História Lovers of Chance - just a little bit more girls - Capítulo 23


Escrita por: ~ e ~LiwiccanBloody

Visualizações 27
Palavras 4.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Seinen, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


ahn...o que falar sobre essa belezinha que a lia fez...
bom..
eu só observo ^^
continuação de uma fic postada no lovers of chance que provavelmente lia vai apagar o capitulo de lá ja que vai ser postada aqui
os esquemas de historias vão ser assim
4 capitulos curtos de A little more of you
dois ou tres capitulos longos de Fluxo perfeito
e dois capitulos longos de O fim da linha ( nova historia que eu resolvi pegar pra escrever já que a lia tinha esquecido ela )
dessa vez só vai ter um capitulo de fluxo perfeito porque a bonita da lia não escreveu outro capitulo

Capítulo 23 - Fluxo perfeito - capitulo 6 - um verdadeiro pesadelo


Fanfic / Fanfiction Lovers of Chance - just a little bit more girls - Capítulo 23 - Fluxo perfeito - capitulo 6 - um verdadeiro pesadelo

 

~ Point of view Bruna on ~

 

 

”In the and

As we fade into the night

Whoa-oa-oa

Who Will tell the story of your life “

Escuto o toque do meu despertador, sorrio largamente escutando a voz rouca e gostosa do Andy, o vocalista de Black Vel Brides uma das minhas bandas preferidas

Como não acorda de bom humor depois de um sonho desses ?

Espera...foi mesmo um sonho??

Abro os olhos me virando de vez na cama esperando encontrar o corpo da minha belíssima irmã no espaço vazio da cama.

Deve ter sido um sonho...mas minhas dores junto com a sensibilidade na intimidade tendem a me dizer o contrario. Respiro fundo e enfio minha cabeça no travesseiro sentindo meu corpo se arrepiar, tato o mesmo percebendo estar completamente nua.

- ela foi embora...sem ao menos me desejar um bom dia...- falo comigo mesma olhando pro teto escutando a musica do despertador repetir

Fecho os olhos com certa força desejando que toda a noite não passa se de um pesadelo

Um puta de um pesadelo gostoso...

- como eu odeio ela...- rosno baixinho me sentando na cama lembrando que hoje avia aula

A vida gosta de comprar essas intrigas, gosta de brincar com a gente e fazer a gente de cachorrinho. Beijos vida eu te amo.

Encaro minha barriga se seios, senhor do céu...que estrago filha da puta aquela vadia fez em mim...

Ela me paga...

Tateio a cama a procura de meu celular, pego o mesmo desligando o despertador, vejo que já eram 7 horas e arregalo os olhos

Nem pra me acorda aquela vadia num serve! Filha de uma puta...

Levanto sentindo um incomodo na intimidade, reviro os olhos e ando lentamente ate o banheiro me sentindo sonolenta, deixo o celular na pia tocando minha playlist do banho.

eu sou aquele tipo de pessoa que tem playlist pra tudo, ate pra cagar. Sabe, quando você ta cagando e escuta Guns n rose e da vontade de chorar ? e você caga chorando ? é bem intenso chega a ser mais intenso que os respingos de água que se chocam nas nádega quando o toloco de bosta cai no vazo, é filhão é bem intenso.

Tipo agora eu segurando o sabão como se fosse mircrofone e cantando Devil in the mirror de Black veil brides debaixo do chuveiro, olha que cômico ?

- BRUNA !!! VOCÊ VAI SE ATRASAR !! PARA DE TENTAR IMITAR A PORRA DO VOCALISTA E VAI SE ARRUMAR GAROTA!! – escuto os berros da Luana e reviro os olhos

A pessoa não me deixa nem divar sozinha na hora do banho

- PARA DE SER RECALCADA !!! – grito de volta terminando o banho, saio do banheiro me enxugando e me espriguiçando

- que recalque menina, se enxerga. – disse com desdém a lua me fazendo revirar os olhos pela segunda vez

- aff. Pode nem brincar que a pessoa já vem com sete pedras na mão – resmungo e escuto ela rindo, sorrio fraco e começo a me vestir sentindo meu corpo todo sensível, principalmente meus seios coxas e bunda ( tirando o fato da minha intimidade estar completamente fodida )

Termino de me arrumar em poucos minutos, coloquei uma saia rodada que ia ate o joelho, meia calça e renda que vinha ate a coxa, a camisa do colégio com um casaco azul por cima, amarrei meu cabelo em um coque frouxo e solto prendendo apenas a lateral e a metade do cabelo, com a franja solta. Coloquei meu all star algumas pulseiras meus colares e uma gargantilha e por ultimo meu celular e fone.

