História Lua de sangue. O renascer da rainha vermelha. (Long EXO) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Bruxas, Exo, Lobos, Magia, Mistério, Romance, Terror, Violencia
Exibições 55
Palavras 1.668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá fanáticos de plantão!

Boa leitura! 😘

Capítulo 8 - Um príncipe para ela.


Fanfic / Fanfiction Lua de sangue. O renascer da rainha vermelha. (Long EXO) - Capítulo 8 - Um príncipe para ela.

__ Temos que manter distância deles. _a mais velha dizia e discretamente olhou para a mesa dos garotos populares no refeitório. __ Precisamos ter certeza do que são.
__ Já temos provas o suficiente para saber o que são. _a ruiva respondeu sem tirar os olhos do livro que estava lendo.

Desde o ocorrido no telhado da escola, Diana e LuHan mantinham uma certa distância um do outro, apesar de dividirem a mesma mesa, ela tinha certeza das suas suspeitas em relação ao rapaz e ele acreditava que a moça seria um perigo para sua espécie.

Os dois ainda não faziam ideia o que o destino reservava para eles, pois de alguma forma sentiam uma ligação entre ambos, o que faltava descobrir era que tipo.
__ Eles não foram extintos Diana? _uma garota loira com os olhos da cor do céu perguntou ainda alheia sobre aquela história.
__ Extintos? _Diana deu uma risada forçada. __ Estamos em seu território, a Ásia é o reino predominante deles. _todas se entreolharam preocupadas. __ Se eu estiver certa, logo descobrirão quem somos e aí estamos mortas.
__ Mas fomos protegidas com o selo da luz. _Fanny respondeu esfregando o pulso.
__ De alguma forma ele está falhando. _Iara respondeu, olhou para a mesa dos garotos e de longe Kai virou lhe fitando. __ Como isso é possível? _desviou o olhar e encarou a ruiva.
__ Simples, está havendo um tipo de ligação de alma com uma de nós. _a ruiva respondeu e todas pareciam preocupadas.

Uma ligação de alma era algo sério, mas nenhuma das garotas queriam tocar nesse assunto, já que evitavam qualquer tipo de relação com algum homem, para elas esse tipo de ligação é como um farol para as localizarem.

Iara não queria contar sobre o que aconteceu entre ela e Kai, na verdade não tinha certeza se era um problema, eles não estavam ligados pela alma, então não passava de uma transa casual.

Mas logo com ele??

Mitsui também temia, pois se sentiu um pouco atraída pelo rapaz que lhe salvou na floresta, mas ela nunca imaginou que aquele belo ser era o maior idiota de sua turma, os dois algumas vezes trocavam olhares, mas a garota não podia acreditar no que estava acontecendo e depois do que sua unnie falou, ela teria que manter distância.

*************


Já era a segunda vez que ela ia parar na diretoria por causa dele, seus nervos estavam fervendo de tanta raiva, dessa vez foi por uma bobagem, Suho sabia jogar sujo quando o assunto se tratava de uma garota que o rejeitava.

Ele era considerado um príncipe para as meninas da escola, mas para Camila não passava de um mauricinho metido que posava de bom moço, ela queria distância dele, enquanto o rapaz queria aquela loira de qualquer jeito.

Realmente Suho se comportava como um príncipe, sua família era uma das mais ricas de Seul e sua educação era impecável, a forma como falava e andava eram de um verdadeiro lord, isso ocasionava em garotas suspiros quando ele passava pelos corredores do colégio.

Camila detestava sua presença, não que ela gostasse de rapazes degenerados e rebeldes, longe disso, mas a menina de olhos azuis nunca confiou em rapazes que bancavam bons moços e como ele pertencia a turma dos rapazes populares, o jeito era o evitar.
__ Outra vez senhorita Camila? _o diretor dizia passando as mãos no rosto e ela nada dizia. __ O que tem a dizer em sua defesa?
__ Nada! _a menina baixou a cabeça e respirou fundo.
__ Peça desculpas ao seu colega. _apontou para Suho que permanecia calado observando a cena.
__ Desculpa! _ela respondeu fraco sem olhar para o rapaz.

Logo os dois foram dispensados e Camila seguiu seu caminho segurando firme a alça de sua bolsa, ela se sentia humilhada, mas prometeu para Diana que manteria a discrição para não perder o intercâmbio.

Suho observou a loira caminhando apressada para o jardim da escola, ele teria que se aproximar da garota de qualquer jeito para descobrir os planos de suas amigas, LuHan disse expressamente que fizesse esse serviço já que era mais convincente. Mas a garota era dura na queda e não parecia ceder aos encantos do rapaz, teria que haver alguma coisa que pudesse chamar atenção dela, então resolveu segui-la para descobrir o que mais gostava.

Ela andava despreocupada na calçada e respirou o ar puro daquela linda tarde, o clima estava deveras agradável, haviam crianças brincando contentes e a loira parou para observar a brincadeira inocente delas.

Camila sentou em um banco e continuou a olhar as crianças brincando, ela lembrou do seu tempo de infância quando brincava com as meninas na fazenda da família de Fanny e sorriu dos pequenos momentos de felicidade que teve antes de ter a vida arruinada.

De repente a bola de um dos meninos foi parar no meio da rua e o mesmo correu para pegar sem olhar para os lados onde vinha uma moto em alta velocidade, Camila gritou assustada e aconteceu tão rápido que foi difícil de ver.

