História Lucy In The Sky With Diamonds - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega, Os Heróis do Olimpo
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Apollo, Artemis, Atena, Bianca di Angelo, Butch Walker, Clarisse La Rue, Connor Stoll, Dakota, Frank Zhang, Gleeson Hedge, Gwendolyn "Gwen", Hades, Hazel Levesque, Jason Grace, Leo Valdez, Luke Castellan, Malcolm, Nico di Angelo, Percy Jackson, Perséfone, Personagens Originais, Piper Mclean, Poseidon, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Thalia Grace, Tique, Travis Stoll, Tyson, Will Solace, Zeus
Tags Nico Di Angelo, Nicoxoc, Os Herois Do Olimpo, Percy Jackson
Exibições 17
Palavras 1.734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


MEU HADES. DESCULPE A DEMORA!
Eu estava sem criatividade, até um certo anjo resolver me visitar no mundo inferior enquanto eu quase explodia o castelo, mas tanto faz!
Não tem música
Boa leitura!

Capítulo 7 - Revelations


Fanfic / Fanfiction Lucy In The Sky With Diamonds - Capítulo 7 - Revelations

                  

                                                                         Lucy

 

Eu e Ruby ficamos mais um tempo treinando, ignorando os campistas que gritavam para darmos espaço para treinarem. Estavamos realmente tão focadas, que esquecemos o café e parte do almoço, portanto foi o mesmo corre-corre para chegarmos a tempo.

Sentei-me no último lugar vazio da mesa de Hermes e olhei um pouco ao redor. Nico não se encontrava em lugar algum, Loraina trocava olhares com Richard e a filha de Marte estava conversando algo com Quíron e Sr.D. O fato de não ter visto Nico me deixou um pouco apreensiva, e acabei me chutando. Quer dizer, chutando um garoto a minha frente que me fitou com olhar assassino. Elizabeth e seus irmão estudavam avidamente um mapa e Trevor quase desmaiava em cima do prato.

-- Campistas! -- Chamou Quíron -- Apenas lembrando que a caça a bandeira será hoje ás cinco da tarde, e que haverá uma espécie de... mudaça em uma das equipes. -- Ele olhou de relance pra Ruby que comia calmamente.

Após o almoço, tivemos um breve treino de esgrima. Sinceramente, com toda a modestia do mundo, eu arrasei. Alguns nem ligaram, mas estava feliz por ter feito algo certo. Depois, aula de canoagem, que como o de costume eu cabulei. E dessa vez escolhi os estábulos para passar um tempo. Mas algué infelizmente chegou antes, um garoto de aparentemente 17 anos. Tinha cabelos pretos e olhos verde mar, e me olhava confuso.

-- Seus olhos são assim mesmo ou é lente? -- Ele perguntou apontando, como uma criança. Não que não tenha a mentalidade de uma, claro.

-- É natural. -- Respondi seca -- Quem é você?

-- Eu sou Percy Jackson, filho de Poseidon. Acho que já ouviu falar de mim. -- Completou com um sorriso com o qual eu ficaria encantada, mas em outra vida de preferêcia.

-- Ah.. -- Fiz uma cara de que já ouvido sim falar dele, mesmo sendo mentira. -- Não, nunca ouvi falar.

Foi satisfatório ver o sorriso dele ser substituída por uma expressão de vergonha enquanto coçava a nuca. Entenda, você não vai ser muito popular quando se tem olhos naturalmente estranhos e exala sarcasmo. Mas tem suas vantagens...

-- Hehe, de todo o jeito, avisa pro Quíron que eu passei por aqui para pegar algumas coisas no chalé. Até mais.

Ele assobiou enquanto saía e um pégaso negro pousou ao seu lado esfregando o focinho em seu braço, então o tal Jackson monta no animal e sai voando como se a conversa anterior nunca tivesse acontecido e pégasos aparecessem do nada toda a hora. Enfim, coisa normal de semideuses. Ouvi passos e trotes se aproximando dos estábulos e me escondi em compartimento vazio. Eram Quíron e Dionísio. Me segurei para não aparecer do nada e dizer tranquilamente '' Olá Quíron, um tal de Percy Jackson  me pediu para avisar-lo de que ele passou aqui para pegar algumas coisas no chalé ''  e depois sair como se nada tivesse acontecido.

