História Loving can hurt sometimes - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren
Visualizações 16
Palavras 1.892
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - O beijo


                    P.o.v Camila

Lauren mudou muito comigo, nós não se falamos como antes, só um "oi" ou "tchau". Não entendi o porque dela ter saido pelo corredor no domingo, será que ela viu eu com o amigo do shawn? Não me restam duvidas. Cá estou eu sentada na poltrona em minha varanda, estava ouvindo musica e pensando um pouco na vida. Decidi chamar as meninas pra sair, pra uma lanchonete ou barzinho por aqui. Liguei pra dinah, ally, mani e verô não liguei pra lauren com medo dela recusar o meu convite, então pedi pra que verô chamasse ela. Estava esperando elas na sala e logo elas chegaram.

- Oii gente! Falei e todas responderam, menos lauren que tava focada no celular.

- Vamos nessa lanchonete o atendente é gatinho! Disse ally apontando para o maps

- Cadê a santa ally que eu conheço? Dinah disse brincando e todas rimos.

- Ai gente! Ally bufou

Chegamos na lanchonete fizemos nossos pedidos e ficamos conversando enquanto os pedidos não chegavam

- Mila aquele amigo do shawn tem pegada? Mani pergunta todas a olham.

- Ué gente... Tem que interagir né. Disse e todas riram

- Não achei ele essas coisas, ca entre nós metidinho demais pro meu gosto. Dinah diz fazendo careta e todas concordam. 

- Vai ficar só nesse celular lauren?

- Vai ficar só nesse celular lauren. Lauren imita verô com voz fina.- Me deixa. Diz voltando a sua atenção pro celular.

- Depois vem chorando querendo atenção, qui ó pra você. Verô diz mostrando o dedo do meio e ela ingnora.

Os lanches chegaram Finalmente deus já não aguentava mais. Comemos e fomos pegar o carro no estacionamento. 

- Gente vamos dar umas voltas na pracinha? Ally pergunta virando pra gente

- Vamos! Dissemos juntas e fomos a caminho da pracinha.

Chegamos demos algumas voltinhas e sentamos, e a lauren continuva no celular. Deus aquilo ja tava me irritando

- É... Ally vamo ali comprar uns doces?

- Vamos! Diz e elas vão até a banquinha que tinha ali perto.

- Mani vamo dar mais uma volta comigo tô entediada.

- Bora verô. Quer ir também mila? Pergunta olhando pra mim

- Não não vou ficar por aqui mesmo. Digo e elas saem.

Ficamos só eu e a lauren naquele banco ela não saia do celular então ja viram quem tinha que puxar assunto né. 

- Você ta meio estranha esses dias. Digo olhando pra cima.

- Eu? Ela pergunta apontando pra si mesma

- Sim você! Digo apontando pra ela.

- Não acho! Diz desligando o celular e colocando no bolso. ALLYLUIAAA

- O que ta acontecendo? Você tem se afastado de mim? Eu falei algo ou fiz algo que você não gostou?

- Não foi nada camila eu to bem. Disse se virando e olhando pra mim

- Não é o que parece! Disse olhando pro lado fazendo uma careta.

- As aparências enganam. Falou se virando pra frente de novo.

- Olha, se eu tiver feito algo... m-me perdoa por favor, não quero que você fique assim comigo mal nos conhecemos e ja estamos se distanciando, não quero isso lauren por favor me desculpa. Falei virando pra ela e olhando pra mesma

Ficamos alguns segundos em silêncio Então ela veio e me abraçou

- Você não fez nada tá, eu só tava meio desnorteada esses dias mais ja tô bem, peço desculpa se você achou estranho. Disse me abraçando

- Tudo bem, mas não faz isso de novo por favor se não eu te estrangulo. Disse e ela riu.- É serio! Falei com voz firme.

- Então ta chefia. Disse tipo com um aceno. 

Ficamos ali mais um pouco as meninas chegaram, vimos que ja estava ficando tarde e fomos pra casa.

