História Luz - Capítulo 28


Escrita por: ~ e ~Hecatte

Postado
Categorias Got7, K.A.R.D
Personagens B.M, BamBam, J.Seph, Jackson, JB, Jinyoung, Jiwoo, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, 2young, Got7, Lemom, Markgyeom, Mistério, Romance, Suspense
Visualizações 26
Palavras 2.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais uma semana começa e aqui estamos nós, boa leitura!

Capítulo 28 - Doce e Amargo.


Fanfic / Fanfiction Luz - Capítulo 28 - Doce e Amargo.


A terça-feira passou voando para todos na capital, muito estava sendo feito na reconstrução do quartel que havia pegado fogo, ao passar na moto do primo Jae podia ver tanto guardas quanto operários ajudando na recuperação do que podiam no prédio. Jin parecia aflito na noite passada, ele passou alguns minutos lendo antes de dormir Jae sabia que era algo da Faculdade, mas ao perguntar o que era Jin apenas parou de ler e colocou os papeis dentro de seu livro de anotações e disse que estava cansado. 
Na manhã ao chegar ao Hecate Jae junto de Mark escuta um pronunciamento do Imperador no rádio, falando sobre como os culpados serão encontrados e que os cidadãos leais ao Império devem ficar despreocupados e seguir com suas vidas normalmente, Jaebum não havia descido. "Quanto tempo ainda ele vai ficar lá em cima?" Jae pergunta terminando seu café, Mark ri desligando o rádio que agora tocava uma música calma. "Ele passou a madrugada terminando a tal música, quando fui acordá-lo ele estava deitado na mesa com metade do rosto coberto de tinta." Jae ri imaginando a cena, mas fica contente ao saber do esforço que Jaebum colocou em terminar o que prometeu no dia anterior. "Jae você pode ver se os bolinhos estão prontos no forno lá atrás? Depois do sucesso da sua torta ontem que tal você me ajudar no preparo desse tipo de coisa, você vai ter que chegar um pouco mais cedo, mas..." Jae pula da cadeira muito feliz pela confiança que Mark quer lhe dar. "Claro Mark, sei que o fato do Hecate agora produzir os próprios produtos e algo importante, prometo não desapontar, vou ajudar você de manhã e o Yugy à noite no que ele precisar." Mark sorri e toca o ombro do mais novo, Jae era realmente uma adição incrível na vida do irmão, mas muito boa na sua também. Jae entra na cozinha e diz alguns minutos depois que tudo parece pronto e que ele vai arrumar para colocar em exibição. A cozinha reformada foi ótima para dar mais liberdade para o negócio deles pensou Mark, e para Jaebum o favor que Bambam estava fazendo o comprometia, ele nunca foi alguém que gostava de dever nada.
No andar de cima Jaebum termina de se arrumar e desce às escadas com a música que ele terminou em seu bolso. "Irmão." Jaebum diz para Mark e escutando o som na cozinha ele sabia que era Jae, achando o garoto terminando de colocar a cobertura em alguns bolinhos, ele o abraça por trás fazendo o corpo de Jae se tensionar, mas ao reconhecer o perfume do mais velho ele ri. "Bom dia, chefe." Jaebum diz. "Chefe que nada, nesse estado você é quem está mandando por aqui." Jae ri e se vira dando um beijo em Jaebum. "Um por mim." Ele da outro "E outro pelo Jin." Jaebum sorri. "Quando terminar isso quero te mostrar algo.” Jae concorda e Jaebum volta para o salão. "Mark a encomenda das bebidas deve chegar nessa madrugada, será que você pode esperar acordado hm?" Jaebum diz sorrindo para o irmão, Mark coloca a xícara na frente do irmão que se senta no balcão. "Aiai, mais uma para a lista de favores hum Jaebum." Mark diz sorrindo, não se importando em ajudar o irmão.
Quando Jae saiu da cozinha os primeiros clientes começaram a entrar então Jaebum viu que só conseguiria falar com ele mais tarde, ele então foi para seu local de sempre no caixa e começou a arrumar alguns dos livros de registros.
O dia no palácio foi mais um explorando os registros na biblioteca, pela manhã Jackson e Matthew procuraram mais algum registro que poderia mostrar o paradeiro da mãe do primo do mesmo, mas não encontraram nada, quando foram ver já era tarde e eles tinham treinamento de esgrima. "Jack, amanhã nós podemos voltar, relaxa." Matthew diz colocando de volta na prateleira um pesado livro com fotos de paisagens campestres e os nomes dos donos dos lugares. "Amanhã pela tarde tenho aquele evento na Praça Memorial para angariar fundos para o orfanato que fica na Cidade baixa, mas a tarde quero ir ao Hecate e dividir com nossos amigos o que aprendemos." Matthew sacode a poeira de seus joelhos e olha para o príncipe. "Seria sábio