História Lucky One - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Kris Wu, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Tao, Xiumin
Tags Babá, Chansoo, Exo, Romance, Sulay, Taoris, Xiuhan
Exibições 683
Palavras 1.331
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Epílogo


Você me fez arriscar meu coração numa oportunidade única.

Nenhuma família é perfeita, todas tem erros, brigas, mas no final todos se amam e isso é o que importa, batalhar e lutar pelo amor dela é o suficiente para uma vida inteira.

-KIM YIBO, VOLTA AQUI COM ESSES DOCES AGORA. -Sehun gritava correndo pela casa atrás do pequeno fugitivo.

-YIXUAN, VOCÊ NAO PODE SAIR CORRENDO PELADO PELA CASA, ISSO É ATENTADO AO PUDOR MOLEQUE...PARA DE BALANÇAR ESSE PINTO....OMMA O YIXUAN ESTÁ FAZENDO XIXI NO AQUÁRIO DE NOVO. -Os gêmeos estavam gritando e correndo atrás do pequeno que se esquivava muito fácil.

-Por que vocês não são como o Wenhan? -Chanyeol resmungou enquanto carregava o pequeno que apenas sorria enquanto brincava com o cabelo recém-pintado do irmão.

-MAS QUE ZONA É ESSA? -Junmyeon ficou estático na porta olhando a situação da casa, atrás dele o chinês riu baixo e o abraçou por trás. Tao e Kris também riam da situação.

-São só crianças Myeonie... -O chinês tinha o dom para conseguir acalmar Junmyeon, ele era como a luz naquela casa e não importava quantos anos se passassem Yixing se tornava ainda mais doce e cuidadoso.

-Mas...mas...quem vai limpar isso aqui?

-Eu não, não fui eu. -Wenhan disse baixinho e correu para as pernas de seu omma que o pegou rapidamente. O pequeno lembrava muito Sehun quando bebê, era um amor de pessoa, doce e quieto, nunca fazia bagunça alguma.

-Eu sei que não foi você meu bebê, você é um anjinho. -Junmyeon disse sorrindo bobo. Sua família era sem dúvida a maior preciosidade de sua vida e não trocaria por nada.

-E o Minnie? Eu estou com tantas saudades do meu bebê mais velho. -Yixing resmungou, faziam quatro anos que o filho mais velho saiu de casa, ele tinha ido fazer faculdade na China por que Luhan ficaria um tempo por lá, foram tempos difíceis para os mais velhos ficarem sem um dos filhos mas finalmente ele estava voltando.

-Ele me ligou e disse que já está retornando e disse que tem uma surpresa também.

-Eu também estou com saudade do Lu hyung. -Tao bufou. -Aquela casa é um saco quando está tão vazia, nunca achei que eu fosse sentir tanta falta daquela boneca chinesa.

-Deixa só o tio ouvir você falando isso dele. -Jongin disse rindo. -Ele vai te bater com sua bolsa de marca.

-NUNCA. Jamais que ele vai tocar nas minhas coleções de Paris. 

-Enfim, espero que seja uma boa surpresa ou seu appa vai morrer do coração. -Yixing disse e riu da cara indignada que seu marido fez. -E você Chan? Finalmente parou de enrolar?

-SIM... -Kyungsoo gritou da cozinha e veio correndo se jogando em Yixing. -Eu estou tão feliz sogro...esse lerdo demorou muito.

-Pelo visto ele puxou ao appa dele.

-YA YIXING...EU NÃO DEMOREI. -Junmyeon reclamou de onde estava sentado.

-Imagina se demorasse Myeon, mais um pouco e eu iria desidratar de tanto te esperar...e ainda por cima estava tão nervoso que estragou a surpresa.

Depois de quase um ano enrolando, Junmyeon tinha decidido pedir Yixing em casamento, decidiu pedir em uma noite romântica, e no dia ficou tão ansioso que acabou sendo um desastre total. A luz acabou, apareceu uma barata, Junmyeon acabou broxando mas mesmo assim fez o pedido e Yixing aceitou, mesmo naquela situação louca que ambos estavam, eles se amavam.

Foi uma felicidade só para os garotos descobrirem sobre o casamento, parecia que eles iriam se casar e de certo modo, foi o casamento mais lindo e especial do mundo, simples à maneira que Yixing gostava.

-Amor...não foi culpa minha.

-Você esqueceu de pagar a conta de luz, minha culpa que não foi, mas eu te amo assim mesmo.

-Appa. -Os pequenos arteiros da casa se jogaram em cima de Yixing e sorriram.

Com o passar dos anos e com a saída de Minseok de casa o casal percebeu que seus filhos estavam crescendo muito rápido, Sehun que costumava ser o pequeno anjinho agora já tinha seus 11 anos, um pequeno homem em formação, Jongin tinha 13 anos e os gêmeos possuíam agora 18 anos, entrando na faculdade. A casa se tornou bem mais silenciosa e vazia, sem os brinquedos espalhados, a gritaria, isso tudo fez com que Yixing se sentisse solitário e por isso ambos decidiram adotar um menino.

