História Lua de sangue. O renascer da rainha vermelha. (Long EXO) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Bruxas, Exo, Lobos, Magia, Mistério, Romance, Terror, Violencia
Exibições 58
Palavras 1.616
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá fanáticos de plantão! 👋

Finalmente me veio a inspiração de escrever esse capítulo e estou impressionada com a velocidade que digitei. Espero que gostem!

Boa leitura! 😘

Capítulo 7 - Herói noturno.


Fanfic / Fanfiction Lua de sangue. O renascer da rainha vermelha. (Long EXO) - Capítulo 7 - Herói noturno.

Ele não acreditava no que estava ouvindo, uma wicca, aquela ruiva estranha era uma bruxa branca, mas LuHan não podia acreditar naquilo, wiccas não sugavam a força vital de um ser daquele jeito. A criatura a sua frente não era uma, com certeza não era, ela exalava poder e LuHan nunca viu uma de sua espécie ter tando poder assim, as bruxas brancas jamais matariam qualquer criatura, seja qual for.
__ Wiccas não matam. _ele olha para a ruiva que o encara assustada.
__ E seres humanos comuns não têm habilidades iguais a suas. _ela o encarou séria, mas por dentro estava com medo dele descubrir o que realmente era.
__ Eu treino desde criança. _responde sem tirar os olhos dos dela, pois queria saber até onde mentia.
__ Mentira! Você é outra coisa. _pareciam que os dois disputavam quem era o mais mentiroso.
__ Como pode ter certeza? _ele sabia que logo seria descoberto, mas antes descobriria o que ela era.
__ Seu cheiro! _se pôs de pé encarando o loiro. __ Você fede a cachorro. _ele deu um passo para trás, Diana conseguiu sentir seu cheiro.

LuHan não teve outra opção e deu as costas correndo para longe da ruiva, uma coisa era certa, Diana era muito mais que uma bruxa branca, seu poder ia muito além do que alguém pudesse imaginar e ele sabia exatamente que teria que manter distância dela, pois se fosse outra coisa, mais poderosa e perigosa, sua espécie estaria em perigo.

Suas suspeitas já estavam firmadas, o loiro não era humano, suas habilidades, seu olhar e seu cheiro demonstrava que diante dela estava um líder, mas não qualquer líder.

**********

Ela estava super irritada por ter que ir ao mercado, mas como perdeu no sorteio, então teve que ir sozinha fazer as compras, seus passos eram pesados e demonstravam o quanto estava irritada com o nova obrigação. As sacolas estavam muito pesadas e ela resmungou várias vezes e praguejou seu infortúnio, então ela sentiu pingos caírem no seu rosto, olhou para cima percebendo que logo estaria chovendo.

Eu mereço!!

Pensou enquanto apressava os passos, a chuva viria forte, ainda faltava muito caminho, logo ela estaria molhada junto com as compras, então olhou para o bosque, ali havia uma trilha que cortava caminho até sua casa. Se fosse por dentro do bosque chegaria em casa mais rápido, mas lembrou que sua unnie avisou para não se aproximar do bosque, pois era perigoso.

A garota já estava desesperada, as gotas estavam aumentado e não havia sequer um galpão para ficar debaixo, o jeito era correr, mas poderia derrubar as sacolas que já eram bastante pesadas, então olhou novamente para o bosque e respirou fundo.

Desculpe unnie!

Ela adentrou na mata selvagem seguindo a trilha, no meio do caminho notou que o bosque parecia mais escuro e sombrio, pudera ela notar, pois já era noite e ali não seria uma bom lugar para alguém como ela estar.

Colocou seu capuz vermelho para os pingos de chuva não molharem seus cabelos e caminhou em passos largos, apesar das pernas curtas, ela começou a se arrepender de ter entrado ali, o lugar ficava cada vez mais assustador, a chuva aumentou e não conseguia mais o caminho de casa.

O medo se apossou da pequena menina que resolveu correr, mas não sabia para onde, então de longe ouviu uivos, seu coração gelou na mesma hora e correu mais rápido, seja o que fosse, estava perseguindo a garota, sua respiração ficou irregular e suas pernas tremiam com o medo. A menina já havia visto isso acontecer antes e o final nunca era bom, para piorar, a chuva aumentou a intensidade e a pequena já estava encharcada.

Ela teve a infelicidade de olhar para trás e não viu uma raiz de árvore à sua frente, como nos filmes de terror a garota caiu derrubando as compras que ficaram espalhadas pelo chão, se ajoelhou desesperada juntando as sacolas e olhando para frente onde vinha os ruídos.

O que quer que fosse estava cada vez mais perto e ela sentia medo, porque já tinha visto aquilo antes e sua unnie não estava lá para protegê-la, de repente ouviu os rosnados e quando levantou a cabeça eles estavam a sua frente. Eram as criaturas mais monstruosas que ela já tinha visto, seus terríveis olhos vermelhos, os enormes dentes pontiagudos, as garras afiadas e eles salivavam de desejo pela carne dela, a garota engoliu em seco, as enormes criaturas já estavam há meio metro de distância.

Três enormes e assustadores lobos, famintos por ela, correr deles era a única opção, mas estava paralisada demais para isso, eles eram monstros, tinham pelo menos mais de dois metros, aquelas coisas não eram simples lobos selvagens.

