História Loves and Lie - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Sehun
Tags Baekyeol, Chansoo, Exo, Kaihun, Kaisoo, Lemon, Loves And Lie, Sekai
Exibições 99
Palavras 1.902
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sorry, sorry
obs: se tiver texto cortado, me avisem, o mause frescou hj pra copiar... Afs, perdão pelos erros e vamos lá

dia triste :/ :(

Boa leitura! ♥

Capítulo 31 - Marionete


 

10 Sehun levantou satisfeito naquela manhã. Saiu lentamente dos braços de seu Jonginnie para ir ao banheiro fazer sua higiene matinal, antes de preparar um café e ir trabalhar. Não durou mais que dez minutos entre banho e escovar os dentes, cantarolava baixo enquanto se vestia. Faltava meia hora pro horário que saia, então não acordou o moreno apenas foi para cozinha. Fez café, cortou algumas frutas e colocou pão na torradeira, ajeitou tudo sobre a mesa, junto a xícaras e pequenos recipientes para comer quando seu hyung despertasse.

Decidiu que havia tempo de sobra, então buscou dobrar as roupas que lavara no dia anterior.

Falando no dia anterior, o menor sentia-se plenamente contente de fazer as pazes com Jongin. Dormiram juntinhos, fizeram amor, assistiram a três filmes com muita pipoca e brigadeiro, além de conversarem e rirem bastante. Como sempre devia ser entre os dois.

Não ouviu quando o outro lhe chamou, e por isso acabou levando um susto ao ser abraçado pela cintura. Sorriram antes de trocarem um suave beijo matinal e fazerem o desjejum juntos. Combinaram do mais velho levar o secretario até a empresa, saindo de casa pontualmente.

‘’Tenha um bom dia, meu amor.’’ Sehun disse antes de sair do carro.

O loiro seguiu para dentro da empresa cumprimentando todos com um sorriso sem dentes até alcançar seu andar e sua mesa. Surpreendeu-se ao ver que o pai de Luhan, dono da empresa, estava ali naquele dia. Provavelmente tinha voltado de viagem. Luhan avisou que almoçariam juntos naquele dia junto ao seu pai e pediu que organizasse os dados de entrada e saída de fundos da empresa.

Sehun organizou tudo que pode antes das dez horas. Com o tempo livre, resolveu pegar o celular checando as mensagens. Havia de Jongin e Kyungsoo, ambos com o mesmo assunto: chamando para irem almoçar juntos.

Ligou para o namorado.

‘’Oi’’

‘’Recebeu as mensagens?’’

‘’Recebi. Mas não vou poder ir, o pai de luhan chegou hoje e quando cheguei ele já tinha feito as reservas pra um almoço. Sinto muito.’’

‘’Ah... Cuidado com o Luhan, Sr. Sehun.’’ O moreno riu, pra indicar que não tava sendo grosso ou insinuando nada.

‘’Claro. Está ocupado?’’

‘’Não muito. Na verdade, não tenho nenhuma turma hoje de manhã, vim apenas para substituir uma professora e dar a aula daqueles três alunos.’’

‘’Certo. Então ‘ta, assim podemos conversar.’’ Jongin comemorou do outro lado da linha fazendo o mais novo rir. O que não durou tanto, pois logo Luhan apareceu chamando Sehun para sua sala. ‘’Esquece, tenho que ir. Um beijo, até mais tarde.’’

 

 

O almoço ocorrera muito bem como pai de Luhan foi simpática a refeição inteira beberam vinho e conversaram não só sobre a empresa como sobre a viagem do progenitor. No fim restou apenas os dois jovens que ficaram conversando mais um pouco, já que o velho tinha compromisso. Quando sem querer o chinês derrubou vinho sobre sua roupa. Ele ficara terrivelmente vermelho com a vergonha que passou. O garçom ajudou-o e eles pagaram a conta e se foram. Como teriam de voltar a empresa, Luhan tinha que tomar banho e por sua casa ser mais longe, e também Sehun querer arrumar confusões futuras decidiu irem para a casa do último.

               ♠♠♠

 Jongin saiu cedo da escola de dança, almoçou com os amigos Kyung e Chanyeol e depois dirigiu até em casa tranquilamente. Mas como a vida adora ser sarcástica com o Kim, ele teve um pequeno imprevisto ao chegar em casa e ver que havia um carro de luxo em frente a mesma. Esperava e torcia plenamente que não fosse de quem imaginava ser. Sua tranqüilidade se foi em base de dois míseros segundos. Bateu a porta do carro e seguiu cauteloso até abrir a porta de casa, e claro, como bem imaginou era Luhan ali em seu sofá.

