História Luz e Trevas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Anjo, Bruxa, Cenfeiro, Demônio, Fada, Feiticeiro, Lobisomen, Raposa, Sereia
Visualizações 45
Palavras 3.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oie estou aqui de novo com a fic que eu vivo rescrevendo, mas eu acho que agora tá bem melhor, me desculpe os erros se tiverem muito feios eu tiro os outro vocês relevem
Boa leitura espero que gostem

Capítulo 1 - Capítulo I


Fanfic / Fanfiction Luz e Trevas - Capítulo 1 - Capítulo I

           Luz       e     Trevas

 

"os dois irmãos  enstruidos pela coruja de olhos amarelos, as penas negras do mais velho mostrando a frieza e o sombrio as bracas da mais nova mostrando a pureza e luz as gêmeas corujas o ing e o yang"  



 capitolo  um: as gêmeas  corujas


   


     Narador

Em um tarde fria o céu esta cinza e caido neve no meio da floreta um ária plana coberta de neve, com em numeros corpos sem vidas com apenas três de pé dois de capas vermelhas com capus usando mascaras assustadoras de metal com chifres um mais alto que o outro estavam sercando um velho de capa túnica e calça preta com seu corpo em sobre peso pela indade avansada um turpante branco na cabeça estava em posição de luta e os olhos amarelos brilhavao o velho diz. 

- vocês não  desistem- e mais alto da um gargalhda macabra

- Hahaha logo eu que vou mata-lo Ele diz e o velho olha pro chão por um segundo  sem espresao e deu um sorriso. 

- parece que eu já  estou ganhando 

- não lutou com migo ainda

- o que esta esperando 

-nada! -  E diz dando um passo para frente mas o mais baixo o segura

- eu vou primeiro - sai uma voz feminina  da mascara o homem confirma com a cabeça 

Ela rapidamente  corre na direção do velho e da um grande salto se posicionado para um chute la no ar  e estava preste a emagalo com o chute mas o homem pegou sua perna e a jogou como uma boneca, mas ela não  se chocou-se  contra o chão  e Caio de pé  com as mãos na neve.  O homem apareceu em sua frente em uma cortina de fumaça amarela atacando ela com uma adaga grade e brilhante mas a mulher segura a lamina sem se contar e a toma do homem e enrosca suas pernas no pescoço dele se  derubando com ele no chão  e quase encravando a adaga na cabeça do idoso mas ele a para com a força da mente e a joga pro alto e se levanta rapidamente  jogando rajadas de energia contra ela que desvia. A mulher teletransporta atras dele o imobilizado. 

- vai morrer velhote- ela diz com a lamina no pescoço  dele

- essa adaga é  minha- o velho a inovando  nas na suas mãos  se  desmobiliza  e corto o braço dela que geme de dor e se afasta um pouco e cura o seu braço e da um sorriso. 

- eu tenho a minha propia arma não  tem problema - ela disse invocando uma espada negra fina e longa.

Então  ela começou atacar o velho com movimentos ágeis e elegantes o homen se defendia perfeitamente bruto e comesão a se movimentar e duelar em uma rapides a-normal que olhos humano so daria de ver o vulto vermelho e preto dos dois e as faíscas pelo os impaquitos que as espadas faziam.  E minutos se passam e os dois param com um distância  ambos ofegantes e com as capas rasgadas o velho com dois cortes na perna um no peito e outro em seu braço e ums quatro no rorto,  ela estava com menos mas com cortes mais profundos estava sem máscara revelando uma jovem loira com um corte grande o que quebrou sua mascara. 

-você  luta muito bem,  você  lembra minha neta ela é  otima em luta mas pexima em magia com o você-Disse o velho e a mulher  olhou  ele com seus olhos vermelhos trasbodando raiva pelas várias provocações ao decorer da luta. 

- eu cansei de bricar- ela disse com os olhos vermelhos começando  a brilhar eu uma aura vermelha começou a emanar ao seu redor o velho deu um sorriso macabro. 

