História Lovin So Hard - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Zendaya
Personagens Justin Bieber, Zendaya
Tags Amor, Jerin, Mudanças
Exibições 82
Palavras 1.193
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


I'm back! MANOOOOOOOOO não creio. Até o último capítulo a fic só tinha 23 favoritos e de repente já estamos em 35. UMA SALVA DE PALMAS PRA VOCÊS. Eu ainda não acredito que uma história minha que eu nem pensava que passaria de 2 favoritos (ou só as minhas amigas que iriam gostar) fosse chegar nesse nível. Então muito obrigada, mas, vamos ao capítulo de hoje.

Capítulo 9 - Enjoying


Fanfic / Fanfiction Lovin So Hard - Capítulo 9 - Enjoying

Erin P.O.V. 

 "Eu sei que você gosta de ir devagar

Mas estou correndo contra o tempo

É como se eu tivesse perdido o meu controle

Porque você é o único

E você sabe o que você fez

Meu pobre coração se desfez

Por favor, baby"

Little Mix - About The Boy

 

 

 Vamos lá Erin, você consegue ! É só chegar e... Que merda eu estou pensando ? Aqui estou eu numa batalha interna entre ir falar com Justin que está poucos metros de distância ou dar meia volta e esquecer esse assunto. Quando eu pensei em dar meia volta, Justin já estava vindo em minha direção.

 

  - Oi Erin. - Ele disse quando já estava colado em mim. - Tudo bem ? 

 

  - Oi, estou bem. - Eu disse um pouco nervosa me afastando apesar de estar grudada no armário por ele estar praticamente me prendendo a ele. 

 

  - Eu queria conversar com você. - Ele disse e ajeitou o capuz do casaco sobre o boné.

 

  - Já está quase na hora da aula. Pode ser depois ?  - Perguntei e ele assentiu.

 

 - Qual aula você tem agora ? - Ele perguntou e eu reprimi uma risadinha.

 

- Nós temos aula de inglês. - Ele riu da cara que eu fiz.

 

- Vamos pra aula então.  Deixa que eu levo. - Ele disse pegando o meu caderno e o livro enquanto andávamos pelo corredor.

 

-xxx-

 

  BRIGA! BRIGA! BRIGA! Estava com as meninas indo em direção ao estacionamento, até que paramos de andar ao ver uma cena que digamos ser um pouco assustadora. Justin e Scott brigando enquanto algumas pessoas - incluindo os meninos e Stacy - olhavam aquilo sem fazer nada.

 

  - Que merda ta acontecendo aqui ? - perguntei olhando para os garotos . - Por que vocês estão deixando isso acontecer ? 

 

 - Nem olha pra gente, ninguém ta afim de apanhar. - Ryan disse com os braços cruzados enquanto estava encostado no capô do carro de Justin.

 

 - Bando de frouxos. Justin já chega. - Disse chegando perto dele e quase fui atingida pelo cotovelo dele. - Para com isso. - O empurrei fazendo com que ele parasse de socar a cara do Elliott que não estava muito bonita.

 

 - Você ta maluca ?  Não se mete nisso, Erin. - Ele disse se levantando e indo em direção ao Elliott que ainda estava no mesmo lugar, mas, eu segurei o braço dele

 

 - Você que ta ficando maluco. Estamos na escola ou você se esqueceu ? - Olhei pra ele que estava ofegante.

 

 - Vê se não abre mais essa sua boca pra falar besteira. - Ele disse olhando para onde o Elliott estava que agora já se encontrava em pé com a ajuda dos outros garotos do time de basket. 

 

 - Vamos embora, Justin. Você já deu o seu recado. - Chaz disse andando até o seu carro.

 

  - Que recado ? - Gwen perguntou antes que eu pudesse dizer algo.

 

  - Desculpa gata, mas, isso não é da sua conta. - Chaz disse piscando pra ela que revirou os olhos.

 

 - Erin vem comigo. - Justin disse pegando na minha mão que eu puxei imediatamente o que fez com que ele revirasse os olhos. - Eu preciso falar com você.