-- Nenhuma notícia do Olimpo ainda? -- Perguntou o centauro preocupado. Sr. D negou enquanto abria um coca diet. -- Isto está ficando muito sério, creio que a névoa não conseguirá encobrir os poderes de Lucy de Zeus, e se a magia de Hécate falhar, ela estará exposta á fúria dele.

Devo dizer que realmente quase sai correndo de medo dali, mas me manti em silêncio. Poderia haver outra Lucy no acampamento, e essa Lucy que despertaria toda a fúria do rei dos deuses, não eu.

-- Um comentário que creio que devo acrescentar Quíron, é não só a garota que sofrerá as consequências, e sim todos que a ajudaram a encobrir junto do pai dela e Hades, como principalmente  eu e você. E sinto que esse momento está por vir, minhas uvas me dizem isso! -- Disse Dionísio. 

Uou, uma super quadrilha divina para encobrir minha existência de Zeus. Continuo torcendo para que realmente não seja eu se até Hades e o Sr. D estão envolvidos.

-- Portanto a questão é mais séria ainda. -- Respondeu Quíron -- Se ela é peça chave para vencermos esta guerra, de um jeito ou de outro terá de ser reclamada. Mas estou preocupado com quantos ressuscitarão. -- A corneta soou ao longe e quase pulei de meu esconderijo. Pena que quem toca essa droga fica escondido na copa das árvores. -- É melhor nos reunirmos de novo para fazerem o aquecimento, e que com a benção dos deuses, nada aconteça hoje.

 

*

 

Corria na direção do refeitório para tentar chegar a tempo e não chamar tanta atenção dos diretores do acampamento devido a eu ter desaparecido. No caminho, fiquei pensando no que disseram. Eu sou quem eles estão escondendo. Não havia mais nenhuma Lucy no acampamento por enquanto, e eu estou a quase um mês sem ser reclamada; mas que serei a peça chave de uma guerra enquanto estou na mira de Zeus se recusa a descer por minha garganta. Mesmo tendo sido introduzida totalmente do nada nesse lance de deuses e criatura míticas isso parece fora dos padrões. Nunca fui alguém especial e creio que nunca vou ser, igual a única certeza que temos na vida que no caso é a de vamos morrer, só sei que sou uma garota órfã de 15 anos com apenas dois amigos em um acampamento de semideuses gregos.
             Mas, se isso tiver alguma coisa a ver com a morte de minha mãe, ficarei feliz em ser uma peça importante. A dias estou pensando em sair daqui e ir atrás de quem matou minha mãe e vinga-la, porque afinal, aparentemente não tenho muita coisa a perder. Não fui reclamada e creio que para estarem escondendo tão avidamente minha existência quer dizer que sou filha de um deus proibido de ter filhos, e que portanto não tem chalé no acampamento, serei obrigada a ficar no chalé de Hermes. E, se quer saber, já está chato residir lá. Todo o dia a mesma coisa, fofocar sobre chalés alheios, roubar dos companheiros para depois esconder em Nárnia, quebrar tudo que encontram.. Enfim, muito monótono pra quem tem um nível alto de TDAH.

Cheguei enquanto o centauro dava suas últimas considerações:

--Por enquanto, os que irão participar farão um breve aquecimento, que será supervisionado por Ruby. -- Um coro de vozes infelizes e reclamações se seguiu.

-- Já viu os exercícios que ela passa? São rígidos demais! --  Gritou alguém, sendo acompanhado por certa quantidade de gente. Ruby apenas mantia um olhar impassível e um sorrisinho cruel na mesa do chalé de Ares.

