História Luck is number seven - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Tao
Tags Baek Seme, Baekhyun Seme, Baekyeol, Bottom!yeol, Chan Uke, Chanbaek, Chanyeol Uke, Faculdade, Top!baek
Visualizações 229
Palavras 2.648
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheguei com o especiaaal
Então é oficial...o fim de Luck Is Number Seven chegou, espero realmente que tenham curtido isso aqui sjsjsjs e boa leitura.

O que começa com BaekYeol...termina com BaekYeol hahahahaha

Capítulo 15 - Capítulo especial





Mesmo que anos tenham se passado e o casal tenha superado brigas bobas e momentos ruins, eles estavam lado a lado e superando mais um momento um tanto delicado.


Que Baekhyun é um tarado todos nós sabemos, certo? Certo.


Porém o mais velho estava a quase duas semanas sem um carinho mais íntimo que ultrapassasse os beijinhos que trocavam antes de seguirem para o prédio de advocacia que tinham erguido com muito esforço e suor descendo pelas têmporas... e outros lugares indesejáveis também.


O foco do problema era que Chanyeol estava atolado de trabalho, tinha uma pilha de papéis na sala do mais novo e parecia pior a cada dia que passava.


"Acabarei a tempo"


"Estou fazendo isso pra a gente viajar mais tranquilo"


"Já to acabando"


Era o que o maior sempre dizia quando o menor lhe questionava sobre o andamento do trabalho, iriam viajar no final da semana juntos com os pais e passariam 3 semanas por lá, e os irmãos de ambos estavam muito animados.


Park Sooyoung agora com 10 anos estava animada para a tão comentada viagem a Jeju e Byun Minjoon com a mesma idade mandava uma mensagem de texto todo dia para o irmão perguntando se estava tudo certo para as férias de verão.


Nem mesmo os pais conseguiam segurar aquele dupla inseparável fazendo os irmãos rirem da animação dos menores.


Mas tudo piorou quando Chanyeol chegou em casa uma hora antes com a história que não poderia ir para Jeju com eles no fim de semana e provavelmente só iria na segunda.


- Mas você não disse que já estaria livre Chanyeol? -Baekhyun tirou o óculos de sol desfazendo o sorriso animado.


- Desculpa Bae, eu não consegui terminar a tempo mas eu prometo que vou tentar o máximo até segunda - tentou abraçar o menor que apenas se afastou arrastando as malas para fora do quarto.


- Eu esperei esse tempo todo para que a gente pudesse ir junto e as crianças estão tão animadas, como que vou dizer "sinto muito ele preferiu o trabalho do que a gente"... Obrigado pela consideração - abriu os braços rindo sem realmente achar graça e andando até a porta.


- Não fica assim, amor volta aqui - Chanyeol odiava ver o marido decepcionado e começou a ficar triste ao ver as feições dele.


- Não Chanyeol, eu vou para essa viagem e vou me divertir com ou sem você... porra você se esquivou esse tempo todo por causa da papelada e agora diz que não pode ir? - passou a mão pelos cabelos e voltou a por os óculos sorrindo falsamente para o marido e balançando os braços - Agora eu vou me divertir com a minha família, tomara que encontre um sereio lá - pouco se importou com a cara chocada de Chanyeol e apenas bateu a porta do apartamento em que ainda viviam e pegou um táxi para o aeroporto.








                          ☆☆☆








Baekhyun chegou ao hotel depois da explicação um tanto frustrante para os pais, sogros e as crianças que a todo momento perguntavam onde estava o maior de orelhas avantajadas.


No fundindo, nem tão fundo assim porque aquele coração transbordava saudades do orelhudo vacilão...Porra Baekhyun só queria um cheiro e um carinho do mais novo e quem sabe umas saliências, que pela falta o deixava louco a semanas até porque cinco contra um não era tão satisfatório quando a boquinha cheinha la embaixo ou o buraquinho do maior.


O mais velho tinha esperanças de que na segunda o marido aparecesse, mas quando os dias passaram e as mensagens no celular -que havia parado de responder desde a quarta- não paravam de chegar com desculpinhas.


Baekhyun estava putasso.