já os considerar amigos Jackson?" O príncipe ri. "Sempre desconfiado, sei que esse é teu instinto falando, mas eu confio neles, eles me aceitaram lá e até me tratam de uma forma natural sabendo quem eu sou, eles podem ser a nossa única chance, ninguém nessa corte podre quer saber da verdade, não amigos aqui tirando você, e bom talvez o Bambam." Com isso Matthew ri. "Aquele lá não é amigo de ninguém além dos animais empalhados que ele tem no quarto." Jackson empurra o mais novo de leve. "Você lembra-se o que conversamos ontem antes de dormir." Matthew olha já desistindo do caso ao lembrar. "Não vamos jogar pedras no meu primo com os olhos fechados." Matthew enfim concorda e os dois tomam seu caminho para uma tarde que prometia ser cansativa com o treino que viria, mas o prospecto de descansar com Jackson mais tarde já fazia tudo valer a pena.
Na faculdade Imperial Jin teve mais uma longa aula nas estufas ajudando o professor Ivern a envasar algumas plantas que chegaram ao fim de semana. Ele explicou praticamente tudo sobre as tais plantas, mas no final das quatro horas Jin apenas sentiu que foi uma mão de obra de graça. A sessão de estudo com Taehyung foi breve já que Taehyung estava muito energético, Jin não teve nem tempo de falar com ele sobre as notas que leu na noite passada, o mais velho disse apenas que poderiam ir tomar um café à tarde no Hecate e conversariam lá, e que hoje ele teria a oportunidade de assistir a uma palestra com um pesquisador muito importante que está voltando à superfície hoje depois de cerca de dois anos. Jin ficou abismado ao escutar isso, mas ele não pôde perguntar nada, ao terminar de falar Taehyung já estava fora da sala, não restando sequer um de seus pertences, ele levou absolutamente todas as suas notas e livros de referência, provavelmente planejando sugar o máximo que pudesse do palestrante. Jin resolveu abrir seu livro sobre os bancos de dados e o manuseio dos equipamentos de ponta da Faculdade, que para ele estavam sendo a parte mais difícil do curso, e também tinha a aula de Metafísica na manhã seguinte, o fato de que as aulas mudavam de dia toda semana era um horror para sua mania de organização, mas ao menos as aulas com a senhora Im sempre seriam as segundas. Jin passa as próximas quatro horas afundado nos livros, aproveitando a calma da pequena sala de estudos.
A noite estava chegando ao Hecate, eles estavam fechados por duas horas para descansar antes de abrir para a noite, Yugy estava na cozinha desde que chegou junto com ele estava Mark, Jaebum estava distraído demais para ir irritar os dois, estava no palco tendo instalado seu teclado, Jae estava ao seu lado e estavam ensaiando a nova musica. "Sei que é algo simples, mas acho que reflete bem nossos primeiros dias juntos." Ele diz com um sorriso, Jae havia amado a música, algo que lendo ele percebeu era muito diferente do que Jaebum escrevia até mesmo Mark ficou surpreso, era uma musica doce, até mesmo a melodia era calma. "As tortas de ontem foram a inspiração final e seu primo também." Jae ri. "O que tem o Jin?" Jaebum brinca com as teclas criando uma melodia. "Ele contradiz muito do que você é, você aparenta ser doce e puro, mas quando se morde é uma explosão de sabor." Jae ruboriza e mantem o foco lendo a letra não querendo errar nenhuma palavra. "Já ele é como aqueles docinhos duros e azedos, mas que quando se tira aquela cobertura um sabor delicioso aparece, é mais ou menos isso... eu queria saber o que eu sou para vocês." Jaebum diz parando de tocar e olha para o mais novo. "Não sei se consigo explicar dessa forma estranha que você costuma falar, mas vou discutir com o Jin e vamos bolar uma forma de mostrar." Jae diz sorrindo, Jaebum se envergonha por um instante, ele se abre de uma forma tão incomum para ele, mas parece natural ao mesmo tempo.
Alguns minutos depois Jin chega e encontra o bar já com seus clientes de sempre, não estavam cheios como no final da semana, mas já tinham seus regulares. "Boa noite, Jinyoung." Mark diz com o sorriso de sempre atrás do bar e Jin senta não encontrando mais ninguém no salão. "Sei que está procurando por eles, os dois estão lá atrás, o Jae está esperando algum pedido ficar pronto, e o Jaebum está atrás dele ao invés de fazer seu trabalho." Essa última parte ele disse mais alto na direção da cozinha. "Calma irmãozinho, que abuso é esse hm?" Jaebum aparece dizendo e ao ver Jin ele se senta ao seu lado. "Olá Jin, ia ficar de papo com o meu irmão e nem foi me procurar?" Ele