Aos poucos, a multidão foi se acalmando e aceitando que nada faria o centauro mudar de ideia, pois o mesmo estava distraído olhando nervosamente de um lado para o outro com a cauda balançando agitadamente. Ele parecia mais velho a cada dia, como se algo consumisse sua energia repetitivamente, dia por dia. Gelei com uma sensação que me atingiu repentinamente. Não sei como, mas parece que ele está escondendo muita coisa, mas resolveu não colocar em palavras tudo, como se o próprio Zeus pudesse ouvi-lo.

Só pode ser isso, ele deve saber quem é meu pai e está temeroso em relação as consequências que podem se desencadear se revelar...

-- Ooi, Elizabeth para Lucy, você está no mesmo mundo que eu? -- Disse Elizabeth me cutucando e me tirando de meus devaneios. Aquela sombra ali no canto, parece espessa demais ou é impressão minha?

-- S- sim. Estou aqui, o que aconteceu? -- Ela apontou como sinal de resposta para o enorme grupo de semideuses seguindo Ruby para a arena. Me levantei e segui o grupo junto de Eliza.

Ao chegar lá, a maioria dos campistas olhava de um lado para o outro em busca de armadilhas altamente letais/romanas-de-ouro-imperial-mortal-para-semideuses-inocentes; mas felizmente não havia nada. A não ser pela filha de Marte sorrindo mais cruelmente do que antes para as pessoas ao redor.

-- Ruby, voc- cê vai pegar leve dessa vez né? -- Se arriscou alguém. O sorriso dela alargou mais ainda.

-- Claro que vou, vocês vão se sentir como em uma casa termal romana..

 

** 

 

Eu não me sentia em uma casa de termal romana, nunca havia ido em uma. Mas nunca vou querer ir se é que nem  o que estamos passando agora. O ar estava abafado, quente, e dava de respirar - na medida do possível --. Ruby suou minimamente nesse meio tempo, como se aquilo fosse uma rotina totalmente normal.

Depois de um tempo, Quíron e Dionísio entraram no lugar. O deus do vinho resmungou alguma coisa e estalou os dedos, e o lugar inteiro se refrescou com uma corrente de ar, e as roupas secaram e não tinham o mesmo cheiro de antes. Depois ele abriu tranquilamente uma lata de coca diet.

-- Ruby passou os aquecimentos dessa vez, não foi? -- Perguntou Nico surgindo de uma sombra ao meu lado. Nem me assustava tanto com isso, já era quase um costume ele materializar do nada. Assenti e observei curiosa ele girando o anel de caveira nervosamente. Mas de costume já sabia que ele não diria abertamente e sem muita insistência o que era. Acontecimentos como os de ontem são raros.

Quíron nos reuniu de volta com o anunciamento de que a escolha das equipes aconteceria no refeitório, e que é necessário todos estarem  devidamente em suas mesas.Um arrepio correu minha coluna, e penso não ter sido a único, poisa expressão de indiferença de Dionísio mudou, mas rapidamente voltou ao que era antes...

 

***

 

                                                                   ???

Observo mais uma vez o rio Estige do alto da fortaleza. Creio que será a última vez que o verei novamente, pois como outra grande guerra está por vir, ficarei ocupado por meses, ou até anos. Mas é necessário que alguém controle as Portas.

-- Tem certeza disso? -- Perguntou Hades saindo de uma sombra -- Tem certeza de que irá confrontar Zeus hoje?

-- Com certeza. -- Respondo --  Já esperamos tempo demais, e o senhor sabe que tenho muito trabalho pela frente.

Ele assente e faz uma última pergunta antes de entrar novamente em uma sombra:

-- Imagino que a reclamará antes de vir..

-- É o máximo que posso fazer depois do que a fiz passar. -- Ele se teletransporta após ter minha resposta.

Não pretendo ir diretamente á Lucy, devo esperar até seus poderes realmente se mostrarem. Então, tenho tempo para acalmar meus assuntos mais próximos no momento. Preciso ver Mary novamente...

 

...

       


Notas Finais


Yoooooo
Espero que tenham gostado!!!!!!!!!!!!!!!
Aliás, vcs não poderão mais especular quem é o ser divoso que estava conversando com (divoso) Hades!!!!!!!
Bons sofrimentos em guardar suas especulações, pois dei todas as dicas possíveis!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...