Faço uma maquiagem básica pra não ficar com cara de morta, ponho meus óculos escuro na cara e saio carregando minha mochila nas costas.

Maldito dia em que eu resolvi estudar num colégio integral, maldito dia em que eu aceitei estudar em um colégio que tinha aulas nos sábados, maldito dia que eu cedi a vontade insana de beijar a minha própria irmã.

Solto um muxoxo encolhendo os ombros, desço as escadas encarando os degraus ouvindo minha playlist eletrônica...perai, porque diabos pabllo vittar esta nessa playlist ????

- bruna ? ou...ta viajando mana ? – pisco os olhos freneticamente e percebo estar sentada na cadeira de frente pra minha irmã passando manteiga no pão.

Isso costuma a acontecer frequentemente. Sabe quando você entra no automático e não percebe o que esta fazendo ate alguém te cutucar ou te tirar a atenção ? bom...isso acontece comigo sempre.

- hum ? o que foi ? – pergunto inocente botando queijo e presunto no pão e comendo outra fatia de presunto inteira

- nada...eu só te perguntei onde foi ontem a noite já que eu não ti vi mais depois...ahn...depois de te embebedarmos – comentou risonha – mas você tava viajando legal ai. Como sempre – sorrio de canto mordendo um pedaço do pão de queijo com presunto

Desvio o olhar dela botando queijo e presunto em outro pão e botando esse pra esquentar comendo o outro

- hum...eu...bem. eu não me lembro direito só

- menina que marcas são essas no teu pescoço ??? – me cortou do nada tirando o cabelo da frente e tocando numa roncha, me arrepio toda por estar sensível e tiro a mão dela num reflexo rápido

- que ?? que marca lua ?? – franzo o cenho desviando meus olhos do olhar intenso e curioso da ruiva

Mano do céu meu cu trancou...

- hmmm...interessante – disse sorrindo de canto – preciso saber quem foi o felizardo que tocou na minha irmãzinha...sabe..matar algumas pessoas que não fariam falta no mundo – disse roçando uma faca na mesa me fazendo arrepiar novamente

Se ela soubesse que essa pessoa fosse sua própria irmã será que ela ainda mataria ?

Bom...levando em conta de que ela preza pela minha inocência acho que sim. A lua mataria a Lara

- ahn....bem...eu não me lembro sabe – falo risonha sentindo um friozinho filha da puta na barriga

Percebo estar fazendo tudo no automático de novo quando vejo que já tinha feito meu Nescau e meu pão já estava fora da torradeira.

Isso tem que parar de acontecer...é tão estranho...

- puta que pariu !!! abusaram de você !!! ha mais eu mato quem fez isso !!! – berrou a lua extasiada, nego freneticamente balançando as mãos e a cabeça

- para para para !! ninguém me abusou não porra!! Eu só não to afim de falar quem me deixou essas benditas marcas – dou de ombros e ela me encara com um olhar ameaçador

- eu juro que vou descobrir. E quando eu descobrir, eu vou torturar essa pessoa ate a morte – ofego pegando meu pão do prato, sopro o mesmo olhando pra mesa

- não é pra tanto lua...olha, eu vou me atrasar se você continuar tirando minha atenção...você viu a Lara hoje ? – mudo de assunto e rapidamente consigo a tirar a atenção dela do tal assassinato que ela estava arquitetando em sua mente

- hum..ela acordou cedo e me disse que não queria se atrasar...sabe que eu não acreditei né. Quem já se viu, Lara querendo chegar cedo no colégio ?? – nego com a cabeça sorrindo forçadamente, começo a comer meu sanduiche escutando ela – sabe eu também não vi a Lara depois de vocês se afastarem...vocês estavam juntas ?? – engasgo com o Nescau entrando em uma crise de tosses parecendo uma foca morrendo – ou ou !! bruna ??? bruna !!!! tudo bem ??