E as notícias só surgiam pelos pais e rios, vez ou outra quando estavam na praia conversando sobre assuntos triviais ou como "Ah bem que o Chan podia estar aqui" "Ele disse que iria tentar vir hoje" "Baekhyun por que você não tá atendendo o meu filho?"


E era mais um daqueles dias em que o menor pegava o celular antes de sair da sala e apenas visualizava as mensagens do marido.


Channie Vacilão: chegou mais papel aqui

Desculpa Bae eu to atolado

Amor me responde

Que história de sereio é essa? Se atreva ou eu corto o seu pau fora

Você vai continuar me ignorando?

Mas eu vou continuar te mandando mensagem sabe por quê?

Porque eu te amo♡


Baekhyun se derretia todo com as menagens carinhosas que eram enviadas constantemente mas ele não iria ceder.


Quando ia bloquear a tela uma nova mensagem chegara.


Channie vacilão: Eu não vou poder ir amanhã desculpa Baek, não fica decepcionado comigo por favor

Mas vou tentar o máximo para semana que vem.


You: apenas diga que não pode vir

Estou farto de suas desculpas


Desligou o celular e jogou dentro da mala bufando irritado e só voltou a por um sorriso no rosto quando ouviu batidas na porta e viu Minjoon entrar animado junto com Sooyoung e lhe puxar para irem em direção a praia.


Baekhyun ficou brincando com as crianças no mar e fazendo castelos de areia até cansar e com isso resolveu voltar para o hotel, comeu alguma coisa e foi direto para o quarto a fim de tomar um banho mais relaxante.


Lavou o corpo para tirar o sal da areia assim como os cabelos e ligou a banheira para enfim ter o tão esperado banho relaxante.


Entrou na água morna e deitou a cabeça sentindo os ombros relaxarem aos poucos com a água quente e sorriu fechando os olhos pondo os braços nas lateriais da banheira e gemendo em agrado.


Estava tão absorto que assustou-se ao ouvir a porta do quarto ser aberta rapidamente revelando um Chanyeol com um sorriso enorme no rosto e o óculos de sol escorrendo pela pontinha do nariz assim que viu o corpo forte do marido na banheira... nunca iria cansar de secar o Byun.


- O que está fazendo aqui? - questionou olhando assustado para o maior que mantinha um sorrinho no rosto.


- Acabei tudinho...não está feliz em me ver? - Abriu os braços para o menor que apenas bufou e voltou a fechar os olhos.


- Tanto faz - murmurou.


Chanyeol sabia que o menor estava chateado consigo e passou noites acordado somente pra poder entregar tudo a tempo somente para curtir com o marido e a família.


E foi com isso que pigarreou atraindo a atenção de Baekhyun e começou a desabotoar a camisa com estampa de flores de uma forma sensual e o olhar sério sobre o corpo do mais velho.


Baekhyun por sua vez estava vidrado no corpo do maior, tentava resistir sentindo o membro já dar alguns sinais de vida até o ver tirar a última peça de roupa e se aproximar entrando na banheira sentando diretamente no seu colo e passando os braços por seu pescoço começando a espalhar selinhos pela bochecha do mais velho já que ele tinha virado o rosto.


- Me perdoa, Baekhyun? -peguntou sussurrando enquanto rebolava devagar e mordiscava o queixo dele - Hein amor?


- Não sei - Virou o rosto para o maior que selou seus lábios com rapidez como se estivesse necessitado...e realmente estava.


- Baek por favor...hum... eu estava com tantas saudades - falou em um tom pecaminoso fazendo o corpo do menor tremer levemente.


- Eu também - Baekhyun havia se rendido tão facilmente pondo a mão na cintura do mais novo a apertando com um pouco de força o ouvido gemer arrastado e rebolar mais ainda em seu membro.


- Não gostei nada dessa história de sereio - parou os movimentos olhando feio para o marido que riu e voltou a fazer com que ele se remexesse. - Não to achando graça.


- Eu só tenho um sereio na minha vida...quer saber quem? -cravou as unhas na cintura do mais novo e levou os lábios até a pele deleitosa a mordiscando e fazendo questão de castigar ali para mostrar a sua saudade do homem que tanto amava.


