História Lua Cheia. - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Madara Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Daraita, Deisaso, Gaaino, NaruHina Lobos, Nejiten, Sasusaku, Shikatema, Vampiros
Exibições 614
Palavras 1.862
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi amores, quero pedir infinitas desculpas. Eu estava com uns problemas pessoais e não deu para ter cabeça pra escrever. Inclusive pensei até em parar de escrever... Bom. Não mais, espero que não me abandonem e comentem para me deixar feliz. Beijos. ♥

Capítulo 30 - Chapter 30.


Fanfic / Fanfiction Lua Cheia. - Capítulo 30 - Chapter 30.

*_Lua Cheia_* 
*Capitulo 30*: Chapter 30. 
*_POR_* ITACHI UCHIHA

Enquanto esperava Dara chegar, meu peito estava apertado. Se realmente ela tiver sendo controlada por essa cobra nojenta, eu terei que lutar com ela, e não sera nada bom... 

- Apenas confie em sua mulher. – A voz de Luca me chama para a realidade ao mesmo tempo em que Orochimaru entra na sala. 

- Esta gostando das acomodações? – Ele ri. Patético. 

- É até legalzinho. – Digo ironicamente. Ele franze a testa e passa a lingua sobre os lábios. 

- Você é engraçado. – Diz ele. – Más não como eu. – Ri. 

- Então você devia trabalhar em um circo. – Ele me encara furioso, retribuo ao olhar tranquilamente. 

- Você se acha muito esperto, Uchiha. Más aqui, quem dá as cartas sou eu. – Ele vem até mim. Sinto Luca aumentar a força ao me segurar. – E uma das cartas jogadas hoje especialmente para você. Se chama Dara. 

- Sera que você realmente a tem? – Pergunto. Ele não diz nada enquanto me avalia, sera que Orochimaru não tem total certeza do seu controle? 

As portas da sala são abertas, Dara passa por ela e sinto algo intenso, poderoso vindo dela. 

- Seja bem vinda, querida. – Orochimaru diz indo até ela, Rosno irritado. 

- Hm. – Dara desvia o olhar de Orochimaru para mim. 

- Vejo que está ansiosa para matar aquele que te ama, tem mesmo certeza do que quer? – Dara continua me encarando, eu sei que ela não é capaz de me machucar. 

- Sem perguntas, Orochimaru! – Rosnou ela. 

- Ok! – Ele ri. – Ataque. – Orochimaru ordena. 

- Hora de brincar. – Dara diz, início a minha parte loba. Trazendo meu lobo, Dara esta se comunicando com a sua. 

- Se prepare Itachi Uchiha. – Acabei rosnando, Luca e Gianna me soltaram no mesmo instante que Dara veio com tudo para cima de mim. 

Ela tentou me acertar com um murro na lateral do meu rosto, segurei seu braço, não com força. Ela tentou novamente me acertar com o outro braço, más consegui pega-lo também, à imobilizando. 

- Dara, não faça isso. – Rosnei. – Eu não vou machucar você. 

- Cale a boca Itachi, eu vou acabar com você. – Ela diz se livrando do meu aperto, Dara me acerta na costela e cambaleio para o lado, ela corre e me acerta uma rasteira. Acabei me desequilibrado e Dara ficou sobre mim. 

– Ela está forte. – Meu lobo diz orgulhoso. 

- Porra Itachi. – Dara rosna. Ela me acerta um tapa forte. – Faça o que tem que ser feito. – Ela mostra as presas para mim e no segundo seguinte seus olhos se tornam vermelhos vivos. 

Olho-a admirado. Tento toca-la mais ela me acerta novamente. 

- Me bata quantas vezes quiser, eu não vou revidar. – Dou de ombros quando ela começa a me dar pequenos murros no peito. 

- Você é um filho da mãe. – Ela me esmurra. – Mas eu amo você. – Ela para e junta as mãos no meu peito. – Amo você mais que a mim mesma. – Então ela abaixa ficando a minha altura. – Orochimaru não tem mais controle sobre mim. – Nesse instante ela se levanta. 

Me levanto rapidamente e Orochimaru nos encara de sobrancelha erguida. 

- Dara, Mate-o. – Ele rosna. Ela segura meu pescoço, não com força. 