Paro de tossir aos poucos e sorrio amarelo pra lua que me encarava confusa

- eu não sei de nada não. Nem vi a Lara ontem – dou de ombros e ela suspira soltando um muxoxo

- vocês deveriam ser mais unidas sabe...sempre vejo as duas distantes, isso me deixa triste – paro de comer encarando a lua

Se ela soubesse o quanto somos unidas ela não falaria isso nem de brincadeira

Caralho sua irmã tirou minha virgindade !!! você quer mais união aonde nisso ???

- hum...eu não gosto de andar com o bando de putas que ela anda. Sabe. Eu não gosto de me misturar – dou de ombros e a lua sorrir fraco

- você deveria dar uma chance pra elas...elas são bem gente boa – gente boa, muito gente boa na hora de gemer no quarto da Lara, na hora de cabular aula pra transar no banheiro, na hora de me chamar de patricinha fresca, muito gente boa essas putianes ae

- hum. – desvio o olhar terminando de comer, escuto a buzina do carro do rafa e sorrio pra lua levantando rapidamente – tchau ruivinha – beijo a bochecha dela e ela sorrir boba me abraçando

- tenha uma boa aula meu filhote – reviro os olhos e subo correndo, escovo meus dentes rapidamente, dou uma retocada no batom e desço correndo ouvindo mais bozinas

- JÁ VAI PORRA !! – grito da porta e escuto a lua rindo, concerto meu óculos de sol e entro no carro dando um beijo no Rafael

- bom dia rafa – sorrio pra ele e ele sorrir pra mim beijando o canto da minha boca

- bom dia flor – faço careta pra ele e ele da uma risadinha – desculpa..pela tentativa falha

- eu ainda não estou boa com a sua cara – faço um bico enorme e ele solta uma risadinha acelerando o carro

- me desculpa minha linda, eu tava bêbado e com raiva da Lara...eu falei merda – como sempre

Reviro os olhos e solto um suspiro

- tudo bem, só não fica me importunando por causa dela. Ela é minha irmã você sabe. – observo ele dirigir e ele da de ombros revirando os olhos

- sua irmã é insuportável. Serio, na moral, eu não aguentaria se fosse você – dou de ombros e desvio o olhar de seus músculos e seu sorriso perfeito junto a seus olhos azuis quase cinza.

Rafael sempre foi um pecado, mas suas tentativas falhas de beijo ou quase beijo me fazem perde o interesse nesse monte de músculo perfeito e lindo

- eu sei amor, ela me irrita facilmente – encaro o estacionamento do colégio e vejo a moto da Lara estacionada no local de sempre, saio do carro assim que ele estaciona o mesmo tirando os óculos escuros colocando na gola da camisa

- temos aula de ? – pergunto sentindo aquele maldito incomodo voltar, minha intimidade alem de queimar doía pra caralho...mds

- caralho...mais que merda é essa no seu pescoço ?? quem fez isso bruna ?? – só o que me faltava

Puta que pariu. Esse povo tem olho de que ??

“ bom, talvez você que seja burra de mais por não tampar esse maldito chupão com base “

É eu sou burra de mais

- hum...eu...eu fiquei com uma pessoa...- desvio o olhar dele, mentir e esconder da Luana ate que vai, ela me dar medo. Mas mentir pro Rafael não cola, ele me conhece, não tanto quanto a lua, mas ele é...sei La. Diferente ? talvez assim ele perca o interesse não ?

