História Loving a Psychopath - Imagine IM (Changkyun) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho
Tags Psicopata
Exibições 240
Palavras 1.658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura <3

Capítulo 4 - Chapter Four


Fanfic / Fanfiction Loving a Psychopath - Imagine IM (Changkyun) - Capítulo 4 - Chapter Four

Mais uma vez ____ estava ali sem entender absolutamente nada - foi ameaçada e depois foi beijada por um assassino-  e completamente confusa, ainda mais por sentir o seu corpo corresponder aos toques de Changkyun. Se odiou por isso, parecia uma adolescente apaixonada por um garoto que apenas a deu atenção.

Seu celular vibra indicando que estava recebendo ligações, rapidamente o procura dentro da bolsa e logo o nome da amiga aparece.

- Alô? Onde você ‘tá garota ? – Sun Hee diz logo que ___ atende o telefone.

- Eu já estou descendo.

- Achei que tivesse sido arrebatada.

- Eu nem demorei tanto.

-Não,apenas 40 minutos para um “Já irei.” – Deu ênfase no final da frase.

- 40 ? ‘Tô indo.

Desligou.

Desceu a rua indo em direção aos dormitórios  femininos no final da mesma.  Enquanto caminhava a frase que Changkyun a disse não saia de sua cabeça e isso a deixava assustada.  Logo que chegou ao apartamento decidiu tomar um banho rápido e comer algumas besteiras,estava disposta a ficar o resto do dia ali dentro. Comeu um lanche natural  mesmo,acompanhado de um suco e logo se jogou no sofá com a cabeça no colo da nova amiga que mexia no celular.

- ‘Tá conversando com quem ? – Sorriu

- Com o  Wonho.

- Sei... E esse sorriso ai ? tenho certeza que não está conversando com ele.

- Aish... Me conhece a pouco tempo e já sabe das minhas falhas ? – Riu.

- Querida, eu sou demais. – Colocou a mão no queixo. – É o Jooheon , né ?

- É. – Respondeu sorrindo tímida.

- Eu sabia. O que estão conversando ? Hm? -  Acabou se sentando de tão animada que estava.

- Ele disse que gostaria de sair pra passear algum dia desses.

- Com você ? – Perguntou animada.

-Não não, com o .... – Foi interrompida.

- Nem me diz que eu já sei. Grossa ! – ambas acabaram rindo. – Aceita. – Deitou-se de novo.

- Mas claro que eu vou. Agradeço aos céus por ter colocado Wonho na minha vida e ele ter trago o Jooheon.

-Amém.

O celular de ____ apita  e ainda sem desbloquear o celular aparece a mensagem de um número desconhecido,mas que sabia seu nome.

+ XXXXX-XXXX:

_________?

_______:

Quem é?

Changkyun:

Changkyun...

_________:

Ah sim... O que quer ?

Changkyun:

Eu preciso de ajuda em um trabalho.

_________:

Não fazemos o mesmo curso.

Changkyun:

Aish... Teria que ser mais direto ?

_______:

Obviamente.

Changkyun:

Agora que você sabe o que eu faço, preciso que me ajude.

_______:

Não quero me envolver com isso Changkyun,por favor me esquece.

Changkyun:

Em nenhum momento eu supliquei a sua ajuda. Você irá me ajudar sim.

Se não... Viu o que aconteceu com a menina,certo?

_______:

NÃO ! Por favor...

Changkyun:

Passarei na faculdade antes da meia-noite,espero que esteja pronta e no portão para que eu não tenha o trabalho de entrar.

________:

Eu não vou com você.

Changkyun:

Está avisada... Te vejo mais tarde.

 

Bloqueou o celular e no mesmo momento a amiga parou de fitar o seu celular.

- Você ‘tá palida, tudo bem ? – Sun Hee colocou a mão sobre a testa da mais nova checando sua temperatura.

- Ahm ? Tô sim – Tirou a mão sobre sua testa e se levantou indo até seu quarto.

-Tem certeza ? – Gritou a outra da sala.

- Sim. – Gritou de volta.

Ela não quer contrariar um psicopata, mas também não quer se render a ele. Sua mente está completamente dividida e seus sentimentos em constante batalha,mesmo assim pelo bem das pessoas a sua volta decidiu ceder .

Se encontraria com ele está noite.

Mas como ainda era fim de tarde resolveu dar uma passada no mercado de pijama mesmo, só gostaria de comprar alguns petiscos para comer. Saiu avisando a colega de quarto que voltaria em breve ,mas acreditou que a mesma nem ouviu por estar imersa em seu celular. Andava pelas ruas girando o chaveiro da carteira nos dedos,quando ouviu seu nome ser gritado por uma voz masculina que a fez olhar para todas dimensões procurando de onde viria.

- Aqui ! – Um garoto disse erguendo os braços para que pudesse visualizá-lo.

- Ah sim,desculpa... Quem é você ? – Disse sorrindo simpática,mas não reconhecendo o amigo que conheceu na adolescência.

- Sou eu,Kihyun. Não acredito que não lembra de mim. – Fez uma cara triste,mas logo foi trocada por um sorriso que fazia os seus olhos diminuírem.

- Meu Deus, você ‘tá tão diferente. – Disse abraçando-o.

- Bonito ? – Sorriu retribuindo o abraço.

- Sempre foi. E convencido também. – Kihyun foi o melhor amigo de ______ e também seu primeiro amor. 

- E você também está linda com esse pijama – Disse rindo da mais nova.

- Eu sei. – Brincou jogando mechas do cabelo para trás. – Estuda aqui também ?

