História Lúcifer,a Rosa Vermelha - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Anjos, Demonios, Deus, Humor, Inferno, Jesus, Lucifer, Mistério, Religião, Romance, Sobrenatural
Visualizações 5
Palavras 2.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Pois é,o capítulo demorou um pouco mais pra sair no Spirit,pq bem,eu tive alguns problemas :/

Mas aqui está ele!

Capítulo 3 - 2 Capítulo


Dias se passaram desde que Lúcifer e Dylan começaram a morar juntos na mansão que Gabriel deu à eles,nesse tempo eles não se falaram muito,Dylan estava sempre ocupado com seu trabalho ou estudando,e Lúcifer...bem,estava ocupada se divertindo na mansão.

   Mas agora ambos estavam se encarando,em um jogo mortal que Lúcifer propôs,''Quem perder vai ter que levar o outro em um restaurante chique'' Foi o que ela disse naquele momento. 

   Ambos se encaravam,não piscavam em nenhum momento,porém Lúcifer estava na vantagem,Dylan já estava ficando constrangido enquanto se perdia nos lindos olhos púrpura dela,''Preciso reverter a situação'' Ele pensou,e então teve a ideia de fazer perguntas à ela,talvez assim ela ficasse desconcentrada e perdesse.

-Você pode queimar as coisas só com o pensamento?- Lúcifer negou com a cabeça -Pode fazer um humano sofrer só com o olhar?- E de novo ela negou -Então,você não tem poderes?- Ele perguntou franzindo as sobrancelhas.

-Não é bem assim- Ela disse -O que vocês chamam de poderes,eu chamo de ''Dons'',eu tenho vários,mas aqui na Terra eles ficam limitados,no Inferno eu poderia destruir um demônio só com o bater de minhas asas,mas aqui eles apenas são arremessados para trás.- Ambos continuavam se encarando.

   O silêncio reinou por poucos segundos,Lúcifer percebeu qual era o plano de Dylan e resolveu coloca-lo em prática também.

-De onde você tirou aquela pá?- Ela perguntou com uma voz curiosa,isso era algo que Lúcifer vinha pensando já fazia algum tempo,um pensamento idiota,talvez,mas realmente algo que ela queria saber.

-Ela estava jogada perto da lata de lixo- Ele respondeu.Ela ficou desapontada com a resposta,esperava algo mais,''Interessante''.

   Os dois permaneceram em silêncio até que foram surpreendidos com a porta sendo aberta,rapidamente desviaram o olhar que estavam mantendo um no outro,mas a pessoa que havia abrido a porta percebeu isso e ficou com um sorriso bobo no rosto.

-O que vocês estavam fazendo?- Gabriel perguntou.

-Na..Nada- Lúcifer respondeu enquanto se levantava e se dirigia até Gabriel -E..E você,irmão? O que faz aqui?- Gabriel então dirigiu seus olhos até Lúcifer,a fitando por alguns segundos.

-Uma mensagem,de nosso Pai- O coração de Luci começou a bater tão forte quanto uma bala,poucas vezes seu Pai mandava-lhe uma mensagem,''Ele vai pedir para eu voltar ao Inferno?'' Ela pensou.- Ele disse que devemos parar de usar as asas na Terra,a não ser que seja muito preciso.- Lúcifer deu um suspiro de alívio.

-Claro,claro,ele está certo,seria um grande problema caso algum humano visse nossas asas- Ela disse enquanto balançava a cabeça e puxava seus cabelos para trás.

-Mas você nem mesmo se importou em me mostrar suas asas- Dylan disse bebendo um pouco d'água,ela deu um pequeno pulo por causa do susto,havia esquecido que Dylan estava ali,e realmente,Lúcifer não se importou em revelar suas asas para Dylan,e então ela percebeu o quanto foi imprudente naquele momento.

-Bem,é só isso,eu vou indo então- E então Gabriel abriu as asas,e Dylan e Lúcifer o olharam com sorrisos desacreditados -Ah,é claro,é o costume- E então Gabriel guardou suas asas e saiu da mansão.

-Então..- Dylan começou -O que acontece com as asas de vocês?- Lúcifer se virou pra ele e franziu as sobrancelhas confusa.- Quando vocês ''guardam'' elas,parece que elas diminuem até sumirem.