- você...mas...quando ? ontem ?? mas...eu te vi com a Lara...você pegou a Lara ???? – arregalo os olhos me sentindo travar

- claro que não !!! você é maluco !! ela é minha irmã caralho!!! Lara é minha irmã seu louco !!! que porra você tem na cabeça ??? – solto uns berros fazendo ele se encolher. Eu sou paciente ao extremo, a única coisa que me faz perde a pose é : Lara, e minha mãe. Tirando isso se eu perde a paciência pode correr filho porque a fera ta solta

- calma bruna...oush...ta nervosa hoje em...mas...quem...quem foi o cara ? tipo...ele tocou em você ?? – engulo em seco andando lentamente do lado dele, observo os outros alunos andarem com seus colegas e grupos de amigos

- ahn..foi uma pessoa ai...tocou...- sussurro me sentindo corar, puta merda isso é vergonhoso

- parando pra pensar...você ta estranha...ta sentando meio de lado e andando estranho...você...puta merda!!! – me viro pra ele vendo ele arregalar os olhos e a boca

- Rafael eu não

- você transou com qualquer um bruna !!! CARALHO!!! – ele tava surtando

- qualquer um ?? perai...ei !! escuta o que merda tu ta falando!!! – rosno apertando o punho sentindo minhas unhas entrarem na palma da mão

- você não deu pro seu namorado velho...mal me da uma chance...nem pro Will que era apaixonado por você, você não deu uma chance e ai do nada você da pra um cara qualquer...puta que pariu!! Parabéns garota ! – sinto meus olhos lacrimejarem

Ofego andando rapidamente ate ele e soco sua cara.

No mínimo ele não sentiu porra nenhuma, ele é o dobro do meu tamanho e joga futebol, seu rosto só ficou vermelho e ele me encarou franzindo o cenho. Provavelmente rindo por dentro por eu ter socado ele

- eu não dei para um cara...foi uma garota. E eu gosto dela. Eu amo ela na verdade. E ela não é uma qualquer, limpe sua boca pra falar dela!! Eu pensei que você não fosse como o Brian mas você é idêntico a ele...- cuspo as palavras na cara dele sentindo meus olhos voltarem a lacrimejar

- ata...tudo explicado...você é sapatão...como eu não percebi isso antes ?? claro que seria, a maioria das suas irmãs são porque você não seria ? – disse rindo negando com a cabeça, sinto meu sangue ferver e soco ele diversas vezes empurrando ele e chutando

- cala a boca!!! Seu infeliz !!!! eu não sou sapatão!!! Mas e se eu fosse o que mudaria desgraçado??? – grito com raiva atraindo a atenção de algumas pessoas, sinto alguém me segurar e vejo que era o Will

- ei ei...calminha anurb o que deu em vocês ?? Dr logo cedo ? – rosno de raiva e aponto pro rafael

- aconteceu que aquele infeliz é um puto de um preconceituoso !!! – grito com odio e o Will encara o rafael incredulo

- e você e uma puta de uma burra!!! Acha mesmo que a tal garota gosta de você ?? assim como eu, como o Brian, ate mesmo o Will !! ela só queria te comer !! sua burra !!! – grito de ódio e empurro o William tentando ir pra cima do Rafael, sinto os braços fortes do will me tirarem do chão,começo a socar ele com raiva e gritando

-  ME SOLTA!!! EU VOU BATER NELE!! EU TE ODEIO RAFAEL !!! AAARG !! ME SOLTA WILL ! – grito de raiva e o William me leva correndo pra dentro do colégio, sentia meus olhos já ardidos por estar chorando de raiva, minha cabeça pulsava e meu corpo todo doía

- ei...se acalma ok...ta tudo bem...já passou nurb – sussurrou o Will me abraçando e fazendo carinho em minhas costas, engulo em seco chorando baixinho, respiro fundo e olho pra ele fungando

- você acha que ele ta certo will...você também só quer me comer ? -  pergunto com a voz embreagada

- minha linda. não pensa nisso, o Rafael é um otario, um babaca...mas ainda assim ele é louco por você...se ele falou aquilo é porque ele tava com raiva...ele não quer só comer você. Nem eu. O Brian ate que...bem...o Brian é um filha da puta, ele quer comer todo mundo. vem ca minha linda...não faz essa carinha...eu não aguento ver você assim chorando – disse todo calmo e meigo voltando a me abraçar

O Will é aquele tipo de garoto que toda garota quer como namorado, moreno alto cabelo bem cacheadinho tipo cabelinho de anjo, e preto, musculoso gentil sorriso lindo tem um coração de ouro e tem cérebro...pena que eu sou uma vadia que ta num rolo enrolado com a própria irmã.