diz fingindo estar sentido, Jin ri do papel de besta dele e lhe da um breve beijo logo se virando para o drink que Mark acabara de colocar a sua frente. "Eu só estou cansado, mas amanhã vou estar aqui à tarde, então vai cansar de me ver." Jaebum ri. "Duvido muito, bom espero que goste da apresentação mais tarde." Logo Jae sai e serve os clientes acenando para o primo que já iria falar com ele. "Boa noite Jin! Como foi a aula?" Jin apenas mostra as unhas cheias de terra que mesmo esfregando por alguns minutos ele não conseguiu tirar. "Voltou para a roça Jinjin?" Jaebum diz do lado dele rindo. "Pare Jaebum, coitado do Jin." Jin sacode a cabeça. "Foi cansativa, mas acabou, e melhor amanhã vou estar aqui quando sua mãe vier, Taehyung disse que viríamos tomar um café e discutir algo, hoje ele foi a uma palestra, foi um furacão quando aquele lá entrou na sala de estudos." Jae concorda. "Pela manhã mamãe estava muito animada por amanhã." Jaebum suspira. "Hm, tomara que ela goste do lugar, no almoço vou ajudar vocês a dar uma limpada em tudo." Mark ri. "Você na limpeza? Operando milagres vocês dois hein." Jaebum apenas bate o copo no balcão indicando para o irmão que queria outro drink.
Cerca de nove da noite quando os clientes já estavam no estágio de quase bêbados e quase indo para casa Jaebum chama Jae. "Vamos nos apresentar agora, quando acabar podemos dar a última rodada." O mais novo concorda e engole o nervosismo junto com o último gole do drink de Jaebum, sentindo o gosto amargo. "Que horrível, por que o Mark não te faz um drink mais gostoso?" Jaebum ri. "Já tenho você para isso." Ele da um breve selar nos lábios do mais novo o deixando vermelho e o direciona para o palco. "Vai arrumando as coisas, vou falar com o Jin e pedir para o Yugy arrumar as luzes." Indo em direção ao bar Jin ainda estava lendo e Mark estava lavando alguns copos. "Jin é hora do show, preciso que você fique de olho, e Mark você fica de olho na porta, se alguém suspeito entrar me avise, lá em cima eu não consigo prestar atenção nisso." Os dois parecem entrar num estado de atenção que Jaebum de fato sentiu orgulho. "Tome cuidado com ele, você está mais perto então deve sentir primeiro se algo sair do controle, não se deixe levar." Jin diz serio, mas sorri no final. Jaebum concorda e vai em direção da cozinha onde Yugy estava guardando algumas formas. "Yugy arrume as luzes para a apresentação, por favor, e tente não ficar papeando com o Mark, a luz e a atenção é no palco ok!?"O mais novo apenas concorda e anda rápido em direção a caixa onde ficavam os controles da luz.
Com tudo pronto já no palco ele olha para Jae que estava parado em frente ao público que com a mudança na iluminação tinham uma noção do que iria acontecer. "Boa noite, hoje temos algo novo para vocês, uma pequena apresentação para nossos clientes, para quem está sempre aqui isso vai voltar a acontecer, mas é a minha primeira vez para uma plateia de estranhos, bom espero que gostem." Jae acaba o discurso com aquela risada que Jaebum sabia que ele dava quando estava envergonhado. O mais novo mesmo assim olhou para ele e lhe deu um olhar confiante, sinal para que pudesse começar a tocar. 
De onde estava sentado Jin podia escutar e ver tudo, os dois no palco se tornaram um durante a performance, a música clara e o significado também era sobre um homem que provava as frutas de cada tenda do mercado central até que encontrou uma em que as maças eram como mel em sua boca, era uma música diferente ainda mais da peça sombria e séria que os dois apresentaram no outro dia e na menção de tortas de fruta ele riu baixo. Tudo foi como planejado, uma música animada que fechava a noite com os aplausos dos clientes e os copos levantados em direção ao palco, o sorriso de Jae depois da apresentação bem sucedida não é algo que Jin poderia jamais esquecer.
 


Notas Finais


Então gente amanhã começa o capitulo que muitos estão esperando a mãe do Jae vai ao Hecate e vai acabar que todo mundo vai estar la e essa mistura toda vamos ver o que vai sair, provavelmente vou dividir entre o de amanhã e o de quinta não sei se vocês preferem capitulos muito grandes ou não, sempre tento não fazer nada menor que 1.5k e nada maior que 4k.
Para aqueles que queriam a explicaçãodo nome da mãe do Jackson, esta tudo explicado nas notas do capítulo passado, eu acabei editando por que tinha esquecido então para quem não viu e quiser ver esta lá. Até amanhã.
~Lu.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...