-Seria complicado explicar como funciona nossas asas,então,eu recomendo continuar com sua teoria de que elas diminuem- Lúcifer sorriu meiga,e Dylan retribuiu com um sorriso insatisfeito,e então seu relógio apitou.

-Tenho que ir pro trabalho- Dylan então pegou sua mochila que havia deixado no sofá,colocou nas costas e se dirigiu até a porta,mas foi surpreendido com a fala de Lúcifer.

-Eu vou com você- Ela disse confiante e gentil,Dylan se virou para ela e a olhou desconfiado- O que foi?- Ela perguntou.

-É que eu não entendo por que você teria vontade de ver meu trabalho- Ele disse enquanto colocava suas mãos em uma das alças da mochila.

-Eu apenas estou cansada de ficar sozinha toda terça-feira- Ela disse enquanto se dirigia até Dylan -Me deixa ir junto?- Lúcifer perguntou com um sorriso fofo,gentil e amável,Dylan corou por alguns segundos.''Como poderia uma pessoa ser tão fofa?'' Ele pensou.

   Dylan sabia que o certo seria negar,mas ele já se encontrava perdido no amável sorriso de Lúcifer,ele então deu um leve suspiro,olhou para o chão e sorriu,logo depois voltando seu olhar para Lúcifer.

-Tudo bem,você pode vir comigo,mas tem que se comportar- Ele disse bagunçando um pouco o cabelo de Lúcifer,que deu alguns pulinhos e o abraçou,fazendo o mesmo corar novamente.- Vamos logo.
-----------------------------------------------------------------

   Pouco tempo depois,Dylan e Lúcifer estavam no Departamento de Polícia.

   Enquanto Dylan conversava com Owen,Lúcifer ficou escorada na parede,ela não tinha autorização para ouvir a conversa,afinal,na Terra,era legalmente uma civil.

   Quando Dylan e Owen terminaram de conversar,Dylan se dirigiu até Lúcifer com um olhar sério e um pouco preocupado,ela não entendia o do por que ele tinha aquele olhar,mas entendeu logo que ele a contou o próximo caso que ele teria que trabalhar.

-Uma garota foi morta,dentro do Museu USS Midway- Ele disse com a voz pesada e fraca,''Acho que mortes podem afetar bastante ele'' Foi o que Lúcifer pensou.- Esse é o meu primeiro trabalho que envolve uma morte...

-Seja forte- Lúcifer disse enquanto segurava a mão dele.

-Claro,bem,hoje as pessoas que trabalhavam com ela vão dar uma festa em comemoração ao nascimento do filho de um dos colegas,e eu preciso me infiltrar lá e perguntar algumas coisas na esperança de achar qualquer suspeito,quer me ajudar?- Dylan perguntou.

-Claro,mas,do que eu vou ser útil?- Dylan deu um sorriso bobo,e Lúcifer franziu as sobrancelhas confusa.- O que foi?

-Luci,com a sua ajuda,vamos interrogar as pessoas muito mais rápido- Dylan deu um leve peteleco na testa de Lúcifer,a mesma fez um bico e ele soltou uma risada fraca.

-Qual o nome da vítima?- Lúcifer perguntou.

-Caroline Martins.- Dylan respondeu.
-----------------------------------------------------------------  

   De noite,Lúcifer e Dylan já estavam arrumados para a festa,a polícia havia preparado tudo para eles,os convites falsos e um carro emprestado.

   Dylan estava usando um terno formal preto,com uma gravata borboleta vermelha,ele também fez questão de colocar uma rosa no bolso de seu blazer preto,ele também estava usando um relógio de ouro.

   Lúcifer estava usando um vestido mullet preto com detalhes prateados,uma bolsa também preta,uma sapatilha preta,uma meia preta que se estendia até sua coxa,ela também usava o colar que Rafael havia lhe dado,pulseiras prateadas em cada braço,e um anel com uma pedra preciosa nele.

