História Loving Can Hurt - Temp.2 - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate
Personagens Arthur Torres, Aurora Meneses, Benjamin, Chloé, Fortunato Meneses, Frederico Pereira, Geraldo Saldanha, Isabela Junqueira, Joaquim Vaz, Letícia Flores, Lurdinha Passos, Manuela Agnes, Marina Lopes, Otávio Neto, Personagens Originais, Priscila Meneses, Rebeca Agnes, Regina Junqueira, Safira Meneses, Tomas Gomes, Vicente Alencar
Tags Refira
Exibições 47
Palavras 786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oooi meus amores, sabe que o eu amo vocês né ? Mas vamos logo ao principal, peço com toda a gentileza que não me matem, bj.

Capítulo 9 - Decisão


Geraldo: Eu acabei de descobrir que minha irmã e a mãe da minha filha estão vivas e vocês estão me mandando embora ?
Regina: E não fala para ninguém.
Geraldo começa a rir.
Geraldo: Deixa eu ver aqui - dizia colocando a mão no queixo - Qual a melhor forma de contar ? Que minha ex e minha irmã estão se pegando ? Ou que vocês forjaram a própria morte e largaram tudo ? - Fala ele sarcástico.
Safira: Geraldo, tenta entender.
Geraldo: ENTENDER ? - Ele respira fundo - Vou dar um tempo para vocês pensarem o que vão fazer, mas continuar mentindo para a Priscila, e para seus pais isso você não vai fazer - Fala encarando Safira.
Ele pega seu blazer e bate a porta.
Safira cai no sofá desnorteada.
- O que vamos fazer agora Regina ? - Dizia passando a mão na cabeça. Regina senta do lado e apoia a cabeça da loira e apoia sua cabeça em seu peito.
- Vamos das um jeito, juntas.

- Casa (Geraldo) -
Alice: Você precisa de alguma coisa ? - Dizia tentando ajudar.
Geraldo: preciso, preciso que você fique quieta, obrigado.
A mulher fica magoada.
Geraldo: o que foi agora ?
- Nada - Fala ela.
Geraldo: Desculpa, eu só tô estressado, não é nada com você.

- Brasil -
- Família Meneses -
Priscila está deitada na cama em seu quarto e a avó da menina chega.
Aurora: Precisa de alguma coisa ?
Priscila: não, eu só estou pensando.
Aurora se senta do lado da loirinha e a mesma se senta também.
Aurora: Em que ? - fala acariciando os cabelos longos de Priscila.
Priscila: Na minha mãe. E na Regina.
Aurora: Ô meu bem, não fica assim. - dizia tomando um gole de seu café.
Priscila: Você acha que elas se pegavam ?
Aurora engasga com seu café.  - O QUE ? - Fala ela espantada com a pergunta da neta.
Priscila: aí vó, você entendeu a pergunta
Aurora: Você enlouqueceu Priscila ?
Priscila: pensa bem, elas não se suportavam aí começaram a se tratar super bem, minha mãe saia a noite, e teve um dia que eu liguei para a casa da Regina e adivinha ? Minha mãe estava lá.
Aurora: Mas poderia ser só uma visita.
Priscila: AS DUAS DA MANHÃ ?
Aurora: você ligou para a casa da Regina as duas da manhã ?
Priscila: não vamos mudar de assunto.
Aurora não sabia o que falar para a neta.
Aurora: Quer que eu te ajude na lição de casa ? - Estava tentando disfarçar o assunto o que faz Priscila rir.

- New York -
Já era a noite e Safira estava mexendo no notbook enquanto Regina estava resolvendo umas coisas no celular.
-DROGA! - Dizia safira gritando e jogando o notbook no chão.
Regina: Que horror! O que aconteceu ?
Safira: Eu não paro de pensar no que a gente vai fazer, eu tô com medo - Ela fala e começa a chorar. A loira se deita ao lado de Regina e a mesma a abraça.
Regina: Você quer voltar ? - Fala olhando fixamente nos olhos de Safira.
Safira: Com que cara eu vou olhar para a minha filha ? Para meus pais ? E o que eu vou dizer ? Que quando a gente caiu naquele penhasco um passarinho trouxe a gente até aqui ?
Regina: Eu sei o que a gente tem que fazer para voltar, mas......
Safira: Mas...?
Regina: A gente não...você sabe.
Safira: Não vai poder continuar juntas ?
Regina: Não. - dizia ela com lágrima nos olhos - Eu não queria isso, mas eu só tô pensando no seu bem.
Safira: E MEU BEM É FICAR LONGE DE VOCÊ ? - fala ela chorando e se levantando rapidamente.
Regina: Pelo menos por enquanto.
Safira: Eu pensei que podia confiar em você.
Regina se levanta e chega perto da loira, colocando as mãos em seu rosto.
Regina: Você pode. E é por confiar em mim que eu tô fazendo isso. - Ela beija safira e logo depois as duas se abraçam.
No dia seguinte elas entraram em contato com Geraldo para combinar tudo.
Geraldo: Então é isso ? Uma pena que o plano de vocês não deram certo.
Regina: CALA A BOCA.
Safira permanecia quieta.
Geraldo: Daqui uma semana então. - Ele vai embora e um silêncio permanece.
Regina: Me desculpa. - Dizia se chegando mais perto de safira e a mesma se afasta.
Safira: Sai Regina.
E foi assim, pro resto da semana as duas vivendo como antes, frias, nem olhavam uma para a cara da outra, perfeitamente duas estranhas, mas não pense que elas não estavam sofrendo, estavam, e muito.


Notas Finais


EITA REGINÃO, o que acharam ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...