História Loving you is like a battle - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Laylor, Vauseman
Exibições 134
Palavras 1.296
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Orange, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


É eu sei... Não me matem! Acabei tendo dificuldades no enredo dessa história... Mas... EU VOLTEI!!! HUHUHUUHU
Não fiquem brabas... fiquem felizes! HEHEHEHH

Capítulo 7 - Perfect Illusion


Fanfic / Fanfiction Loving you is like a battle - Capítulo 7 - Perfect Illusion

“Tentando manter o controle

A pressão começa a fazer efeito

Presa na zona neutra

Eu só quero você sozinho

Meu jogo de adivinhação é bom

Muito real para estar errado

Me iludi com o seu show, é

Ao menos agora eu sei...”

 

 

- É o que? Fala pausadamente para eu apreciar.

- Tá... – bufou – Parece que você estava certa Vause.

- Porque? – Ironizei.

- Ela não joga no mesmo time que eu.

- E como você chegou a essa conclusão?

- Ela está aqui na minha frente... se agarrando com um idiota que parece ser o noivo dela.

- Pobre Nick, tão iludida.

- Ah, cala boca Vause.

- Vem calar.

- Nem que me pague.

- Enfim... – Sua voz soava como o vazio. Denso e frio. – Melhor eu partir para outra...

- Assim que se fala. – Piper me observava como uma cara de quem ansiava por uma explicação do que estava acontecendo. – Você é uma boa pessoa Nick.... Vai encontrar alguém que lhe faça feliz. – Sorri para Piper, me recordando que essa loira era o motivo da minha felicidade. – Fica bem Nicks.... Nos encontramos daqui a pouco!

- Ok... – E desligou.

               Olhei para a tela do celular tentando processar a tristeza que preenchia minha amiga, nunca a senti tão abatida. Bloquei o celular e voltei o olhar para Piper que vinha em minha direção.

               - E então? – Suas sobrancelhas ergueram-se.

               - A Nick.... Ela viu a Lorna aos beijos com o namorado... – Seu olhar tornou-se preocupado.

               - Deve ter sido difícil...

               - Deve ter sido, eu sei bem como é essa sensação... – Sem perceber acabei me referindo a Piper.

               - Nem me lembre Alex... nem me lembre... – Ela balançou a cabeça em movimento de negação e voltou a me olhar. – Não me importa o passado... – Aproximou-se ainda mais de mim e enlaçou seus braços ao meu pescoço e inclinou-se juntando nossas testas com os olhos fechados. Só sentido nossas respirações. – Eu só quero viver o meu presente e futuro com você... – Seus olhos se abriram e colidiu o olhar com o meu, em leve movimento ela juntou nossos lábios. Um beijo doce, único. No meio daquele parque só existia eu e ela, ninguém mais. Vivíamos em uma bolha onde nosso amor era o centro das atenções. – Eu te amo, Alexandra Vause. – Aquelas palavras assim como fizeram meu corpo estremecer também me imundaram de amor a minha alma.

               - Eu te amo, Piper Elizabeth Chapman.


“Não era amor, Não era amor

Foi uma ilusão perfeita (Ilusão perfeita)

Confundido com amor, Não era amor

Foi uma ilusão perfeita (Ilusão perfeita)

Foi uma ilusão perfeita...”

 

              

               Quando chegamos no hotel depois de uma longa e deliciosa noite juntas, subimos em direção ao nosso quarto, mas antes decidimos ver como Nick estava. Ao abrir o quarto nos surpreendermos.... Não! Não a Nick estava transando com ninguém, ela simplesmente estava sentada sobre a cama assistindo um filme que passava na TV. Achei estranho, normalmente ela teria quebrado todo o quarto ou teria se embedado e levado qualquer uma para cama, como acontecia todas as vezes que algo lhe frustrava.

               - Boa noite casal... – Um sorriso saiu de seus lábios e aquilo nos assustou, olhei para Piper sem acreditar. – Como foi a noite? – E voltou o olhar concentrado para a TV.

               - Nick? Você está bem? – Foi a vez da Pipes tentar alguma aproximação.