   Enquanto Dylan dirigia até o local da festa,Lúcifer se encontrava nervosa,ela tinha medo de estragar tudo,e ela estranhava isso,ela nunca teve medo de nada,sempre foi uma pessoa confiante,mas quando está perto de Dylan,tem medo de muita coisa,ela não odiava aquela sensação,mas também não era algo bom de se sentir.

-Não fique nervosa- Dylan disse sem tirar os olhos da rua -Vai dar tudo certo.- Ele disse de forma acolhedora,Lúcifer soltou um longo suspiro,e conseguiu se acalmar um pouco.

-Espero que sim.- Ela disse.

   Depois de um tempo,Lúcifer e Dylan finalmente haviam chegado no local da festa,eles desceram do carro e ficaram encarando o local por alguns segundos.

   Não era só Lúcifer que estava nervosa,Dylan também estava,por mais que estivesse acostumado com esse tipo de infiltração,algo dessa vez era diferente,mas ele não sabia o que era.

   Eles então tomaram coragem e se dirigiram até a entrada,antes que entrassem,um homem com pele branca,cabelos pretos,olhos castanhos e corpo definido parou eles,ele usava um terno preto comum e sapatos sociais também da cor preta,deveria medir 1,85.

-Convites.- O homem disse com uma voz fria e grossa,Dylan então pegou os convites falsos do bolso e entregou ao homem,que saiu de frente da entrada,permitindo assim que os dois passassem.

   O local estava cheio de luzes que mudavam de cor,balões de festa para todo lado,algumas pessoas dançavam no gramado,outras parabenizavam os pais da criança,mas isso pouco importava agora,Dylan fez um sinal para Lúcifer,pedindo para que os dois se separassem e começassem a efetuar o plano,mas antes que pudessem fazer isso,foram barrados por uma mulher.

   A mulher tinha pele clara,olhos da cor verde,unhas duas vezes maiores do que as de Lúcifer,usava um vestido vermelho que se estendia até seus pés,e neles usava um salto-alto vermelho com detalhes dourados,ela deveria medir 1,78.

-Com licença,mas vocês são garçons ou algo do tipo?eu nunca vi vocês no Midway- Ela disse enquanto ria e dançava,Lúcifer e Dylan ficaram um pouco sem reação,até que Lúcifer resolveu tomar uma atitude.

-É que nós dois ficamos muito afastados- Dylan concordou acenando com a cabeça -Sabe,somos meio tímidos...- Lúcifer estava quase implorando para que aquela desculpa funcionasse.

-Então é hoje que essa timidez de vocês é quebrada,sigam-me- E então a mulher pegou a mão de Lúcifer e a puxou para perto de um grupo de pessoas,Dylan então aproveitou a oportunidade e foi para perto de outro grupo,e assim os dois começaram a investigação.

   ''Já estou me arrependendo'' Lúcifer pensou.

   ''Apenas se misture Luci'' Dylan pensou. 

   Depois de um tempo,Lúcifer havia conhecido as pessoas que deveria investigar,ela também descobriu que o nome da mulher que a puxou era Sarah Garten.

   Lúcifer não havia perguntado nada sobre a morte de Caroline,ela pensou que talvez fosse melhor ganhar intimidade primeiro,para que não criasse nenhuma suspeita,as duas já estavam conversando já fazia meia-hora,então Lúcifer tomou coragem e perguntou.

-Ficou sabendo sobre a garota que morreu?- Ela perguntou enquanto bebia um pouco de vinho.

-Claro que fiquei sabendo,fico me perguntando quem faria algo tão horrível- Sarah disse enquanto pousava sua mão no peito.

-Acha que foi alguém do Midway?- Ela perguntou tentando disfarçar o máximo possível -Digo,talvez ela tivesse algum inimigo no trabalho,algo desse tipo- E então Sarah colocou a mão no queixo,ficando em uma postura pensativa.

-Bem,de fato,ela tinha uma briga com pelo-menos dois funcionários de lá,mas não acho que eles matariam ela por causa disso- Sarah então bebeu um copo de vinho. -Diga-me Lúcifer,esse nome já te atrapalhou alguma vez?

   Lúcifer ficou imóvel por alguns segundos,se lembrava das várias vezes que seu nome foi usado para fins malignos,as vezes que o amaldiçoaram,e isso machucava Lúcifer,ela odiava que toda essa carga fosse posta sobre ela,ainda mais com ela sendo inocente sobre as coisas que a acusam,mas esse era o preço que ela escolheu pagar para manter o equilíbrio.