- Ainda não,mas logo virei pra cá. Vou voltar a cuidar da minha princesa.

- Nossa,você ainda lembra... – Disse meio sem-graça. Kihyun havia prometido a _____ que a protegeria de todo mal e que bateria em todos que voltassem a se aproveitar dela por ser filha do prefeito. – Mas isso é bom ! Vou voltar a me sentir protegida.

- Isso aí, onde você ta indo ? quer uma ajuda, ou sei lá ?

- Claro. – Assentiu com a cabeça e guiou o rapaz até o mercado.

Os dois foram e vieram conversando sobre o tempo que passaram distantes e como tinha sido para cada um deles. Descobriu que Kihyun chegou a namorar a inimiga da sua melhor amiga depois que a mesma foi embora,mas o namoro não durou nem mesmo 2 meses; ______ havia fugido de sua casa uma única vez,porém acabou voltando por medo das ruas escuras; Soube que a faculdade que o amigo cursava era de contabilidade – coincidentemente a mesma de Changkyun.  Demoram a chegar no dormitório feminino,onde o mesmo não poderia entrar.

- Foi bom poder te reencontrar Kihyun . – Disse pegando as sacolas das mãos do mais velho.

- Eu digo o mesmo _____. Vamos combinar de sair algum dia desses. – Sorriu.

- Claro, me manda alguma mensagem  mais tarde. Ok ? – Disse se distanciando do garoto que apenas sorriu e assentiu,então acenou para o mesmo.

Chamou o elevador , vendo o garoto sumir aos poucos. Assim que deu entrada em seu apartamento seu celular vibra indicando que havia uma mensagem.

Changkyun:

Mudanças de planos... Passarei aí em 15 minutos, espero que esteja pronta.

Odeio esperar...

________:

Porque uma mudança tão repentina ?

Changkyun:

Aish ! Você pergunta demais !

Saiba que eu não gostei de ver seus sorrisos com aquele garoto.

________:

Que ?

Pare de me vigiar.

Changkyun:

10 minutos.

Agora além de ter que “ajudar” Changkyun em algum trabalho dele, estava sendo supervisionada pelo mesmo. Bufou fechando rapidamente os olhos e se dirigiu ao quarto para que pudesse trocar de roupa. Perguntava a Deus o motivo de ter de se envolver com esse tipo de pessoa,o motivo de ter dito ao mesmo que havia feito um “bom trabalho”, o motivo de reagir aos toques dele, o motivo de se sentir protegida com o supervisão de Changkyun.

 

-______ , Interfone para você ! – Gritou Sun Hee.

- Diz que já vou descer. – Gritou de volta.

Assim a colega fez e logo apareceu na porta do quarto enquanto _____ terminava de amarrar a bota de cor escura que calçava.

- Só sai , hein ? – Disse  a mesma encostada no batente da porta. – Estou com inveja.

- Não é algo que eu sentiria inveja. – Disse se levantando e passando pela amiga. – Te mando mensagens de vez  em quando para saber que estou bem , ok ?

- Ok.

Saiu indo agora em direção ao portão da faculdade , á procura do carro de Changkyun. Olhou para todos os lados e decidiu caminhar um pouco para poder achar o carro. Quando seu celular vibra novamente.

Changkyun:

Á sua  direita.

Caminhou na direção escrita na mensagem , até ver Changkyun encostado na porta do carro e ele estava incrivelmente bonito - Vestia calças jeans branca rasgadas no joelho, um tênis escuro e uma camisa preta – Arqueou uma sobrancelha como quem reclamasse pela demora, que no Maximo foi de minutos . Abriu a porta do carro e entrou , se deitou no banco do passageiro para que pudesse abrir a porta para a garota.

- Obrigado. – Disse a garota fechando a porta.

- Não foi uma gentileza , apenas agilizei o serviço. – Rebateu calando a menina.  – Gostei dos sapatos. – Disse enquanto encaixava a chave na ignição. A garota nem ao menos o respondeu, apenas balançou a cabeça algumas vezes.

O silêncio prevaleceu no carro. Changkyun encarava a rua , enquanto ______ encarava a janela vendo a rapidez com que a paisagem se passava.

-Como sabe que eu estava conversando com um garoto ? – Finalmente disse algo quebrando o silêncio.

- Intuição. – Disse sem tirar os olhos do caminho.

- Não é possível.

- Na verdade é sim. Eu chutei e você afirmou. – Sorriu sarcástico para a garota.

- ...

- Eu sei de cada coisa que você faz dentro daquela faculdade também.

- Como ? Você nem ao menos mora lá.

- Mas eu tenho um dormitório e pessoas que são os meus olhos. – O silêncio prevaleceu de novo,mas agora por poucos minutos já que agora haviam chegado no locar desejado. – Pronto.

- Onde estamos ?

- Só desce do carro. Chega de perguntas.

Era um bairro mal cuidado, nunca imaginou que isso existia - Casas de madeira, mendigos, prostitutas , pontos de drogas – Tudo em um só lugar. Mal se distanciou do carro e já recebeu alguns olhares intimidadores das mulheres que ali estavam, usavam shorts minúsculos e saltos altíssimos  - um visual totalmente diferente do que _____ vestia.

- Se continuar encarando elas, elas vão pegar você. – Changkyun disse jogando uma jaqueta sobre os ombros. Sua frase fez com que o corpo da menina estremecesse e um frio corresse por sua espinha.


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3

Vou tentar.
TENTAR.
Postar mais capítulo hoje, pois não sei se vou estar com o meu computador/celular depois.

Comentem o que estão achando , porque eu adoro ler comentário <3

Obrigado (a) por lerem.
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...