História Lua Negra - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Gay, Pansexualidade, Romance, Terror
Visualizações 23
Palavras 1.735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello,
Espero que gostem desse capítulo....
Essa é minha história que pela vez eu tenho coragem de postá-la....

Capítulo 2 - Red Stone


Fanfic / Fanfiction Lua Negra - Capítulo 2 - Red Stone

•Capítulo 1• 

 Flashback On 

 E o grande e triste dia tinha se cesado.Era o dia da minha mudança para outra cidade.Morava com a minha mãe e com a sua morte repentina acabei sendo mandado para a casa de meu pai que mora em New Orleans.Olho para meu quarto pela última vez e deixo uma lágrima escapar de meus olhos cor de âmbar.A lágrima parecia uma faca rasgando a pele esbranquiçada de meu rosto, causando um pequeno arfar de desgosto e ódio por mudar dali.Pego a minha caxeta que continha alguns livros,cds e outras coisas não muito importantes.Olho mais uma vez para tras e vejo meu colar pendurado na cabeceira da cama e vou ate ele o pegando com tristeza.Pego a pedra e olho para os lados e sorrio de lado e coloco o colar na caixa e saio.Paro na porta e olho para o quarto e fecho a porta,olhando para os lados e vejo a porta do quarto de Tyler aberta.Caminho rapidamente passando pela mesma rezando para que Tyler não me visse passar.Talvez eu tinha que ter rezado com mais fé pois rezar não adiantou nada,sou puxado pelo braço direito e empurrado na parede e me prendendo no mesmo.

 -Olha aqui Seth...não quero você com viadagem novamente.... 

 Ele bate a minha cabeça na parede me causando uma leve tontura e uma dor que saberia que iria me causar problemas mais tarde.Olho ele e desvio o olhar olhando para o chão. 

 -Tyler me solta.... Por favor.... Falo levantando o olhar encontrando com seus olhos verdes,desvio o olhar novamente levando meu olhar até o chão, aonde se encontrava minhas coisas e meu amado colar.Tyler levanta a minha cabeça para olhar em seus olhos e... 

 Flashback Off

 Saio dos meus devaneios com Tyler e Adam o meu amado pai me chamando para fora do caminhão da mudança.Bocejo e saio do caminhão meio tonto com o movimento rápido  de levantar e sair do caminhão,a viagem havia sido longa pois New York e  New Orleans não era perto e sim muito-Muito mesmo-longe.Olho para Adam e em seguida pra Tyler que sorria para mim e desvio o olhar para a casa que agora seria a minha nova moradia.

 -Enfim chegamos a isso... Falo com desanimo e a ponto para a casa,caminho para o fundo do caminhão para poder pegar a minha caxeta.Olho para trás e vejo algumas pessoas paradas na rua olhando para nos com a cara de espanto como se estivesse vendo alguma coisa que os assustasse,desvio meu olhar voltando para o caminhão e me assusto ao ver Tyler na minha frente.

 -Olha Seth..eu não...queria....

 Olho para ele e pego a minha caxeta desviando o olhar me virando de costas para ele e saindo o deixando falar sozinho.Não queria falar sobre o que havia acontecido, não estava com cabeça para resolver.Paro na porta da mesma e entro ignorando novamente o chamado de Tyler.A casa é linda com uma escada que da para o segundo andar,na sala há uma mesinha de centro e uma laleira de cor turquesa,da sala da pra se ver a cozinha perfeitamente com uma bancada de pedra.Olho para os lados e depois para a minha caxeta e vou em direção da escada,chego na frente da mesma e subo com uma certa agulidade para não cair.Chego no final da escada que dá para um corredor com pissos de madeira escuro que não sei se é feito de Sucupira ou de Eucalipto escuro.Ando em direção do corredor e que tem três portas.A primeira porta cor branca com uns detalhes dourados,passo por ela indo olhar as outras portas,a segunda de cor Carmin e uns pequenos traços de preto que formavam pequenos triangulos.Olho para ela e sorrio ja sabendo que aquele era meu quarto,vou caminhando para a ultima que era mais afastada das outras portas.Olho para ela e me assusto um pouco ao perceber que aquela porta estava velha e queimada com uns arranhões do lado de fora.Coloco minha caxeta do lado da porta e levo a minha mão até a maçaneta e a abro a empurrando percebendo que a mesma estava trancada.Olho para os lados e suspiro levando meu olhar e minha mão direita ate os arranhões que me parecia recente.Sinto uma sensação que estava sendo observado e levo meu olhar para a escada vendo Tyler olhando para mim.

 -.... 

 Solto um arfar de susto e me abaixo pegando rapidamente a minha caixa deixando as coisas que estava na mesma cair, começo a pegar as minhas coisas o mais rápido possível e colocá-las na caxate antes que Tyler se aproxima-se, mas eu acho que demorei demais.Sinto sua mão em meu braço e logo sou levantado,sua expressão era de espanto.

 -Seth...me fala que você não abriu essa porta!! Me fala!! 

 Ele grita me me balançando pelo braço,eu sou branquelo então concerteza isso vai deixar marca,mas pelo aperto que ele está depositando em meu braço,ira deixar um hematoma.

 -Eu não abri!Eu só encostei nela...

 Olho para ele sem entender aquele show todo,aquilo era só uma porta estranha que estava trancada.Saio dos meus devaneios novamente olhando para Tyler que olhava fixamente em meus olhos que consistem na cor âmbar claro.Desvio o olhar e tento me soltar de sua mão que estava a me machucar.