- Quem? -mordeu o lóbulo do marido enquanto as mãos puxavam os fios da nuca levemente.


- Você Yeol- virou o corpo maior o pondo para baixo pouco se importando com a água que escorria pelos cantos.


Abriu as pernas dele e se encaixou ali indo com força de encontro ao quadril de Chanyeol fazendo com que ele gemesse alto e levasse a cabeça para trás, o que facilitou com que o menor começasse a marcar e morder com força o pescoço e a clavícula até chegar ao peitoral. Os lábios foram até o mamilo submerso o mordendo suavemente e puxando fazendo o mais novo arfar e resmungar.


- B-Baekkie deixa eu te c-chupar - pediu baixinho e assim viu o marido levantar e sentar na lateral da banheira.


Chanyeol se arastou pela água beijando as coxas torneadas e fazendo um caminho com os lábios até a virilha.


Ao olhar de baixo se perdeu na imagem luxuriosa que ele emitia, os fios negros do mais velho escorriam água indo até o peitoral com alguns gominhos enquanto os lábios estavam entreabertos onde deixava lufadas de ar escaparem porém ainda mantinha o sorrisinho sapeca.


Pegou o membro teso lambendo a ponta e soprando vendo Baekhyun arfar em ansiedade, pôs toda a extensão na boca chupando devagar como um pirulito sentindo o "doce" do marido inundar seu paladar.


Começou a mover a cabeça pra cima e pra baixo com velocidade sendo agraciado pelos gemidos rouquinhos e os murmúrios de Baekhyun que jogava a cabeça para trás acompanhando o movimento da cabeça do mais novo com a mão perdida nos fios agora ruivos dele.


E ao sentir os tremeliques denunciando o possível orgasmo do menor e a mão dele o puxando sutilmente resolveu que não sairia dali, tirou a mão em seus cabelos e aumentou a velocidade com a própria mão na base enquanto sugava a parte restante mesmo que o quantinho de seus lábios estivessem dormentes.


-Ahhh -arfou e revirou os olhos.


O jato veio forte inundando com o sabor amargo de Baekhyun e engoliu tudo sendo agraciado pelo rosto ofegante do menor que lhe olhava abobado.


- Bom garoto- riu fazendo um cafuné na cabeça do mais novo que riu.


Chanyeol puxou o corpo do menor para que estivesse dentro na água novamente e começou a morder o queixo dele e bochecha até chegar nos lábios fininhos e enfiar a língua ali, no meio do beijo onde as línguas batalhavam o maior enfiou três dedos na boca do menor que fez os mesmos movimentos que teve a pouco em seu membro.


Chanyeol gemeu friccionando seu membro com o do menor e quando achou bom o suficiente retirou os dedos grandes dos lábios do marido e virou deitando, do outro lado, no encosto da banheira ficando onde a água não cobria a sua traseira.


Inseriu um dedo gemendo e fazendo movimentos enquanto observava por cima do ombro a expressão de desejo e a mão nervosa do marido que queria lhe tocar.


O segundo e terceiro vinheram juntos fazendo o maior se remexer incomodado e com aquilo o menor não aguentando mais aquela cena se arrastou até a si beijando as costas e indo com a boca até o pescoço onde começou a deixar mais inúmeras marcas até chegar ao ouvido dele.


- Você quer que eu entre em você? - tirou os dedos dele do interior e fingiu uma estocada roçando o membro na entrada vermelhinha que lhe chamava.


- Quero B-Baek...ahm... entra logo - gemeu assim que sentiu o menor cuspir no membro por conta da falta de lubrificante e por a glande em sua entrada apenas pressionando. - Vai logo amor.


- Tão manhoso e apressadinho - riu acariciando a bunda do mais novo deixando um tapa com a marca de seus dedos na pele branquinha que ficou vermelha e ao ouvir o grito surpreso acatou o pedido do marido - O que quer que...hum... eu faça agora?


- Que você vá fundo AH -gritou quando Baekhyun entrou de vez indo fundo mesmo - E f-forte - e então em suscetíveis movimentos iguais ao primeiro foram reproduzidos.


Baekhyun olhava o membro entrar e sair do interior do maior enquanto ele gemia alto e apertava os dedos na superfície de mármore e pedia mais e mais, rebolando no seu pênis.


