História Loves and Lie - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Sehun
Tags Baekyeol, Chansoo, Exo, Kaihun, Kaisoo, Lemon, Loves And Lie, Sekai
Exibições 106
Palavras 1.361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amores!

LEIAM AS NOTAS FINAIS

Boa leitura!

Capítulo 24 - Perito


 3 Sehun gemeu extasiado ao atingir o orgasmo dentro de Jongin que também gemia em meio a um sorriso cansado, mas não menos malicioso. Deixou que o loiro guiasse aquele sexo da forma como queria, não negava, gostava de ter Sehun dentro de si indo fundo. Mas quase nunca se disponibilizava a ser o passivo, detestava a dor sentida apos o ato e preferia ser o homem do Oh.

Ligou o chuveiro para que a água lavasse a ambos e levasse com ela o cheiro de sexo impregnado nos dois.

‘’Sabe que eu te amo, não é?’’ disse ao virar-se e enroscar os dedos nos fios tingidos do mais novo que sorriu e afirmou com a cabeça.

Trocaram um beijo calmo.

‘’Você também sabe que vai se arrepender mais tarde por me enche de porra, não é?’’ Sehun gargalhou e arqueou as sobrancelhas, desafiando o Kim. ‘’A gente vai jantar...’’ selou o pescoço já marcado por sua boca, antes de acrescentar. ‘’E de sobremesa vou querer você!’’

 

Mais tarde, Jongin cumpriu com sua promessa.

Fez Sehun delirar com suas mãos fortes e com sua boca experiente. Beijou cada cantinho do corpo bonito que o loiro possuía, acariciando o rosto, abdômen e os cabelos sedosos. Chupou o membro dele com tanto afinco que o fez gozar de primeira, apenas com a boca e os dedos dentro dele. E depois de muita provocação fizera questão de acerta apenas o ponto mais doce, o fazendo gritar de prazer e ter um orgasmo ainda mais intenso.

Admirou o rosto contorcido em prazer por alguns segundos antes de se retirar de dentro dele e derrama seu liquido perolado contra os lábios rosados e inchadinhos. E ele fez questão de engoli tudo, para depois o próprio Jongin senti seu gosto agridoce em um osculo lascivo e cheio de ternura.

‘’Eu também te amo, Nini...’’ o moreno puxou o outro para seu peito. ‘’Muito!’’

              ♠♠♠

‘’Qual é? Seja um bom hyung.’’

Resmungou Chanyeol, que há alguns minutos tava pedindo pra seu nanico lhe dar pedaços da fruta que ele cortava na intenção de preparar uma salada.

‘’Você vai sair daqui ou vai querer que eu te bata, Park Chanyeol?’’ perguntou Kyungsoo olhando na direção do ruivo com uma expressão seria.

‘’Por que você é tal mau com seu namorado, Kyung hyung?’’ Sehun perguntou rindo da cena.

‘’Boa pergunta, Sehun!’’ disse o alto sentando-se à mesa junto ao loiro.

A casa de Sehun tinha sido ocupada pelos amigos naquela manhã. Chanyeol e Kyungsoo namoravam há alguns meses e sempre que podiam, reuniam-se os quatros para almoçar ou fazer programa juntos. Apesar de serem mais amigos de Jongin do que do próprio Sehun, ele gostava das companhias e considerava ambos seus confidentes.

Enquanto Jongin não havia chegado, já que era sábado e ele foi revisar algumas coreografias na casa de um dos alunos, arranjaram de combinar almoçarem na casa do casal. E Kyungsoo como quase sempre ficou responsável em fazer as comidas.

Passariam o dia por lá, já que de noite iriam para a Casa Dos Cines verem a apresentação de Ballet e consecutivamente ver os alunos de Jongin dançar.

Já era perto das onze horas quando Chanyeol deu uma de criança birrenta batendo o pé que queria lamber a bacia da batedeira em que o bolo fora preparado, por o menor e também mais velho da turma, qual não permitiu. Detestava gente o importunando e metendo o dedo nas coisas que fazia.

‘’Quer parar de colocar o dedo ai, sabe que eu não gosto dessas suas manias nojentas.’’

 Chanyeol não ligava pelo modo de falar alheio. Já adaptado com a braveza do D.o, nunca cansava de abusá-lo de qualquer forma que encontrasse.

‘’Em outro canto você costuma gostar dos meus dedos e de minhas manias, não é mesmo Kyungiie!?’’ disse gargalhando alto enquanto recebia um olhar mortal de um ser pequeno e envergonhado.

‘’Mas quer parar?’’ atirou o plano de prato em seu ombro contra o orelhudo. ‘’Sehun, você também fica quieto.’’

‘’Tão estressadinho. Chanyeol ‘ta dando conta do recado não, hyung?’’ brincou o loiro.

‘’Vá se ferrar!’’ murmurou voltando atenção a suas frutas deixou que os outros dois ficassem rindo e brincando sobre algo que se fez desconhecido para si, e até achou melhor. 

              ♠♠♠

Jongin divertia-se vendo o rapaz moreno de tez mais clara dançar livremente pela sala extensa. Estavam sozinhos na casa do mais novo, apenas uma ou duas empregada na cozinha, provavelmente fazendo o almoço da família Kim.

