História Loves and Lie - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Sehun
Tags Baekyeol, Chansoo, Exo, Kaihun, Kaisoo, Lemon, Loves And Lie, Sekai
Exibições 266
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, boa tarde, boa noite
Boa leitura!

Capítulo 4 - Hábitos


4 O dia claro não tinha cor nenhuma para Sehun aquela manhã. De alguma maneira seu peito estranhamente doía algo lhe incomodava como se tivesse pendências a resolver, mas não tinha. Revirou sua mente em busca de uma explicação, mas não havia nenhuma, estava de férias, não tinha nenhuma papelada, entregou todas no dia anterior. Então por que diacho estava perturbado? O que importunava tanto sua consciência a ponto de fazê-lo perde a fome?

 Desfazia a pequena mala desdobrando cada roupa de Jongin com cuidado e levando-a – as limpas – ao guarda roupa, já as sujas separadas na outra malinha, lavaria mais tarde. Quando terminou, cuidou igualmente de guarda os produtos higiênicos e os também os sapatos do mais velho. A casa estava limpa e devidamente arrumada, não havia mais o que fazer então apenas fazia aquilo de forma demasiada, sem pressa. Ate que recebeu uma mensagem.

Pegou o celular para verificar de quem era, por um momento sorriu, de alguma forma esperava que fosse seu moreno, infelizmente não era. Era Byun Baekhyun lhe enchendo-o saco e chamando para almoçar com ele e Chanyeol. Respondeu a mensagem perguntando aonde, e o mais velho respondeu o endereço e mandou que chamasse Jongin. ‘’Como nos velhos tempos’’ disse o Byun em outra mensagem.

Resolveu mandar uma mensagem para o namorado, pedindo permissão para o ligar, caso tivesse ocupado, ele disse que podia.

‘’Jongin?’’

‘’Algum problema amor?’’ respondeu do outro lado da linha.

‘’Não. Na verdade te liguei pra chamar você para almoçar comigo o Baek e Chanyeol’’

‘’Sehun-ah, você sabe que estou trabalhando. Tenho muitas coisas pra fazer’’

‘’É apenas um almoço, Jongin. Não vai custar seu dia inteiro, você tem horário de almoço!’’

‘’Eu sei amor. Mas eu estou realmente muito ocupado. Eu te disse isso, tenho vários papeis pra preencher, eu iria apenas ficar preocupado e não ia dar atenção a você e os meninos’’  

‘’Tudo bem!’’ Sehun irritou-se e bufou alto, queria que ele notasse o quanto ‘’Como sempre, o tão ocupado Kim Jongin’’ Ironizou.

‘’Sehun, por favor, entenda meu lado’’

‘’Entenda o meu também, amor. Você não tem tempo pra mim, nem para estar em casa, nem pra programa nenhum que me envolva, só seu trabalho, Jongin. Ou quando bem entende e sai para beber com seus amigos, ou amante, sei lá’’

‘’Não vou brigar com você por telefone’’

‘’Então venha almoçar em casa, aqui você pode fazer o trabalho que quiser’’

‘’Eu já ia almoçar com o pessoal daqui da empresa, num restaurante próximo daqui, a gente precisa assinar umas coisas... ’’

‘’Mentindo como sempre?’’

‘’Sehun!’’ repreendeu-lhe. ‘’por favor, não comece. Estou dizendo a verdade. Saia pra almoçar, e a noite eu janto com você, em casa ou onde você quiser... ’’

 Sehun desligou a chamada, e também não atendeu as duas vezes que o mais velho ligou em seguida, não queria. Estava fadado das desculpas do mais velho, sempre estava ocupado para si, e era cansativo. Poxa, tava de férias e ele lhe prometeu ceder um tempo, mas claro, a empresa em primeiro lugar.

‘’Baek eu não vou, bom almoço hyung’’ disse assim que o mais velho atendeu a ligação.

‘’Iah, eu estava namorando com o meu orelhudo e você me liga pra dizer isso? Achei que fosse sua casa pegando fogo. ‘’ Sehun riu fraco, queria gritar, xingar, chorar... Às vezes sentia inveja da vida que o amigo levava com o namorado. Parecia tão mais fácil.

‘’Pelo menos eu não fui à sua casa, seria muito pior, você ter que se vestir e atender a porta com uma ereção, hyung’’

‘’Eu não estou transando. Quando digo namorando, me refiro a estar pegando nessa mão grande, trocando beijinhos, enquanto assistimos The walking dead. E ah, por que mesmo que o Sr. não vai?’’