- eu também querida

O velho apareceu na frente da mulher pela cortina de fumaça amarela e enfiou a mão  no peito dela  fazendo ela gritar e a olha-lo em pânico e ele tirou o caraçao da mulher uma espécie de crystal que era vermelho com manchas pretas brilhava e saia um som de batimentos mas não se mechia

- parece que o velho não  é  tão  bonzinho. usado magia negra - disse o homem mascarado que estava vendo toda a luta

- eu nunca fui um bom garoto- diz o homem sem olhar pra ele e sim a mulher que o olhava com medo, então ele esmagou o coração a mulher que  gemeu de dor até  que perdeu o som e Caio no chão sem vida,  o velho linpou a mão com o pó de vidro vermelho. 

- bom sua vez- ele diz

O homem teletransportou em uma cortina de fumaça vemelha escura, e jogou um liquido preto de um  frasco de metal e o idoso paralisou. 

- poção paralisante 

- não consegue  me derrotar você mesmo sem truques

- querendo ou não, sim, você conseguiu prender Malun oque eu conseguiria fazer

 -hehehe sincero,  mas a sua amiga pelomeno deve coragem de me enfrentar- diz o velho e o homem grunhiu. de raiva

-  fale logo onde está a prisão do deus das trevas.  Ou você  morrerá 

- eu vou morrer agora de qualquer forma 

- então me diga ou vou matar seus netos velho maldito - diz o homem exaltado de raiva

- confio que eles não vão me decepisionar e vou velo no subimundo sem a cabeça- o velho diz deboxando e o mascarado da um urro de raiva 

-  sera da maneira dificil então- ele diz e crava a mão no peito do velho mas não acha o coraçao e tira a mão  do seu peito, se revoltado com o velho que de uma risada

- desculpa, acha que levo o meu Coraçao para uma batalha- deboxou- tera que acha outro modo. 

O mascarado bufa e tira o capus e pelos bura da mascaras dava de ver seus olhos azul e vermelho, então  ele se afunda no olhar do velho indo até a sua mente brutalmente caçandondo as memorias do velho como se tivese uma faca, o velho aguetava firmemente.  Mas ele incontrava só memorias banais viu um lugar protegido tentou adentra mas sempre falhava até que foi espulso da mente do homem Mais velho o deichando Tonto e com dor de cabeça

- hehehe achou que seria facil só me procurar ameaça a minha familia e saber de tudo.  O velho diz  e riu

- eu vou matalos!! E os vera no no inferno se tiver quando eu liberta o Grande Malun 

- eles que sera sua ruin meu caro- disse serio, o homem estremeceu um pouco mas sua raiva er maior.

-cansei de você Swan

Disse e infiou a mão novamente no seu peito so que dessa vez o velho gritou de dor não um física e sim espiritual como se rasgace sua Alma,  seus olhos e Boca saia um luz amarela  uma aura em seu intorno que formou uma coruja, o mascarado tirou a sua mão de seu peito tirando uma Pena de luz amarela que canalizou toda a aura que envolvia o senhor

- tirei sua Pena espiritual, é pouco pra você morrer.  Qual a suas utimas palavra? 

- você guarda o que eu disse  os meus netos que eu tanto amo matara você esse é meu presents do futuro para o senhor - diz  fraco e baixas quase não dando para ouvi mas o mascarado ouviu muito bem não dava de ver sua espresao mas era de confuso panico e raiva. 

- é-é mentira isso

-....é ....a verdade e você não  libetara Malun

-EU VOU SIIM, ESTOU MATANDO VOCÊ AGORA COMO VOU FAZER COM OS SEUS QUERIDOS NETINHOS, E SOUTAR MALUN QUE ESTAREI DO  LADO DELE!!- grits nervoso

- Ah, nervosinho Vai se foder- disse fraco e forçando a o braço apontandopra ele e mostra o dedo do meio. 

O velho feicha os  olhos e more com um sorriso no rosto, o mascarado segura a Pena com força e grita de raiva e guardando ela no bolso

- eu não deicharei isso so acontecer

Disse e teletrasportou na cortina de fumaça junto com o senhor mais velho  que esta de pé mostrando o dedo do meio como uma estatua



*~~~~SEIS MESES DEPOIS~~~~*



Dark swan narando

Eu estava dormindo traquilamente quando ouso o barulho infernal do despertado, levanto e ele voa para a parede se quebrado todo mas sem eu tocalo?  Ah poderes, bem feito quem manda por ter me acorda, falando nisso voutarei a dormi, me enrolo nas cobertas e começo a cair no sono, mas abrei a PORRA da PORTA com força. 

