História Love's Song - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~Mimjoon

Postado
Categorias EXO
Tags Chanyeol, Exo, Kpop, Parkchanyeol
Exibições 35
Palavras 2.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


LEIAM AS NOTAS FINAIS

BOA LEITURA MEUS AMADOS

Capítulo 16 - Susto


Fanfic / Fanfiction Love's Song - Capítulo 16 - Susto

Capítulo 16

Acordo com um peso sobre mim, me movimentando bruscamente. Quando abro os olhos, percebo que é minha amiga louca. Que saudades que eu estava de ser acordada assim.

- Você voltou!! Que saudades sua gostosa! - ela me abraçava forte.

- Tá bom, tá bom... Eu sei que me ama. Agora... - tento me mexer. - Sai de cima de mim. Obrigada. - insinuo que estou com falta de ar.

- Tá me chamando de gorda sua vaca? - ela bate na minha bunda.

- Eu falei nada Omma, nunca falaria isso. Tá doida. - faço cara de sonsa e caímos na risada.

- Acho bom mesmo. - Becca sai de cima de mim. - Aee! Chegou que horas? Tá dormindo até agora? Meu Deus.

- Cheguei de manhã, ai não tinha nada para fazer, dormi. - sento na cama esfregando os olhos, eu realmente dormi muito.

- Deve estar morrendo de fome né? A quanto tempo não come uma comida decente? Vou pedir pizza. - ela pega o celular e disca um número.

- Exatamente! Não há nada mais saudável que pizza. - rimos juntas.

Enquanto me levanto me esticando, Becca sussura que vai chamar as meninas e buscar a pizza lá fora, já que os entregadores não podem entrar na Universidade sem autorização. Aceno com a cabeça e entro no banheiro, depois que ela sai pela porta.
Nada melhor como um bom banho quente e demorado, depois de uma longa soneca. Esqueci de pegar as roupas então saio de toalha para buscar, enquanto coloco minhas roupas íntimas, já escuto umas risadas vindo lá de fora. - Ah não.. - pego a toalha rápido e me cubro.

- Ai eu falei para ele sair porque eu não gostava de baixinhos e... - as meninas param e me olham.

- OPAA! SURUBA AGORA! - Becca grita fechando a porta e ligando e desligando a luz, imitando uma festa. Todas caímos na risada.

- Aah Fê, que saudades. Só não te abraço porque vai ser meio lésbico. - diz Mary feliz por me ver.

- Idiota... Vou me trocar, me esperem suas gordas. Me esperem. - digo fazendo bico.

- Gorda é a mãe... Vai logo que eu to com fome. - diz Lucy se sentando na minha cama.

- Amo vocês! - digo indo em direção ao banheiro.

- Nós também! - as três responderam juntas.

Dou risadas e entro no banheiro novamente, agora para me vestir.
Não demoro mais que 5 minutos, e mesmo assim quando saio, metade da pizza já tinha acabado.

- BANDO DE CAVALAS! - digo pegando uns pedaços de pizza e saindo de perto delas.

- Volta aqui com a minha pizza! - dizia Becca com a boca cheia.

Como Becca era mais baixa, eu conseguia segurar a pizza no alto sem que ela alcançasse. As meninas caiam na risada, Becca me puxava pela perna me fazendo cair, e ela pulava em cima de mim. Era muito bom, era bom estar de volta.

Depois de comer, conversar, comer, ver uns programas aleatórios, comer de novo... Mary e Lucy voltaram para seus quartos, e eu Becca ficamos sozinha. Ou melhor, eu fiquei, pois assim que deitou na sua cama, caiu no sono. É, vida de Universitário é difícil.

No dia seguinte

- Sra. Fernanda está de volta. - Kwan disse se aproximando e me dando um forte abraço.

- Eu sempre volto. - retribuo o abraço forte e lhe dou um beijo na bochecha.
Depois me sento de novo, estava na biblioteca. Tinha horário vago e decidi passar aqui para me adiantar com as matérias que perdi.

- Tá fazendo o que? - ele pergunta e se senta na minha frente.

- To com tempo vago, vim aqui para tentar me adiantar nas matérias, mas lendo assim sem explicação é meio difícil. - bufo.

- Aah! Por falar nisso... - ele pega um caderno de sua mochila. - Isso é para você. - ele me entrega.

- O que é isso? - olho intrigada para ele e para o caderno.

- Abra e descubra. - segui o conselho. E quando fui folheando percebi que se tratava de anotações das matérias que eu havia perdido. - Nossa Kwan, muito obrigada! Isso vai me ajudar muito. - me debruço na mesa entre nós e lhe dou um beijo na bochecha, o fazendo corar.

- Obrigado nada, 1000 yons. Quero comer ramen hoje. - ele estende a mão para mim.

- Que? - o olho confusa.

- To brincando sua idiota! - ele gargalhava. - Tinha que ver sua cara. - ele joga o seu corpo para trás.

