História Luz dos Olhos - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Ellie Black, Musica, Niall Horan, One Direction, Romance
Exibições 62
Palavras 1.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu sumi por mais de um mês e não tem desculpa para isso, mas vou expressar meus motivos.

1) A fic está recebendo poucos comentários e eu logo associei que ninguém estava gostando, o que me desmotivou bastante para ser sincera.

2) Faltando 19 dias para o ENEM, passei os meses inteiros de setembro e outubro em provas.

Dedicado a Polyy2 que favoritou e vaninablin que comentou na fic.

Espero que gostem.

Capítulo 40 - Lucky


Though the breezes through the trees

(E embora a brisa através das árvores)

Move so pretty, you’re all I see

(Seja tão bonito, você é tudo que eu vejo)

As the world keeps spinning round

(Enquanto o mundo continua girando)

You hold me right here right now

(Você me tem aqui, neste momento)

Lucky – Jason Mraz & Colbie Caillat 

O resto de tarde foi extremamente tranquilo.

Seguimos até a área externa da casa e próximo a piscina todos se estabeleceram, adultos e jovens, mantendo conversas paralelas. Felizmente, todos lembravam de colocar Niall e Harry nelas.

- Vocês topam Albert Dock hoje? – Jake pergunta animado.

Todos concordamos.

- Vai ter cover dos Beatles hoje – Henry diz.

- Sempre tem e você sempre vai – Cher revira os olhos para o irmão.

- Verdade! – concordo com ela.

- Não é meio complicado vocês irem? – Lydia pergunta para Harry e Niall.

- Acredite, a Inglaterra é o país mais calmo para conseguirmos andar – Harry diz rindo.

- Basicamente, era uma grande zona portuária daqui que foi revitalizado e tem várias lojas, restaurantes e bares atualmente – explico rapidamente para Niall e Harry.

- É muito bonito, o melhor local da cidade. Fica completamente iluminado a noite – Ly acrescenta.

- A vista é linda do rio e do outro lado fica o museu dos Beatles – Jake diz.

- Definitivamente, marcado – Niall diz empolgado.

- É melhor irmos descansar para aguentar mais tarde – Ly diz.

- Descasar é para os fracos – Harry empurra o ombro dela com o seu.

- Não sou uma estrela pop que precisa emendar noites – ela revida.

- Coisa que eu odeio, só para constar – ele comenta sorrindo.

- Ás vezes, é até legal – Niall dá de ombros – ótima hora de inspiração para escrever.

- Enfim, sei que eu vou nessa. Ainda preciso ir para casa – Ly diz se levantando.

Lydia, Jake, Cher e Henry vão embora com seus devidos pais, os dois últimos levando Romeu.

- Quer ajuda para terminar de arrumar as coisas, mãe? – ofereço-me.

- Nós podemos ajudar também – Niall disponibiliza-se.

- Está tudo ótimo, muito obrigada. Vocês deveriam descansar da viagem – ela sorri com ternura.

- Vão sair hoje? – papai pergunta.

- Vamos levar os meninos ao Albert Dock, acredita que eles só conhecem o Anfield Road? – respondo.

- Podemos planejar um passeio legal, meninos – ele diz empolgado.

- Claro, senhor – Niall diz respeitoso.

- Sem essa, garoto – papai revirou os olhos – só Steven.

- Vou levar vocês até os quartos e mostrar a casa inteira, mil perdões pela falta de educação – mamãe pede – tinha gente demais na casa, acabei me esquecendo.

- Sem problemas – Harry deixa as covinhas aparecerem.

Após mostrar todo o térreo, finalmente subimos para o primeiro andar.

- Apesar de eu não ligar de vocês dois no mesmo quarto, achei que Harry não ficaria tão confortável sozinho, então, ajeitei o quarto de hóspedes para vocês dois – mamãe diz parando no corredor.

- Foi muito gentil da sua parte – Niall sorri para ela.