- Eu vou mata-lo. – Ela diz. – Más não será Itachi que morrerá. – Ela solta meu pescoço. – Você é inteligente, devo admitir. Má não tão inteligente quanto a mim e a minha família. – Ela leva à mão a barriga. – Essas duas crianças que crescem em mim, me tiraram dessa merda que você chama de controle sobre mim. – Orochimaru fica sério. – Achou que duraria para sempre? Você me tornou um monstro. – Dara grita. – Tantas vidas foram tiradas porque você quis, más as mãos sujas do sangue das vítimas não eram suas, eram minhas. – Ela aperta a mão em punho. – É por isso que eu vou matar você, um sangue a mais na lista não fara diferença. – Dara vira-se para mim. – É a nossa vez de mostrar o que a família Uchiha é capaz de fazer. – Sua voz sai calma... Más vejo que ela está nervosa. 

- Sim, meu amor. – Seguro sua mão. – Se prepare você, Orochimaru. – Encaro a cobra nojenta. 

- Se é assim que vocês querem. – Ele da dois passos na nossa direção. – Terei o maior prazer em eliminar vocês. 

Orochimaru se transformou em um lobo marrom, ele era grande, admito. Dara e eu nos entreolhamos. 

– É a nossa vez. – Disse meu lobo. Transformei-me também, e Dara sorriu acariciando meu pelo. 

- Você é lindo. – Ela pulou e se transformou também. – Más somos mais. 

– Mulheres. – Tanto eu quanto meu lobo dizemos. 

- Espero que estejam preparados para morrerem. – Orochimaru uivou alto. 

- Fazemos a mesma pergunta á você, sua cobra. – Dara rosna avançando sobre ele. Ela dá um pulo alto e abocanha o pescoço de Orochimaru que rosna e tenta revidar. A loba branca é mais rápida e com tamanha força, golpeia novamente Orochimaru. 

Rosno assim que ele consegue morder a perna dela. Dara e sua loba uivam de dor. Corro até ela e passo meu focinho sobre a ferida que agora sangra. 

- Você está bem? – Pergunto 

- Sim. – Ela lambe meu focinho. – Sua vez, mostre a aquela cobra que você é o Alpha. – Viro-me para Orochimaru que vê tudo em silencio. 

- Acho que agora é a hora de matar você e depois sua loba, más antes... Vou meter nela em forma de lobo até que ela não aguente mais. – Ele ri e meu sangue ferve. – Depois faço isso com ela em forma humana. – Avanço sobre ele e dou um pulo acertando minhas patas em sua costela. Orochimaru se desequilibra mais rapidamente se recompõe avançando sobre mim. 

Ele começou me atacando com mordidas, e arranhões! Revidei com minhas garras fortes e afiadas. Ele se afastou assim que furei seu olho direito, após acerta-lo com minhas garras em seu rosto. 

- Desgraçado. – Ele grunhiu. Aproveitei a chance para morder seu pescoço e o derrubar no chão. Ele choramingou e vi quando Dara se transformou em humana, sua perna sangrava por conta da mordida. Ela pegou na parede uma espada dourada, onde eu não havia percebido. – O que essa vadia vai fazer? – Orochimaru rosnou enquanto eu ainda o imobilizava. 

- Você quer saber mesmo o que vou fazer? – Ela riu e veio caminhando até onde eu estava. – Sabe Orochimaru. Você meio que me ensinou a maioria dos golpes que eu sei. Mesmo não tendo controle do meu corpo. Más graças a você e ao seu ensinamento farei com que sofra o mesmo que todos os outros que eu matei sofreram. Começando daqui. – Ela ergue a espada e com um golpe rápido, a perna esquerda de Orochimaru foi partida no meio.

- Aaaaah, va...vadia.  – Orochimaru voltou a sua forma humana. Sua perna sangrava muito,  ou melhor, o que sobrou dela.  

- Sou uma vadia?  – Ela pega e coloca a espada no pescoço dele.  – É, eu sei.  – Com um golpe certeiro, Dara enfia a espada no pescoço dele, Orochimaru Grunhi ao mesmo tempo em que ela faz o corte, arrancando a cabeça dele.

O sangue espirra para todos os lados.  Me levanto ainda em forma de lobo e vou até a minha mulher. 

- Você está bem?  – Toco meu focinho em sua barriga.  Dara me olha e joga a espada no chão. 

- Quero sair daqui.  – Ela começa a chorar. Volto a minha forma humana e a abraço. 

- Shii meu amor, eu vou te levar para casa agora.  – beijo-a enquanto ela se agarra ainda mais à mim. 