Seus cabelos estavam molhados e em seu corpo jazia uma camisa social de seu Sehun. Estando distraído só notou a presença do dono da casa quando este se pronunciou:

‘’O que você ‘ta fazendo aqui e com a roupa do Sehun, Luhan?’’ não fez menção de não ser grosso.

O outro ficou de pé e rapidamente ligou os pontos em saber que provavelmente Jongin já estava interpretando mal.

‘’Minha camisa sujou de vinho e Sehun me ofereceu essa já que precisamos voltar pra empres...’’

‘’Onde ele está?’’

O outro nem precisou responder quando viu que o moreno se direcionou para o quarto onde Sehun tinha entrado para tomar banho, e o próprio Luhan havia tomado banho no outro banheiro da casa.

Jongin deu de cara com um Sehun semi-nu saindo do banheiro, também não evitou caminhar até ele e o empurrar já furioso.

‘’O que aquela boneca chinesa ‘ta fazendo aqui com suas roupas? Vocês não iam almoçar, ou foi só mais uma de suas mentiras?’’

‘’Jongin calma, por favor.’’

‘’Calma uma merda. Anda me diz por qual motivo você ainda o trouxe pra cá mesmo depois de termos brigado!?’’

‘’Quer parar de falar nesse tom, cassete? Exatamente, já brigamos por isso e não vamos ter uma mesma discussão por você não querer me ouvir e logo ir me acusando. Sinceramente estou farto disso. Me deixe vestir uma roupa e a gente conversa.’’

‘’Então se veste e manda aquela coisa ir embora antes que eu mostre pra você e pra ele o que é ser grosso...’’

 

 Quinze minutos depois Luhan tinha ido embora pedindo desculpa pela confusão e pedindo que Sehun tivesse na reunião de três horas.

Sehun caminhou até o quarto onde Jongin tava com uma cara nada boa.

‘’Saímos pra almoçar e Luhan derrubou vinho na camisa. Sua casa é longe, e então vim pra cá. Ele tomou banho no outro banheiro e eu emprestei uma roupa pra ele. Foi só isso que aconteceu.’’

‘’Quer que eu acredite nisto?’’

‘’É o que espero. Fizemos as pazes ontem, e olha só, você nunca aprende a confiar em mim, Jongin. Ele é meu chefe, com que cara eu apareço lá depois dele ouvir toda essa sua grosseria? Não que ninguém nada a ver com nosso relacionamento, mas custa ouvir antes de acusar?’’

‘’Vá à merda, Oh Sehun. Não é a primeira, nem segunda, nem terceira vez que pego ele aqui. Eu confio em você sim, mas olha, vocês não perde uma não é mesmo?’’

‘’Isso é confiança desde quando?’’

‘’Traidores não merece confiança.’’ Disse irônico e recebeu uma tapa na face contorcida em raiva.

Tudo aconteceu foi bem rápido quando Jongin ficou de pé e socou o rosto de Sehun, recebendo um chute na perna direita. Perdeu a noção com isso e atirou o outro com força na parede perto da porta.

Foi xingado por um Sehun com igual raiva.

‘’BABACA! Você é um idiota, grosseiro!’’ o loiro gritou contra o rosto do outro tentando se soltar.

‘’Puta!’’ apenas murmurou com um sorriso irônico adornando o rosto marcado pelos dedos magros do mais novo. ‘’O que eu faço com você, Sehun? Hm. Quantas desculpas eu vou ter que acreditar pra que a gente não brigue?’’

‘’Não é desculpa. É a verdade. A camisa suja ‘ta lá atrás, ou eu posso te levar pra falar com o pai dele ou com os garçons... Pergunta pra nossa vizinha há quanto tempo eu e ele estamos aqui, e tira tuas próprias conclusões. Já que você’’ empurrou o peito dele com força ‘’não confia em mim, Kim Jongin.’’

Jongin bufou socando a parede ao lado do loiro.

‘’Ok! Eu te peço desculpa, até porquê sou trouxa o suficiente para aceitar suas palavras novamente, mas com uma condição...’’

Sehun revirou os olhos indignados.  