Alguém apareceu do nada tirando o menino da rua milímetros antes da moto passar, a loira correu até a criança que tremia de medo.
__ Aí meu Deus! Você está bem meu amor? _ela se aproximou do menino tocando-lhe a cabeça.
__ Ele vai ficar. _seus olhos se arregalaram ao ver quem era o salvador.
__ Você?? _o encarou, ele sorriu lindamente e depois bagunçou os cabelos do menino que ainda permanecia em seus braços.
__ Não vá mais para o meio da rua sem olhar para os lados garotão! _disse para o menino.
__ Tu… tu… tudo… bem moço… obrigado. _o menino mesmo assustado agradeceu descendo do colo de seu salvador e correu até seus amigos.
__ Você foi incrível! _ela não queria admitir, mas disse assim mesmo.
__ Ah! Obrigado! Não deixaria uma criança morrer. _respondeu sorrindo para Camila que estava paralisada com a atitude daquele que ela tanto abominava.
__ De onde você surgiu? _saiu do seu transe e encarou o rapaz desconfiada.
__ Estava seguindo você. _como ele poderia dizer uma coisa daquelas de uma forma tão simples?
__ Como é? _ela levantou uma sobrancelha. __ Por que estava me seguindo?
__ Não sei explicar, mas não consigo ficar longe de você. _palavras que viriam de um mocinho de filmes românticos.
__ Que clichê Suho! _Camila cruzou os braços.
__ Pode até parecer, mas é verdade! _ele colocou as mãos no bolso encarando a loira. __ Sabemos o que você e suas amigas são. _ela deu um passo para trás. __ Existem muitas coisas perigosas que querem pegar vocês, mas eu não permitiria que pegassem você. _Suho desviou o olhar encarando o bosque ao longe. __ É meu dever.
__ Seu dever? _ela sorriu fraco. __ Não tem dever nenhum comigo. _ele voltou a encará-la.
__ Já ouviu falar em ligação de alma? _Camila não podia acreditar no que ele falava, suas amigas estava falando daquilo mais cedo.
__ O que tem? _ela perguntou segurando o nervosismo.
__ Estamos ligados.
__ Eu e você? _ele assentiu e Camila deu uma risada forçada. __ Ficou louco? Não temos ligação nenhuma.
__ É mesmo? _ele sorriu deixando a loira assustada, então Suho puxou a garota chocando seus corpos e selou seus lábios aos dela.

Camila não podia definir o que estava acontecendo, ela o odiava e naquele momento seu corpo estava reagindo de outra forma, uma calor percorreu em suas veias, era a primeira vez que sentia aquela energia dentro de si. A marca começou a queimar e ela sabia que era um caminho sem volta, então fez o que achava sensato, empurrou Suho e encarou o rapaz.
__ Nunca mais faça isso. _disse tentando controlar as batidas do coração.
__ LuHan tinha razão! _ele disse com o cenho franzido deixando a garota confusa. __ Não são wiccas! _ela deu mais outro passo para trás. __ O que vocês são? _Camila não respondeu, apenas correu para longe do rapaz.

A medida que corria, seu coração palpitava, aquele beijo foi inesperado e ela não queria admitir que havia gostado e correspondido, teria que manter distância dele antes que começasse acreditar que estavam realmente ligados.

Isso não pode acontecer!

Na manhã seguinte a menina tentou o máximo evitar Suho, não queria olhar para ele, pois acabava por lembrar do beijo, e na verdade nem dormiu à noite pensando no maldito beijo, também não contou o ocorrido para suas amigas. Quando entrou na sala de aula viu uma rosa vermelha encima de sua mesa e ao lado um pequeno bilhete, a letra era muito bonita, a rosa com certeza era natural, então respirou fundo e leu o bilhete.

Desculpe por ontem, não tinha intenção de te assustar, mas eu falava a verdade quando disse que ia te proteger loira, você e suas amigas correm perigo.

Para sempre seu… Suho.


Aquele pequeno papel tinha seu cheiro, mas as poucas palavras foram capazes de deixar Camila confusa e assustada, as garotas não podiam saber daquilo, mas ela não podia esconder o aviso de Suho em relação de estarem em perigo. A garota guardou a rosa na mochila e amassou o bilhete jogando no lixo, aquilo não podia acontecer, lutaram muito para fugir do destino e ele estava de volta para buscá-las.

De longe alguém observava os movimentos da garota, quando Camila saiu da sala, a pessoa foi até a lixeira tirando o pequeno bilhete, analisou o palavras e caminhou para fora. Andou até a biblioteca e procurou a única pessoa que poderia dar respostas sobre o que estava acontecendo, de longe viu quem procurava, ela permanecia inerte em sua leitura.
__ O que significa isso? _colocou o papel encima de mesa e a outra pessoa levantou os olhos por cima dos óculos.
__ Um papel?! _respondeu simplista.
__ O que significa as palavras? _insistiu mais uma vez, a outra leu o que havia escrito no bilhete.
__ Que precisamos ter uma conversa séria com o lican alfa.


Notas Finais


Suho sendo um príncipe, tão a cara dele!
O que essas garotas são?
Por que eles temem elas?

Acompanhem a fic para descobrir e não esqueçam de deixar aquele comentário dizendo o que acharam!

💋💋💋 no ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...