- obrigado Will...- sussurro abraçando ele sentindo seu perfume forte e gostoso masculino, solto um suspiro e escuto o sinal para o inicio das aulas

- vamos ? – nego com a cabeça

- eu vou da um jeito nessa cara no banheiro. Depois eu vou pra sala ok ? – ele sorrir e acena saindo

Eu sei que o Rafael ta errado, a Lara não faria isso comigo...ela não tiraria minha virgindade por isso. não mesmo...não depois de tudo o que ela me falou e demonstrou ontem.

Mesmo sendo sensível como uma pedra.

Ela foi super carinhosa comigo...em alguns momentos, em outros ela só quis transar feito um coelho

- ela não é assim...ela vive falando coisa do Rafael certo...?

Engulo em seco olhando pro chão enquanto andava

- ela só me deixou sozinha hoje porque...talvez...ficou com vergonha do fez ou...se arrependeu ? – sinto meus olhos lacrimejarem e encaro a porta do banheiro

E se ela só fez aquilo por estar bêbada ??

E se ela não se lembrar ??

E se ela realmente for uma pedra e não tiver nem ai pros meus sentimentos ??

- porque diabos aquilo teve que acontecer...??? – sussurro pra mim mesma sentindo aquela falta de ar e queimação no pulmão conhecida por mim.

Ofego sentindo as lagrimas lavarem meu rosto

Ela realmente só estava me usando ??

Não pode ser...

Entro no banheiro esfregando meus olhos, escuto uns barulhos estranhos e lavo o rosto na pia do banheiro

Começo a esfregar o rosto limpando o lápis de olho e o rimel que tinha borrado

- hummm...isso...awnn !! me fode assim caralho!! Você é a melhor!! – escuto uns gemidos esganiçados e respiro fundo pronta pra chutar a porta e mandar elas irem transar em outro lugar ate escutar uma risadinha familiar

- eu sei...agora geme pra mim linda..

- awnnn! Lara!! Me fode !!

 

 

 

 

Como aquela maldita pôde ??? como ela pôde ter me usado tão descaradamente assim ?? como ??

“ ela só queria te comer !! “

A Lara só queria me comer...

Porque isso dói tanto ?? porque ??

- bruna...ei..bru ? o que foi ??? o rafael disse mais alguma coisa ?? – escuto a voz do Will e levanto o rosto com os olhos lacrimejando mais e mais, sentia meu peito arde e doer de tanta raiva e angustia, parece que a angustia estava me engolindo

- não...não foi o fael...- fungo e abraço o corpo do Will chorando mais ainda sentindo ele me abraçar com força

- oh minha linda...não chora por favor...- soluço de novo e de novo perdendo o ar, enfio minha cara em seu peito e solto um grito fino de raiva, ele me abraça com mais força ainda e começa a roça sua barba em minha cabeça e rosto dizendo “ calma “ e “ vai ficar tudo bem “ com a voz embreagada.

- ele tava ce-certo...e-ela só queria me comer...caralho Will...eu...eu m-me arrependo ta-tanto – aperto seus ombros sentindo minhas unhas arranharem ele, escuto sua respiração acelerar e tiro meu rosto de seu peitoral olhando em seus olhos escuros.

Eles contiam ódio, um ódio totalmente desconhecido por mim

- quem....quem fez isso com você bruna...quem foi a maldita...?? eu juro que vou matar essa garota – rosnou ele com a voz totalmente rouca, nego com a cabeça chorando ainda mais

Eu não suportaria perde a Lara, nunca...   

