História Luz Nas Trevas - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Deidara, Gyuuki, Hidan, Ino Yamanaka, Isobu, Itachi Uchiha, Jiroubou, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Kakuzu, Karin, Kiba Inuzuka, Kidoumaru, Killer Bee, Kisame Hoshigaki, Kokuou, Konan, Kurama (Kyuubi), Matatabi, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Sai, Saiken, Sakon & Ukon, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shukaku, Son Gokuu, Suigetsu Hozuki, Tayuya, Yamato, Zetsu
Tags Akatsuki, Bijuu, Esconderijo, Itachi, Luta, Luz Nas Trevas, Naruto, Orochimaru, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Vingança
Visualizações 121
Palavras 2.716
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie! Tudo bem?
Espero que gostem desse capítulo que eu considero O CAPÍTULO.
Ah, e nele tem mais quebra de tempo, fiquem atentos à isso.
Boa leitura.

Capítulo 7 - Revelação


Fanfic / Fanfiction Luz Nas Trevas - Capítulo 7 - Revelação

Capítulo 7 - Revelação

 

Ele encontra-se deitado em sua cama – uma nova, já que trocaram de esconderijo – esgotado por mais um dia intenso de treinamento. Nesses anos que se passaram, suas habilidades melhoraram consideravelmente, ele não é mais o mesmo Sasuke de antes. Agora está mais forte e ainda mais sombrio.

Após Sakura ter ido embora, Sasuke adentrou mais a escuridão, deixou-se ser mais dominado ainda pelo ódio e vingança. Tornou-se mais frio e indiferente. Vivendo apenas para seu objetivo.

Esse tempo sem a rosada foi muito... Diferente. Ela era a única que mantinha-o fora da escuridão, tê-la aqui impedia que a maldade dominasse-o, mesmo que ele não saiba disso e, depois que ela foi embora, tudo mudou. Sem perceber, as trevas o dominou e a pouca luz que o mantinha fora da escuridão profunda se apagou.

Nesses anos, ele não sentiu a falta dela. Pelo menos, é o que ele diz, afinal, por que sentiria a falta de alguém tão irritantemente irritante? Mas, uma coisa ele tem que admitir, é no mínimo estranho, diferente, esse esconderijo sem a presença de alguém tão... Alegre.

Ele está perdido em pensamentos, todos voltados para sua vingança, afinal, não deve faltar muito para esse momento, quando é despertado de seus devaneios assim que sente a presença de chakras por perto.

Crakras conhecidos.

Ele levanta rápido e segue para uma sala grande onde há várias estátuas de cobras no fundo. Está na hora de rever seus amigos e mostrar-lhes que seu lugar é aqui. Treinando.

Sasuke caminha até as estátuas e senta-se nos degraus à frente delas, esperando que os ninjas de Konoha o encontre. Ele fecha os olhos, respira fundo e os abre quando sente a presença deles no mesmo cômodo em que está, revelando o tom vermelho sombrio de seu Sharingan.

À sua frente, estão quatro shinobis da Folha. Naruto Uzumaki, Ino Yamanaka, Sai e Yamato. Os dois últimos, Sasuke não faz ideia de quem são.

Com o passar do tempo e o treinamento duro, Naruto tornou-se mais forte e determinado, tanto que, há dias atrás, resgatou Gaara das mãos da Akatsuki, junto com a equipe Gai, Kakashi, Chiyo e Ino. E hoje, aqui, de frente para seu melhor amigo e maior rival, está confiante e determinado a salvá-lo.

- Sasuke! – Naruto grita, seus olhos azuis estão levemente surpresos e vasculhando toda a sala a procura de sua outra companheira de time – Onde está a Sakura?

- Ela não está aqui. – Sasuke responde e percebe que, das três pessoas que estão com Naruto, ele conhece apenas Ino.

“A Sakura não está aqui? Será que ele mandou-a ir embora?”

Um sorriso surge no rosto de Ino com esses pensamentos.

- Sasuke! Volta conosco para a vila! – já estava demorando para a escandalosa da Yamanaka começar a gritar.

O Uchiha suspira, cansado.

- Não vou voltar. – ele se coloca de pé, com, agora, os olhos ainda mais sombrios.

- Como assim a Sakura não está aqui? Onde ela está, Sasuke? – a raiva na voz de Naruto é evidente.

- Ela está treinando.

- Onde? – Naruto está ainda mais irritado por Sasuke não responder suas perguntas direito – Preciso levá-la também.

- Não é da sua conta onde ela está. Só precisa saber que não é aqui.

- Você deixou-a sozinha, Sasuke? – o loiro fecha as mãos em punho, irritado.