‘’Por que tenho um namorado, barra marido, barra quase ex, que só liga pra merda da empresa’’

‘’Pelo menos dar dinheiro. E o Chanyeol que me troca por jogos? Ai!’’ Sehun começou a rir, porque sabia que o amigo devia ter levado uma tapa do namorado. ‘’Mesmo assim, porque não ir? Deixa ele lá, e você vai com a gente’’

‘’Deixa pra próxima hyung, não estou disposto de qualquer forma, prefiro ficar em casa mesmo. Final de semana quem sabe’’

‘’Quer que eu vá pra sua casa? Posso comprar algo e nos come ae’’

‘’Não, na boa, estou bem. Deixa pra próxima. E obrigado... ‘’

              ♠♠♠

 

 ‘’Você vai ficar dessa forma o resto da noite, Sehun? Se for a gente vai embora’’ Jongin disse um misto de impaciência com seu companheiro.

‘’Vamos embora então’’ Sehun disse soltando o garfo, mal tinha tocado na comida, apenas remexia, o tempo inteiro sem falar nada.

‘’Olha pra mim Sehun’’ ele olhou ‘’ É serio isso? A gente nunca mais saiu como você mesmo diz, e quando sai é isso? Você ficou sem falar direito comigo a noite toda, mal comeu e quer ir pra casa?’’

‘’Exatamente, Jongin. Primeiro, a gente só veio por que você quer se desculpar por nossa briga mais cedo; segundo, eu não queria vim, e por ultimo, a gente parece dois estranhos, então sim: não estou com fome e quero ir pra casa. Caso você não tenha notado, não estou me sentindo bem, desde ontem na verdade, mas Jongin é muito ocupado pra percebe isso’’ desabafou tudo que estava entalado, ou quase tudo, e se segurou para não chorar.

 O mais velho pediu a conta, sentindo-se mal pela situação e incapaz de dizer alguma palavra, seguiram para casa. Eram quinze minutos dali ate sua casa, perguntou a Sehun se ele queria algo pra levar pra casa, ou algum remédio, talvez ir ao hospital, ele negou tudo. Durante o trajeto ficava olhando o mais novo de instante em instante, ele estava mais pálido que o normal, e seu corpo davam leves solavanco, Jongin sabia que, ou ele estava chorando, ou se segurando para não chorar. Sehun talvez fosse muito briguento, mas tinha razão. Jongin só dava atenção ao trabalho, ou... Claro, a culpa sempre vinha nesses horários. Tentou afastar aquele tipo de pensamentos. Consciência pesa amigo. Estava todo errado, e se seu casamento virou rotina foi sua culpa, se Sehun tava desgastado com aquela situação, era por sua causa. Respirou fundo, o peito apertando, foi quando Sehun gritou pedindo para parar o carro. A pista estava quase vazia então não foi dificil encosta o carro e o menor saltar dele.

 Jongin desceu e rodeou até estar ao lado dele, o mais novo estava curvado, segurando o estomago, enquanto vomitava. Sim, Sehun vomitou sem pausa, por pelo menos cinco minutos, até que só saia água pela sua boca. Jongin apenas alisava suas costas numa tentativa do corpo magrelo ficar calmo. 

‘’Quer ir pro hospital?’’ indagou quando ele voltou à postura normal se encostando ao carro, ainda mais pálido. Ele negou. ‘’Quer água?’’

‘’Só vamos pra casa’’

‘’Você ‘ta pálido Hunnie, me deixa te levar pro hospital’’

‘’Não, Nini, eu quero ir pra casa’’ falou baixinho a mão na cabeça, a outra alisando o estomago.

‘’Ta’’ ajudou Sehun entrar no carro e selou sua testa, ele apenas suspirou, sem sorrisos. ‘’Se você sentir alguma dor, ou quiser vomitar, me avisa, hm? E me desculpa, por essa noite... E por tudo’’

 Sehun tolo, sempre desculpava.

 Jongin sabia que mesmo ele desculpando estava machucado, e se sentia horrível, por mais que prometesse, nunca mudava seus hábitos. Sabia que precisava para, se amava Sehun era melhor parar.

 Enquanto havia tempo. 


Notas Finais


O que dizem? Montei algo em minha mente, e vou colocar em pratica, acredito que a mascara do Kai logo cai, até lá, não matem ele, please.. Fiquei com dó do hunnie passando mal, por conta desse fdp... Enfim, tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...