- Idiota! Vou te bater. - dou tapas em seu braço.

- AI AI para sua louca! Parei, parei... - ele disse passando a mão em seu braço depois dos tapas.

- Shhhhh! Aqui é uma biblioteca, façam silêncio. - disse a mulher da biblioteca lá do seu balcão solitário.

- Miane... - susurro acenando para ela. - Acho bom que tenha parado.

- Garota toda bruta! Tadinho do seu.... - ele chega mais perto. - Namorado. - susurra.

- Aiai. Mas obrigada tá? Você é demais. Foi nas aulas? - pergunto.

- Eu? Ver a matéria de novo? Não mesmo. Esse é meu caderno do ano passado. Olha a data ae! - ele diz.

- Aaah sim. Entendi. - sorrio.

- Mas por falar em... Hmm... Favores... Eh.. - Kwan começou a desviar o olhar, estava tímido.

- Fala logo, o que você quer?

- Então... Acho que estou gostando de alguém, eh.. Não sei. Mas enfim. - ele respira fundo. - Como chego em uma garota? - ele me olha sério, não esta brincando.

- Nossa Kwan.. Pera. Hm... - pensei. - Bem, você sabe o que ela gosta? Tipo, Hobbies, música...

- Seus gostos? Vejamos... - ele para e pensa um pouco. - Bem, pelo o que eu saiba, ela gosta de K-pop. - ele revira os olhos. - E parece gostar muito de comer, dormir, sair... Típico de adolescentes. É difícil dizer, não nos falamos muitas vezes.

- Quantas vezes já falou com ela?

- Umas três, quatro vezes... Não lembro direito.

- Bem, pelo menos já falou alguma vez. Então Kwan... - ele me olhava atencioso. - Primeiramente acho que deva chamá-la para sair, porque aqui na escola não temos tempo para conhecer alguém melhor.

- Isso é verdade. Mas para onde eu a levaria? - Kwan estava esfregando as mãos, fazia isso quando estava nervoso.

- Bem, pode ser um cinema, um parque de diversões seria legal também, ou talvez um lugar mais romântico, como um restaurante ou uma praça para um pequinique. São muitas opções Oppa, pode deixar ela escolher também.

- Entendi. Mas e depois?

- Depois? Kwan! Nunca saiu com ninguém? - deixei escapar uma risadinha.

- Está rindo de mim Sra. Fernanda?

- Não não, nunca faria isso.

- Ótimo. Me responda.

- Bem, aí vocês conversam, se conhecem melhor né? Pergunte sobre coisas que ela gosta, sobre seus sonhos, o que ela costuma de fazer além os estudos e K-pop. Seja fofo e divertido, mas tente não parecer muito tímido. E a elogie, mulheres gostam disso. Mas sem exagerar, senão fica estranho. Essas coisas...
Entendeu? - não sou muito boa nesse assunto, não tive muita experiência e tal. Até esse ano.

- Hmm.. Você também não tem muita experiência né? - faço bico para Kwan e ele ri. - Mas entendi, obrigado Fernanda. Só você para me ajudar, agora estamos quites. - ele pisca para mim e se levanta.

- Tenho mais experiência que você idiota! Boa sorte seu nerd. - aceno para Kwan e o mesmo já estava saindo da biblioteca acenando também.

- Pera! Quem é a garota? Droga! - saio correndo atrás de Kwan, não acredito que esqueci de perguntar. Aish!

****

Fim das aulas de hoje. Nossa, o ritmo está frenético e ainda tenho que me virar para conseguir acompanhar a matéria. Preciso de férias. Lembro de Chanyeol falando algo sobre suas férias, quando ele voltasse. Acho que ele não me disse o que era, era surpresa. Aí meu Deus! O que será?

Aproveito que sai antes das meninas e decido ir para o "Nosso lugar". Me direciono até a porta da Faculdade e aceno para um táxi. Digo o endereço ao motorista e me acomodo no banco de trás, voltando a pensar.
Sinto falta daquele lugar, tudo começou lá, nosso primeiro, quer dizer, segundo encontro, sorrio ao lembrar. Nosso primeiro beijo, dessa vez coro ao pensar. Esse lugar realmente nos marcou, nunca vou me esquecer dele.
- Chegamos senhorita. - o motorista para e me olha impaciente pelo retrovisor.

- Miane.. - entrego o dinheiro e saio do carro. Tenho que parar de viajar nos pensamentos assim.

Aah "Nosso lugar", sempre sereno, calmo, lindo. Ainda mais lindo por causa do pôr-do-sol a minha frente. Pego meu celular e tiro uma foto dessa vista, envio para Chanyeol.

   "Queria que estivesse aqui. Sinto sua falta."
     "Nosso lugar"

Aah meu Channie.. Como você deve estar? Não temos conversado muito, deve estar uma loucura essa turnê. Espero que esteja se alimentando e se cuidando direito. Sempre deixo uma mensagem dizendo que o amo, mesmo que ele não veja na hora, mas quando ver saberá que eu estou aqui com ele, torcendo e o amando da forma mais sincera possível.