Cheguei em casa e tava a familia reunida no sofá assistindo.

- KAKIIIIIIII! Minha irmã pula do sofá e corre pra me abraçar.- Pensei que não ia vir mais. Disse fazendo bico, apertei as suas bochechas e deixei um beijo em cada uma. 

- Chegou na hora certa, estavamos escolhendo um filme para assistir. Meu pai diz sorrindo.

- Ótimo! Escolham ai, enquanto isso eu vou me trocar. Disse e eles assentiram

Fui para o meu quarto, fiz um coque tirei minhas roupas e tomei um banho mas não molhei o cabelo, me vesti e fui pra sala meu pai ja estava colocando o filme deitei no colo da minha mãe e passamos a noite assistindo o filme até a hora de ir dormir. Sofi foi para o seu quarto e eu para o meu. Meu pai abriu uma brecha onde coubesse sua cabeça na porta e sorriu

- Boa noite filha. Disse sorrindo

- Boa noite papa. Sorri e virei pro lado.

Eu amo muito meu pai, apesar dele passar o dia todo fora eu tenho um tempinho pra colocar as conversas em dias. Ele sempre me protegeu e cuidou de mim como nenhum outro. Ele e minha mãe eram os melhores do mundo


Ja era manhã, estavamos na escola sentados no refeitório e como sempre zoando um com os outros. Depois da conversa que eu e lauren tivemos, ficamos mais proximas e estavamos se falando mais de vez em quando nós trocavamos olhares que eram dificeis de de explicar, uma coisa fora do normal.

- Naquele domingo eu te vi correndo pelo corredor da casa do shawn. Falei e ela me olhou espantada.

- E-eu... As m-meninas que pediram pra mim descer rapido. Gagueja pra caralho hein jauregui

- Ta explicado. Disse rindo 

O sinal tocou e fomos para a sala hoje era português no primeiro horario e educação física no segundo tava ansiosa pra jogar. O primeiro horario foi concluído ja iamos pro segundo, as meninas montaram um time e fomos para o vestiário, ja estavamos prontas pra jogar e o jogo era queimada ja vi que vai da merda. Fomos pra quadra e eu estava no time da laur e da dinah.

Começamos os jogos, Dinah ja tava marcando quem ela ia queimar e essa pessoa era a Talia que por sinal era boa na queimada, dinah tentou varias vezes queimar ela mais foi em vão então ela e lauren planejaram como pega-la dinah ia dar a bola pra lauren queimar a talia elas concordaram e foram colocar seu plano em pratica dinah pegou a bola olhou pra talia e quando ia jogar passou pra lauren que no mesmo instante acertou em cheio a guria comemoramos e quando lauren ia virando pra frente ouvi o grito de dinah "LAUREN CUIDADO" Dinah gritou mais ja era tarde demais a bola acertou em cheio o rosto de laurenpo


ela caiu pra trás, corremos igual loucas até ela que estava com a mão no rosto

- Merda! Murmurou gemendo de dor

- Lauren deixa eu ver. Disse tirando a mão dela de cima do rosto. O nariz dela tava sangrando muito.

As meninas chamaram a professora que logo levou a lauren para a enfermaria pra cuidar daquele sangramento.

Acabou as aulas e eu não tinha visto a lauren vi a verô e fui perguntar sobre a mesma.

- Verô você viu a lauren? Perguntei e ela virou

- Acho que ela deve estar em casa cuidando do nariz. Eu queria muito ver ela e saber como ela estava.

- Você pode me levar até a casa dela por favor. Disse e ela assentiu.

Liguei pra minha mãe dizendo que ia chegar um pouco tarde em casa e fomos para a casa de lauren. Toquei a campainha e logo vieram atender.

- Oii a lauren está? Perguntei para uma meninazinha muito fofa do outro lado

- Ta sim, entre vou avisar que tem visita. Entrei e sentei no sofá e fiquei admirando a casa de lauren, que por sinal é linda.

