História Lua Nova; Segunda Temporada. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Pain, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Daraita, Gaaino, Mikoshi, Naruhina, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 284
Palavras 1.004
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu sei que eu prometi postar essa capitulo a alguns dias atrás, porém não tive sorte! enfim, espero que gostem e que tenham paciência comigo, pois eu só vou atualizar a fic quando eu achar que o capitulo ta do jeito que quero. Eu recebi as criticas construtivas na fic que eu apaguei - A antiga - E decidi postar essa logo para que você não me matem.

Gente esse capitulo é apenas um prologo para vocês saberem o que aconteceu com os irmãos Uchihas. No proximo sera como anda a vida das meninas e dos outros! Espero o carinho e a paciência de vocês...beijoquinhas XoXo

Capítulo 1 - One; Prologo.


Fanfic / Fanfiction Lua Nova; Segunda Temporada. - Capítulo 1 - One; Prologo.

— Sasuke;

 

Abro os olhos após sentir algo gélido e duro bater forte em minha costela me fazendo arfar. Eu não grito, eu não darei esse gosto á ele, nem aqui e nem no Japão. Ergo meu rosto o suficiente para ver a figura asquerosa de Pain.

 

Ele sorri.

 

Um sorriso perverso. Algo dentro de mim se agita não medo e sim por saber que ele é um filho da puta e que deve morrer. E eu mesmo farei isso lento e muito, muito doloroso. 

 

— Como se sente nessa linda manhã? —  Sua ironia me faz rosnar e querer me soltar e mata-lo agora, porém, ele usa correntes especiais para me prender e infelizmente eu não posso fazer nada.

 

— Porque quer saber? — Ele ri.

 

— Não é todo dia que eu tenho "hospedado" em minha casa um alfa do clã Uchiha. Ou melhor, dois. — Ele gargalha me fazendo trincar o maxilar e fechar as minhas mãos em punho.

 

— Eu quero ver você rir assim quando eu estiver arrancando sua cabeça. — Ele se cala de imediato ficando serio por alguns segundo mais depois volta a rir.

 

— Acha mesmo que isso vai acontecer? — Ele acerta o cano gélido em minha costela novamente e mordo o lábio sentindo a dor alucinante que foi causada pelo impacto do objeto em meu corpo. — Se acontecer Sasuke, eu já terei matado sua mulherzinha, a do seu irmão e os cachorrinhos fruto do que vocês chamam de "amor". — Ele esta próximo o suficiente para que eu consiga acerta-lo com minha cabeça, ele cambaleia para traz e toca o lugar onde o acertei e ri. — Você me pegou Sasuke. — Ele volta a pegar o objeto e acertar diversas vezes em meu corpo. Dói pra caralho, porém eu não vou me submeter a parecer um fracote.

 

Eu sou um Uchiha, e Uchihas causam dor e não a sentem.

 

Depois de repetitivos golpes sinto meu corpo latejar e varias partes de mim estão em feridas abertas e outra parte sinto que algum de meus ossos se encontram quebrados. Pain sai do que seja lá onde estou e me deixa sozinho enquanto luto inutilmente com a dor.

 

"Se mantenha forte Sasuke, tudo ficara bem." — Ouço a voz do meu lobo. Tento acreditar, eu preciso acreditar que tudo dará certo, mesmo que uma parte de mim acredite que não.

 

"Sakura vai precisar que você seja forte." — Fecho meus olhos respirando fundo, aos poucos a dor some e me sinto extremamente renovado. Quando abro os olhos as únicas coisas que consigo ver das feridas feitas há mim são cicatrizes.

 

Nada além de finas e feias cicatrizes.

 

— Você não consegue se libertar Kagutsuchi? — Ouço meu lobo rir.

 

"O que você acha que eu sou? eu sou um lobo Sasuke não o Hulk." — Rio da ironia dele e reviro os olhos.

 

— O que faremos então? Eu preciso sair daqui, eu preciso proteger minha mulher e meus filhos. — Tento me soltar da corrente que prende meus pulsos acima da minha cabeça.

 

"Tenha paciência, na hora certa daremos um jeito." — Rosno frustrado. Maldita hora pra virar prisioneiro.

 

— Itachi;

 

Ouço passos ao meu redor enquanto tenho uma venda sobre meus olhos. Sei de quem se trata, pois seu fedor faz com que meu nariz reclame e meu lobo também.

 

"Ele tem sorte de estarmos presos e vendados." — Susanoo resmunga e sorrio concordando com o mesmo. Realmente, Pain tem muita sorte.

 

— Como vai alfa dos alfas. — Ele ri tirando a venda com agressividade. Rosno para ele e abro meus olhos aos poucos me acostumando com a pouca luz presente no lugar onde me encontro pendurado por correntes especiais.

 

— Não vê o quanto eu estou bem? Babaca. — Sorrio irônico.

 

— Tenho uma noticia pra você lobinho de merda. — Ele fala e franzo minha testa.

 

— E porque acha que eu tenho interesse em saber? — Minha voz sai seca o suficiente para que Pain se afaste um passo. Eu sorrio maldoso mostrando um sorriso deveras assustador na direção desse vampiro covarde de merda.

 

— Porque tem haver com sua mulher. — Meu sorriso morre instantaneamente. Dara, estive preso por duas semanas enquanto minha mulher esta sozinha e gravida.

 

— Para seu próprio bem eu espero que ela esteja bem. — Pain arrasta uma cadeira velha e se senta um pouco perto de mim.

 

"Ele podia ao menos tomar banho." — Seguro a vontade de gargalhar. Pain franze a testa.

 

— Vai me dizer logo ou vai ficar me olhando? — Pain sorri abertamente e rolo os olhos impaciente.

 

Ele cruza as mãos e estala a linguá no céu da boca. — Era uma vez uma mulher linda, seu nome? Dara Senju ou Dara Uchiha. Ela e sua irmãzinha descobriram que você e seu irmãozinho haviam sido pegos por mim e olha que foi bem divertido saber que elas ficaram putinhas da vida ao descobrirem que os lobinhos SUPER corajosos que se diziam amigos e protetores de vocês dois, estavam lá com o rabo entre as pernas.  — Ele ri. — Dara saiu furiosa após fazer uma cena daquelas e na sua saída furiosa, seus filhotes pulguentos resolveram nascer. — Minha boca seca e resmungo baixo me amaldiçoando por ser um fracassado e ter deixado que isso acontecesse. — Duas pulguentas e um pulguento. — Meus lábios se entreabrem em choque e felicidade.

 

 

— São três? — Eu rio.

 

"Parabéns Itachi, mandou bem garotão" — Eu rio e sinto meus olhos se umedecerem.

 

— É uma pena você não vai poder conhece-los. — Pain se ergue e gira seus calcanhares indo em direção a saída. 

 

— E como você pode ter tanta certeza disso Pain? — O filho da puta para e vira seu pescoço me olhando com um sorriso perverso nos lábios.

 

— São dois motivos. — Ele abre a porta sem desviar os olhos dos meus. — O primeiro deles é; você não vai sair daqui vivo e o segundo e mais importante; Sua esposinha e toda a sua família sera morta em dois dias quando enfim, tomarei posse do que é meu. — Ele gargalha. — O Clã Uchiha deixara de existir e você não poderá fazer nada Itachi, nada. — Então ele sai batendo a porta.

 

Sorrio.

 

— Isso é o que veremos Pain.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...