Foram a vários orfanatos mas nenhuma criança os trazia aquela paixão, em um dia quando foram visitar Minseok na China acabaram por ir em um dos orfanatos do local e se apaixonaram, não por um, mas por três meninos que eram irmãos. Yibo, Wenhan e Yixuan depois de muita luta foram registrados com o sobrenome Kim Zhang, assim como Sehun, Jongin, Baekhyun e Jongdae quiseram pôr o sobrenome do appa já que não chegaram a conhecer sua omma e Yixing que tinha criado ambos.

Os três bebês eram uma alegria na casa. Yibo e Yixuan colocavam fogo na casa, lembravam os gêmeos, viviam correndo e deixando seus irmãos loucos, já Wenhan era totalmente quieto e passava muito tempo com Chanyeol e Sehun, o menino era a cópia de Yixing, todo calmo, tímido e um tanto lento, mas Junmyeon considerava aquilo um charme.

-Yixuan, vá vestir uma roupa e Yibo deixe seu irmão ajeitar sua roupa, vocês não vão ver o Minnie se ficarem assim. -Yixing disse e os dois saíram correndo.

-FAMÍLIA... -Ouviram Minseok e todos se levantaram correndo para abraçá-lo, era muita saudade e muito amor envolvido.

-Minnie, você pintou o cabelo. -Kyungsoo exclamou rindo. -E Luhan você está lindo, eu pegava os dois.

-Pelo visto você continua o mesmo não é? -Luhan disse e o abraçou rindo.

-O que seria de vocês sem minha presença linda e maravilhosa?

-Acho que o mundo seria menos barulhento.

-YA CHANYEOL, VOCÊ QUER MORRER? SÓ POR ISSO ESTOU DE GREVE POR TEMPO INDETERMINADO. -Kyungsoo bateu o pé e saiu da sala, todos prendemos a risada da cara indignada que Chanyeol fez.

-Amor...volta aqui amor... -Como sempre, Chanyeol ia como um cachorrinho atrás de Kyungsoo.

-Qual era a surpresa meu filho?

-Ah...esse é o Sungjoo appas, Lu Sungjoo.

-Lu? Isso quer dizer que... -Yixing questionou e o pequeno assentiu.

-Oi vovô. -O pequeno era uma fofura e logo agarrou as pernas de Yixing.

-Oi meu pequeno, você quer brincar com seus priminhos? -Ele assentiu.

-Oi, eu sou Wenhan, aqueles ali são Yibo e o Yixuan, vem brincar. -As crianças foram brincar e até os adultos entraram na brincadeira. Junmyeon e Yixing olhavam de longe a família que tinham construído juntos. 

-Vou tomar um banho. -Yixing saiu da sala e subiu, já estava apenas de boxer quando Junmyeon entrou e ficou o encarando. -O que foi amor?

-Como é possível você continuar tão gostoso mesmo depois de tanto tempo? Nenhuma gordura, nada...

-Amor...nós temos 9 filhos, eu corro uma maratona todo dia, nem se eu quisesse iria engordar. -Junmyeon olhava admirado, ele realmente tinha descoberto o verdadeiro amor.

-Xing... -Yixing sentiu os braços de seu marido ao redor de seu corpo e sorriu, gostava da maneira doce que Junmyeon tinha, gostava do carinho que ele sempre tinha. -Obrigado por tudo o que me mostrou, por tudo o que me deu nesses anos.

***

Depois de toda a diversão do dia ambos estavam jogados na cama, ser appa cansava, a chuva caía fina na janela, ambos tentavam dormir mas escutaram muitos e muitos passos, deram uma risada baixa, um a um foram entrando seus filhotinhos que se enfiaram na cama dos appas.

-Eu senti saudade de dormir com vocês. -Minseok disse, Chanyeol também tinha se dirigido ao quarto dos appas, todos os filhos estavam ali dormindo como antigamente, o coração dos mais velhos se aqueceu, seus filhos nunca mudariam. No meio da madrugada todos estavam dormindo menos os mais velhos que sorriam encantados.

-Myeon, obrigado por ter colocado aquele anúncio no jornal.

-Obrigado por ter batido na minha porta.

 

Você é minha única sorte.

Um trevo de quatro folhas que eu felizmente encontrei.

Nós somos os sortudos.

 


Notas Finais


Infelizmente sim, é mais uma fanfic que chega ao fim.
Eu já tenho novos projetos par ao próximo ano e estou tentando me concentrar neles, espero que continuem me acompanhando e gostando das novas fics que virão💖
Obrigada por estarem até aqui comigo, Saranghae.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...