História Lovely Complex (Imagine: J-hope e Rap Monster) - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Personagens Originais, Rap Monster
Tags Bangtan Boys, Bts, Hentai, Hoseok, J-hope, Longfanfic, Namjoon, Namoro, Rap Monster, Romance
Visualizações 163
Palavras 1.431
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu sei ;-;, me desculpem pela demora, mas vocês já sabem o motivo né? Então boa leitura ♥


(Yumi e Fran na capa ;*)

Capítulo 37 - Inveja


Fanfic / Fanfiction Lovely Complex (Imagine: J-hope e Rap Monster) - Capítulo 37 - Inveja

 

 

(...)

 

 

Já haviam se passado dois meses desde aquela discussão... Desde que falei com meu irmão ou Namjoon. Já se faziam quatro meses que estávamos tendo aulas de inglês com Namjoon, e bem o que dizer como profissional ele é ótimo, agora para relacionamentos...

 

 

Meu celular começou a tocar.

 

 

— “O que vai fazer depois que sair do serviço?”

 

 

— Eu? Nada Yumi, não tenho aula de inglês hoje...

 

 

—  “Vamos sair eu você e Fran, por favor!” – implorou manhosa

 

 

— Eu e Fran saímos em horários diferentes. – sorri ao lembrar-me de como ela estava mais sorridente ultimamente, de como ela parecia bem, ela esta mais feminina e havia parado de fumar  –  coisa que ela faz muito bem e escondida  –  isso já era um começo.

 

 

“Pufavoxinho” - fez voz de criança, essa Yumi é irritante.

 

 

— Tá vou conversar com ela e nos vamos.

 

 

No fim não deu certo porque meu ajusshi precisava de nos, pois as garotas do turno noturno não iriam, então eu e Francine precisamos adiantar algumas coisas  –  com direito a aumento de salário, por isso nem o questionamos  – E então marcamos aquele passeio para o sábado onde seria mais tranquilo e poderíamos dar uma volta no centro ou no shopping. Aproveitei para tentar rancar informações dos sorrisos da Fran, mas ela não me disse nada no fim, quando é comigo ela faz a maior pressão na minha consciência agora quando se trata dela ela fica manhosa dessa forma.

 

 

— Não vai me dizer mesmo pervertida?

 

 

— Não irei não... e Namjoon e Hoseok... Nada?

 

 

— Não e muda de assunto  –  fiz bico voltando ao meu serviço

 

 

|Sábado|

 

 

1:57 pm

 

 

— Não vai passar a tarde conosco hoje?

 

 

— Não omma vou sair com a Yumi e a Fran – disse simples enquanto ajeitei minha bolsa

 

 

— Temos passado cada dias menos juntos. – a mais velha suspirou lamentando.

 

 

— Prometo que amanhã faremos algo huh? –  a abracei beijando sua testa.

 

 

— Você e seu irmão estão tão distantes...  –  seu semblante era triste.

 

 

— Aish omma! Estamos ocupados com nossos compromissos não era isso que você e appa queria? Converse com os dois e saímos juntos nos quatro, tudo bem huh? Agora muda essa carinha triste porque me dói muito vê-la dessa forma...  –  coloquei a mão no peito mostrando tristeza e a mesma abriu um lindo sorriso.

 

 

— Mas vamos sair de manhã para voltar à noite ouviu meu bem?

 

 

— Claro meu anjo.

 

 

Hoseok passou vendo-nos duas e abaixou a cabeça apenas, suspirei e desviei nosso olhar.

 

Despedi da minha amada e fui com Jonny até o encontro das garotas.

 

 

|Centro de Hongdae|

 

 

Andamos por toda extensão do bairro de jovens visitando muitas das lojas, roupas, acessórios, algumas joias, sapatos, tudo que era atraente ao nosso olhar. Por fim paramos para ver as apresentações do pessoal e um garoto estava dançando sozinho, ele se pronunciou e pediu para alguma garota fazer a apresentação da música do K.A.R.D com ele, eu praticamente fui jogada para cima do moço.

 

 

— Você sabe? – o moreno perguntou sorrindo com os olhos

 

 

— Claro!

 

 

O moço vestido todo de preto ligou o som e iniciamos os movimentos de “Don’t Recall”, praticava aquela música constantemente então fazia os  passos como se fosse beber água, era fácil. Éramos muito sincronizados e ele era muito bom no que fazia, vi muitos flashes em minha direção provavelmente teria alguma noticia minha amanhã nos blogs, sites e jornais, mas eu estava feliz, aquilo me deixou extremamente feliz.

 

 

Assim que acabou eu o agradeci e voltei onde estavam as meninas.

 

 

— Tinha que ser você né (s/N), não é de se esperar de uma das melhores bailarinas da senhorita Eunmi  –  Fran parecia orgulhosa, o que fez eu me sentir sem jeito diante do seus elogios

 

 

Eu sinto um pouco de inveja  –  Yumi disse e eu a empurrei — Uma inveja do bem... – revirou os olhos

 

 

Ri sem graça pelos elogios das duas.

 

 

Depois de andarmos e muito resolvemos parar em um café, estava esfriando alguns flocos já caiam,  acabei por comprar luvas para minhas mãos. Eu pedi um chocolate quente enquanto as outras duas pediram Macchiato.

 

 

Fran sorria amplo ao mexer em seu celular.

 

 

— O que tanto ri ai Saito?  –  perguntei bebericando minha bebida quente.