-que barulho foi ease?!-Pergunta a minha Irmã meio assustada,  e me levanto denovo eu dou um olhar assasino e sonolento- Ah você acordou. 

-é não sei por que eu tenho essa merda de despertado- digo roco ela revira os olhos e ri

-  sera que é pra você acorda essa hora?

- agora eu o coloquei no modo soneca até as 13:30- digo me enrolando nas cobertas novamete

- mas presisamo de ir as 09:00 é agorinha, então levanta e vai balhar e fazer o café- ela mandou e eu murmurei um não que foi abafado pelo traviseiro. 

- anda levanta Coruja anda, anda,- ela diz me sacudindo e tirou as cobertas me descobrindo viro para o lado mas ela cotinuo me sacudindo. 

-TÀ CARAI!- gritei e ela parou e me sentei na cama- e pra onde vomos Tão sedo. 

- ué criatura pra escola que você estava Tão animado,  se tem amnesia? 

- ah é mesmo eu tava esquecendo - disse me levantando animado ela sorri pela minha animação 

- hihihi então vai banhar logo eu estou com fome-  ela diz  alisando a bariga e fazendo cara de fome eu torço o nariz

- você tem que aprender a cozinhar  direito -  eu digo e ela faz um bico

- mas eu só sei frita ovo- diz com voizinha manhosa- vou acabar enjoado

- então faz um curso de culinária logo- digo pegando minha toalha no cabide. 

-mas você vai fazer o café da manhã néh? 

-claro...

-eba!!- disse batendo pauminhas

- que não, frita o seus ovos que ta bom. Digo e ela faz bico

-mas eu queria boliii

- faz um você  mesma,  quado fazer o curso de culinária

- Ah, seu chato- disse fechando a porta mas abriu de novo- você vai ter ovo queimado- disse saido do quarto de novo

 Entro no banheiro e Fasso minha iguiene e tomo um banhou gelado pra disperta escovos os meus dentes, e vou me arrumar, visto uma coeca box e uma calça preta rasgada nos joelhos uma camiseta branca com uma jaqueta e tenes preto, pentiao os meus cabelos, eu sou um albino de cabelos totalmente  brancos lisos, olhos de íris cinzas bem claros, magro mas alguns muscolos pela aula de dança e uns treinos com a minha irmã, estou sempre sem expressão no rosto as vocês de carinho mas só com a Light. achei inportante me defini tá?

Saio do quarto e vou para a cozinha, e passo pelo coredor e vejo um retrato do vovô éra um homem sabiamente loco, tinha um aparência feliz de barba branca e olhos de iris preta com aqueles turbates que não sai de sua cabeça acho que até  esqueci como era o seu cabelo, sorrio pro retrato. 

- saudade de você velhote

- CORUJA, O CAFÉ DA MANHÃ TÁ PRONTO!!- grita da cosinha 

- TO INDO!

Gritei de vouta e desci as escadas e vou até a cozinha encotro a minha irmã que estava sentada comendo, ela   é a minha irmã gêmea mas não temos nada de parecidos nem na aparência ou personalidade, ela é uma garota de cabelos negros lisos que com algumas tranças, pele branca e pálida, e olhos de  íris completamente preta mas sempre com um brilho, labios coração, alta, e malhada pelos trenos de luta. Estava de vestido braco fino e de jaquet dins sem mangas e tenes brnco. A messa que estava cheia de guloseimas que minha irmã e incapaz de fazer e aida se tivese ajuda sairia errado. ela me olha e sorri na cara de pal.

- você não vez isso-Digo e me sento na cadeira

- claro que fiz- disse fingindo de indiguinada. 

- ah, dessas coisas você  só fez.... o suco aparentemente.

- eu posso ter usado magia

- você é  pessima  em magia

- EI! eu não sou tão ruin- disse abaixando a cabeça,  afs você é muito sensível como pode ser uma garota tão ingênuas e sesivel mas que bate pra caralho quando que mas independete que ela seja melosa e sensível de mais  ela é a minha irmã. 

- eu sei Light por isso vai melhorar na escola que estamos indo, tá,  você  vai ser uma otima feiticeira- Digo e ela da um sorriso e eu retribuo sinsero

- você deveria ser mais legal

- eu não  gosto de ser legal

- você  é  com migo

- você é a minha irmã, e eu amo você é  diferente. 

