História Lucifer Morningstar: The Devil in LA - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 99
Palavras 419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - A new case


Fanfic / Fanfiction Lucifer Morningstar: The Devil in LA - Capítulo 1 - A new case


Galpão, 8h da noite.
Haviam dois homens, um se encontrava preso entre correntes de ferro em um pilar, o outro não, este tinha um isqueiro perto de si, e em suas mãos uma lâmina, que a usava para fazer pequenos porém vários cortes naquele, torturando-o antes de o queimar vivo.
O homem amarrado a pilastra suplicava para que o torturador parasse com aquilo, e dizia não ter feito o que fez por querer. Mas o torturador não parava,mesmo com a súplica que lhe era feita.
-Você não é o primeiro e nem será o último a passar por isso, porem é melhor sempre deixar um exemplo do que não se deve ser feito, isto é,não devia ter roubado e mentido para mim.
-Eu não o fiz por querer, fui obrigado! - Havia no meio do medo em sua voz uma verdade, mas que não o salvaria.
-Diga-me quem o obrigou.-o torturador ordenou.
-Eu não sei o nome dele, ele usava um codinome e uma máscara.
-E qual era esse codinome?-continuou a perguntar, mas levava a lâmina até o queixo de sua vítima e a pressionava até que começasse a sair sangue do ferimento.
-S..layer.-Ele falou no meio da dor que sentia.
-Obrigado.-abaixou a lâmina e deu uma olhada no homem a sua frente.
-Por favor, deixe-me viver.-suplicou o ferido.
-Tarde de mais, você teve sua chance de não ter me desonerado e me roubado.-O torturador pegou o isqueiro ao seu lado, o acendeu e tacou chamas no prisioneiro. Este começou a gritar ainda mais, as chamas consumiam seu corpo, até não sobram nem uma parte que não estava em chamas.
Manhã, 8h. Departamento da polícia de Los Angeles.
Chloe Decker, a loira detetive da polícia de Los Angeles chegava ao trabalho, sendo recebida por Dan Espinoza, seu ex-marido e pai de sua filha, Beatrice "Trixie" Decker Espinoza.
Dan ainda mantinha sua quedinha pela sua ex., agora sua chefe. -Bom dia Chloe. -disse entre sorrisos.
-Bom dia Dan.-Esta retribuiu o sorriso com uma expressão séria no rosto. E sentiu o telefone vibrar. -Detetive Decker.-atendeu-o.
-Já estamos a caminho.
-O que foi desta vez, chefe?
-Dan eu não sou sua chefe, estou mais para..
-Minha chefe. Tudo bem Chloe, já me acostumei com o rebaixamento e até fica sexy receber ordens de você.
Chloe o olhou com uma expressão que parecia demonstrar que não gostava daquela ideia.
-Tudo bem, isso foi um pouco inapropriado.-disse Espinoza.
-Temos um caso para resolver, mas antes preciso passar na casa de Lúcifer, pega-lo para ajudar-nos.
 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...