- Eu não tenho nada a ver com a vida dela e, além do mais, Sakura foi por vontade própria. – o tom frio da voz de Sasuke surpreende até ele mesmo.

Ino engole em seco. A loira nunca viu Sasuke agir tão friamente assim. Por um instante, ela tem medo do que ele pode ter se tornado, mas logo esse sentimento dá lugar a uma mínima chama de esperança, afinal, está mais que claro – para ela – que o Uchiha não sente nada pela Sakura.

- A Sakura pode estar correndo perigo, Sasuke. Como pôde deixá-la sozinha?

- Eu já disse, Naruto. Não tenho nada a ver com a vida dela. – o semblante de Sasuke fica ainda mais sombrio enquanto encara o Uzumaki irritado – Por que não nos deixa em paz? Viemos por vontade própria, você não tem nada a ver com as nossas escolhas.

- Tenho sim e...

- Naruto, desista! Ele não virá por vontade própria. – a voz de Yamato se faz presente na sala pela primeira vez.

- Mas, capitão Yamato...

- Yamato tem razão. – Sai pega sua katana e se coloca em guarda.

- Sai... – Yamato chama, mas o membro da Ne ameaça ir em direção ao Uchiha para atacá-lo, afinal, precisa levá-lo nem que seja a força de volta para a vila.

Para falar a verdade, a missão inicial de Sai era matar Sasuke Uchiha, mas, ao ver como ele é importante para o Naruto, Sai mudou de ideia e escolheu ajudá-lo. É claro que Danzou ficará irritado com essa decisão, entretanto, Sai não se importa, pois agora entende o sentido da palavra amizade e faz questão de ajudar o Uzumaki.

No entanto, Sasuke é mais rápido e golpeia o ninja – o qual acabou de descobrir se chamar Sai – com o seu pé, lançando-o longe. Os outros três ninjas de Konoha arregala os olhos, surpresos por tamanha velocidade. Sasuke foi tão rápido que os olhos deles não foram capazes de acompanhar.

- Sasuke! – uma voz é ouvida na outra entrada da sala e os olhos de todos seguem até lá, encontrando duas figuras, Kabuto e Orochimaru, encostados na parede – Não sabia que tínhamos visita.

O sennin caminha até o meio da sala com Kabuto em seu encalço e se coloca entre o Uchiha e os ninjas de Konoha. Sai levanta-se do chão e junta-se aos seus companheiros, os quais encaram Orochimaru com um misto de medo e raiva.

- Que surpresa! – o sennin diz – Não pensei que teríamos visita e muito menos que seria um dos meus experimentos e o jinchuuriki da Kyuubi.

Os olhos de Naruto e Yamato encheram-se de ódio.

- Experimento? Jinchuu.... Jinchuuri o quê? – Ino sussurra confusa, afinal, ela não sabe o que significa essa palavra mesmo que tenha conhecimento da Kyuubi que reside dentro do Uzumaki, e não sabe o que Orochimaru quis dizer com “experimento”.

Ino não é a única confusa naquele ambiente, Sasuke também não está entendendo nada. O que Orochimaru quis dizer com experimento e jinchuuriki da Kyuubi?

- Do que está falando, Orochimaru? – Sasuke pergunta.

- Ah! É mesmo. Você não sabe. – o sennin olha para o Uchiha e hesita um pouco antes de continuar – Yamato é um dos meus experimentos. Ele possui o Mokuton graças à mim. E quanto ao jinchuuriki, bom, você sabe que, há anos atrás, a Kyuubi atacou Konoha, não é? – Sasuke acena positivamente com a cabeça – E que o Yondaime Hokage salvou a vila, sim?

- Pare de enrolar. – Sasuke pede e Orochimaru suspira.

- A Kyuubi está selada dentro do Naruto. – os olhos de Sasuke quase saíram do rosto por tamanha surpresa.

Os orbes vermelhos encontram os azuis do Uzumaki e o Uchiha percebe que o sennin falou a verdade.

Agora está explicado o porque do Naruto às vezes parecer possuir tanto chakra ou o modo sombrio que ele fica quando está envolto em um chakra vermelho.

- Não sabia que havia isso dentro de você, Naruto.

- A questão aqui não sou eu e sim você, Sasuke. Eu vou levá-lo de volta para a vila.

- Não, você não vai, Naruto! – a voz de Sasuke sai fria, indiferente.

Yamato vê que não conseguirão levar o Uchiha por bem, então acena para os outros companheiros de equipe, avisando que é hora de atacar, porém o Uchiha percebe e se move em uma velocidade surpreendente até perto deles. Nocauteando todos com apenas um golpe.

Raios que emanaram de todo o seu corpo.