-own você  sendo fofo, eu também  te amo. 

- eu não sou fofo!. E vomos comer logo... Você comprou na padaria? 

- é-é foi

- que bom vai que morreria envenenado  pela comida ruim

- indito-diz comendo e eu dou uma risada

Tomamos o café, pegamos as malas pra ir no trem sem mundos onde leva os seres mágicos pra reinos e escolas, eu pego o antigo livro de magia do meu avô,  e a Light uma aramadura parte da herança  do meu vô como a casa que eu vivo e dinheiro, fomos de táxi voador até  estação, nos chegamos e ficamos esperando a Lih já fez amizade com quase toda plataforma,   ela é muito amigável, a Maria fumaça chegou e fui pra uma cabine sozinho  minha irmã  me chamou pra ficar com ela e povo que ela conheceu mas eu falei que queria ficar só e ela já não insiste mais. 

Entro na cabine e fico olhando para janela vendo a plataforma se destanciando e me perco nos meus pensamentos,  bom meu primeiro ano na escola Maguikeler meu vô  depois seu assassinato descobrimos que existe escolas para ensianar os seres a viver se defender e usar seus poderes,  meu avô disse que iria ensinar tudo ele mesmo mas ele nos matriculou nessa escola antes que eu e a Lih fizssemos 18 anos que é  quando um ser entra na escola, mas porque ele mudou de ideia AAH seu velho me deicha confuso até morto...  *suspiro* porque você deichou eu e a Lih sozinhos como nossos pais, mesmo sabendo que ia morrer lá e eu vi você morrendo a Lih viu você  viu mas foi mesmo assim  nos deichando, sera que um dia eu intenderei você?  a porta da cabine  se abre e saio dos meus pensamentos. 

- eu posso ficar aqui rapaz-

Diz um homem na porta da cabine, era mais velho paresia ter ums 28 anos,  era mais alto que eu, tinha pele clara brozeada, cabelos negros meio rebeldes barba por vazer  e sombrasenhas grossas, tinha labios arco rosados, e era musculoso dava de perseber pelos onbros largos,  esta de camiseta azul e jaqueta de couro preta, festia um calça dins escura, coturno preto, ele estava me olha nos olhos com aquelas íris azuis meio violleta que estava me deichando nervoso odeio quando fazem  isso e porque  eu não mandei ele caça outra cabine ainda? 

- desculpe eu estou avodo hoje moço pode entra- mas que porra é  essa que eu disse. 

- Ah não tem problema sou mô viajado também

Diz dando um sorriso lindo, quer dizer um sorriso bonito como uma pessoa bonita pra caralho dessas tem, quero dizer.... Voutando.ele ageitando a suas malas e se senta na minha frente me fitando com aqueles olhos e desviu discretamente para a janela,  pelo silêncio ele pucha assunto. 

- você vai pra onde garoto? 

- pra escola Maguikeler

- ooh eu sou professor de lá 

- que conhecidensia legal

- você é que ser? 

- feiticeiro das sombras

- eu suspeitava pelo os seus traços- diz sorrido me analisando- bom eu sou seu professor de feitiços. 

- que maneiro o senhor é  que feiticeiro. 

- não precisa de senhor, não  sou nem casado e nem tão velho

- e você tem quantos anos? 

- ...204- diz e eu fico boquiaberto e dou uma risada baixa

- tu é um senhor sim hehehe tem indade pra ser meu avô ou tataravô-eu brinco e ele bufa fazendo uma cara muito fofa

- tá, tá,  mas só professor 

-senhor professor- digo ele itorta o nariz 

-tá pode me chamar do que quiser 

- hihihi tá  legal, mas qual é  o seu nome  o meu é  Dark Swan- eu digo e ele fica boquiaberto e eu ergo uma sombrancelha. 

- Swan,  você  é parente do semideus Herbos Swan- ele indagou eu assenti

- é não sabia que tinha semideuses na minha família- Murmuro pra min mesmo- é sou da família Swan

-oh! E o meu nome é Mickael Zanini eu sou feiticeiro da neve e lobisomem. 