A menina estava apavorada, mas reuniu o resto de coragem e tentou levantar para correr, porém um deles investiu contra ela pulando em sua direção, a garota fechou os olhos esperando o golpe, mas ele não veio, então abriu os olhos e viu uma cena digna de Crepúsculo.

Lutando bravamente com os lobos um rapaz alto de cabelos negros que trajava uma blusa social aberta e uma calça jeans preta, ele estava molhado devido a chuva o que acabou revelando seu físico que em frações de segundos hipnotizou a garota, os cabelos molhados cobriam-lhe o rosto, impossibilitando dela ver quem era seu salvador.

Senhor que homem lindo!

Ela pensou ao olhá-lo, mas logo acordou dos devaneios percebendo que ele lutava sozinho com três lobos monstros, os três animais atacaram o rapaz, mas ele era mais rápido e se desviou só para investir contra um deles quebrando-lhe o pescoço.

Um dos lobos desistiu de lutar com o rapaz direcionando sua atenção para a menina, já que seu companheiro ocupava o rapaz, vendo a intenção do monstro ela gritou e isso despertou a atenção do seu salvador.
__ CORRA!! _foi a única coisa que ele disse.

Já de pé e deixando suas compras no chão mesmo, a menina correu o mais rápido que podia, mas o lobo não desistiu e também correu atrás dela, de longe avistou sua casa, então puxou ar dos pulmões e correu. O lobo era mais rápido e já estava lhe alcançando, ela sabia que ia morrer, mas quando já estava se aproximando da calçada viu sua unnie sentada nos degraus da casa.
__ ESMERALDA! SOCORRO! _gritou pela morena que levantou a cabeça ouvindo os gritos da menina, então viu a criatura perseguindo a outra. __ LOBO!!! SOCORRO!!! _a morena se pôs de pé e quando a menor saiu do bosque, ela levantou as mãos.
__ Scutum praesidium! _de repente uma energia se formou à frente de Esmeralda, o lobo se chocou contra a parede de energia, ele rosnou frustrado, mas voltou para o bosque.
__ Ele se foi? _a menina perguntou saindo de trás da morena que a encarou séria depois que a parede sumiu.
__ O que foi que a Diana te falou Mitsui?
__ Nunca entrar no bosque. _ela resmungou fazendo bico.
__ Podia ter morrido garota!
__ Mas não morri! _cruzou os braços como uma criança birrenta. __ E precisamos voltar lá, eu deixei as compras e meu salvador ficou lutando com os lobos sozinho.
__ Como assim salvador? Você disse lobos? _a morena encarou a menor confusa. __ Você viu quantos lobos Mitsui?
__ Eram três, mas meu salvador conseguiu segurar dois. _Esmeralda tentava assimilar as palavras da menina. __ Temos que ajudá-lo Mel, ele estava sozinho. _realmente Mitsui estava preocupada com o rapaz que havia lhe salvado.
__ Ele não está Mimi, o bando dele com certeza o encontrou. _respondeu encarando o bosque que agora parecia silencioso.
__ Como assim bando?
__ Vamos pra dentro, você precisa se secar antes que fique doente. _Esmeralda empurrou Mimi para dentro da casa.
__ E as compras?
__ Não importa. _respondeu arrastando a menina para dentro de casa.

A chuva ficou ainda mais forte, com direito a raios e trovões, Mitsui ficou observando ela cair intensamente, mas seus pensamentos estavam no rapaz que a salvou, ele era incrivelmente lindo, isso não podia negar.

No outro lado da sala as mais velhas discutiam o novo perigo que estavam correndo, já era a segunda vez que uma delas sofreu um ataque repentino de feras e o engraçado era que alguém sempre aparecia para salvá-las, mas eles pertenciam a mesma espécie, por quê ajudá-las?

Mitsui estava envolvida nos pensamentos quando viu alguém sair do meio do bosque na chuva, como estava escuro não podia ver quem era, mas seu coração já sabia de quem se tratava.

É ele!!!

Ela correu até a porta sorrindo feito uma boba, mas quando abriu a porta ele já estava voltando para a mata, olhou para baixo e lá no pé da porta estavam as compras que abandonou no meio da briga.
__ EI VOCÊ! _ela gritou para o rapaz que parou e virando lhe lançou um sorriso sem dentes, as bochechas dela coraram, mas infelizmente a única coisa que pôde ver nele foi apenas o sorriso, depois disso correu de volta para o bosque.

No dia seguinte Mitsui mal prestou atenção na aula, pois não parava de pensar no rapaz que lhe salvou, na verdade ela nem dormiu, passou à noite olhando o bosque pela janela, ela sabia que ele não iria voltar, mas não conseguia tirar seu sorriso da cabeça.
__ SEHUN!! _foi desperta dos devaneios com o grito da professora. __ ACORDE!! _por impulso Mitsui virou a cabeça assim como os outros alunos para olhar para a pessoa que era repreendida.
__ Estou acordado! _ele respondeu com a voz sonolenta que pareceu familiar para a menina, então ele a encarou e sorriu, ela arregalou os olhos.

É ele!!


Notas Finais


Então, o que acharam??
Não se acanhem em comentar o que acharam, aceito críticas, elogios, ameaças de morte ou declarações de amor. Qualquer coisa, só quero saber de vocês como estou me saindo nesse novo formato de fic.

💋💋💋 no ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...