 -Tyler me solta... Está me machucando... 

 Ele me olha e sorri, mas não era aquele sorriso de alegria mas sim, de nevorsismo,ele sempre faz isso quando fica nervoso,Tyler me solta e olha para a porta e se vira caminhando lentamente até a ponta da escada e para de andar se virando. 

 -Nunca entre nesse ou olhe para esse quarto....

 Ele olha para mim de lado e desce as escadas indo para o andar de baixo, termino de pegar minhas coisas e vou em direção de meu quarto e abro a porta do mesmo me maravilhando com o quarto que agora é meu,entro nele sem pensar duas vezes olhando para cada detalhe do mesmo.O quarto não era grande e nem pequeno,ele é mediano,a cama fica em baixo da janela que dá para a rua.O quarto consiste em cor azul marinho com uma parede branca aonde vai ficar meu quarda roupa.Coloco a caxeta em cima da cama,aquele quarto me deixou com uma sensação estranha,como estivesse alguem lá dentro.Saio do quarto e passo pelo quarto olhando para o mesmo e viro meu rosto olhando fixadamente para a escada,eu sei que se eu olhar para trás eu vou voltar lá e abrir aquela maldita porta.Chego na ponta da escada e olho pelo ombro para a porta do quarto tão misterioso e a sua porta fecha como se estivesse aberta,mas o problema é esse...a porta não estava aberta.Um aperto toma conta do meu coração e desço as escadas o mais rapido que posso., talvez a porta batendo fosse coisa da minha cabeça,eu sei que é.Chego no andar de baixo e vejo meu amado e velho pai Adam e Tyler almoçando,olho para a porta e em seguida para relógio que fica em cima da entrada da cozinha,eram 13:30 pm ou seja era uma e meia da tarde. 

-Vocês não acham que está muito tarde para almoçar não?!

 Falo e sorrio indo até eles,Tyler me olha e em seguida para meu pai como se eu tivesse feito algo muito errado.Pego uma cadeira e me sento junto a eles,olhando fixamente para os olhos claros de meu pai, que consiste na cor azul celeste. 

 -Pai....o que tem naquele quarto lá em cima que está trancado...?

 O silêncio toma conta do local,o Tic-Toc do relógio e a respiração pesada que vinha de Adam-Meu pai-é o único som que se escuta no local.Tyler olha para mim com sua expressão em pânico,como se algo ruim fosse acontecer,a pergunta era uma coisa tão normal que não pensava que iria causar um impacto tão grande. 

 -Seth...tem coisas minhas lá... Só isso...

Adam olha para mim e sorri para tentar,passar que está falando verdade,olho para Tyler e ele desvia o olhar no mesmo instante que o olho. Me levanto variando o olhar entre os dois e sorrio para Adam. 

 -Não mente para mim pai....Meu Signo é Virgem,me ascendente é Sagitario e minha lua é Leão.. 

 Olho para eles e sorrio,vendo que seus rostos eram inexpressivos de quando seu amigo fala um tanto de coisa e você não entende nada,pois eles estavam assim.Olho para Tyler e desvio o olhar voltando para meu quarto para terminar de arrumar as minhas coisas,apesar de nem ter começado.A noite chegou num piscar de olhos,dentro da casa parece que o tempo não passa,lembro-me que agora pouco era 13:30 pm ou uma e meia da tarde e agora já são quase 20:00 ou oito horas da noite.Olho para a janela de meu quarto que já estava aberta e vou até a mesma e fico a olhar a lua. 

 -Você está tão linda...

 Sorrio para a lua e volto meu olhar para a minha cama,talvez agora a minha vida fosse melhorar ou piorar,vou até a cama e me deito olhando para a lua pois a janela ficava em cima da cama e tinha uma visão tão privilegiada do céu que não me importaria de ficar horas,dias,semanas,meses,anos,séculos olhando para o céu que agora estava escuro com poucas nuvens que passavam lentamente em frente da Lua que me causa uma certa sensação de ansiedade para poder vê-la por inteira novamente,escuto a porta do quarto e logo olho para trás e vejo Adam olhando para mim e sorrindo. 

 -Ahh... Oi pai....

 Desvio o olhar olhando novamente para a lua que agora dava pra ver ela por completa,escuto passos lentos vindo em minha direção e quando olho já o vejo em meu lado contemplando a lua. 

 -Seth....Eu sei que está acontecendo tudo muito rápido para a sua cabecinha....mas independente o que acontecer eu vou te amar e sempre estarei aqui para a te ajudar...

 Adam olha para mim,eu sinceramente não entendo porque ele estava dizendo aquilo,parecia que vai acontecer algo. 

 -Hummm...Eu também te amo pai... 

 O abraço e me afasto olhando novamente para a Lua.Adam olha para mim e se vira indo até a minha porta.

 -Boa noite filho...até amanhã... 

 Me viro olhando para ele e sorrio fraco e ele sai me deixando sozinhos em meu devaneios,olho para a lua e vou para a minha cama me sentando e olhando para a cabseira aonde se encontrava o colar que tinha ganhado quando era pequeno e o coloco me deitando na cama indo dormir. A luz da lua bate em meu colar refletindo na parede um pentagrama invertido.


Notas Finais


Bom gente esse foi o primeiro capítulo
Espero que tenham gostado e até o próximo
Bjus...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...