Aah não se passaram nem um mês! Como vou aguentar mais um?

   *Quebra de tempo

- AVISA A LUDMILLA QUE É HOJEEE! - disse Mary em português, me fazendo rir com seu sotaque. Por que eu fui ensinar esse meme?

- Viu... Já pode morar no Brasil gata. - digo rindo.

- Obaa! Vou morar com você. Aceita? - pergunta Mary fazendo bico.

- Claro!

- Se levar essa brasileira falsificada para lá, vai ter que me levar também! - dizia Becca com ciúmes.

- Se levar essas duas loucas, vai me levar também! - disse Lucy.

- Levo todo mundo! - todas comemoravam.  - Na mala... - elas param e começam a jogar os travesseiros em mim.

- Para suas loucas! Já vai começar, olha lá olha lá... - eu disse ofegante.

As minas se reuniram no meu quarto hoje pois passaria na TV uma live do show do EXO. Eu estava muito feliz, mesmo sendo pela tv, vendo meu amor ao vivo já seria muito bom para matar a saudade. Ia ter que me controlar para não me emocionar na frente das meninas.

- Eba! Vai começar meninas... - disse Becca saltitante.

Apagou a luz do quarto, e aumentamos o volume no último volume. Como era sábado, não haveria punição até porque com certeza não éramos as únicas. Então, cada uma se acomodou em algum lugar do quarto, mesmo sabendo que não íamos ficar paradas muito tempo.
Então o show começa...
 
Eles abrem o show com Lotto. Quando vi já estávamos todas cantando e pulando loucamente, essa música é maravilhosa. E eles estavam maravilhosos, a coreografia, o figurino. Impecáveis como sempre. Chanyeol estava lindo, agora com a cor o cabelo preto penteado para o lado. Como ele pode ficar lindo de qualquer jeito?
Depois de mais músicas e coreografias individuais, eles começam a interagir com a plateia acenando, brincando. Tão fofos, tão engraçados, era emocionante presenciar tanto de longe, como de perto.

  -  Mesmo não estando lá, sinto um frio na barriga. - disse Becca ofegante de tanto pular. Todas concordamos.

- Verdade! Mas calma meninas, vamos ter muitas oportunidades para ir de novo. - disse Mary se sentando na cama.

- Do EXO e de muitos outros grupos! - disse Lucy. E eu mal posso esperar por isso.

   Quando a interação acaba, nos sentamos para descansar um pouco, já havia passado mais de uma hora e não sentamos nenhum momento. O show estava muito bom! Mas logo em seguida começa Monster. Tá brincando? Levantamos e novamente cantamos e dançamos igual loucas. Mas dessa vez, devido ao conhecimento adquirido da aula do Professor Wang, que passou essa coreografia na semana passada, ambas sabíamos a maioria dos passos. Mas nada igual ao EXO né? Eles dançam absurdamentes bem e eu não me canso de vê-los. Orgulho é a palavra.

Então chega na parte do rap do Chanyeol. Minha parte preferida, não preciso nem dizer porque né? Aah mais deixando o sentimentalismo de lado, essa parte era foda!
Me sento na ponta da cama para ver melhor a parte do meu amor, é sempre tão emocionante. Mas logo minha emoção muda.
Depois do salto, Chanyeol se desequilibra e cai no chão, não bate a cabeça forte no chão nem nada mas ele não levanta, ele não se meche, não faz nada. Fica totalmente imóvel no chão. Ele desmaiou. Os membros param a dança e vão correndo assustados em sua direção e por fim, a Live para. Sai do ar.

- CHANYEOL!


Notas Finais


Oiiiie my baby ( Meu inglês e otimo )

Quem fala aqui é a VIVI uhuuul
Então pessoinhas do meu Kokoro quero explicar uns negocitos ( essa palavra nem existe mas quem liga )
Então a Fic fica atrasa por minha CAUSA mas não fasso por mal então abaixem sua facas, armas ou qualquer coisa que possa me ferir <3
Eu to trabalhando e a Milla vai pra escola e tals ( vida dificil :v ) Por isso a fic fica sempre atrasada e mais por minha culpa mesmo MAIS espero que vcs entendam nosso lado !!!!
Agora a noticia boa UHUUUL
A fic nao vai ficar mais atrasada pq a Milla me bateu ( mentira ) mas agora nós vamos tentar escreve os capitulos mais rapido pra n deixar vcs anciosos e tals OKAY ? OKAY !
Bom era isso eu só vim explicar o motivo do atrasado
E ESPERO QUE VCS N NÓS ABANDONEM POR FAVOOOOR <3

KRL FOI ANIVERSARIO DO DADDY CHANYEOL(ops quis dizer OPPA ) 25 aninhos de pura gostosura PARABENS CHANNEI OPPA

Bjs no Kokoro até a proxima :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...