-Acho que ele me atrapalha desde o início dos tempos- Ela deu uma leve risada cheia de lembranças más,Sarah então abraçou Lúcifer,a mesma esbugalhou os olhos e ficou sem entender- Sarah,o que está fazendo?

-Te dando apoio emocional,é isso que amigas fazem- Lúcifer sorriu. 

-Diga-me,qual o nome desses funcionários que Caroline tinha ''problemas''?- Lúcifer perguntou.

-Meu deus,você é insistente em assuntos tristes em- Sarah disse com um sorriso -Acho que é Jimmy e Bruce,algo desse tipo...
-----------------------------------------------------------------    

   Dylan estava bebendo em uma pequena mesa enquanto observava as pessoas ao seu redor,procurando por qualquer suspeito,ele estava sendo cauteloso,não poderia parecer suspeito,mas também não poderia ficar bêbado,mas ele estava quase falhando nisso,estava sentindo o álcool lhe subir a cabeça,ele não gostava de beber,mas para manter o disfarce é preciso sacrifícios.

   Um homem chamou a atenção de Dylan,ele parecia estar olhando alguma coisa no celular enquanto mantinha um semblante triste,Dylan levantou cautelosamente e passou por trás do homem,ele percebeu que ele estava vendo uma foto de..Caroline?

-Conhecia ela?- Dylan perguntou,o homem se virou surpreso,depois de analisar bem Dylan,voltou a olhar para o celular.

-Sim,eu conhecia,ela era minha amiga- O homem disse enquanto alisava o celular,como se estivesse fazendo carinho em Caroline.

   O homem se chamava Antony Cooper,ele era branco e um pouco desnutrido,tinha cabelos castanhos,presos por um rabo de cavalo,olhos da cor castanha,usava um terno preto e sapatos sociais também pretos,media 1,69.

-Eu sou Dylan Carter,sou primo da Caroline- Dylan estendeu a mão para Antony,e então os dois fizeram um aperto de mão amigável.- Eu gostaria de perguntar algumas coisas sobre a morte da minha prima,se possível.

-É claro,vou responder tudo que posso- Antony disse.

-Obrigado- Dylan disse enquanto se sentava em uma cadeira próxima a Antony -Você foi uma das pessoas que viu o corpo?- Antony confirmou acenando com a cabeça -Você e minha prima eram muito próximos?- Antony confirmou novamente acenando -Qual era o tipo de relacionamento de vocês..?- E então,Antony ficou em silêncio por alguns segundos,enquanto olhava para o chão.

-..Nós dois,estávamos planejando nos casar- Antony disse olhando fixamente nos olhos de Dylan -Ela disse que queria pular o namoro,que tinha certeza de que eu era a pessoa certa,e então,começamos a planejar..mas o destino foi cruel conosco..

-Mais alguém sabia desse ''relacionamento'' de vocês dois?- Dylan perguntou.

-Não,não,concordamos em manter segredo,não queríamos que nosso chefe descobrisse e nos demitisse...

-Entendo..
-----------------------------------------------------------------    

Lúcifer e Dylan já haviam saído da festa,estavam do lado de fora indo em direção ao carro.

-Descobriu alguma coisa?- Lúcifer perguntou para Dylan enquanto caminhava.

-Eu descobri que a vítima uma vez foi uma viciada em maconha,ela tinha uma dívida com um traficante chamado Kevin,talvez ele seja nosso assassino.- Lúcifer então ficou quieta -E você?Descobriu algo?- Dylan perguntou.

-Descobri que a vítima tinha inimizade com dois dos seus colegas de trabalho,eles se chamam Jimmy e Bruce,trabalham como seguranças noturnos.- Dylan sorriu pra Lúcifer -O que foi?- Ela perguntou.

-Acho que vou fazer você trabalhar comigo mais vezes...- Ele disse.

Continua...?


Notas Finais


Bem,é isso,espero que tenham gostado =3

Não se esqueçam de favoritar caso tenham gostado,e comentem,eu gosto de comentários :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...