- por favor...esquece isso...só...só me deixa sozinha...- fungo soltando ele, me sento na arquibancada da quadra e esfrego meu rosto sentindo os mesmos queimando

- eu não posso te deixar sozinha...eu não quero...eu...eu não posso bruna – olho pra ele vendo seus olhos marejados,fungo sentindo meus olhos marejarem ainda mais, nego com a cabeça dando um sorriso triste e forçado

- eu to bem...isso acontece com todo mundo...eu vou superar Will...eu vou ficar bem...você tem que voltar pro treino de basquete...não se preocupe comigo. – sinto minha voz travada e abaixo a cabeça tentando controlar o choro e a voz de choro

- eu não...

- vai por favor. Eu quero ficar sozinha. Por favor. Só me deixa sozinha...- sinto ele levantar meu rosto pelo queixo, olho em seus olhos e sinto seus dedos limparem minhas bochechas com carinho, sorrio fraco e sinto seus lábios tocarem minha testa

- mesmo eu querendo te beijar...na boca...eu não vou me aproveitar da sua carência. Não faça nada de imprudente nurb...me promete – olho nos seus grandes olhos escuros e sorrio pra ele beijando sua bochecha

- eu prometo Will...- vejo ele sorrir forçado e sair correndo pra fora da quadra coberta, respiro fundo encosto as costas na parede. Fecho os olhos lembrando de varias palavras da Lara...ela disse que me amava...ela mente tão bem...

Eu queria tanto que isso não passa se de um sonho...

Eu deveria ter aceitado ir morar com a mamãe...pelo menos assim eu tinha dado meu primeiro beijo com a Lara. Muito menos me apaixonado por aquela vadia sem coração.

Em pensar que ela fez tudo aquilo só pra foder comigo...eu sou tão otaria...tão burra...tão patética...como pude deixar ela tirar minha virgindade sem ao menos pensar em como eu me sentiria depois ?

Como pude ser tão imprudente...porque diabos eu não neguei...porque diabos eu não empurrei ela e fugi dali...? porque eu queria tanto que ela me beija se e me trata se com carinho ?? porque eu amo tanto essa garota ? como eu consigo amar ela depois de tudo ???

Eu não sei...a única coisa que sei é que dói...doi tanto...parece que estão apertando meu coração...ate ele explodir...ou se destruir...é como se ele estivesse se despedaçando...

Porque dói tanto...? porque ??? eu me sinto tão fraca e inútil...

- então você esta aqui. Foi ate fácil achar você...então porque cabulou aula ? – escuto a voz do Rafael e sinto meu estomago revirar

Não quero ouvir a voz dele...ele é meu único melhor amigo desde meus dois anos de idade. maldito seja as pessoas que me destroem...

- o que você quer..? – pergunto botando meu óculos de sol, eu não quero que ele saiba que eu estava chorando. Muito menos que ele sinta o ego inflado por achar que eu estaria chorando por causa dele

- conversar...talvez ate...te ajudar com seu problema – franzo o cenho e desço das arquibancadas ficando na frente dele

- conversar ??? me ajudar ??? eu não tenho problema nenhum seu idiota!! Você é maluco ?? – vejo ele rir e passar a mão no rosto, engulo em seco encarando seus atos, ele joga o cabelo loiro pra trás e me observa atentamente

- eu sou maluco sim...sabe...eu odiava o Brian...consegui fazer você odiar ele...eu criei ódio do Will depois de saber que ele era apaixonado por você. E fiz você se afastar dele com aquela historia dele ter batido na sua irmã. E agora só o que me falta e afastar você da sua querida irmãzinha e dessa garota que te tirou o que eu tanto quis...sabe...eu cansei de afastar os outros de você. Porque não....afastar você dos outros ? – disse sorrindo de canto mostrando uma corda suas mãos

Sinto meu corpo se arrepiar por inteiro, minhas pernas tremiam e eu não conseguia dizer uma palavra se quer.

“ Esse cara é maluco. “

Foi a única coisa que eu consegui pensar

Meu melhor amigo...como ele pode ser tão filho da puta comigo??