Gostava de está ali, principalmente pelo fato de que Jongdae parecia muito bem naquela manhã. Sorridente, confiante e bastante atencioso. Nos dias que se seguiram após a conversa com seu pai ele vinha acertando bem mais os passos, prestava atenção em tudo, e estava devidamente pronto para aquela noite.

‘’Muito bem!’’ exclamou o mais velho quando a musica acabou. ‘’Sua postura está melhor desta forma! Tire as sapatilhas, precisa ter os pés relaxados mais tarde. Por hoje chega.’’

‘’Ah! Que bom, e obrigado por vim aqui hoje.’’ Sorriu para o mais velho, pegando a toalha mais próxima e enxugando o suor que escorria de sua face. ‘’Meus pés tão doloridos pra cassete!’’

‘’Se você lavá-los e tiver algum creme posso massageá-los.’’

‘’Não precisa hyung.’’

‘’Qual é? Não é todo dia que alguém se oferece a dar uma massagem em pés de dançarinos.’’

Jongdae ainda rindo foi lavar os pés, voltando com uma toalha, os pés num chinelo confortável e o creme que Jongin pediu.

Sentado no sofá e seu tutor no chão, apoio as pernas na almofada no colo alheio e deixou que o outro fizesse o resto.

Ele secou o meio de seus dedos antes de colocar uma quantidade razoável de creme na palma da mão e esfregá-las uma na outra. Tocou a tez macia do solado alheio, era um pé lisinho, havia alguns machucados devido à sapatilha e os ensaios, mas nada exagerado. Alisou com a forma devida em cima e embaixo, indo e vindo em toda extensão, dando a Jongdae uma boa sensação de relaxamento.

‘’O cheiro é muito bom.’’ Elogiou referindo-se ao creme, enquanto colocava mais em suas mãos.

‘’Chocolate e baunilha, o meu preferido!’’ informou ao mais velho.

Apesar de serem seus pés, ser tocado por Jongin era algo que causava reação em todo seu corpo. O friozinho do creme e as mãos quentes dele causavam espasmo em si.

‘’Você é bom com as mãos...’’ disse fechando os olhos, ouvindo o outro ri. ‘’Kim Jongin parece ser bom em tudo!’’

‘’Kim Jongdae é doido pra comprovar isso, não!?’’

O menor bateu contra a própria coxa rindo em escárnio. O moreno continuando a massagear os pés, as vezes lento e por outras mais fortes.

‘’Eu poderei provar caso eu diga que sim?’’

‘’Sabe que não.’’

‘’Então por que ainda flerta comigo? Eu sou fodidamente louco por te tocar e ainda queres arranca o resto de minha sanidade?’’

Jongdae não quis, mas ao ter o ritmo da massagem aumentada, suspirou alto apertando a pele de sua coxa apertada entre os próprios dedos. Já que a bermuda que vestia era folgado e curto, gostava de usar em casa.

‘’É divertido. Você é bonito demais, Jong. Seria um louco se nem ao menos flertasse contigo.’’ Ambos riram.

‘’E por que não ir mais longe?’’

‘’Sabe bem o porquê!’’

‘’Você nunca se sentiu tentado a trair seu namorado?’’

‘’Não o suficiente, Jongdae. Sehun é maravilhoso e eu o amo, como nunca amei ninguém antes.’’

‘’Mas já sentiu vontade?’’

‘’Na verdade não.’’

Jongin naquele momento mentiu, apesar de nunca antes ter traído ou sentido atração por outra pessoa enquanto tava com seu Sehun, ali com Jongdae e seu jeito ele sabia que mentia ao dizer que não tem vontade de errar e pega-lo de jeito.

Entenda, Jongdae é um ser de altura mediana, tem os cabelos bem pretinhos, coxas admiráveis e um sorriso deveras encantador, isso no físico; sua personalidade é de alguém bem bipolar uma ora é manhosa outra sério, ele brinca e rir de tudo mas sabe à hora de parar, é alguém bastante sensível apesar de atiçar muito as pessoas ao seu redor, e o pior – ou melhor – é que é perito na arte provocar.

 

 


Notas Finais


Gente... Não me matem...

Ei, e ai, o que estão achando, quero/preciso saber, o que estão achando, please!?

É isso mesmo, tem chansoo, perdão a quem não gostar, mas levem pelo lado bom. E qual seria? É bom inovar rsrsrs Pois bem, gosto dos dois otp, e ultimamente tenho amado coisas chansoo, mas chanbaek/baekyeol sempre foi o top doo core. kk
Minha ideia é trazer algo meio bad, meio hot, meio fdp, meio divertido... E pah! kkk

Amo vcs, e quase q esse cap não saí, escrevi e apaguei umas tres vezes algumas coisas... Enfim... Eu pessoalmente tô achando q não estou focando tanto em sekai, mas prometo q faz parte do plot. Podem percebe: Jongin é um cara fiel, contudo, está se sentindo tentado... E é ai que as coisas vai acontecer. Eu acredito que tejam imaginando de uma forma, mas acredite, vai surpreender, e muito o que tô montando. *eu acho* kkkk enfim

comentem ai embaiixo, u.u bye, beijos ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...