 

 

— Tá eu vou te dizer o motivo dos meus sorrisos ultimamente... Jimin tem conversado comigo. – fez um barulho estranho com a boca o que me fez feliz

 

 

— Serio?  –  ela assentiu alegre, ver a alegria dela não me faz arrepender em recusa-lo da ultima vez, antes perder uma paixão do que uma amizade que é para a vida inteira, alias quem vai me aguentar quando virar uma velha reclamona?

 

 

Ri mentalmente pelo meu comentário.

 

 

— Sim... acho que ele quer me chamar para sair... (s/N) o que acha?  – mordeu os lábios me fitando ansiosa

 

 

— Ele vai te chamar porque você é uma pessoa maravilhosa Francine e merece toda felicidade. – sorri acariciando a bochecha da morena

 

 

— Aish assim eu choro  –  seu tom era choroso mesmo  — Eu gosto muito dele e espero que de tudo de certo...

 

 

— Vai dar! – sorri fechado

 

 

— Preciso da positividade de vocês para mim.  –  Yumi nos interrompeu mordendo seu canudo

 

 

— Para que?  –  dissemos em uníssono.

 

 

— Porque estou tentando conquistar Namjoon, mas ele esta gostando de uma vadia ai e a Sheila esta mais no pé dele do que antigamente.  –  revirou os olhos.

 

 

Fran segurou minha mão e eu a apertei gentilmente. Eu já havia lhe contado sobre essa Sheila e ela sabia que tudo isso não iria acabar bem, e provavelmente a “vadia” seria eu... E não sei aquilo me gerou um grande desconforto, um amargo na garganta.

 

 

— Eu faria de tudo para conseguir tirar aquela garota de perto dele, eu não a suporto... – murmurou irritadiça

 

 

— O que você sente exatamente por ele?  –  tive receio de perguntar, mas era necessário.

 

 

— Hum, bem não sei... Raiva por ele ter terminado comigo, mas eu o amo porque sei que temos uma história inacabada. – disse simples

 

 

— Depois de tudo que você falou mal dele aquele dia, cafajeste e as outras de baixo calão que eu nem gosto de lembrar para depois dizer isso? Você é mimada e não sabe o quer Yumi!  –  soltei tudo que estava engasgado as duas me olharam incrédulas.

 

 

— Ei vai com calma o que aconteceu?  –  a vermelha me encarou assustada — Deixa ver se eu entendi... Esta apaixonada por ele? – franziu o cenho

 

 

E-eu? Jamais!  –  neguei rapidamente

 

 

Saiba que eu não pouparia esforços só porque é minha amiga (s/N) no jogo do amor, vale tudo.  –  disse debochada me encarando

 

 

— Faça o que quiser com ele ok? O engula regurgite e engula de novo e faço bom proveito da sua digestão.  –  peguei minha bolsa e meu achocolatado me levantando.

 

 

— Esta me chamando de vaca?! – se levantou batendo na mesa assustando os outros clientes

 

 

Aish...  –  Fran murmurou nos olhando.

 

 

— Se a carapuça serve faça bom proveito dela. – cuspi as palavras com rispidez — Tchau Naomi nos falamos depois...   –  sai rapidamente dali me misturando a multidão que era imensa por cima me encolhi bem devido ao frio e inconscientemente comecei a chorar... Por quê? A verdade é que Namjoon ainda mexe comigo... Maldito!

 

 

Limpei minhas lagrimas e terminei minha bebida morna, meu nariz tinha trancado e eu não parava de fungar.

 

 

Álcool... Isso iria cair muito bem agora  –  murmurei para mim mesma

 

 

Parei em um barzinho, arrumei bem minhas sacolas de compras para não as perder.

 

 

Um, dois, três, um, dois, três, beba

Bebo todas, até perder a conta

 

 

Esbaldei-me de beber, um copo atrás do outro.

 

 


Mas estou aguentando firme pela vida bela
Não olharei para baixo, não abrirei os olhos
Mantenho o copo cheio até amanhecer
Porque esta noite estou aguentando firme
Socorro, estou aguentando firme pela vida bela
Não olharei para baixo, não abrirei os olhos
Mantenho o copo cheio até amanhecer
Porque esta noite estou aguentando firme
Firme esta noite

 

 

Peguei meu celular e disquei o número do meu irmão, eu já não sabia o que estava fazendo, apenas agi por impulso

 

 

— “Alô?”

 

 

— Vamos brindar junto meu anjo? – minha voz saiu embolada.

 

 

— “Não acredito nisso, estou indo te buscar agora... Onde está?”

 

 

— Não irei dizer tente adivinhar!  –  sugeri maldosa.

 

 

— “Se me disser eu te darei qualquer coisa”

 

 

— Eu já tenho tudo que quero seu argumento não me convenceu...

 

 

“E uma noite de transa? Esta com vontade que eu te pegue de jeito?” – perguntou

 

 

Senti meu interior revirar-se com aquelas palavras sujas, aquilo me causou tamanha excitação.

 

 

— Estou no bar Storm em Hongdae – murmurei

 

 

— “Me espere que já estou  a caminho”

 

 

Desligou e eu não sabia o que pensar, ele acabará de despertar meus desejos mais impuros e cheio de luxúria. E o álcool ajudou para que aquilo molhasse o pano inútil entre minhas pernas.

 

 

(...)

 

 

 


Notas Finais


SAFATCHEEEEEENHAS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...