Me afasto lentamente dando passos para trás sentindo minhas pernas completamente tremulas

- bruna bruna...não tente correr...eu juro que vou fazer com carinho se você não correr. – sinto meu coração acelerar e meus olhos lacrimejarem

- o que diabos você ta falando Rafael ???? – ele da uma gargalhada e agarra meu braço me jogando num banco da arquibancada

- você vai ser minha bruna...só minha...para sempre – ofego negando com a cabeça

- não por favor !! não faz isso Rafael!!! Eu sei que você não é assim!! Por favor não - ele me corta com um murro no rosto, sinto meu corpo cair no chão com o impacto e apoio as mãos no chão sentindo meu rosto queimar e pulsar. Não chegava a doer tanto quanto a dor no peito. Mas doía

- cala essa boca. Ou vai ser pior!! – sinto seus dedos se enroscarem em meus cabelos e grito de dor sentindo minhas lagrimas escorrerem pelo rosto

- para!!! Por favor!! Isso doi !! – grito sentindo ele me levantar pelos cabelos, sinto as pernas tremulas e logo em seguida sinto sua mão pesada se chocar contra meu rosto.

Cambaleio pra trás e tremo as mãos encostando uma no meu rosto

- cala a boca. – levanto o olhar para ele ainda tremula com a respiração entrecortada

Eu não acreditava que ele tinha me batido...eu simplesmente não conseguia acreditar

Sinto meus ombros se encolherem e meu corpo pesar.

Meu melhor amigo...meu único melhor amigo...

Porque isso ta acontecendo...

Porque ele ta me tratando assim...

Logo ele...

Porque ??

- olha pra mim sua vadia !!!- outro murro, só que dessa vez foi no meu nariz.

Sinto minha cabeça bater contra a parede e caiu no chão tremendo sentindo meu nariz pulsando.

Levo as mãos ate o rosto me tremendo completamente

Ele me dava medo

- NÃO TOCA NELA SEU DESGRAÇADO – levanto o rosto lentamente vendo a Lara atravessar a quadra correndo e pular em cima do Rafael socando ele com tanta força que fazia seu sangue respingar em mim

Demoro alguns minutos pra raciocinar o que tava acontecendo, balanço o rosto me sentindo tonta.

Levanto com dificuldade cambaleando pro lado com a imagem embaçada e desfocada da Lara acabando ele na porrada tomando conta da minha mente

- Lara...- ofego andando ate ela ainda tremula, sinto ela me empurrar quando toco no seu ombro

- SAI!!! EU VOU MATAR ELE !!! EU VOU ACABAR COM ESSE DESGRAÇADO !!!! – gritava ela enlouquecida pela raiva

Ela só fazia distribuir socos cotoveladas e mais socos na cara dele e ele tentava se proteger usando os braços mais mesmo assim ela continuava batendo e batendo

- Lara para!! Chega!!! – puxo ela de cima dele com o resto de força que eu tinha. Sinto meu corpo tombar pra trás e ela me segura, observo seu rosto percebendo que ela estava suada preocupada e tremia completamente ofegante. Lembro do que aconteceu no banheiro e de como eu corri feito uma chorona do banheiro depois de ouvir aquilo. Desvio meu olhar sentindo meus olhos marejados

- ele bateu em você...ele...ele machucou você..ah bruna...- escuto sua voz tremula seus dedos acariciam minha boca, sinto a mesma arder e fecho um olho soltando um gemido de dor baixinho – seus lábios...seu nariz...ate sua bochecha esta cortada..aquele maldito...- fungo com os olhos lacrimejando, sinto seus braços me puxarem para um abraço, respiro fundo e abraço ela lentamente – eu prometo que nunca mais deixo ninguém encostar em você de novo...eu...eu...merda!!

- tudo bem...- fungo me afastando dela aos poucos – me leva pra casa por favor...

- hm...ta...eu quero conversa com você sobre ontem bruna. – levanto meu olhar rapidamente encarando ela sentindo meu ar faltar – aquilo não vai mais acontecer.

Sinto meu mundo cair, sinto meu corpo perde as forças, sinto todo os meus sentimentos anteriores virarem um nada completo, eu me sentia completamente vazia

- ok...


Notas Finais


então
como eu disse
só observo >.>


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...