História Lucky - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Nico di Angelo, Percy Jackson, Rachel Elizabeth Dare, Thalia Grace
Tags Percabeth, Romance
Visualizações 44
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Penúltimo capítulo, espero que gostem 💛

Capítulo 3 - Lucky:Kisses


Eu não sabia muito bem como agir diante daquela notícia, então quando Nico me deixou em casa eu simplesmente corri para o meu quarto e me tranquei.

Mas foi inevitável não pensar nele,em uma das paredes de meu quarto havia um mural de fotos e a maioria o Percy estava nelas, no dia do piquenique da sala, no dia que acampamos com o Tio Quiron, no dia que fomos a estátua da liberdade, quando fomos assistir star wars no cinema, quando fomos ao aquário visitar o seu pai, e a minha preferida tínhamos 5 anos eu comia sorvete com um sorriso banguela no rosto e os cabelos assanhados, e Percy tinha um de seus braços em cima do meu ombro e olhava para a câmera sorrindo,aquele tinha sido o dia que eu havia me mudado para a casa ao lado, e Sally Jackson mãe de Percy havia nos convidado para um passeio no parque.

"-Percy essa é Annabeth-a mulher de sorriso bonito falou segurando um menino ao seu lado, ele era franzindo e tinha os olhos verdes que pareciam duas pedrinhas brilhantes,igual as que mamãe colocava no aquário para os peixinhos.

—Mas mãe ela é menina-o tal de Percy gritou puxando a saia de sua mãe-ela vai querer brincar de boneca. 

—Mamãe-gritei puxando o vestido de minha mãe-Ele é menino vai querer roubar minhas bonecas.

O menino me olhou com raiva.

—Você é feia-ele falou e correu. 

—Você é feio também-gritei e ele me deu língua 

—Mãe-grite minha mãe começou a rir, e eu corri atrás daquele menino esquisito."

—..lembro que depois desse dia, nos tornamos bons amigos-terminei encarando a punk a minha frente, depois que cheguei em casa mandei uma mensagem para Thalia e fui até sua casa, ela era a única que eu sabia que podia falar sobre tudo e eu estava confusa e mesmo sem parece Thalia com todo o seu jeito durão talvez me entendesse, porque eu mesma não entendia. 

Ela me encarava com um sorriso torto no rosto. 

—Você está apaixonada por ele. 

—Claro que não -neguei rapidamente- isso seria impossível, o Percy e um irmão pra mim. 

—Irmão não beija o outro irmão - ela falou cantarolando 

—Não tem nada haver Thalia aquilo havia sido um acidente, ele inclusive se desculpou depois.

—Se desculpou porque você fugiu do menino como se ele tivesse te batido-a olhei com a sobrancelha arqueada e ela deu de ombros-Enfim pelo que você me contou naquele dia, e sobre as crises de ciúmes constantes dele, cheguei a conclusão que ele não é o único lerdo da história. 

—Argh-me joguei na cama, encarando as paredes em tom de preto do quarto de Thalia-E se eu tiver com isso aí. .

—Apaixonada-ela falou sorrindo, desde de que começou a namorar com o Luke ela vivia sorridente pelos cantos, me pergunto se ele anda drogando minha amiga. 

—É isso aí, de que adianta ele tá com à aquela..aquela coisa agora. 

Thalia foi para uma de suas prateleiras de cds do Green Day, e tirou de lá um livro. 

—Você sabe ler?-falei surpresa, ela deu uma risada irônica e jogou o livro em cima de mim. 

—Leia isso.

—"Como acabar um namoro em 30 dias", voce estar brincando comigo certo?

—Depende, o Cabeça de Alga é meu primo e até onde eu sei louco por você, não acho que ele estar de verdade com a ruivinha, mas pra todo o caso guarda esse livro contigo. 

Fiz o que ela pediu.

—Perai Thalia porque você tem esse livro com você? 

Thalia me direcionou um sorriso malicioso e seu olhos brilharam.

—Digamos que não  foi a toa que meu irmão terminou com aquela vadia da Drew. 

Comecei a rir e Thalia me acompanhou, Thalia não prestava.

 

E eu também não.

***

—Então você não vem?

—Não, Nico-falei segurando ainda mais o celular na mão-Eu combinei de sair com minha mãe, não vai dar desculpa. 

—E que tal amanhã a gente da uma volta no parque ou eu passo aí e a gente assiste um filme?

Mordi meu lábio inferior.

—Um filme seria ótimo. 

—Ótimo ,então até amanhã princesa. 

—Até caveirinha.-desliguei o celular e me olhei novamente no espelho, retocando o batom, o plano era bem simples na verdade eu entraria pela escada de incêndio igual fazia quando criança e me declararia.

 

Simples e prático. 

Respirei fundo e peguei minha bolsa. 

—Você está muito linda senhorita Annabeth-falei sorrindo me olhando no espelho, estava com uma calça justa e um sueter azul, a cor preferida de Percy coloquei mais rimel, dando um destaque aos meus olhos.

—Pronto agora só falta o cupcake. 

Desci as escadas correndo. 

—Vai aonde Annabeth?-minha mãe estava deitada no sofá,seus olhos cheio de olheiras, não sabia a quantos anos minha mãe havia se arrumado, ou ao menos dormido direito, me senti mal na hora, eu estava atrás do cara que eu gosto enquanto minha mãe, definhava no sofá. 

—Mãe eu vou na casa do Percy, volto logo-ela deu um sorriso assentindo.

Lhe dei um beijo na testa. 

—Que tal um pequenique fim de semana.?

—Um pequenique seria bom-ela sorriu.

****

Okay Annabeth não é tão difícil você já fez isso a uns sei lá 3 anos.

Abri a porta e subi pela escada de incêndios,o nervosismo já te atingiam em cheio, abri um sorriso e quando iria passar pela varanda risadas me interrompem.

—...e quando ela saiu correndo,acabou topando na escada rolante-mais gargalhadas.

—Eu não acredito que ela fez isso-a voz de Rachel me fez prender a respiração.

Senti meus olhos lacrimejarem, não chore Annabeth repeti pra mim mesmo lembra do que a Thalia falou "Talvez eles sejam só amigos, talvez você esteja criando problemas onde não existem "

Eram muitos talvez, eu sabia que deveria ter ido embora no momento em que ouvi as risadas, eu sabia que deveria ter indo embora no momento em que meus olhos e os dela se encontraram, eu sabia que devia ter ido embora no momento em que ela o puxou e o beijou. 

Sai correndo pelas escadas, ouvindo a voz dele me chamando mais eu não queria ouvi-lo, não queria saber o quanto ela o fazia feliz, e o quanto éramos só amigos.

 

Joguei o cupcake no meio do caminho e sai correndo pelas ruas,não sabia para onde estava indo as lágrimas e a chuva forte me impediam uma melhor visão, eu só parei quando inconscientemente havia chegado a porta da casa de Nico e tocado a campanhia. 

E quando ele abriu a porta, simplesmente me joguei em cima dele e o beijei, eu estava molhada, provavelmente o beijo mais molhado da minha vida, mais foi bom, ele me puxou pra perto aprofundando o beijo e por um momento não pensei em Rachel, não pensei em Percy.


Notas Finais


Não me matem por favor, quando vocês leram o título sei que pensaram que eles se resolveriam, mais não foi dessa vez, o que acham será o fim de Percabeth, o início de triângulos amorosos?
Comentem e dem sua opinião, nessa semana postarei o último, espero que tenham gostado.
Beijos de luz!
Ps:depois eu respondo os comentários do capítulo passado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...