               - Claro que estou Loira.... Afinal... – Suspirou e desligou a TV com o controle remoto e nos olhou com um olhar cínico. - .... Ela é hétero e sou lésbica.... Ela é linda, inteligente e eu sou a porra da sua colega de trabalho que está perdidamente apaixonada por aquele sorriso... – Ela abaixou a cabeça e colocou as mãos sobre a nuca, negando-se a acreditar no que sentia... – Porra.... Que merda ta acontecendo.... Eu me convenci que isso que eu sinto é uma merda de ilusão, que era algo passageiro que iria acabar logo, mas não é... Ela está presente em tudo que eu olho, em tudo que eu cheiro.... Quando eu fecho meus olhos ela aparece. Até nos meus sonhos ela me perturba.... Eu não sei o que fazer! – Me aproximei dela e sentei sobre a cama ficando ao seu lado, a envolvi em braços e cochichei em seu ouvido para que só eu e ela ouvíssemos.

               - “Não desiste, corre atrás, faça-a ser sua... só não desista...” – Repeti as mesmas palavras que ela me falava quando eu sofria pela Pipes. Por isso quis retribuir sua ajuda, se estou aqui hoje me sentido a pessoa mais feliz do mundo ao lado da mulher que eu amo, foi por causa dela. Foi por causa dos dias que ela não me fez desistir de lutar.

               - Obrigada Vause. – A abracei, levantei e puxei a Pipes para que saíssemos dali e a deixássemos sozinha com seus pensamentos.

 

“Eu não preciso de olhos para ver

Eu senti você me tocar

Como se estivesse louca de anfetamina

Talvez você seja só um sonho

É isso que significa despedaçar

Agora que estou acordando

Eu ainda sinto a pancada

Mas ao menos agora eu sei...”

              

- Alex... Não podemos deixa-la sozinha... – Sua voz trazia preocupação.

- Calma meu anjo.... Ela precisa desse momento sozinha... – A puxei em direção ao nosso quarto. – Temos que dormir, amanhã é nosso primeiro dia na central...

 

“Onde você está?

Porque eu não consigo te ver

Foi uma ilusão perfeita

Mas eu sinto você me olhando

Dilatada, em queda livre

Em um êxtase moderno

Onde você está?

Porque eu não consigo te ver

Foi uma ilusão perfeita

Mas eu sinto você me olhando

Mas eu sinto você me olhando

Ilusão

Mas eu sinto você me olhando

Confundido com amor

Onde você está?

Porque eu não consigo te ver

Mas eu sinto você me olhando

Dilatada, em queda livre

Em um êxtase moderno

Confundido com amor

Em um êxtase moderno

Em um êxtase moderno

Me iludi com o seu show, é

Ao menos agora eu sei...”

 

Aos poucos o sol preenchia o espaço onde estávamos. Tinha pedido para que entregassem o café da manhã no quarto, queria que Pipes se sentisse bem hoje. Quando ela saiu do banho já toda pronta para o trabalho ela se encantou com a surpresa de ter o café da manhã sobre a cama.

- Isso tudo é pra mim? -Seu olhar malicioso não se repousava sobre a bandeja cheia de frutas, pão, geleias e café. Seu olhar caia sobre mim, afinal eu estava apenas de lingerie sobre a cama. – É melhor você se vestir Alexandra, por que eu não sei o que eu faço se eu te pegar. – Tremi inteira com seu comentário.

- Se não fosse pelo trabalho... – Levantei e comecei a me vestir enquanto ela se sentava sobre a cama e começava a devorar o café da manhã. Uma vez ou outro seu olhar desviava e se prendia ao meu corpo. E eu que não sou boba nem nada, me aproveitava da situação para tortura-la mais, cada peça que botava era levada de forma lenta e sensual. Em salto rápido ela levantou da cama e em vez de me agarrar, por que eu sei que era isso que ela queria fazer. Ela desviou o olhar de mim e rumou para o banheiro.

- Eu preciso ir ao banheiro. – Ri de seu nervosismo a o fechar a porta, e terminei de me vestir.  

Alguns minutos depois, ela saiu do banheiro, pegou as chaves do carro alugado e chamou minha atenção.

- Vamos? – Ela parecia bem.

- Está melhor Chapman... – Falei em tom debochado.

- Ah cala boca... – sorri e segui os passos da minha loira.

 

“Não era amor, Não era amor

Foi uma ilusão perfeita (Ilusão perfeita)

Confundido com amor, Não era amor

Foi uma ilusão perfeita (Ilusão perfeita)...”

                                          - LADY GAGA – Perfect Illusion

 


Notas Finais


Acho que volto logo... Enquanto isso desfrutem da minha nova fanfic, uma fanfic que estou super empolgada em escrever!!!
Flores no Escuro - Link: https://spiritfanfics.com/historia/flores-no-escuro-6475771


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...