História Luz, câmera e amor! - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Iris, Kentin, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Professor Faraize, Rosalya
Tags Amor Doce, Armim, Drama, Romance
Exibições 45
Palavras 785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei povinho lindu, aproveitem o cap!

Capítulo 8 - O que está acontecendo?



- Eu disse que eles poriam vir aqui - cochichei para o Armim e o mesmo deu uma risada
- Kentim ouviu algo? -Alexy perguntou
- Não... Lexy...
- Oi?
- De quem é esse sutiã 
- Ah é da sua irmã, pelo menos ela tem um igual 
- Como diabos tu sabe que é da minha irmã?
- Eu que mandei ela comprar
- Ata... PERA O QUE O SUTIÃ DELA TA FAZENDO AQUI?
- Sei lá... Kentim ...
- Oi?
- Aquela camisa é igual a do meu irmão
- E essa é da sayu.... - Fudeu geral, tipo meu deus, eles já devem ter pensado o quê aconteceu né?
- Eles?- Alexy disse com aquela carinha
- Obviamente sim - ouvi passos fortes de Kentim até a porta do porão dentro do porão, Armim logo se botou de costas para a porta me abraçando assim cobrindo meus peitos, a porta é aberta e demonstra um Kentim furioso
- Er... Oi maninho
- SAYU
- NEM COMEÇA QUE TU TAMBÉM TAVA FAZENDO O MESMO! - o moreno ficou vermelho e o azulado lá atrás também - pode pegar meu sutiã please? E as duas blusas também - Kentim não fez nada, ficou parado me olhando, Alexy pegou as roupas e nos deu, nos vestimos e saimos do porão dentro do porão (amo falar isso) 
- Nada de comentar sobre isso com os nossos pais né maninho?
- Claro que vou falar
- Assim eu falo de você também 
- Deixa baixo então  - peguei o armim pela mão e deixamos o porão 
- Armim arruma o cabelo - ele passou a mão no cabelo
- E você esconde o pescoço 
- Ficou a marca?
- Várias 
- Ai... - botei umas mechas do cabelo no lado para  tentar disfarçar, espero que tenha dado certo, o sinal tocou e então fomos para sala

 

Em casa
Eu e Kentim mal chegamos e a minha mãe já pulou no meu pescoço 
- Minha filha
- Sim?
- Que marcas são essas no seu pescoço?
- Ah eu bati sem querer, né Kentim?
- É... Ela bateu
- Entendi.... 
- Vou para o meu quarto
- Yu
- Sim?
- Seu pai quer falar com você?
- Vai ser sobre o Armim?
- Claro...
- Hum, vou lá então 
- Eu vou também 
- Porque Kentim?
- Tenho algo a falar
- Vamos então 
Eu e kentim fomos até o escritório do meu pai
- pai? Tá ai?
- To entra- eu e Kentim entramos
- Queria falar comigo?
- Sim
- Diga
- Poderia ter avisado que tava namorando não?
- Gosto de fazer surpresas
- Hum... Quero falar com o garoto
- Aff pai, é o Armim, tu já conhece bem ele
- To nem aí eu quero falar com ele
- Tá tá... 
- Quer algo Kentim?
- Sim, Sayu pode sair por um instante?
- Ok - sai do escritório e fui para o meu quarto, o que pode ser tão secreto que Kentim não pode falar na minha frente?
Poucos minutos se passaram e eu ouvi gritos vindo corredor, sai do quarto desesperarda, meu pai e Kentim discutiam feio, minha mãe segurava meu pai que tava quase avançando no Kentim
- COMO OUSA SER MEU FILHO???
- ME PERGUNTO SE VOCÊ REALMENTE É UM PAI, POIS NÃO PARECE
- SAI DESSA CASA AGORA
- ÓTIMO - Kentim foi pro quarto e se trancou ali, tempo depois saiu com uma mala na mala 
- Espero que esteja feliz
- Vai logo embora
- Tchau mãe - o Kentim abraçou nossa mãe que chorava descontrolada, por não ter notado minha presença desceu sem me dar tchau, sai do meu canto
- O que aconteceu?
- NADA
- d-desculpa - o que tá acontecendo? 
Meu pai entrou furioso no quarto e eu desci as escadas indo atrás do Kentim
- moreno 
- Yu...
- O que tá acontecendo?
- Te conto tudo amanhã na escola tá? 
- Você vai mesmo embora?
- Sim...
- Vai voltar?
- Não sei - senti algumas lágrimas escorrerem pelo meu rosto
- Não chora pequena - ele me abraçou 
- Vai f-ficar aonde? - eu disse entre o choro
- Provavelmente no Alexy 
- Posso ir junto?
- Fica aqui, mamãe vai precisar de você 
- Tem razão 
- Adeus morena
- Adeus moreno - ele fechou a porta e me deixou ali olhando a madeira entalhada a mão sem saber o que fazer, eu nem sei o que está acontecendo, voltei para sala e encontrei a mãe chorando no sofá, me sentei ao seu lado e me pus a chorar em seu ombro, ficamos ali, chorando até secarmo


Notas Finais


Ficaram curiosos? Me digam suas teorias do que pode ter acontecido
Beijão da baka, fui!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...