- Venha comigo. Segui a mesma e fui admirando a casa.

Chegamos no corredor e tinha varias portas, paramos em uma

- É essa aqui.

- Obrigado é... Ela interrompeu.- Taylor. Sorri. - Obrigada taylor. Disse e ela sorriu e saiu

Bati na porta e logo uma voz rouca grita do outro lado.

- ENTRAA! 

Entrei e lá estava lauren, com uma cara de dor e uma compensa de gelo sobre o nariz, deu até dó dela

- Vim ver como você estava. Disse entrando

- Como você esta vendo... senta. Disse batendo na cama

- Passou mais a dor? Perguntei e ela se escorou na cabeceira da cama.

- Um pouco, ta doendo mais não tanto como lá na hora. 

- Deixa eu ver. Cheguei mais perto dela e senti sua respiração, nos encaramos po alguns segundos mais logo saimos do nosso transe. Tirei a compresa de lá

- Vix lauren... Ta meio inxado. Falei analisando o local e ela bufou

- Aquela vaca da talia me paga. Disse eu ri.

Ficamos conversando um pouco falei mais sobre o que tinha acontecido depois que ela saiu.

- Lauren... Falei e ela me olhou atenta.

- O que você queria me dizer naquele dia que fomos pra casa do shawn. Ela coçou um pouco a cabeça e respirou fundo.

- Não era nada mila. Disse olhando pra baixo.

- Fala lauren, tá só eu e você aqui e você mesma disse que queria falar em particular. Insisti

- Não é uma boa hora, acho que não tô preparada. Disse ainda olhando pra baixo.

- Lauren... Ela me olhou.- Por favor!?

- Não se assuste só me ouça ok? Disse e eu assenti

P.o.v Lauren

Camila tinha vindo me visitar amei a visita dela, até por que ela era minha crusha né. Ela começou a tocar no assunto de domingo e eu cedi, tinha que contar pra ela de um jeito ou de outro.

- Tudo começa quando eu estava no refeitório mais o pessoal e o shawn aponta pro lado do banheiro e eu vejo você e o justin conversando, eu não conseguia parar de olhar pra você, eu realmente tava hipnotizada com tanta beleza. Passou um tempo e eu fiquei com vergonha de falar com você dai rolou aquela festa e nós começamos a se falar e se conhecer melhor, e eu vi que não era só a beleza que me chamava atenção em você, seu caráter, gentileza e bondade também eu pensei que estivesse gostando de você e fui pedir conselhos a dinah, ela pediu para que eu me aproximasse mais de você no churrasco do shawn, e quando fosse o momento certo eu dissesse que estava gostando de você mas... Respirei fundo.- Quando eu fui te procurar pra falar você tava com aquele garoto aos beijos com ele no quarto. Eu sai correndo e a unica coisa que eu queria era chorar, chorar e chorar. Então eu fiquei muito mal mas vi que não valia a pena parar de falar com você por causa disso... E era isso camila só isso que eu tinha pra falar.

- Lauren eu... Interrompi.- Camila não dá pra ser só sua amiga, eu preciso... me desculpa pelo o que eu vou fazer agora mais eu preciso.

Não demorou muito e eu a beijei no começo parecia que ela não queria mais depois cedeu, o beijo foi calmo e cheio de carinho e amor separamos por falta de ar, ficamos se encarando por alguns segundos.

- Não acredito que isso aconteceu. Disse ela quase em um sunsurro.

- Desculpa camila... ela me interrompeu

- Não peça desculpas, foi bom lauren. Disse sorrindo. - Tenho que ir agora, cuida desse inchaço ai e fica bem, disse dando um beijo na ponta do meu nariz.- Tchau laur. Disse saindo do meu quarto.

Eu estava sonhando só pode... EU DEI UM BEIJO NA CAMILA CABELLO E ELA CEDEU Eu to tão feliz que sou capaz de soltar fogos de artifício e sair por ai anunciando. Tenho que compartilhar essa felicidade com as meninas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...