- Eu amo você... Nós amamos.  – Ela sorri. 

- Eu sei. Eu também amo você, meu amor.  – Beijo-a novamente e depois me abaixo, beijando sua barriga.

– Eu amo vocês.  – Sorrio. 

- Ei, podemos?  – Nos viramos para trás vendo Gianna e Luca,  nossos guardiões. 

- Claro.  – Dara vai até ambos e os abraça. Me sinto enciumado, ela está totalmente nua. – Vocês estão bem?  Fiquei tão preocupada. – Ela abraça ambos novamente. 

- Não se preocupe,  estamos bem.  Graças à vocês dois,  e também a duas pequenas crianças que crescem em você.  – Gianna sorri. 

- Obrigada.  – Dara sorri.

- Agora podemos ir?  – Pergunto. 

- Sim, podemos.  – Dara responde e segura minha mão. – Eu disse que vocês teriam uma família, e vocês estão prestes a conhecê-los. – Falou ela.  

- Dara... 

- Vocês são parte da família agora.  Vocês dois cuidaram da minha mulher enquanto eu achava uma forma de encontra-la, eu sou muito grato à vocês dois.  – Sorrio para eles.  – Sejam bem vindos a família Uchiha.  – Ambos sorriem e acenam com a cabeça, ao mesmo tempo em que a porta da Sala é aberta, todos se encontram ali.  

Dara solta minha mão enquanto corre até Sakura, que está de forma lupina. Sasuke vem até mim e me abraça. 

- Seu merda!  – Ele rosna.  – Cara, não faça isso novamente.  – Sorrio. – Irmão, Pain mandou um recado antes de fugir. – Meu corpo treme só de ouvir o nome Pain. 

- O que aquele vampiro de merda que?  – Rosnei. 

- Ele disse que devemos ficar espertos, Karin foi morta pelas mãos da minha noiva.  E ele irá vingar a morte daquela vadia. – Sasuke disse sério. 

- Ótimo, espero ansioso para colocar as mãos naquele desgraçado. – Digo. 

Vejo minha mãe se aproximar de mim. 

- Oh querido.  – Ela me abraça. – Você foi irresponsável.  – Ela me deu um tapa.  – Más mostrou que é um verdadeiro Uchiha,  como seu pai foi. – Ela beija minha testa.  – Estou orgulhosa.

- Obrigada,  mãe. – Beijo sua testa. 

- Ei garoto, você foi muito corajoso.  – Kakashi disse e acenei para ele. 

- Por minha família... – Olho Dara sendo abraçada por Temari. – Eu faço qualquer coisa. – Kakashi sorri pela máscara. 

- Posso te abraçar?  – A mãe de Dara esta a minha frente agora, ela sorri assim que afirmo com a cabeça. – Oh querido, você salvou minha filha das mãos da cobra mais nojenta de todas,  obrigada.  – Ela me abraça forte. 

- Eu faria isso novamente.  – Sorrio olhando Dara novamente.  

- Você é um Alpha poderoso e mostrou ser capaz de tudo para proteger minha filha, por isso sei que minha filha está em boa mãos. – Jiraya diz e estende sua mão para mim.  

- Obrigada, Jiraya. – Retribuo ao aperto.

                .[…]. 

Depois de muitos elogios, abraços e até algumas brincadeiras dos rapazes, enfim,  saímos da casa da cobra que se dizia lobo. 

- Enfim vamos para casa.  – Dara apertou minha mão. – Obrigada por lutar por mim. 

- Sim,  meu amor.  – Beijo-a. – Eu faria tudo de novo. – Ela sorri. 

- Oh pombinhos, deixe essa conversa melosa para mais tarde.  – Rosnou Naruto. Estão todos em forma de lobo. 

- Larga de ser chato.  – Dara disse rindo. – É melhor estar preparado senhor Uchiha, minha saudade esta enorme. – Ela morde o lábio e solta minha mão se transformando em loba.  

- A minha também. – Me transformo e uivo para ela.  – Vamos pessoal, o caminho é longo.  – Uivo, sendo seguido por todos,  até mesmo Gianna e Luca que estão em forma lupina. 

Dara ficou emocionada quando soube que eles eram nossos guardiões, e fico feliz que são pessoas cujo, cuidaram dela enquanto eu não podia. 

Depois de mais alguns uivos para o céu, começamos a correr de volta para casa, para o nosso lar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...