- Sasuke! – a voz de Orochimaru ecoa no ambiente, atraindo a atenção de todos os ninjas – Vamos embora, está na hora!

Sasuke olha para o sennin lendário e, mesmo contra a sua vontade, dá as costas para os ninjas de Konoha e junta-se aos dois ninjas patifes.

- Sasuke, não vá embora! – Ino grita ainda caída no chão, escandalosa como sempre, mas Sasuke nem liga, ele, simplesmente, dá alguns passos em direção à saída da sala – Por favor... Sasuke... – as lágrimas banham o seu rosto – Então me leve com você.

Sasuke para ao ouvir as palavras da loira. É, exatamente, a mesma coisa que Sakura disse naquele dia. Sim, ele lembrou-se dela. Aquelas palavras...

Mas, não é a mesma coisa ouvir aquilo da boca de Ino. Aquelas palavras não têm o mesmo efeito sobre ele e não há porque ceder à esse pedido agora.

- Não. – é só o que ele responde, frio e indiferente como sempre.

Mais e mais lágrimas escorrem pelo rosto de Ino.

Por que ele não queria levá-la? Por que Sasuke não aceitou sua proposta agora? Se ele levou a Sakura, então por que não a levaria?

Ela não tem tempo de achar uma resposta plausível para as suas perguntas, pois Sasuke volta a andar, com Orochimaru e Kabuto em seu encalço.

- Sasuke! Não! – Naruto grita, ainda caído no chão, todo dolorido pela descarga elétrica que recebeu agora à pouco, mas é tarde demais, pois os três somem em um piscar de olhos, deixando apenas os ninjas de Konoha naquele esconderijo sombrio.

- Droga! – Ino reclama ao secar as lágrimas que marcaram o seu rosto, seus olhos estão vermelhos de tanto chorar – Por que ele não quis me levar junto?

- Não é hora para pensar nisso, Ino. Temos que encontrar o Sasuke e a Sakura! – Naruto fala ao se pôr de pé, seguido por Yamato, Sai e, por último, Ino – Agora temos que procurar os dois em locais diferentes, droga! – ele abaixa a cabeça, fechando as mãos em punho de tanta raiva – Ele não devia tê-la deixado sozinha.

- Ela vai ficar bem, Naruto. – Yamato coloca uma das mãos sobre o ombro de Naruto, que olha para ele e dá um leve sorriso forçado.

- É o que eu espero.

“Que esteja tudo bem, Sakura.”

. . .

“Está na hora!”

Ele diz para si mesmo antes de tomar coragem para adentrar o quarto do sennin lendário, Orochimaru, que se encontra muito fraco.

O Uchiha já chega com seu Chidori ativado, fazendo o ninja arregalar os olhos.

- Você quer me matar? – a voz do sennin ecoa no quarto escuro, mas não intimida o garoto que ativa o Sharingan.

- O que acha?

- Você não pode contra mim, Uchiha! – Orochimaru assume sua verdadeira forma, uma cobra branca e tenta atacar Sasuke, mas o Uchiha a derrota facilmente.

O sennin está fraco, já está na hora de trocar de corpo, e é agora ou nunca. Senão fizer isso nesse exato momento, pode ser tarde demais.

Ele dá início ao ritual, mas não contava com o fato de Sasuke Uchiha ter se tornado tão forte. O seu Sharingan desenvolvido e o controle excepcional de sua marca da maldição se tornaram um obstáculo forte contra Orochimaru.

O sennin, já fraco, se vê sem saída e acaba sendo derrotado em seu próprio jutsu. É tarde demais.

Orochimaru se foi.

Sasuke fecha os olhos e, quando os abre, os ônix voltam às suas íris. Ele respira fundo, um pouco cansado pelo esforço e segue para o lado de fora, é hora de pegar estrada e encontrar Itachi Uchiha.

Durante o trajeto até a sala onde Suigetsu, um dos ninjas que ele quer recrutar para seu time, está, os pensamentos de Sasuke voltam-se, inconscientemente, para a Sakura.

Será que é uma boa ideia ir embora com a Sakura longe? Como ela o encontrará depois? E, afinal, por que ele está pensando nisso?

Sasuke afasta esses pensamentos irritantes e coloca seu objetivo de vida à frente de tudo. Ele precisa cumprir sua vingança à qualquer custo.

- Quem está aí? – Suigetsu pergunta assim que sente a presença de alguém na sala.

- Sou eu. – Sasuke entra em seu campo de visão e, em um piscar de olhos, a câmara em que Suigetsu se encontrava parte-se, libertando-o. – Preciso da sua ajuda. – o Uchiha guarda a espada no suporte atrás de si e começa a caminhar em direção à saída – Vista-se logo! Ainda temos que encontrar Karin e Juugo.

