História Lovesick - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~sugachicken

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Namjin, Taeseok, Yoongi
Visualizações 6
Palavras 602
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghaseyo!
Falo com vocês nas notas finais...

Boa leitura ♡

Capítulo 8 - Kiss


Fanfic / Fanfiction Lovesick - Capítulo 8 - Kiss

*Pvs Jimin on*

Eram meia noite e quarenta e cinco e o álcool ainda corria nas minhas veias com a mesma sensação inicial. Quando eu falei "beber até o cu fechar", eu não imaginava que fosse exagerar tanto. Eu não lembro mais desde quando estamos aqui, é e música alta não incomoda meus ouvidos.

O corpo de Taehyung se move de uma maneira engraçada enquanto ele canta a letra da músicas com a fala embolada. É uma melodia sexy, eu mexo meu corpo lentamente me esfregando no que parecia ser o sofá.

Taehyung segurava uma garrafa de uísque como se fosse um bebê, e a acariciava, mas depois voltava a beber o conteúdo desesperadamente. Estávamos nem lembrando que no dia seguinte estaríamos começando o que chamaríamos de vida.

Nós não estávamos nos importando com nada que não fosse a bebida.

– Park Chimchim, vamos casar! – gritou exageradamente alto, me abraçando por trás e juntando nossos corpos como se fossem apenas um.

– Aigoo, Tae, me solte. Eu sou hétero. Heterror. – murmuro com a voz lenta e começo a rir das paredes. Ele se afasta e eu quase caio.

– Yah, ninguém te quer, seu trouxa. Eu quero o Hoseok. EU QUERO O HOSEOK! – grita e bebe mais.

Estamos desprezíveis, eu suponho.

A campainha toca mas nenhum de nós parece bem o suficiente para abrir. Taehyung está jogado no chão dormindo e eu ainda dou uns amassos com o sofá, sem saber que era o sofá. Ouço o barulho da porta abrindo mas mesmo assim continuo acariciando o couro caro do sofá.

– Vizinhos, será que poderiam abaixar mais o- – ouço uma voz muito conhecida falar e me viro rapidamente, deixando o sofá de lado. O queixo do garoto do Shopping vai até o chão enquanto seu amigo levanta Taehyung.

– Tem algum quarto por aqui? – ele pergunta, enquanto segura o corpo desacordado do meu amigo. Se ele estivesse bem agora, teria desmaiado. Mas acho que não faz tanta diferença assim.

– Segunda porta à direita. – aponto para o corredor atrás dele, ainda com os olhos pregados no garoto do Shopping. Sua expressão era de incredulidade. Como ainda estava bêbado, me joguei em cima dele e beijei sua bochecha, fazendo o mesmo corar e me segurar assustado.

– Aish, você de novo? – ele pergunta mas não respondo, ocupado demais analisando todos os seus traços.

– Aigoo, você é tão bonito de perto... – murmuro me aproximando da boca dele, vendo que ele também olhava pros meus lábios. Quando estávamos a milímetros de distância, ele me para.

Fiz uma carinha de choro olhando ele.

– Deixa eu te beijar...

– Você está bêbado. – ele ainda estava corado, mas agora mantinha uma pose séria. – Vem, eu vou te ajudar. – fechei os olhos gradativamente e ele me pegou no colo, andando para a mesma direção do seu amigo, e então entrando na primeira porta da direita.

Como ele sabe onde é meu quarto?

– Não, seu psicopata estuprador! Me solte ou eu chamo minha mãe! – fogo alto e embolado, colocando as mãos no pescoço dele.

– Sua peste, tire as mãos daí! – ele ordena e eu rio, sentindo tesão.

– Você me excita quando fica bravo... – sussurro e o solto, dessa vez abraçando seu pescoço e deixando um beijo entre o mesmo e sua clavícula.

– S-Saia daí. – ele solta um grunhido baixo e eu passo e língua no seu pescoço, dando um chupão em seguida e fazendo uma trilha de beijos até sua boca. Ele geme baixo e me joga na cama, querendo se soltar, mas eu o puxo comigo.

Um selinho acidental. Ele se afastou rapidamente, a respiração irregular, rosto vermelho, olhos arregalados.

– Omo... você é maluco.

Sorrio fofo e me arrumo na cama, logo pegando no sono.


Notas Finais


Eita, tenso non?
Amores tenho algumas notícias, minhas férias acabaram e agora vai demorar mais pra atualizar, mas não desistam Jimin, ok?! 😂❤

Mas tenho boas notícias, estou com novos projetos ou seja vai ter fanfic nova sim...

Bjão ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...