História Lua Nova - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Konan, Madara Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Pain, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Bruxos, Gaaino, Itadara, Lobos, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Vampiros
Exibições 235
Palavras 1.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieee boa leitura. ♥

Capítulo 6 - Chapter 6: Mãe e filhos.


*Lua Nova*
*Chapter 6*: Mãe e Filhos. 

Mikoto encarava Pain raivosa. Desde que chegou, seus braços e pernas estão amarrados para que ela não fuja.

– Está gostando da sua nova casa? – Pain aparece. Mikoto o encara ainda mais raivosa, mesmo tendo noção de que; como ela se encontra, ela não pode fazer nada. 

Pain sabe disso, portanto está se divertindo em ver a Rainha dos lobos presa por correntes sem jeito nenhum de escapar. 

– O que diabos você quer? – Rosna ela. Pain ri um pouco e volta a encarar Mikoto sério. 

– Eu quero reunir a família. – Mikoto arregalou os olhos. – Você sabe que isso vai acontecer em breve, não sabe? 

– Você é um desgraçado, se você acha que isso vai ficar do jeito que você quer, você está devidamente enganado. – Mikoto rosna para Pain. 

– Você mais do que ninguém sabe que isso é a mais pura mentira, não sabe? – Ele ri. – Tenho comigo, Sasuke e Itachi. Os alphas 'poderosos' – Fez aspas com os dedos. – Não vejo tanto poder assim. – Riu. – Agora tenho a Rainha Alpha, a líder de todos, e em breve terei Sakura e Dara juntamente ao bando covarde que abandonou os alphas. 

– E o que você pensa em fazer? – Mikoto o encara. 

– Eu quero eliminar todos, começando dos covardes e depois vou matar um por um dos Alphas líderes. – Fala ele se aproximando de Mikoto. – Vou ser invencível eliminando esse bando de cachorro.

Mikoto encarou  Pain com uma furia absurda e a única coisa que fez foi acertar a cabeça dele com a sua, Pain xingou devido à dor e Mikoto riu. 

– Pain,  não subestime o poder de uma fêmea quando o que ela mais ama está em perigo.  E um concelho que eu dou a você : Se prepara,  porque você tá devidamente ferrado.  

Pain deu de ombros. 

– É o que veremos.  – Ele saiu da sala onde Mikoto estava e caminhou nervosamente pelos corredores. Ele sabia que uma parte do que Mikoto disse é verdade, mais a sua outra parte, tenta dizer que não, que ele vai conseguir. – Konan. – Gritou Pain. Alguns segundos depois, a mulher apareceu. 

– Sim?  

– Leve a vadia para ver os filhos e os tranque lá, não quero que eles fujam sem ao menos ver Sakura e Dara se tornarem minhas. – Konan franziu o cenho, curiosa e confusa.  

– O que isso quer dizer?  – Perguntou ela.  

– Eu vou morder as duas.  Vou deixá-las vivas tempo suficiente para ver a morte daqueles cachorros.  – Konan riu, Pain entrou em sua sala, antes deu uma olhada em Konan.  – Faça logo o que eu mandei.  

– Certo.  – A mulher deu as costas a Pain e foi fazer o que era para ser feito. Konan entrou na sala onde Mikoto se encontrava, e riu. – Parece que o jogo virou, não é mesmo? – Debocha ela. Mikoto a encara porém sem sentimento algum.

– O Jogo pode ter virado para vocês, más, não durará muito tempo. – Mikoto não demonstrou absolutamente nada em relação ao que sente. Porém, ela sabe que, mais cedo ou mais tarde, suas meninas e família vão chegar.

– Como vocês podem acreditar que duas garotas e um bando de covardes pode segurar a gente? – Ela ri. – Elas não são páreos para nós. 

– Quando Dara pegou você e te deixou machucada, sua única opção foi correr. Quando Karin enfrentou Sakura, a ruiva foi pro mundo dos mortos bem rápido. E quando o bando de vampiros que vocês tem, precisaram me sequestrar para que não morressem, agora me diz: Será que um bando de covardes pode segurar a gente? – Konan rosnou e deu um tapa forte em mikoto, segurando seu cabelo com força em seguida. 

– Vocês se acham melhores que qualquer espécie, porém, não são. – Konan rosna ainda mais.

– Eu não acho, Konan. Eu tenho certeza. Somos melhores que todas as espécies ruins como a sua, sim. – Mikoto da de ombros. Seu rosto arde onde Konan acertou, mais não dirá isso à ela e nem demonstrará que isso a irritou.

– Quando sua sentença de morte chegar,  sentirei o maior prazer em matar você. – Konan solta as correntes que prendem mikoto do gancho pendurado no teto e puxa com violência a arrastando para fora do quarto. 