Baekhyun saiu do interior do marido e voltou a entrar na banheira enquanto via o marido lhe olhar raivoso e sem entender o motivo de ter parado.


Ao ver o sorriso safado e os dedos lhe chamando Chanyeol soube que era para sentar no menor e la foi ele todo animado.


Pegou o membro e direcionou na sua entrada depois apoiando as mãos nos ombros largos, porém Baekhyun lhe segurou pela cintura antes de chegar a metade da extensão puxando devagar até entrar por completo.


- Quem vai ditar os movimentos aqui sou eu, bebê - sussurrou movendo o quadril para cima e chocando forte com o outro ao estar próximo.


E aquele apelido deixava o maior todo derretido por Baekhyun que usava a mesma palavra em momentos diferentes e em todos conseguia ter um efeito arrepiante em Chanyeol.


Usava bebê quando estavam abracadinhos aproveitando do carinho um do outro. Usava ao estarem discutindo mas não o fazia com alguma intenção...a palavra só escorregava pelos lábios finos. Usava principalmente em momentos impuros como este em que se encontravam.


Depois de muito torturar o marido o deixou ir pela velocidade desejada, se apoiando no encosto da banheira para poder cavalgar rápido no membro de Baekhyun enquanto a água -que a muito ficara fria- caia pelas laterais e jogava a cabeça para trás fazendo o favor de gritar para que todos escutassem o quão bom estava subir e descer no membro duro do marido.


Baekhyun gemia alto e apertava a cintura do marido indo de encontro com a pélvis dele assim que descia de volta e foi em uma dessas vezes que ambos fizeram juntos.


- Eu vou g-gozar - Chanyeol falou descendo com tudo é se desmanchando dentro da água junto do marido que rosnou e afundou a cabeça do encosto dali, que por sorte era acolchoado.


Ainda ofegante o maior levantou um pouco na água e suspirou ao sentir o membro do menor sair de sua entrada, deitou no peito dele ouvindo o coração acelerado e sentindo as mãos molhadas passarem pela parte submersa até a nuca que não estava coberta pela água, o que deu arrepios no maior.


Chanyeol escondeu o rosto quente no peito de Baekhyun que abriu os olhos e riu da cena.


- Não importa quantas vezes a gente faça amor, você sempre fica coradinho depois - falou puxando o rosto do maior e dando beijinhos na testa e têmporas enquanto acariciava a bochecha- Eu acho isso adorável.


- Me perdoa por não ter vindo com vocês, Baek? - o maior perguntou mordendo a bochecha do marido e o olhando ansioso. - Desculpa amor.


- Eu te perdoei desde que entrou por aquela porta - apontou para a porta aberta onde o maior tinha feito a surpresa - Só estava chateado.


- Eu sei Bae, maaaas eu tenho uma surpresa... Na verdade eu demorei somente por isso e os appas sabiam - riu ao ver a cara incrédula do mais velho.


- O que? - se remexeu para enlaçar as pernas com as do marido e voltou a repousar as mãos na cintura dele.


- A gente vai passar um mês aqui e trouxe mais roupas para você já que o senhor só viajou com uma mala pequena - Bateu no ombro do menor e riu abafado quando ele o puxou para um beijo.


- Por que não me contou?- sorriu deitando a cabeça no acolchoado da banheira.


- Era surpresa... você viu o número do quarto? Eu juro que não escolhi ele - gargalhou ao ver o marido revirar os olhos - Esse número nos persegue.


- Eu te amo, Chanyeol - entrelaçou os dedos úmidos com o do marido o olhando com o maior sorriso do mundo e sendo retribuido da mesma forma.


- Eu te amo, Baekhyun.


                         ~Fim~



Espera ...Ainda não


-QUE BARULHERA É ESSA BYUN BAEKHYUN E PARK BYUN CHANYEOL? - Soohyuk e Jungwoo gritavam do corredor do hotel fazendo os dois se entreolharem assustados.


Tinham feito tanto barulho assim?


Fim de especial, porque para esse casal sempre será o início.





Notas Finais


Um beijo pra todos vcs♡
Até algum dia desses, rs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...