar de ajuda - Ela fala e o abraça - Até, Haru, foi um prazer te conhecer - Ela estende sua mão para que  eu possa apertar e eu o faço.

-Foi um prazer te conhecer - forço o meu melhor sorriso e a menina vai embora.

-É melhor nem tentar sorrir, saiu falso até demais. - Min fala me olhando sério.

-Desculpa, eu tentei. Você sabe que eu não sirvo para essas coisas - falo indo em direção ao carro e Min segura na minha mão.

-O que foi? - falo e ele me olha confuso, ainda segurando em minha mão.

-Só estou segurando em sua mão, qual o problema? - sinto meu rosto arder um pouco e voltamos para o carro.

-Vou te deixar em sua casa - falo e ele olha triste. Ao chegar na frente de sua casa, eu paro o carro, mas ele não desce.

-Venha comigo, conheça minha casa. - ele fala e eu olho um pouco confuso. Os pais dele não gostariam nem um pouco.

-E seus pais?

-Eles não estão em casa, minha mãe só volta próxima semana. Em casa só está meu irmão e a empregada. - ele diz e me olha esperançoso.

-Tá, eu vou. - Falo e desligo o carro, descendo com ele até a porta. Min pega uma chave que está em baixo de seu tapete e abre a porta. Não é tão tarde, provavelmente umas 6 ou 7 da noite. Entramos em sua casa. Por fora, não parece ser uma casa muito bonita, parece apenas uma casa normal. mas por dentro é bem grande e bonita, com quadros de pinturas antigas e outras decorações bonitas. Ouço passos de alguém correndo na escada, provavelmente era o seu irmão.

-Imãoooo - o garoto grita enquanto desce as escadas. Assim que ele me vê abre seu maior sorriso. Min se abaixa para que seu irmão possa abraçá-lo, mas passa direto por ele e me abraça - Gangster! que saudade.

-Oi, garotinho, tudo bem? - Me abaixo para devolver o abraço e sorriso.

-Sim, gangster. Você é mesmo amigo do meu irmão, que legal - o garoto fala e eu olho para Min, que está me olhando com raiva.

-Você não vai me abraçar? - Min fala com seu melhor tom de chantagem.

-Desculpa, irmão - o garoto fala e vai abraçar Min, que sorri satisfeito. - Gangster, você vai passar a noite aqui? - o garoto pergunta.

-Não, não. Eu vou voltar. - falo e ele me abraça de novo.

-Fique, gangster. Por favor - ele olha para mim com a mesma cara do seu irmão.

-Vamos, gangster, meu irmão está pedindo com tanto amor. Vai recusar? - Min fala e eu fico sem opções.

-Tá, tudo bem, eu posso ficar. - Foi o suficiente para tirar um sorriso enorme dos dois. Nós jantamos e subimos para o quarto de Min. Seu quarto é grande, maior que o meu. Min tranca a porta de seu quarto e me olha com um sorriso malicioso, em seguida ele se joga em cima de mim, me abraçando. Eu caio de costas na cama com ele em cima de mim. Ele começa a me beijar e passar a mão por debaixo de minha blusa. Agarro ele pelas costas, para que nossos corpos fiquem colados. Passo a mão por debaixo de sua calça, apertando sua bunda e coxa e sinto ele sorrir enquanto nos beijamos. Ele tira sua calça, logo depois, me ajudando a tirar a minha.

-Dessa vez eu vou me lembrar - ele fala com seu melhor sorriso malicioso e continua o que estava fazendo. Essa noite vai ser maravilhosa.


Notas Finais


Escrever lemon ou pular para o outro dia, eis a questão.

Espero ter agradado :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...