História Loveless or lovely? - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 45
Palavras 1.096
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Escolar, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente, eu tô ouvindo uns raps coreanos, então se sair algo meio estranho é por causa disso :v
Let's go

Capítulo 9 - Cute?


Fanfic / Fanfiction Loveless or lovely? - Capítulo 9 - Cute?

Haru p.o.v

Min me joga na cama e fica em cima de mim, me beijando. Meu coração que já estava acelerado parecia que ia pular. Eu ainda não tinha me acostumado com um garoto me beijando. Eu nunca tive problemas com isso, mas também nunca imaginei que aconteceria. Ele estava me deixando louco. Cada vez mais ele estava aprofundando sua língua, ele beija melhor que eu. De repente ele para o beijo, olha para minha cara e começa a rir. Ele estava sentado em cima de meu quadril, em uma posição considerada sexy..

-Você está parecendo um bobo - ele ri - Parece que nunca beijou ninguém - Ele sai de cima de mim e se deita ao meu lado.

-Você me pegou de surpresa, eu não estava esperando por isso - eu falo, recuperando o fôlego - Pare de rir de mim.

-Então pare de ser fofo - Ele fala isso rindo. Por algum motivo o fato dele ter me chamado de fofo me deixou com raiva. Eu nunca ouvi aquilo na minha vida inteira.

-Fofo? Quem você está chamando de fofo? Você é bem mais fofo que eu, não me chame de fofo - Essa palavra me irrita, e eu não sei a razão. Me viro para o outro lado, como uma criança fazendo birra.

-Calma, eu só te elogiei, não precisa ficar bravo - Ele fala e passa a mão em meus cabelos - Eu vou dormir, boa noite, fofinho. Viro para ele com um olhar bravo e ele ri mais ainda da minha cara.

-Não me chame de fofo de novo, última vez que eu aviso - falo sério e ele concorda, ainda com um sorriso brincalhão. Eu não resisto aquele sorriso. Lhe dou um beijo na testa, volto a me virar para o outro lado - Boa noite.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(outro dia)

Acordo e me viro, Min ainda estava lá. Me levanto devagar e vou tomar um banho, acabo esquecendo de trancar a porta. Meus banhos geralmente são demorados, gosto de ficar bastante tempo debaixo da água, isso é uma das poucas coisas que me acalmam. Depois de um tempo que estou ali, vejo a porta se abrir e a encaro. Era Min, ele estava com uma cara de sono, e quando me vê arregala os olhos.

-D-desculpa, você não trancou a porta - Ele fala com o rosto corado e fecha a porta, me fazendo rir. Acabo o banho e me visto. Min já não estava mais no quarto, ele deveria ter ido para a cozinha. Fui até lá e ele estava procurando algo para comer.

-O que você quer comer? - falo indo direto para o café, a primeira coisa que eu tomo toda manhã. - Você toma café?

-Sim, eu.. quero ovos. Tem? - ele pergunta um pouco envergonhado.

-Tem sim, pode me esperar na sala, eu faço tudo - Falo e ele agradece, indo direto a sala me esperar. Eu pego os ovos e começo a fritá-los enquanto faço meu café. Acabo ambos e faço um sanduíche para mim, já que não gosto muito de ovos. Levo tudo para a mesa da sala e chamo a atenção dele para ele vir comer.

-Obrigado, Haru - ele fala e começa a comer. Antes de comer, eu tomo minha xícara de café inteira sem açúcar, o que fez Min me olhar estranho.

-Eca, como você toma isso sem açúcar? E antes de comer? - Ele fala, colocando açúcar em seu café e provando os ovos fritos - Aliás, seus ovos são bons.

-Eu não gosto de café com açúcar, é ruim. Desde pequeno eu estou acostumado a beber algo antes de comer. Já virou até u costume para mim - Falo e começo a comer.

-Você é estranho, cada vez mais me surpreende. - Ele fala se deliciando com sua comida - Tem mais algo que eu não saiba sobre você?

-Eu gosto de ossos. Sei o nome da maioria. - Falo estralando o pescoço, era a ideia de assustador que eu gosto de passar, não de fofo. - Meu osso preferido é a mandíbula. Ele arregala os olhos e faz uma cara de "Não vou perguntar mais para não precisar sair correndo de medo". Sorrio satisfeito. - Me fale sobre você... tem algo estranho sobre você que eu não saiba?

-Nada comparado a você... - Ele me olha de cima para baixo - Eu consigo mexer a orelhas - E fala e começa a balançar suas orelhas de forma estranha.

-Suas orelhas são grandes, só agora reparei - falo e isso o deixa um pouco frustrado. - Aliás, amanhã você precisa ir à escola, e você não trouxe nenhum uniforme. Vou ter que te deixar em sua casa. - Ele me olha triste.- O que tem de tão ruim em sua casa a ponto de não querer voltar?

-Só respondo se você me disser quem é a família em seu porta retrato em seu quarto - ele fala com sua voz de chantagem.

-É a família que eu conheci quando fiz intercâmbio, quando eu tinha sua idade. 

-Você fala como se fosse décadas mais velho que eu - ele fala e ri - Eles são tão importantes assim?

-Sim, são melhor que minha família de verdade - falo, mas não pretendo aprofundar o assunto. Ele entendeu o recado. - Agora me responda você, por que não que voltar para casa? 

-Quando minha mãe descobriu que eu gosto de garotos a minha vida na minha casa virou um inferno - Ele fala e olha para baixo - Ela é tão preconceituosa que as vezes tem medo que eu fique com meu irmão mais novo, com medo de acontecer algo. Isso me da ódio - ele fala com raiva. - Meu pai cortou na metade o dinheiro que ele me dava e eu não falo muito com ele, já que sempre está viajando. - Ele fala e eu não tenho muito o que falar sobre isso.

-Entendo... - ouço o celular de Min tocar - Seu celular está tocando.

-É mesmo, volto já - ele se levanta e vai pegar seu celular para atender - Nagisa! - ele grita - Quanto tempo, como está a nova escola? - Ele começa a falar com uma garota, deveria ser amiga dele. Ele vai para o quarto e conversa um pouco com ela. Depois de um tempo ele volta com um sorriso.

-Haru, hoje a tarde podemos ir a praça?, quero ver uma amiga minha - ele pergunta.

-Claro -  respondo, hoje é um domingo ensolarado, um ótimo dia para sair e se divertir.

 

 


Notas Finais


O que vocês esperam da amiga do Min? rsrsrs
Obrigada por ler :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...