Mikoto sentia o cheiro de seus filhos, estavam próximos de onde ela estava.  Konan não disse mais nada após dizer taís palavras à Mikoto.  

Assim que chegaram em outra sala como à que estavam.  Mikoto foi empurrada para dentro com violência. 

– Se divirtam. – Foi tudo o que a mulher disse antes de trancar eles ali novamente. 

– Mãe? – Itachi e Sasuke disseram juntos. Mikoto os olhou emocionada e com dificuldade se levantou do chão. 

– Meus meninos. – Lagrimas saíam de seus olhos e rolavam pelo seu rosto, até caírem no chão. – Vocês estão bem?  Eles não machucaram vocês? Céus, o que eles fizeram com vocês? – Mikoto percebeu o gancho sobre a cabeça de seus meninos, e suas correntes presas ali estavam, como à dela estava antes. Sasuke e Itachi olhavam à  mãe  sem acreditar que ela estava ali.

– Estamos bem mãe. Como a senhora veio parar aqui?  – Sasuke disse, vendo a mãe tentar tirar a corrente dele do gancho.  

– Houve uma invasão. – Diz ela. – Pain invadiu o distrito a pouco tempo e me sequestrou.  – Ela então consegue tirar a corrente de Sasuke.  Ele cai no chão com seus braços latejando.  

– Onde estão Dara e Sakura? – Itachi pergunta sentindo sua mãe o ajudar também. 

– Vindo para cá. – A revelação deixou ambos os irmãos com o coração na mão. Itachi sabe do que sua mulher é capaz, Sasuke também  sabe.  E isso os deixam preocupados. – A propósito, tenho cinco netos.  – Sasuke se vira para mãe ao mesmo tempo que Itachi é solto.

– Cinco?  – Sasuke pergunta surpreso. – Sakura tem dois... Eu tenho dois filhos?  – Mikoto assente.  

– Sim, dois.  – Ela diz se sentando ao lado de seus meninos.  – Todos nós erramos a quantidade de bebês. – Ela ri baixinho. – Surpreendente. – Os irmãos concordam. 

–Temos que sair daqui.  – Rosna Sasuke.  

– Vamos irmão, mais no tempo certo. – Falou Itachi.  

– Seu irmão tem razão. Podemos esperar um pouco mais para tentarmos sair. Kakashi está vindo para cá com todos, eu sei.  – Falou ela abraçando à sí mesma.  

– Como são? – Itachi se pronuncia. Mikoto o encara. 

– São duas meninas e um menininho.  – Itachi sorri. – E o seu é um casal.  – Sasuke encara a mãe pensativo. – Infelizmente eu não tive a oportunidade de vê-los.  – Ela suspira. 

– Isso quer dizer o que?  – Sasuke ergue a sobrancelha. 

– No dia em que vocês foram soterrados, eu soube primeiro e como as duas estavam de 8 meses, não queríamos deixá-las preocupadas. – Mikoto suspira.  – No entanto, aconteceu ao contrário. Dara viu através dos olhos de Temari o que aconteceu. Tudo foi rápido de mais, Sakura e Ino brigaram. Dara surtou e saiu da casa transformada em loba e depois Sakura foi atrás dela. – Mikoto fixa o olhar nas maos trêmulas. – Dara deu à luz antes de completar o nono mês, nesse mesmo dia. E Sakura foi quem fez o parto.  – Itachi encarava à mãe perplexo. – Nesse dia elas deixaram bem claro;  Não queriam ninguém atrás delas,  e respeitamos. Gianna e Luca as vigiavam, mesmo ambas terem deixado claro que não queriam ninguém atrás delas.  Os dias foram passando, até que o nascimento dos filhos de Sakura aconteceu. Dois bebês, uma menina e um menino. Gianna e Luca voltaram correndo nos avisar, foi quando eu soube através de Kakashi que Pain estava indo invadir o distrito. Nós preocupamos com a segurança das meninas,  e mandamos Luca e Gianna para lá, com o intuito de protegê-las. E pouco tempo depois,  Pain apareceu e me trouxe para cá. – Sasuke segurou os xingamentos e Itachi respirou fundo, colocando as mãos no rosto. 

– Merda.  – Rosna ele.  – Pain está armando alguma coisa, temos que sair daqui.  – Diz ele. 

– Não se preocupe,  faremos isso e eu sei como.  – Mikoto diz. 

– Espero que dê certo, se não eu faria do meu jeito.  – Sasuke rosna e Itachi concorda.  

Logo um silêncio invade o ambiente, mãe  e filhos perdidos em pensamentos, mais com um único propósito : Matar Pain e sua corja custe o que custar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...