-prazer então senhor Zanini

- igualmente senhor Swan- 

Ele sorri e retribuo,  e ficou me fitando nos olhos,  que isso já tava me incomodando e inritando, mas eu não consigo parar de olhar e adimirar os seus belos olhos azuis meio violeta com sua  boca cabelo , nariz, pele, corpo, sorrisso, cara ele é  muito gostoso!!  Quer dizer um homem com extrema beleza, a que se foda ele é gostoso mesmo e se não acho se tem problema,  voltando, ele sorri de novo

- seus olhos são muito bonitos- ele diz e sinto minha bochecha esquentarem, porra eu correi, o que tá acontecendo e agora ele ta me olhado tipo" own que coisa mais fofa do mundo cuti cuiti" 

- v-valeu- eu gaguejo, merda! 

- você é fofo- eu não falei! minha reputação  fui pro lixo,por cora

- eu não sou fofo - indago bravo

- owu bravo fica mais

- vai se... - eu não  termino de dizer ele ergue uma sombrancelha e segura a risada- o que eu não sou nessa vida é fofo

- não é fofo nem com os namorados?- pergunta,  eu fico surpreso  nem falei que sou gay, sera que dei muito na cara, claro né Dark heteros não ficam com vergonha de elogios de outros caras, 

- eu não sou fofo com quem só fodo- repondi,  na verdade eu nunca transei na vida, as pessoas as vezes  começao a ter medo de mim ou não  gostao, sempre me deacotrolo e machuco alguem... mas ele não precisa saber né 

- wou isso não foi fofo

- eu falei que não sou

- fala isso porque  nunca se viu vermelhinho- ele diz, pronto esse cara quer me comer, ferou pera não seria tão Ruin, não claro que seria. 

Eu ia falar alguma coisa mas abrem a cabine de novo e  éra a minha irmã ela olha pra mim e depois da Zanini sorri e se senta au meu lado. 

- você  não queria ficar sozinho? Disse disconfiada

- mas ele pedio pra ficar aqui e eu deichei, não pedio pra eu ser mais amigável? 

- é eu pedi- disse ainda descofiada 

- gente - o professor disse deichado nos dois sem geaça

- voi mal- disse cutucando a Lih

- oi eu sou Light Swan - disse simpatica estendendo a mão  ele aparta a mesma e sorri

-sou Mickael Zanini... 

-solta a mão dela- mando e ele a solta com susto e a Lih escode a sua mão. 

- o que foi?  Fiz algo. 

- Ah, desculpe é que ela não pode segurar ou tocar alguem por muito e olhar nos olhos  assim como eu,  nos dois vemos a morte das pessoas e isso a deicha meio preucupada e triste- digo e olho para ela que etá de cabeiça baixa seguro o onbro dela e ela sorri. pode parecer um pouco bobo mas ela surtou quando viu a morte da minha avó  e do vovô também.

- oh eu entendo,  não tem problema , vocês são gêmeos lua e sol, 

- o que? Que isso

- são gêmeos que nascem diferentes um do outro, um o oposto do outro, um nasceu feiticeiro da Luz o outro vai ser o seu oposto, eu sou um também.ele diz sorrido

- eu não sabia- ela disse

- se não presteva atenção no que o vovô dizia-eu digo

- mas é tudo novo pra mim, ele fala tudo sem sentido não ajudava também. Ela falae eu RI balançando a cabeça 

-bom professor você  tem um grande trabalho pela frente- digo apotando pra minha irmã  o professor riu e a Lih bufoue virou a cara

- bom meu trabalho é  ensinar vai fazer feitiços  perfeitos em duas semanas- diz olhando pra ela que sorri

- ou anos.  Digo e ela me da um murro no onbro que dueu

- mas você não agueta um minuto na arena com migo bailarina. 

-então é  boa em lutar

- infelizmente  é - ela me reprendeu- quer diz felizmete ela pelomenos luta não vai morre fácil- a garota me olha brava ainda eu sorriu 

- então  vai gostar das aulas de Batalha. O professor diz

- tem isso também?- ela pergunta animada e ele asaintiu- que legal

Então eles conversaram bastante eu só escutava, e as vezes  o Zanini me olhava, porra esse velho vai me dar problemas pera,  eu vou dar problemas pra ele hihhihi e bom aproveitarei dele porque que homão da porra.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...