‘’Vai se ferrar Jongin, você diz que me ama num dia para no outro já insinua que não acredita em mim? E ainda quer ter moral pra me dar condições!? Ah, por favor, tenho cara de marionete agora?’’

‘’E o que você quer que eu faça? Que eu aceite meu namorado saindo pra cima e pra baixo com um cara como o se chefe? Nem ferrando, Sehun. Eu não sou um babaca!’’

‘’Jura? Não é o que parece...’’ Sehun se assustou ao ter a parede ao lado de sua cabeça socada novamente.

‘’Você ‘ta me irritando bastante, Oh! Vou voltar a te perguntar como você se sentiria caso fosse o inverso. Se você me pegando pela terceira vez com um cara que tu não gosta e sente ciúme, hm, como reagiria?’’

‘’Eu acreditei em você de primeira quando precisou ir ajudar o Jongdae no meio da noite. O que custa?’’

Sehun saiu da tensão do olhar de seu hyung e caminhou até a cama onde sentou, exausto por aquilo acontecer novamente.

‘’Custa muito. Principalmente a minha confiança. Eu sou movido à raiva, você sabe, então por que trazer ele aqui de novo Sehun?’’

‘’Muita pergunta tosca Kim. Eu cansei. Quer me culpar, ficar com raiva, dizer que eu e Luhan transamos? Fica a vontade, mas não me venha com desculpas depois. Nosso casamento vem cada vez mais desgastado. Brigamos demais ultimamente; você não confia mais em mim e tão pouco me ouve mais; eu não mudei sozinho, você também esquece minha fragilidade e o amor que sinto por você..’’ Jongin ia reivindicar as ultimas palavras, mas o loiro não deixou. ‘’Do contrario não me acusaria desta forma todas as vezes que me ver com o Luhan por motivos bem claros de trabalho.’’

‘’Ok! Eu também estou errado, Sehun. Me desculpe por ser explosivo, mas não diga que eu não te amo. Se a gente briga por ciúmes é exatamente por eu amar você. Eu tenho minha parcela de culpa maior que a sua, contudo, se você quer que nosso relacionamento volte ao que era antes larga a empresa.’’

‘’O que?’’

‘’Sai deste trabalho. Seu maldito chefe foi motivo de briga por mais de um mês, hoje de novo... Se você decidir sair daquela empresa ficarei muito mais feliz e menos bravo. Faz isso por mim, pelo nosso amor.’’

‘’Não. Jongin não. Olha que ridículo que você ‘ta sendo. Estou naquele meu emprego há tanto tempo, não vou sair por causa de seus ciúmes.’’

‘’Por quê?’’

‘’Preciso mesmo te falar?’’

‘’Quer que eu te mande escolher entre seu trabalho e eu?’’

Sehun num ato de irritação jogou todos os lençóis da cama contra o chão e voltou a olhar o namorado, fuzilando-o. Como alguém podia ser tão egoísta a esse ponto? Era ridículo demais. Ele não faria esse tipo de escolha idiota, tão pouco levaria aquela discussão em diante. Catou o celular e a carteira, ignorando o outro a lhe seguir. Buscou um copo e pegou uma garrafa de água na geladeira. E Jongin tava ali com os braços cruzados, quando ia saindo pela porta de entrada com a chave do carro em mãos sentiu o braço ser segurado.

‘’Aonde você vai?’’

‘’Pro meu trabalho. Tem uma reunião importante e preciso está lá.’’

‘’Ótimo. Mas pede suas contas ainda hoje, Sehun.’’

‘’Jongin eu não vou sair do meu trabalho. Vá você esfriar sua cabeça.’’

‘’Essa ousadia toda é por ele?’’

‘’Que? AH NÃO! Não. Não. E não. Cassete, de novo essa merda? Quer que eu fique calado ouvindo suas grosserias, sendo tratado como um idiota por você sem dizer nada? Pois bem, não vou. Vou voltar pra empresa e não irei pedir conta nenhuma, amanhã também irei trabalhar. Eu não to dando pra boneca chinesa, mas caso você continue insinuando que o fiz, ai sim Jongin, irei fazer.’’

 

 


Notas Finais


Ia ter lemon, mas... Mudei sim, porq não ia fazer um bom lemon. MAS, no prox tera, embora não vá ser nenhum um poquinho doce... Opsss.. ENFIM

espero que tenha gostado... Sorry por outra briga, mas BR ama treta então soltei e corri pra varrer a casa
comentem o que acharam, e beijocas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...