 

 - Você vai ter muita coisa pra falar mesmo. -  Eu disse séria enquanto o seguia até o carro dele sem me despedir do pessoal.

 

 

-xxx-

 

 Justin e eu estávamos numa lanchonete próxima à escola e até agora nenhum dos dois   resolveu abrir a boca. Quando eu insinuei falar algo a atendente chegou trazendo os nossos pedidos.

 

 - Então por que você me trouxe aqui ? - Perguntei logo após tomar um pouco do meu milkshake.

 

 - Por que você saiu correndo quando eu te beijei no baile ? - Ele perguntou depois de dar uma mordida no lanche.

 

 - Eu estava com medo. Não medo de você e sim do que aconteceu. Foi muito rápido, sabe ? - Disse olhando- o nos olhos.

 

 - Desculpa, às vezes eu sou impulsivo. - Ele disse com um sorriso de canto.

 

 - Eu sei muito bem como é isso. Agora me explica o que aconteceu no estacionamento ? - Olhei pra ele arqueando uma sobrancelha.

 

 - Minha mão sem querer socou a cara dele vale como resposta ? - Ele disse rindo e eu tive que reprimir um suspiro.

 

 - Você é tão engraçadinho. Fala logo. - Insisti novamente.

 

 - Ele ficou me provocando por causa da Stacy e você. - Eu me atrevi a revirar os olhos, mas, parei quando ele olhou pra mim.

 

 - Como assim ? - Perguntei espantada. 

 

 - Pra variar ele resolveu me provocar falando da Stacy , mas, como eu já estou acostumado não dei muita ideia. Só que quando ele começou a falar umas besteiras sobre você eu fiquei muito puto. -  Ele disse batucando os dedos na mesa.

 

 - Nunca em toda a minha vida eu pensei que um garoto faria isso por mim e apesar de eu achar que você exagerou um pouco, eu agradeço.  - Eu disse e ele sorriu pra mim. 

 

  - Ficou sabendo da festa de aniversário do Ryan na quarta ? - Ele perguntou e eu olhei pra ele fazendo careta.

 

 - Não sabia que também era aniversário dele. - Eu disse terminando de tomar o milkshake.

 

- Como assim "também" ? - Ele perguntou arrotando no final e eu ri.

 

 - A educação mandou lembranças. Bem, não sei se você sabe - o que é bem provável - mas, eu faço 16 anos daqui há dois dias, ou seja, junto com o Ryan que vai fazer... 17 ? - Eu meio que perguntei e ele assentiu.

 

 - Ah, então a festa vai ficar melhor ainda. O Ryan vai gostar de saber que você faz aniversário junto com ele e claro vai fazer mais bagunça do que o normal. - Ele terminou de comer e ficou brincando com o frasco de ketchup.

 

 - Só não sei pra que fazer festa em semana de aula. - Disse e Justin deu de ombros.

 

 - Você fala como se gostasse de estudar. - Ele brincou piscando o olho.

 

 - Não me chamo Justin Bieber. - Pisquei pra ele também.

 

 - Nada te impede de ser uma Bieber. - Ele revidou e eu fiquei de boca aberta.

 

 - Já disse isso pra quantas hein ? Porque essa é velha. - Disse enquanto fazia um coque em meus cabelos.

 

- Você é a primeira e se depender de mim a única. - Ele diz se levantou e estendendo uma mão pra mim. - Vou te levar pra sua casa.

 

 - Tudo bem, mas, você não me engana. - Disse pegando na mão dele e saimos da lanchonete.

 

 Sabe os livros ou filmes  em que a garota fala que quando toca nas mãos do cara ela sente algo como uma corrente elétrica passando pelo corpo dela? Perto disso, a tal corrente era uma faísca que iria ter que ser mais potente pra causar um incêndio, porque a sensação era a de um vulcão entrando em erupção. E eu gostei de sentir isso.

 

 


Notas Finais


Acho que eu estou ouvindo anjos cantando ou eu estou enlouquecendo, sei lá. Até a próxima <3 xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...