- Obrigado – Harry sorri adoravelmente e eu aperto suas bochechas.

- Vão precisar de carona mais tarde? – ela pergunta.

- Vamos com o carro de Niall daqui e Henry vai buscar Lydia e Jake – respondo.

- Se beberem, não dirijam. Eu vou de táxi e busco vocês, sem problema – ela diz, retirando-se.

Entramos no quarto de hospedes e acabamo-nos jogando nas camas. Harry ficou na da esquerda e Niall com a direita.

Harry deitou-se espalhado e Niall sentou-se com as costas apoiada na parede e eu entre as suas pernas, apoiando-me no seu peito.

- Nem foi tão ruim – disse sorridente para os meninos.

- Eles são ótimas pessoas, Cher e Henry também. Todos são, na verdade – Styles comenta.

- Você tem razão, fiquei nervoso para nada – Niall diz apoiando seu queixo no meu ombro.

- Eu estou muito feliz com vocês aqui – abro o maior sorriso possível.

- Eu notei, desde que descemos do carro, você não parou de sorrir – consigo saber que Niall está sorrindo mesmo sem conseguir o ver.

- Tudo bem casal, vocês podem sair daqui para eu dormir – Harry joga um almofada que estava ao seu alcance.

Niall e eu gargalhamos e seguimos para o meu quarto.

- Bem-vindo ao meu antigo mundo – abro a porta do quarto.

Vejo Niall analisar o quarto e soltar sorrisos de canto.

O meu quarto era bastante espaçado, do lado direito com uma estante branca vazada – formatos de vários quadrados – que exibiam livros, porta-retratos e objetos importantes e uma banquinha para estudo de vidro. Do outro lado, uma poltrona achoada vermelha, uma cômoda com a televisão e alguns itens importantes, como minha foto com Lydia e Jake no dia da formatura e duas portas – closet e banheiro –, o chão coberto por tapetes felpudos.

Entretanto, a parte que eu mais gostava do quarto era a parede que ficava atrás da grande cama de casal. Ela foi projetada para ser toda escrita com giz de cera coloridos, como uma grande parede negra, em referência ao quadro negro. Na parte central, uns dez porta-retratos de diferentes cores de moldura contrastando no preto da parede e vários recados deixados de diferentes cores, a maioria escritos por Lydia, Jake e Henry, além de algumas frases de músicas e livros que eu anotei.

 Observei que Niall olhava animado para a parede e do lado da cama há um criado-mudo vermelho que contém uma caixa com giz de cera.

- Vá em frente, pode escrever qualquer coisa – sorrio entregando-lhe a caixa – amanhã chamarei Harry para ele escrever também.

Ele pega a cor azul e passa um tempo observando onde irá escrever até que acha o canto perfeito, assinando logo depois.

“Settle down with me and I’ll be your safety you’ll be my lady.”

Reconheço imediatamente a frase da música de Ed Sheeran e lembro quando ele sussurrou no show para mim.

- Eu tenho uma música para você também – digo sorrindo.

Boy I hear you in my dreams. I feel you whisper across the sea, I keep you with me in my heart, you make it easier when life gets hard. (Menino, eu ouço você nos meus sonhos. Eu sinto o seu sussurrar através do mar, eu trago você comigo no meu coração, você faz ser mais fácil quando a vida fica difícil.)

Envolvo os braços ao redor do seu pescoço e o puxo para mais perto. Ele encaixa os braços na minha cintura e olho atentamente para os seus olhos.

Olhos estes pelos quais sou completamente apaixonada, pelos quais me perco e me acho milhões de vezes. Então, eu soube. Era o momento perfeito.

Fechei os olhos com força e me aproximei do seu ouvido, apertando ainda mais meus braços ao seu redor que ele correspondeu, intensificando o aperto na minha cintura também.

- Eu amo você, Niall Horan.


Notas Finais


Como sempre, espero que tenham gostado o capítulo.

Um momento muito lindo entre Nillie.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...