. . .

O time Hebi, composto por ninguém mais, ninguém menos que Sasuke Uchiha, Suigetsu Hozuki, Karin Uzumaki e Juugo, caminha pela floresta procurando o esconderijo dos membros da Akatsuki, pois, quem sabe assim, eles encontram alguma pista sobre o paradeiro de Itachi.

Quase no fim da tarde, eles se separam para procurar mais pistas sozinhos e combinam de se encontrarem em outro lugar. Sasuke procura por uma floresta e estava tudo tranquilo até ele sentir a presença de um ninja.

- Quem está aí? – ele pergunta e, do meio das árvores, surge uma figura mascarada vestida com uma capa preta com nuvens vermelhas.

Tobi, um membro da Akatsuki.

- Sasuke Uchiha... – ele diz com uma voz brincalhona, irritando o Uchiha.

Porém, quando Sasuke decide atacá-lo, sente a presença de alguém por perto, no alto e, quando olha para trás, com seu Sharingan já ativado, seus olhos localizam uma figura loira também com a capa da Akatsuki, Deidara, em cima de um pássaro.

 

 

Sasuke Uchiha

 

- Sasuke Uchiha! – a voz do loiro se faz presente e eu encaro-o.

O que está acontecendo, afinal? De onde surgem tantos membros da Akatsuki?

Merda! Eu só preciso encontrar o meu irmão e esses intrometidos ficam atrapalhando. Ninguém merece.

- O que querem? - pergunto.

- Te matar! – ao falar isso, o loiro pega algo em um saquinho na lateral de seu corpo e encara-me.

Seja lá o que ele estiver tramando, não parece nada bom.

Ele abre as mãos, lançando, o que parece ser, argilas em forma de pássaros, as quais, para a minha surpresa, se explodem ao chegar próximas à mim.

Eu pulo para desviar, já que o Sharingan me permitiu ver esse ataque segundos antes perfeitamente. Coloco-me em guarda, alternando minha atenção do membro mascarado para o loiro.

- Acaba com ele, Deidara! – o mascarado diz.

Então o nome desse cara da argila explosiva é Deidara, humm...

- Eu sei o que tenho que fazer, Tobi! – o loiro grita de volta.

Descobrir quem são aqueles dois foi mais fácil do que pensei, agora só preciso descobrir as habilidades de cada um para vencê-los.

Deidara não parece um oponente qualquer e essa luta não será fácil, dá para perceber só de olhar, mas eles não vão conseguir me intimidar, eu sou Sasuke Uchiha, estou forte e preciso ficar mais ainda para encarar o meu irmão, então isso será mais um desafio, um teste, um treinamento, para quando chegar a hora, eu conseguir fazer Itachi cair aos meus pés, derrotado.

A luta segue e acaba sendo mais difícil do que pensei. O loiro é um oponente forte e seus explosivos de diferentes tipos, principalmente, aquele que ele havia separado para o Itachi, qual é mesmo o nome?

Clone de bombardeio suicida.

Sim, é o pior deles e eu só consegui escapar vivo por causa do meu Sharingan.

E, agora, bom, não sei bem o que está acontecendo. Deidara encontra-se encostado em uma árvore e eu, uns metros distante. Ambos exaustos, mas sua expressão diz que tem alguma carta na manga.

O que esse ninja está tramando?

- Eu queria te destruir e depois me vingar de seu irmão, mas acho que não será possível agora. – ele fala enquanto retira a sua blusa, revelando uma boca em seu peito – Você queria derrotar o Itachi, não é? Só que a única forma de derrotar o seu irmão seria se ele, de alguma forma, enfraquecesse... – ele faz uma pausa enquanto descostura a boca no peito – Mas, isso nunca vai acontecer, é claro, afinal, a parceira dele é uma médica de Konoha.

Médica de Konoha? Do que ele está falando?

- E sem contar que, antes disso, você terá que passar por mim, o que é impossível. – a voz de Deidara assume um tom mais alto enquanto suas veias tornam-se visíveis através de sua pele.

- Uma médica de Konoha? – pergunto, confuso, afinal, quem de Konoha seria capaz de ajudar o meu irmão? O assassino do clã Uchiha?

 - Você deve conhecê-la. – ele fala, encarando-me – O nome dela é Sakura Haruno!


Notas Finais


E então? Gostaram?

Bom, só queria desabafar aqui com vocês que, mesmo eu sabendo tudo que ia acontecer desde o início e tendo escrito isso, ainda tô no chão depois desse capítulo.

Espero que tenham gostado como eu gostei.
Beijinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...